Anda di halaman 1dari 1

A rvore Como podes sobreviver chuva, ao frio e ao vento, continuar sempre erguida sem um nico lamento ?

? A tua figura imponente revela a tua eternidade. Quem olha para ti no v onde se esconde a fragilidade. Os teus ramos so abrigos, so braos de embalar, para todos os que te querem os que te vo procurar. Ds flores, frutos e cores. s uma alegria ao olhar e como se no bastasse ainda tens sombra para dar. Mas como nada eterno tu comeas a envelhecer. Secam-te os frutos e os ramos tudo comeas a perder. Antes que no sirvas para nada, teu dono te vem abater, mas nunca perdes a posse e finges no estar a sofrer. S restaram as razes para contar a tua histria. Todos depressa te esquecem as rvores no ficam na memria. Isa