Anda di halaman 1dari 15

Instituto Superior de Transportes e

Comunicações

Trabalho Prático 2

A coordenação do Orçamento do Estado, do Cenário


Fiscal de médio prazo e do Programa do Governo de
Moçambique

Discente:
Soraya Sarah Fakir Coscione nº 37

Cadeira: Finanças Públicas e Autárquicas


Docente: Dr. Pedro Bule

Maputo, Novembro de 2008


A Coordenação do Orçamento de Estado, do Cenário Fiscal de Médio Prazo e do
Programa de Governo em Moçambique

Indíce

I. Introdução...................................................................................................................... 3

1.1 Objectivos .......................................................................................................... 3

1.2 Relevância do Estudo ......................................................................................... 4

1.3 Metodologia ....................................................................................................... 4

II. Revisão Bibliográfica................................................................................................... 6

2.1 Conceitos e Caracterização Geral ...................................................................... 6

2.1.1 O Orçamento............................................................................................... 6

2.1.2 O Cenário Fiscal de Médio Prazo ............................................................... 7

2.1.3 O Programa do Governo ............................................................................. 8

III. A Coordenação do Orçamento de Estado, do Cenário Fiscal de Médio Prazo e do


Programa do Governo em Moçambique ........................................................................... 9

3.1 O Programa Quinquenal do Governo Moçambicano ........................................... 10

3.2 O Cenário Fiscal de Médio Prazo ......................................................................... 10

3.3 O Orçamento de Estado em Moçambique ............................................................ 12

IV. Conclusão ................................................................................................................. 13

V. Ficha Bibliográfica .................................................................................................... 14

VI. Anexos ...................................................................................................................... 15

Soraya Sarah Fakir Coscione 2


A Coordenação do Orçamento de Estado, do Cenário Fiscal de Médio Prazo e do
Programa de Governo em Moçambique

I. Introdução

A prossecução dos objectivos económicos de um país é feita através da


correcta alocação dos recursos, isto é, a correcta escolha dos sectores em que
investir. A planificação das despesas e das receitas é feita através do
orçamento numa base anual tendo em conta vários aspectos, no entanto existe
a necessidade de se olhar além do curto prazo, mesmo porque certas
iniciativas do Estado não tem resultado imediato. É neste contexto que é
elaborado o Cenário Fiscal de Médio prazo.
Deve ser também preparado o programa do governo, onde serão definidas as
estratégias adoptadas, que terão um impacto no desenvolvimento da
economia.
Assim existe a necessidade de coordenar a planificação destes três
instrumentos, de modo que todos convirgam para um objectivo comum, e que
os mesmos sectores considerados chaves sejam focalizados pelos mesmos.

Em Moçambique, o processo de preparação do Orçamento é também


complexo, no entanto deve se ter em conta que este seguirá os pressupostos
adoptados pelo Cenário Fiscal de Médio Prazo e pelo Programa Quinquenal do
Governo.

1.1 Objectivos

a. Geral
 Explicar a coordenação do orçamento, do cenário fiscal de médio
prazo e do programa do governo em Moçambique
b. Específicos
 Conceituar Orçamento, Cenário Fiscal de Médio Prazo e
Programa do Governo;
 Procurar explicar o processo de coordenação destes instrumentos

Soraya Sarah Fakir Coscione 3


A Coordenação do Orçamento de Estado, do Cenário Fiscal de Médio Prazo e do
Programa de Governo em Moçambique
1.2 Relevância do Estudo

O processo orçamental é bastante complexo e exige um conjunto de medidas,


cujos efeitos deverão ser bem estudados antes de aplicados. O orçamento não
deve ser desenhado apenas para que proporcione um superávit, mas sim para
que seja capaz de provocar mudanças estruturais positivas no plano sócio-
económico e ambiental.
É neste contexto que este trabalho toma importância, ao procurar perceber
como funciona o processo de coordenação entre o orçamento, o cenário fiscal
de médio prazo e o programa do governo, e se esta coordenação é efectiva ao
ponto de produzir mudanças desejáveis.

1.3 Metodologia

No que se refere as pesquisas empregues na realização deste trabalho, de


acordo com as formas de classificação, são as seguintes:
1. Do ponto de vista da natureza: foi aplicada a pesquisa
aplicada que objetiva gerar conhecimentos para aplicação
prática dirigidos à solução de problemas específicos. Envolve
verdades e interesses locais.
2. De acordo com a forma de abordagem: foi aplicada a
pesquisa Qualitativa que considera que há uma relação
dinâmica entre o mundo real e o sujeito, isto é, um vínculo
indissociável entre o mundo objetivo e a subjetividade do
sujeito que não pode ser traduzido em números.
3. Do ponto de vista dos objectivos: foi aplicada a pesquisa
Explicativa que visa identificar os fatores que determinam ou
contribuem para a ocorrência dos fenômenos.
4. Do ponto de vista dos procedimentos técnicos – foram a
pesquisa bibliográfica, feito um levantamento que pesquisa
envolve a interrogação directa das pessoas cujo
comportamento se deseja conhecer.

Soraya Sarah Fakir Coscione 4


A Coordenação do Orçamento de Estado, do Cenário Fiscal de Médio Prazo e do
Programa de Governo em Moçambique
No que se refere aos métodos cientificos aplica-se o método fenomenológico
que se preocupa com a descrição direta da experiência tal como ela é. A
realidade é construída socialmente e entendida como o compreendido, o
interpretado, o comunicado.

Soraya Sarah Fakir Coscione 5


A Coordenação do Orçamento de Estado, do Cenário Fiscal de Médio Prazo e do
Programa de Governo em Moçambique

II. Revisão Bibliográfica


2.1 Conceitos e Caracterização Geral

Para a prossecução dos objectivos económicos dos países, é necessário


estabelecer planos e programas que, racionalmente farão a alocação mais
adequada as necessidades dessa economia, dos fundos recolhidos e das
despesas efectuadas.

2.1.1 O Orçamento

No que se refere ao conceito de Orçamento, existe um grande debate entre os


autores e ainda não existe uma concordância em relação a este conceito.
Deste modo, serão apresentados a seguir apenas duas formas de abordar este
conceito.

“Orçamento de estado é um instrumento de gestão que contêm a previsão das


receitas e despesas públicas, apresentadas pelo Governo à Assembleia da
República, sob a forma de proposta de lei.” (Wikipedia, 2001)

“O Orçamento do Estado é um quadro geral e básico, de toda a Actividade


Financeira do Estado, visto que por seu intermédio procura-se fixar a utilização
dos fundos públicos. É simultaneamente uma previsão económica ou um plano
financeiro das receitas e despesas do Estado para o período de um ano, cuja
autorização política deste plano visando garantir quer direitos fundamentais dos
cidadãos, quer o equilibrio e a separação dos poderes e ainda a limitação dos
poderes financeiros da Administração para o período orçamental.” (Sapo,
2002)

Este é um instrumento de extrema importância para a gestão dos fundos


públicos, visto que direcciona os fundos e os gastos para determinadas
actividades ou sectores, que serão os impulsionadores do crescimento
económico. Deste modo, o orçamento é um instrumento de planeamento de
recursos.

Soraya Sarah Fakir Coscione 6


A Coordenação do Orçamento de Estado, do Cenário Fiscal de Médio Prazo e do
Programa de Governo em Moçambique
Dada a sua importância, o orçamento está sujeito a um processo constituído
pelas seguintes fases:

1. Preparação – que consiste na elaboração do orçamento em harmonia


com os planos e leis vigentes num determinado país;
2. Aprovação – elaborado, normalmente, pelo Ministério das Finanças de
um determinado país o projecto de orçamento é submetido a aprovação
do Governo que deverá depois, dentro de um prazo indicado, apresentar
a respectiva proposta-lei à Assembleia da República que pode aprovar
ou reprová-lo;
3. Execução – é a entrada em vigor do orçamento que consiste na
cobrança das receitas e pagamento das despesas;
4. Fiscalização – pode ser feita uma fiscalização das receitas e das
despesas. A primeira, de pura estimativa, consiste em perceber se os
serviços cumpriram a sua obrigação de cobrança, por sua vez a
segunda consiste em averiguar se cada uma das despesas efectuadas
pelos serviços está prevista no orçamento e se cabe na perspectiva da
dotação.

2.1.2 O Cenário Fiscal de Médio Prazo

A complexidade da preparação do Orçamento, e principalmente a importância


deste para as economias, exige um conjunto de acções a serem tomadas de
modo a garantirem a correcta aplicação dos fundos. Existe também o factor de
que nem todas as iniciativas governamentais são verificáveis a curto prazo,
sendo que é necessário estabelecer-se um plano a um período mais longo de 3
anos.

“Cenário Fiscal de Médio Prazo (CFMP) é um instrumento de planificação de


base no processo de elaboração do Orçamento de Estado e de gestão do
recursos do erário público, com o objectivo de introduzir uma visão de médio
prazo na programação orçamental, melhorando assim a qualidade de
prestação de serviços públicos. Esta visão de médio prazo permite efectuar

Soraya Sarah Fakir Coscione 7


A Coordenação do Orçamento de Estado, do Cenário Fiscal de Médio Prazo e do
Programa de Governo em Moçambique
mudanças estruturais na despesa e aumentar o grau de previsibilidade dos
recursos, contribuindo para uma planificação estratégica, coerente e
compatível com os recursos disponíveis.” (Ministério de Planificação e
Desenvolvimento, 2006)

2.1.3 O Programa do Governo

Como já foi referido acima a preparação do o orçamento é um processo


complexo, e deve envolver a globalidade dos objectivos e necessidades de
uma economia. Deste modo o programa do governo surge como forma de
traçar e delimitar estratégias que irão levar a economia ao caminho pretendido.

Programa do Governo é um documentro do qual constam as principais


orientações políticas e medidas a adoptar ou a propor para governar um país.
(Wikipedia, 2001)

Ou seja, o programa do governo é um eixo norteador de toda a acção


governativa, é o sinal a economia do rumo que o governo irá tomar, isto é, qual
é o rumo efectivo da economia.
Assim, noutras palavras, conclui-se que o programa do governo é a proposta
de soluções governamentais e dar o sinal a economia do rumo que será
seguido de modo a trilhar também o seu rumo de acordo com os objectivos da
economia.

Soraya Sarah Fakir Coscione 8


A Coordenação do Orçamento de Estado, do Cenário Fiscal de Médio Prazo e do
Programa de Governo em Moçambique

III. A Coordenação do Orçamento de Estado, do Cenário Fiscal de


Médio Prazo e do Programa do Governo em Moçambique

O Orçamento do Estado deve estar estreitamente ligado aos objectivos do


Governo e a necessidade de disponibilizar “bens públicos” para promoção do
desenvolvimento económico e social e a iniciativa privada em prol do bem-estar
da população. Este, é um instrumento chave para melhorar esta ligação entre
objectivos e afectação da despesa.
O CFMP serve em primeiro lugar para a tomada de decisões sobre a afectação
estratégica dos recursos públicos a diferentes actividades, bens públicos,
objectivos e instituições a todos os níveis. É também a parte estratégica que
define as grandes linhas da política orçamental; o orçamento anual detalha e
operacionaliza a estratégia.
O CFMP serve de base para a fixação dos limites de programação para a
elaboração do orçamento anual. A discussão sobre a afectação de recursos às
instituições deve ter lugar no contexto do CFMP e não no momento da
elaboração do orçamento anual. Portanto, o CFMP permite uma tomada de
decisões com melhor informação sobre as consequências financeiras das
políticas a médio prazo, tomando em consideração o envelope global dos
recursos disponíveis.
Serve também de base para a afectação dos recursos externos. Num país
muito dependente da ajuda externa como Moçambique, o Governo e os
doadores precisam de alguma orientação sobre a estrutura das despesas
financiadas por fundos externos. O CFMP pretende assim oferecer tal
orientação no que diz respeito à parte da ajuda externa que vem sob forma de
projectos ou apoio sectorial. Os parceiros de cooperação deram indicações
claras de que estão dispostos respeitar as prioridades do Governo. Neste
contexto, o CFMP é o instrumento chave porque pretende justificar as
despesas por sector (e subsector se for apropriado) em função dos objectivos e
metas estabelecidas nos documentos estratégicos, tal como o Programa
Quinquenal do Governo, o PARPA II e, de forma subordinada, nas estratégias
e planos estratégicos sectoriais e territoriais.

Soraya Sarah Fakir Coscione 9


A Coordenação do Orçamento de Estado, do Cenário Fiscal de Médio Prazo e do
Programa de Governo em Moçambique
3.1 O Programa Quinquenal do Governo Moçambicano

Com o objectivo de reduzir a pobreza absoluta no país, foi criado um


instrumento conhecido como programa quinquenal que focalizava áreas
consideradas estratégicas, nomeadamente o fomento do capital humano, de
infra-estruturas económicas e sociais, do desenvolvimento institucional e da
provisão de serviços básicos que criem o ambiente favorável e indutor da
expansão da iniciativa, acção e investimento privados dos cidadãos e suas
instituições.
A implementação e monitoria do Programa do Governo realizam-se através do
sistema de planeamento vigente: O Plano Económico e Social (PES) e o
Orçamento do Estado (OE), dois instrumentos anuais chaves nesse processo.
O programa quinquenal do governo é elaborado numa base de cinco anos, e
no último (2005-2009) foram eleitas como áreas chave:
 Educação
 Saúde
 Infra-estruturas
 Agricultura
 Desenvolvimento Rural
 Boa Governação, Legalidade e Justiça
 Políticas Macroeconómicas, Financeiras e de Comércio Internacional.

3.2 O Cenário Fiscal de Médio Prazo

O CFMP é preparado com o objectivo de dar uma visão mais a médio prazo a
execução dos objectivos definidos pelo Programa Quinquenal. Isto é, seria
muito difícil fazer o controle do atingimento dos objectivos do programa apenas
através de programas de base anual, e deste modo foi desenvolvido este que
visa servir de um intermédio.

Este deve garantir a interligação entre os custos e as metas e devem estar


presentes todas as determinações legais para:

Soraya Sarah Fakir Coscione 10


A Coordenação do Orçamento de Estado, do Cenário Fiscal de Médio Prazo e do
Programa de Governo em Moçambique
 Assegurar a disciplina orçamental para manter o equilíbrio
macroeconómico;
 Adequar a afectação inter e intra-sectorial e territorial de recursos às
metas e prioridades estratégicas expressas no Programa Quinquenal do
Governo e no PARPA II, bem como nas estratégias sectoriais e
territoriais;
 Promover a eficácia na utilização de recursos através de maior
previsibilidade de recursos disponíveis aos sectores e estratégias
sectoriais, para períodos além de um ano;
 Facilitar as discussões e decisões conjuntas sobre: (i) política tributária a
prosseguir, e (ii) os benefícios/implicações de alterações do nível das
despesas públicas;
 Tomar decisões sobre a priorização na afectação de recursos;
 Usar cada vez mais eficientes instrumentos que apoiem a tomada de
decisões em harmonia com as políticas e prioridades estabelecidas.

Tendo em conta o definido pelo Programa Quinquenal do Governo (2005-2009)


– a redução da pobreza absoluta no país – o cenário fiscal de médio prazo
deverá concentrar-se nos seguintes objectivos:
 A redução dos níveis de pobreza absoluta, através da promoção do
crescimento económico rápido, sustentável e abrangente, focalizando a
atenção na criação dum ambiente favorável ao investimento e desenvolvimento
do empresariado nacional e da incidência de acções na educação, saúde e
desenvolvimento rural;
 O Desenvolvimento económico e social do país, orientado prioritariamente às
zonas rurais e à mulher, tendo em vista à redução dos desequilíbrios regionais
e de género;
 A consolidação da Unidade Nacional, da Paz, da Justiça e da Democracia,
bem como do espírito de auto-estima dos cidadãos, como condições
indispensáveis para um desenvolvimento harmonioso do país;
 A valorização e promoção da cultura de trabalho, zelo, honestidade e
prestação de contas;
 O Combate a corrupção, ao burocratismo e a criminalidade;
 O Reforço da Soberania e da Cooperação Internacional.

Soraya Sarah Fakir Coscione 11


A Coordenação do Orçamento de Estado, do Cenário Fiscal de Médio Prazo e do
Programa de Governo em Moçambique
3.3 O Orçamento de Estado em Moçambique

Como já foi referido ao longo deste trabalho, o orçamento de estado é


elaborado numa base anual.
No entanto, no processo da sua elaboração é muito importante ter em conta os
objectivos da política macro-económica, ou seja as perspectivas de médio
prazo no que se refere as estatísticas económicas.
Factores como a taxa de crescimento da inflação, níveis de preços, entre mais
devem ser estimados para a preparação do orçamento, e estes factores devem
ser estudados tendo em conta as projecções do quadro fiscal para o período de
médio prazo (por exemplo, para 2007 o período tomado em conta foi de 2007-
2009).

Soraya Sarah Fakir Coscione 12


A Coordenação do Orçamento de Estado, do Cenário Fiscal de Médio Prazo e do
Programa de Governo em Moçambique

IV. Conclusão

A gestão dos recursos e despesas pública é de extrema importância para o


desenvolvimento económico de um país. É neste contexto que surgem os
instrumentos de planificação, que são de exterma importância e devem ser
cuidadosamente estudados e elaborados. Em Moçambique os instrumentos
principais são: Orçamento de Estado, Cenário Fiscal de Médio Prazo e
Programa do Governo.
O Programa Quinquenal do Governo é uma forma de planeamento estratégico,
ou seja é desenhado de forma abrangente, por sua vez o cenário fiscal de
médio prazo é um instrumento de planeamento táctico. Como o orçamento é
feito numa base anual, este torna-se um instrumento de planeamento
operacional, ou seja é através do orçamento que se determina o nível de
actividade financiada e consequentemente a realizar, face à restrição específica
de recursos de cada ano.
Assim, pode-se concluir que estes três intrumentos estão intimamente interligados
entre si, e deste modo existe a necessidade de coordenar o planeamento e
elaboração dos mesmos, de modo a garantir que os três se direccione para os
mesmos objectivos.
Neste caso, o programa quinquenal do governo estabelece que o seu principal
objectivo, neste período de cinco anos, é o de reduzir a pobreza absoluta no país,
e deste modo tanto o cenário fiscal de médio prazo quanto o orçamento devem
estar direccionados para o mesmo caminho.

Soraya Sarah Fakir Coscione 13


A Coordenação do Orçamento de Estado, do Cenário Fiscal de Médio Prazo e do
Programa de Governo em Moçambique

V. Ficha Bibliográfica

Google. (s.d.). Motor de Busca Google. Obtido em 2008, de Google: www.google.pt

Ministério de Planificação e Desenvolvimento. (9 de Novembro de 2006). Metodologia


para a Elaboração das Propostas do Cenário Fiscal de Prazo 2008-2010. Maputo,
Moçambique.

Ministério de Planificação e Desenvolvimento. (Fevereiro de 2005). Ministério da


Planificação e Desenvolvimento. Obtido em Outubro de 2008, de
http://www.dnpo.gov.mz/

Ministério de Planificação e Desenvolvimento. (Setembro - Outubro de 2006).


Orçamento de Estado para 2007. Maputo, Maputo, maputo.

Ministério de Planificação e Desenvolvimento. (Março de 2005). Proposta de Programa


de Governo 2005-2009. Maputo, Maputo, Moçambique.

Sapo. (2002). O orçamento do Estado. Obtido em Outubro de 2008, de Sapo:


http://octalberto.no.sapo.pt/o_orcamento_de_estado.htm

Wikipedia. (15 de Janeiro de 2001). Enciclopedia Livre. Obtido em Fevereiro - Junho


de 2008, de http://pt.wikipedia.org

Soraya Sarah Fakir Coscione 14


A Coordenação do Orçamento de Estado, do Cenário Fiscal de Médio Prazo e do
Programa de Governo em Moçambique

VI. Anexos

Figura 1- Coordenação entre os diversos planos e programas em Moçambique

Soraya Sarah Fakir Coscione 15