Anda di halaman 1dari 10

Chanceler e Ditador da Alemanha

Suas teses demonstravam seu objetivos o que ficaram

muito conhecidos em seu livro Mein Kampef (Minha Luta) um das tentativas de realiz-los ficou conhecido como Holocausto que consistiu na perseguio de vrios minoritrios.

Hitler era muito inteligente porm mal humorado,foi

reprovado 2 vezes no exame de admisso escola secundria de Linz. Suas Idias Pangermnicas comeam a crescer a partir da leitura do seu professor Leopoldo Poetsch,um antissimista bastante admirado pelo jovem Hitler.

Hitler era devotado a sua me e no gostava de seu

pai que apreciava a disciplina e o educava severamente,ao assumir papel de presidente e chanceler Hitler comeou a se alto intitular de lder em alemo conhecido como Fhrer na noite de 30 de Junho de 1934 , a chamada noite das facas longas na ao contra Rhm,foram encontradas provas manipuladas de Rhm planejava o assassinato de Hitler.

A morte de Hitler ainda deixa algumas dvidas pois no

corpo do Fhrer havia uma bala de pistola Luger segundo alguns era a arma usada por Hitler.Alguns boatos dizem que foi a arma com a qual Hitler teria se matado antes de cair em seu bunker ou um de seus seguranas atirado nele, para impedir de ser levado pelos seus aliados.

Foi um dos 15 planos usados para tentar matar Hitler.O

coronel Claus Schenk Graf von Stauffenberg perpetrou um atentado contra Hitler, (o atentado de 20 de Julho) em nome do movimento de resistncia, do qual faziam parte vrios oficiais. Hitler saiu apenas levemente ferido da exploso de uma bomba em seu quartel-general,

Outro atentado foi quando Stauffenberg colocou dois

explosivos na bolsa do Fhrer que estavam programados para explodir s 12h54 mas foi separada por um de seus generais,mas tarde usou uma desculpa para sair da sala antes que detonassem, os explosivos mataram 4 das 24 pessoas na sala de Hitler,mas ele no morreu.

Na capital alem foi publicada uma matria no jornal

O Fhrer Adolf Hitler est morto por volta da 15h00 duas horas depois a notcia foi desmentida. Na mesma noite, Stauffenberg, Von Haeften, Von Quinheim e Friedrich Olbricht foram executados.