Anda di halaman 1dari 1

AO POPULAR

luz dos textos constitucional e legal, podemos dizer que a - ao popular a ao constitucional cvel contra ato lesivo ao patrimnio estatal ou ao patrimnio pblico-coletivo da sociedade. A ao popular tem por escorpo principal anular ou declarar a nulidade de um ato lesivo ao patrimnio, moralidade administrativa , ao meio ambiente e ao patrimnio histrico e cultural. Ser cabvel portanto quando houver lesividade , a ocorrncia de um ato que se revele danoso ao patrimnio publico , a moralidade publica , ao meio ambiente , ou ainda , ao patrimnio histrico e cultural. A doutrina anterior a edio da CF/88 afirmava ser indispensvel a existncia do binmio ilegalidade /lesividade para que pudesse ser proposta referida ao constitucional. A moderna doutrina , contudo afirma que a CF permitiu que a imoralidade , por si s , passasse a construir fundamento suficientes para a propositura da ao popular, independente mente da necessidade de demonstrao da ocorrncia de ilegalidade. Dessa forma poder ser proposta como fundamento na imoralidade administrativa. A ao popular no se restringe as pessoas politicas , mas tambm ao de qualquer pessoa cujo patrimnio pertena indiretamente ao Estado, inclusive entidade paraestatais e demais entidades subvencionadas pelo cofres pblicos. A ao popular, somente poder ser proposta pelo cidado, logo o sujeito ativo da ao dever ser nacional , em pleno gozo de seus direitos polticos . A condio de cidado dever ser comprovada com a juntada do titulo de eleitor .

No pode figurar no polo ativo os aptridas, os estrangeiros, os conscritos, as pessoas jurdicas , e tambm os brasileiros que ainda no tenham se alistados como eleitores.