Anda di halaman 1dari 23

Higiene e

Segurança
Carlos Alberto T. Alves

[ Como elaborar um Plano de


Emergência e Evacuação]

De acordo com a Occupational Safety and Health Administration OSHA 3088 2001
(Revised). Esta síntese fornece uma abordagem superfícial sobre quais os standardes e
tópicos relacoionados com a elaboração de um manual sobre as acções a enpreender em
casos de emergência, tendo por base as recomendações da OSHA standards and the
Occupational Safety and Health Act.
COMO ELABORAR UM PLANO DE EMERGÊNCIA E EVACUAÇÃO

2
COMO ELABORAR UM PLANO DE EMERGÊNCIA E EVACUAÇÃO

Notas do autor:

Em Agosto de 2007, foi publicada a nova versão da OHSA 18001, que constitui um
referêncial internacional, no âmbito dos Sistemas de Gestão da Segurança.

Esta OHSA 18001-2007 (Occupational Health and Safety Management Systems


Requirements), vem trazer uma muito maior aproximação às normas de gestão ISO (ISO
9001 e ISO 14001) e reforça os requisitos ligados à saúde ocupacional.

As principais alterações, em relação ao documento anterior, datado de 1999, são:

• É dada uma maior relevância, sobre as questões de saúde;


• É notório um alinhamento pelos requisitos exigidos pelas normas ISO entretanto
publicadas, contendo já as modificações contidas na norma 14001;
• É alterado o nome do documento que antes se designava por “Especificação” e
agora é designado por “requiremnents”;
• É introduzida uma cláusula sobre a “Avaliação de Conformidade”, tal como na ISO
14001-2004;
• São introduzidos novos requisitos ao nível da participação e consulta;
• São introduzidos também novos requisitos ao nível da investigação de acidentes
(actualmente todos os acidentes e incidentes são designados por “incidentes”);

De notar que as OHSAS são o maior referêncial internacional, no âmbito dos Sistemas de
Gestão da Segurança, para Sistemas de Gestão de Segurança, sendo usadas em cerca
de 80 países.

Assim, decorre até 1 de Julho de 2009, o prazo de adaptação das empresas que têm os
seus sistemas certificados de acordo com as OHSAS 18001-1999

3
COMO ELABORAR UM PLANO DE EMERGÊNCIA E EVACUAÇÃO

4
COMO ELABORAR UM PLANO DE EMERGÊNCIA E EVACUAÇÃO

Conteúdo

Introdução ..................................................................................................................................................... 8

O que é um Plano de Emergências? ...................................................................................................... 8

Como se pode proteger e proteger os seus empregados? ............................................................. 9

O que é um Plano de Acções de Emergência? .................................................................................... 9

Que é que o seu Plano de Emergências deve incluir? .................................................................. 10

Como alertar os empregados para uma emergência? .................................................................. 11

Como levar a cabo uma politica de procedimentos e evacuação? ............................................. 12

Em que condições é que deve ser feita uma evacuação? ............................................................ 13

Qual é o papel do coordenador e dos responsáveis durante uma evacuação? ..................... 13

Como estabelecer os caminhos de fuga? ........................................................................................... 15

Como fazer a contabilização do pessoal após a evacuação? ....................................................... 15

Como devem ser planeadas as operações de salvamento? ......................................................... 16

Que assistência médica deve ser providenciada, durante a emergência? .............................. 16

Qual é o papel que os empregados podem ter numa acção de emergência? ......................... 17

Que informação para os empregados é que o plano deve ter? ................................................... 17

Que tipo de treino devem ter os empregados? .............................................................................. 18

Com que frequência deve treinar os colaboradores? .................................................................... 19

O que é que o seu plano deve incluir sobre matérias perigosas? .............................................. 19

Que tipo de equipamento especial deve ter em caso de emergência? ..................................... 20

Como deve escolher as mascaras e outros equipamentos mais adequados? ........................ 21

Com a colaboração de quem é que devem ser elaborados os Planos de Emergência ......... 21

5
COMO ELABORAR UM PLANO DE EMERGÊNCIA E EVACUAÇÃO

Apêndices:

1. Numero Nacional da Emergência Médica ..................................................................................... 17

2. Número e outros elementos dos bombeiros mais próximos.................................................. 20

3. Onde encontrar ajuda sobre este assunto .................................................................................... 20

6
COMO ELABORAR UM PLANO DE EMERGÊNCIA E EVACUAÇÃO

Introdução N inguém espera uma emergência ou um


desastre, especialmente um daqueles que os afecte
particularmente e, que afecte os seus empregados
ou seu negócio.

No entanto, a verdade é que as emergências e os


acidentes podem acontecer a todos, a qualquer
momento e em qualquer lugar.

Existem ameaças quer sobre os empregados, sobre


clientes ou sobre o público em geral, que podem
causar paragens ou quebras na produção ou
mesmo danos fisícos ou ambientais.

Você e os seus empregados, podem ser forçados a


evacuar a empresa quando menos esperar.

Esta publicação, pretende ajudá-lo a elaborar um


plano para uma situação dessas. Esta será sempre
a melhor forma de se proteger a si, aos seus
trabalhadores e o seu negócio, prevendo o
inesperado e desenvolvendo um bom Plano de
Acção de Emergências, para servir de guia quando
forem necessárias acções imediatas.

Este não pretende ser um trabalho exaustivo mas


antes dar algumas dicas com vista à elaboração do
Plano de Emergências mais adequado ao seu caso.

Uma situação de emergência é uma situação não


Para que é um esperada, resultando em ameaças efectivas aos
seus empregados, clientes e por conseguinte ao
Plano de seu negócio e que, frequentemente resulta em

Emergências? prejuízos que serão mais elevados se não forem


tomadas as medidas de contenção necessárias
para minimizar as consequências.

Essas emergências podem ter causas naturais ou


podem ser causadas pelo homem e, podem ter
repercussões graves quer em termos fisícos, quer
em termos ambientais já para não falar em termos
económicos e, algumas delas podem ser causadas
por:

• Cheias;
• Ventos fortes;

7
COMO ELABORAR UM PLANO DE EMERGÊNCIA E EVACUAÇÃO
• Incêndios;
• Libertação de gases tóxicos;
• Derrames químicos;
• Explosões;
• Disturbios civis;
• Violência no local de trabalho, etc..

Não havendo uma separação muito distinta, devem


por isso mesmo prever-se também os Acidentes
Ambientais que podem ser definidos como sendo
eventos inesperados que afectam, directa ou
indirectamente, a segurança e a saúde da
comunidade envolvida, causando impactos ao meio
ambiente como um todo.

Os Acidentes Ambientais que são situações de


emergência e que podem ser também
caracterizados de duas formas distintas:

• Acidentes naturais, ou;


• Acidentes tecnológicos.

Como se pode A melhor forma que tem, para actuar numa


situação de crise, é a de se preparar para
proteger e responder a uma emergência antes dela
acontecer.
proteger os Poucas pessoas conseguem pensar clara e
logicamente em momentos de crise, por isso é
seus importante fazê-lo em antecipação, enquanto
você tem tempo para isso. Tudo o que você
empregados? investir em antecipação resultará em benefício
numa situação inesperada.

Trabalhe cenários hipotéticos, com os piores


casos que podem acontecer na sua empresa.
Pergunte a si próprio o que faria se acontecer o
pior. O que é um incêndio numa casa de
caldeira? Ou se no caso de vento forte o telhado
da sua empresa voar? Ou no caso de um
transporte de mercadorias perigosas tiver um
acidente na estrada com o derrame dessas
mercadorias? Uma vez que tenha identificado as
potenciais emergências, considere a forma como
elas o podem afectar a si e aos trabalhadores da
sua empresa e de que forma poderá responder.

8
COMO ELABORAR UM PLANO DE EMERGÊNCIA E EVACUAÇÃO

O que é um Um Plano de Acções de Emergência deve


considerar quais as pessoas designadas para
tomar as acções necessárias, de forma a
Plano de assegurar a segurança das pessoas do fogo ou
de qualquer outro acidente que venha a
Acções de acontecer.

Emergência? Não são necessários todos os funcionários para


estabelecer um plano de emergência. Mas
mesmo que você não venha a ser solicitado para
a elaboração deste, certifique-se que o conhece
bem, uma vez que essa é uma condição
necessária para, em caso de acidente grave,
você se proteger, proteger os seus colegas e/ou
colaboradores e, proteger o negócio durante a
emergência.

Estabelecer em conjunto um Plano de Acções de


Emergência que detalhe com rigor todos os tipos
de riscos especificos, associados a uma
actividade ou empresa, não é muito díficil.

Pode mesmo ser um benefício incluir todos os


colaboradores na sua elaboração. A explicitação
dos objectivos e das medidas de protecção,
podem conduzir à salvaguarda de vidas e bens
no caso de uma emergência e, pode constituir o
primeiro passo para uma inventariação dos
perigos inerentes.

Que é que o O seu Plano Emergências deve tratar e


abordar todas as potenciais situações que
seu Plano de poderão ocorrer no seu local de trabalho. Ele
deve moldado para a sua empresa e deve incluir
Emergências toda a informação sobre todas as potenciais
fontes eventuais causadoras de emergências. O
deve incluir? desenvolvimento de um plano de acções,
significa que você deve fazer uma abordagem
rigorosa para determinar se existe algum tipo de
risco fisico ou químico, que possa ser
considerado especialmente perigoso, no seu local
de trabalho e que possa causar uma emergência.

Se acontecer de haver mais de um local de


trabalho, ou mais do que uma instalação, então
deverá existir um plano para cada uma dessas

9
COMO ELABORAR UM PLANO DE EMERGÊNCIA E EVACUAÇÃO
instalações. No mínimo, o seu plano de
emergência, deverá incluir o seguinte:

• Um método preferível para comunicar


casos de incêndio ou outras emergências;
• Uma politica de procedimentos em caso de
evacuações;
• Os procedimentos de fuga e os caminhos
de fuga assinalados, no chão, com mapas
da instalação e áreas de segurança ou
refugios de segurança assinalados;
• Um local de reunião das pessoas e,
procedimentos estabelecidos para a
contagem dos empregados após a
evacuação;
• Listagens com nomes, cargos,
departamentos e números de telefone
individuais dos seus funcionários, quer os
presentes na empresa quer os ausentes,
para contacto com informação e explicação
dos deveres e responsabilidades durante o
accionamento do plano de emergência;
• Procedimentos para os empregados
encarregados por encerrar operações
criticas que estejam a decorrer na fábrica,
e para os que estão encarregados de
operar os extintores de incêndio ou
executar outros serviços essenciais que
não possam ser parados antes do alarme
de evacuação, e;
• Descrição dos deveres de prestação de
cuidados médicos e de salvamento para
todos os trabalhador que estejam
designados para tal.

Apesar de não ser obrigatório, você poderá


também incluir no seu plano de emergência
outras considerações, como por exemplo:

• Uma localização alternativa de um centro


de comunicações, para ser usado em caso
de incêndio ou explosão, e;
• Um local seguro, dentro ou fora do local do
sinistro, onde guardar, originais, duplicados
dos registos contabilisticos, documentos
legais, a lista dos contactos dos
empregados em caso de emrgência e
outros registos que sejam essenciais para

10
COMO ELABORAR UM PLANO DE EMERGÊNCIA E EVACUAÇÃO
a empresa.

Como alertar O seu plano de emergência deve conter uma


os empregados forma ou método para alertar o pessoal, incluindo
os trabalhadores que não estão ao serviço, para
para uma aforma
evacuação ou para a tomada de acções e, a
como a emergência deve ser comunicada.
Entre algumas dessas acções, devem ser
emergência? levadas em conta as seguintes questões:

• Assegure-se de que existe um alarme


distintivo que é reconhecido por todos os
empregados e colaboradores, como sinal
de evacuação da área ou para a realização
de acções que integrem o plano;
• Tenha um sistema de comunicações
alternativo e ligado ao sistema público de
comunicações, rádios portáteis ou outros
para notificar o pessoal, sobre a
emergência;
• Assegure-se de que os alarmes, são
audíveis, visíveis ou, percepcionados de
qualquer outra forma, por toda agente no
local de trabalho e que têm uma fonte de
alimentação alternativa, para o caso de a
electricidade ter de ser desligada.

Apesar de tal não ser obrigatório ou


especificamente exigido, é aconselhavél
considerar também as seguintes questões:

• Utilize dispositivos tácticos para alertar os


funcionários que podem não reconhecer de
outra forma os sinais audíveis ou os
alarmes visuais;
• Forneça listas actualizadas do pessoal
mais directamente envolvido com a
segurança, que possa não estar de serviço,
como por exemplo, o director da fábrica, o
médico, os socorristas e etc., numa ordem
de proridade, com vista a serem feitas as
notificações sobre o acontecimento e
durante a emergência.

Como levar a Uma evacuação desorganizada pode dar lugar


a confusão, ferimentos e danos nos bens e

11
COMO ELABORAR UM PLANO DE EMERGÊNCIA E EVACUAÇÃO
equipamentos. Esta é a razão por a qual é
cabo uma importante, quando elaboramos o plano de
emergência, levar em conta os seguintes
politica de aspectos:

procedimentos • Definir em que condições é que é


importante fazer uma evacuação;
e evacuação? • Definir uma cadeia de comando clara e
designar qual a pessoa responsável por
autorizar uma evacuação ou paragem da
fábrica. Poderá ainda delegar tarefas e
designar alguém que fique responsável,
para no caso de uma evacuação, ajudar na
contagem do pessoal, por exemplo;
• Devem ser elaborados procedimentos de
evacuação, que inclua os caminhos a
seguir e as saídas de emergência
disponíveis. Afixe-se estes procedimentos
onde sejam facilmente visíveis e acessíveis
a todos os funcionáros;
• Prepare instruções que auxiliem as
pessoas que não falem português ou que
tenham dificiências;
• Designe quais os serviços, ou os
funcionários que devem continuar a
funcionar ou quais os serviços que devem
ser desligados, por serem criticos, em caso
de evacuação. Estas pessoas devem ser
capazes de avaliar elas próprias quando
devem abandonar as instalações, e;
• Estabeleça um sistema de contagem do
pessoal após a evacuação.

Em que
Num caso de emergência, as autoridades
oficiais podem elas próprias ordenar a
evacuação. Em alguns casos, podem dar
condições é instruções para que sejam fechados a água, o
gás e a electricidade. Se tiver acesso à rádio ou à
que deve ser televisão, ouça as notícias para se manter
informado e seguir as eventuais instruções que
feita uma forem dadas.

evacuação? Noutros casos, deve existir sempre uma pessoa


que seja responsável para tomar decisões sobre
as questões de encerramento e paragem da
fábrica. A protecção da saúde e a segurança dos
colaboradores da fábrica deve ser a primeira

12
COMO ELABORAR UM PLANO DE EMERGÊNCIA E EVACUAÇÃO
prioridade. Em caso de incêndio, a evacuação
imediata para uma área pré-determinada, longe
da fábrica, é a melhor forma de protecção para os
colaboradores. Por outro lado, a evacuação dos
colaboradores em caso de fuga de gases tóxicos
libertados pela fábrica, poderá não ser a melhor
atitude a tomar.

O tipo de edifício e de construção podem ser


factores determinantes para a decisão. A maior
parte dos edifícios são muito vulneráveis aos
efeitos de desastres como ventos fortes, tremores
de terra, cheias ou explosões. A extensão dos
danos depende do tipo de emergência e da tipo
de construção do edifício fabril.
As fábricas e os escritórios mais modernos, por
exemplo, são feitos com o recurso a estruturas
metálicas e, por isso são estruturalmente mais
resistentes do que a construção tradicional mas
no caso de um desaste como um tremor de terra
ou explosão, no entanto, quase toda a estrutura
sairá afectada. Aguns desses edifícios colapsarão
e outros ficarão muito enfraquecidos.

Qual é o papel Quando se elabora um plano de acções, deve


designar-se um responsável pela coordenação e
do liderança do respectivo plano. É critico que os
empregados saibam quem é o coordenador e,
coordenador e que compreendam que essa pessoa tem
autoridade para tomar todas as decisões durante
dos a emergência.

responsáveis Opelocoordenador
seguinte:
deve ser a pessoa responsável

durante uma • Gerir a situação e determinar quando é que


evacuação? é necessário implementar
procedimentos adoptados;
os

• Supervisionar os esforços na área,


incluíndo a evacuação do pessoal;
• Coordenar os serviços externos de
emergência, tais como a ajuda médica ou o
serviço de bombeiros e, assegurar-se de
que estes são notoficados sempre que
necessário e;
• Conduzir o processo de encerramento da
fábrica quando tal for necessário.

13
COMO ELABORAR UM PLANO DE EMERGÊNCIA E EVACUAÇÃO

Pode ser também vantajoso, recorrer a outro


pessoal da unidade, para auxiliar e partilhar
tarefas sobretudo quando se trata de pessoal
experiente e conhecedor da fábrica e/ou das
secções desta.

O coordenador pode designar também ajudantes


que colaborem no processo de evacuação,
auxiliando o pessoal a sair das zonas de perigo
para zonas onde fiquem a salvo, durante as
operações de emergência. Geralmente
recomenda-se um auxiliar para 20 pessoas,
sendo no entanto o seu número função do
número de colaboradores no activo em cada
momento ou período de trabalho.

Os trabalhadores designados para ajudarem em


caso de procedimento de evacuação de
emergência, devem ser treinados, em cenário
real de trabalho e, devem ser testadas as várias
saídas de emergência existentes.

Todos os empregados incluindo aqueles que são


designados para auxiliar nas operações de
emergência, devem ter em atenção os colegas
com necessidades especiais que poderão
precisar de cuidados extra, indicando-lhes formas
de evitar as áreas perigosas ou com materiais
perigosos, durante a evacuação.

Como Quando se prepara um plano de acções de


emergência, devem ser designados os caminhos
estabelecer os de fuga principais e secundários. Para que, de
acordo com as diferentes condições, nos
caminhos de possamos assegurar de que as saídas de
emergência funcionarão, deverão cumprir-se as
seguintes condições:
fuga?
• Estas saídas devem estar devidamente
marcadas e assinaladas;
• Devem ter uma dimensão adequada ao
eventual número de pessoas a evacuar;
• Devem estar sempre desobstruídas e
limpas, e;
• Devem estar previstas de forma que os
colaboradores não fique expostos a zonas

14
COMO ELABORAR UM PLANO DE EMERGÊNCIA E EVACUAÇÃO
de risco durante a evacuação.

Como fazer a A contabilização do pessoal após a evacuação


é uma operação critica. A confusão nas áreas de
contabilização reunião pode dar origem a atrasos no salvamento
de alguém que tenha eventualmente faltado por
ter ficado preso no edifício ou, poderá dar origem
do pessoal a buscas de salvamento perigosas e
desnecessárias.
após a
Para nos assegurarmos de que tudo decorre com
evacuação? a rapidez necessária, a contabilização mais
segura dos funcionários deverá levar em conta no
plano de emergências os seguintes passos:

• A designação de áreas de reunião, onde os


empregados possam chegar facilmente em
caso de evacuação;
• Deve fazer-se uma contagem de cabeças
após a evacuação. Identificando os nomes
e a última localização conhecida de quem
não está presente e a informação deve ser
passada ao responsável no comando;
• Deve estabelecer-se um método de
contagem para os funcionários externos,
fornecedores ou clientes, e;
• Deve estabelecer-se procedimentos para o
caso de uma maior evacuação ou para o
caso da expansão do acidente. Isto pode
implicar o envio dos funcionários para
casa, pelos seus meios normais ou
providenciando-lhes um transporte.

Como devem É preciso um pouco mais do que dar as mão


para salvar vidas. A falta de treino, pode dar
ser planeadas origem a perigos quer para quem socorre, quer
para quem é socorrido. Por essa razão, é
as operações importante deixar as operações de salvamento
para quem é treinado, equipado e certificado
de para conduzir essas operações.

salvamento? Se você estiver a trabalhar em espaços


confinados, então o plano de acções de
emergência deve incluir procedimentos
especificamente dirigidos para cada um desses
espaços confinados.

15
COMO ELABORAR UM PLANO DE EMERGÊNCIA E EVACUAÇÃO

Relativamente a estes espaços, o empregador


deve cumprir a legislação especifica em vigôr
para estes espaços, no caso desta existir.

Que Se a empresa não tem um médico de serviço,


deverá ser equacionada a possibilidade de
assistência prestação de serviços de primeiros socorros por
prestadores de serviços externos.
médica deve Se estiverem disponíveis serviços médicos
ser próximo da unidade, poderá ser estabelecido um
acordo com estes serviços para o caso de surgir
providenciada, uma emergência. Forneça aos seus funcionários
um documento escrito sobre os procedimentos
médicos de emergência, para minimizar a
durante a confusão, durante uma emergência.

emergencia? Se não existir uma enfermaria, uma clinica ou


mesmo um hospital, próximo da fábrica,
assegure-se de que existe alguém na unidade
capaz de prestar os serviços de primeiros
socorros a quem precisar.

Existem alguns serviços, como a Cruz Vermelha,


Companhias de Seguros, Bombeiros Locais e
outros, capazes de providenciarem esse treino. O
tratamento dos feridos graves, pode ser
necessário fazer-se nos 3 ou 4 minutos a seguir
ao acidente.

Aconselhe-se com um médico, por forma a dotar


a fábrica com os meios de socorro necessários,
para o caso de uma emergência. Deve estar
disponível aconselhamento médico especializado
no caso de acontecerem problemas de saúde que
possam ocorrer a partir de um acidente.

Estabeleça um relacionamento com os bombeiros


locais para que o transporte seja assegurado de
forma rápida para um hospital próximo.

Qual é o papel Os melhores planos de acção são aqueles que


consideram a participação dos funcionários, no
que os planeamento, especificamente aqueles que
referem quais as acções dos mesmos

16
COMO ELABORAR UM PLANO DE EMERGÊNCIA E EVACUAÇÃO
funcionários em caso de emergência e, que se
empregados asseguram que estes recebem o treino
apropriado para as eventuais emergências.
podem ter
Inclua os seus colaboradores no plano de
numa acção de emergência e encoraje-os a dar sugestões sobre
eventuais perigos, a elaborar cenários sobre
emergência? acidentes, e a escolher as melhores respostas
em caso de eles surgirem.

Depois de desenvolver o plano, reveja-o com os


funcionários para se assegurar de que todos
sabem o que fazer antes, durante e depois de
uma emergência. Mantenha reuniões periódicas
para rever os procedimentos.

Mantenha uma cópia do plano de acções numa


localização conveniente e onde os trabalhadores
possam ter acesso a ele ou, forneça uma cópia a
cada trabalhador. Se tiver 10 ou menos
trabalhadores, poderá comunicar oralmente o
plano.

Que
No caso de uma emergência, é importante ter
acesso à informação que seja importante sobre o
pessoal . isto inclui os nomes, os números de
informação telefone de suas casas, os nomes e os números
de telefone dos seus parentes próximos para
para os contacto, bem como a sua informação médica.

empregados é Você poderá armazenar essa informação,


prevendo um fácil acesso e de forma a proteger a
que o plano confidencialidade dos dados, para quando a
informação fôr necessária.
deve ter?
Forme os seus funcionários sobre os tipos de
Que tipo de emergências que podem acontecer e treine-os
para tomarem as devidas acções. O tamanho da
treino devem empresa, os processos usados, os materiais
movimentados e a disponibilidade dos recursos
ter os internos e externos, determinarão
necessidades em termos de treino.
as

empregados? Assegure-se de que os funcionários


compreendem as funções e os elementos do seu

17
COMO ELABORAR UM PLANO DE EMERGÊNCIA E EVACUAÇÃO
plano de acções, incluindo as potenciais
emergências, procedimentos de comunicação,
sistemas de alarme, planos de evacuação e
procedimentos de encerramento de urgência.

Discuta quaisquer aspectos perigosos


relacionados com o local, tais como produtos
inflamáveis existentes, produtos químicos tóxicos,
fontes de radioactividade ou substâncias que
reajam com a água. Comunique claramente aos
seus funcionários quem será responsável durante
uma emergência para minimizar a confusão.

O treino que deve ser ministrado aos funcionários


deverá ter em conta o seguinte:

• Qual o papel individual de cada um, bem


como as suas responsabilidades;
• Que ameaças, perigos e acções de
protecção devem ter;
• O tipo de notificação, aviso e
procedimentos de comunicação;
• Quais as formas de localização de
membros da sua familia em caso de
emergência;
• Os Procedimentos de resposta a
emergências;
• Evacuação, abrigos e procedimentos de
contabilização;
• A localização e uso de equipamentos
comums de emergência, e;
• Quais os Procedimentos de encerramento
de emergência;

Poderá também, querer treinar os seus


empregados em procedimentos de primeiros
socorros, incluíndo protecção contra a
contaminação com organismos patogénicos,
protecção das vias respiratórias, incluíndo o uso
de mascaras de protecção e ainda métodos para
prevenir contra o acesso não autorizado ao local
de trabalho.

Uma vez revisto o plano de acções com os seus


empregados e depois de toda a gente ter o treino
apropriado, é boa ideia praticar através de um
exercício, que fornecerá o treino adequado para
manter os funcionários preparados, pelo menos

18
COMO ELABORAR UM PLANO DE EMERGÊNCIA E EVACUAÇÃO
uma vez por ano.

Inclua os serviços externos de socorro como os


bombeiros e eventualmente a polícia nesses
exercícios. Depois de cada exercício, reuna a
gestão e os colaboradores, para analisar e avaliar
o performance do exercício. Identifique as
fraquezas e os pontos fortes do seus plano e
considere a melhoria do mesmo.

Com que Reveja o plano com os seus colaboradores e


considere nele um plano de treino anual. Existem
frequência mais oportunidades para levar a cabo o treino,
nomeadamente quando:
deve treinar os
• Está a montar a unidade ou uma nova
colaboradores? fábrica;
• Quando contratar novos funcionários;
• Quando introduzir novos equipamentos,
materiais ou processos, na fábrica;
• Quando mudar o lay-out ou conceber um
novo design para a unidade, e;
• Quando rever ou actualizar os
procedimentos de emergência.

O que é que o Não importa qual o tipo do seu negócio, você


poderá ver-se potencialmente envolvido numa
seu plano deve emergência que tenha materiais perigosos tais
como materiais muito inflamáveis, explosivos,
incluir sobre tóxicos, corrosivos, bilógicos ou outros, também
com carácter perigoso.
matérias A fonte de substâncias perigosas pode ser
perigosas? externa, como por exemplo, uma fábrica química
apanhada num incêndio provocado por um
acidente de um camião que ocorra junto à fábrica.
A fonte poderá também, ser fisicamente oriunda
da fábrica.

Independentemente da sua fonte, estes


acontecimentos podem ter um impacto directo
sobre os empregados e sobre o negócio e pode
ser minimizado por um bom plano de acções.

Se você armazena matérias perigosas na sua

19
COMO ELABORAR UM PLANO DE EMERGÊNCIA E EVACUAÇÃO
fábrica, então enfrenta um risco acrescido, numa
emergência envolvendo matérias perigosas. Os
acidentes que envolvem matérias perigosas
devem ser objecto de comunicação às
autoridades com os detalhes sobre as matérias
envolvidas e com as suas fichas técnicas.

Por essa razão é importante que o fornecedor


dessas matérias o habilite com toda a informação
sobre os produtos com vista a fazer face a uma
ocorrência de emergência e para dotar os
trabalhadores de todos os meios e informação
para a sua movimentação e uso, tais como
etiquetagem, fichas de segurança, lista de
precuações, bem como instruções sobre o que
podem ou não podem os funcionários fazer para
se protegerem.

Por lei você é obrigado a fornecer aos seus


colaboradores toda a informação, sobre as
repercussões na saúde do mau uso desses
produtos.

Que tipo de Os seus empregados, devem ter acesso a


equipamento de protecção adequado, para serem
equipamento evacuados e para se protegerem em caso de
emergência. O equipamento de protecção
especial deve pessoal (EPI’s), deve ser eleito com base nos
potenciais riscos, apresentados pelos produtos
ter em caso de armazenados no local de trabalho.
emergência? Faça o levantamento sobre quais os potenciais
perigos, para determinar quais os equipamentos
que deve disponibilizar aos seus colaboradores.

O equipamento de protecção deve incluir alguns


items tais como:

• Óculos de segurança, mascaras ou outras


protecções para os olhos;
• Casacos resistentes, sapatos de biqueira
de aço e capacetes de segurança;
• Mascaras para respiração;
• Casacos de protecção química, luvas,
manguitos e aventais de protecção do
corpo, dos químicos;
• Roupa própria para protecção à

20
COMO ELABORAR UM PLANO DE EMERGÊNCIA E EVACUAÇÃO
exposição de temperaturas elevadas, e;
• Qualquer outro tipo de equipamento ou
dispositivos de aviso e alarme, para
assinalar os perigos destes produtos.

Deve ainda ter chuveiros de lavagem de olhos, e


chuveiros rápidos para o corpo, para o caso de
um funcionáripos ficar exposto a esses perigos.

Como deve Aconselhe-se com os especialistas em higiene


e segurança antes de comprar equipamento de
escolher as segurança. O equipamento selecionado deve
cumprir as obrigações legais, de preferência ser
mascaras e certificado e ser recomendado para o seu caso.

outros As mascaras para respiração, podem ser


necessárias se os funcionários tiverem que
equipamentos passar através de atmosferas tóxicas ou com pó,
névoas, gases ou vapores, ou em atmosferas
mais sem oxigénio, durante a evacuação. Existem
vários tipos de mascaras selecione as melhores e
adequados? as mais adequadas a cada caso.

Antes de utilizar equipamento de protecção das


vias respiratórias assegure-se que:

• Os funcionários são fisicamente capazes


de as usar, com base em avaliação
médica;
• Tenha procedimentos escritos para um uso
adequado, cuidados a ter na manutenção,
do equipamento distribuido e assegure-se
de que os empregados têm treino na sua
utilização;
• Faça testes para certificar-se do uso
correcto desses equipamentos pelos
funcionários;
• O equipamento deve estar acessível aos
funcionários em caso de acidente e quando
ocorrerem emergências.

Com a Apesar de não ser obrigatório ou


especificamente exigido, você poderá considerar
colaboração de útil eleborar o Plano de Emergência com a
colaboração de alguém, bombeiros, consultores

21
COMO ELABORAR UM PLANO DE EMERGÊNCIA E EVACUAÇÃO
de segurança ou qualquer outra entidade que
quem é que tenha a ver com a área, de forma a melhorar os
esforços na contenção de uma qualquer crise na
devem ser sua empresa.

elaborados os Se você confiar na assistência das autoridades


locais, bombeiros, polícia ou outros você poderá
Planos de ter interesse e distribuir o plano a essa entidades,
fazendo com que estes tenham um maior
Emergência conhecimento sobre a sua unidade e os
eventuais perigos que ela encerra e poderá
fornecer-lhe alguma tranquilidade relativamente a
uma melhor resposta em caso de acidente.

22
COMO ELABORAR UM PLANO DE EMERGÊNCIA E EVACUAÇÃO

Apêndices:
Telefones:

Bombeiros de : _____________________

Polícia Municipal de : _____________________

Serviço Nacional de Emergência Médica: : _____________________

Protecção Civil : _____________________

Hospital de : _____________________

Bombeiros de : _____________________

Polícia Municipal de : _____________________

Serviço Nacional de Emergência Médica : _____________________

Protecção Civil : _____________________

Hospital de : _____________________

Bombeiros de : _____________________

Polícia Municipal de : _____________________

Serviço Nacional de Emergência Médica: : _____________________

Protecção Civil : _____________________

Hospital de : _____________________

Bombeiros de : _____________________

Polícia Municipal de : _____________________

Serviço Nacional de Emergência Médica : _____________________

Protecção Civil : ______________________

Hospital de : ______________________

23