Anda di halaman 1dari 1

Análise Crítica do Vídeo "O Mundo do Rafinha"

Escrita por Felipe - Turma Mileto

O vídeo "O Mundo do Rafinha" aborda, de forma que demonstra ser excessivamente generalizada, a
vida de um adolescente que encontra-se atualizado quanto à maioria dos aspectos que envolvem a
tecnologia e a internet.

Rafinha parece possuir sempre os mais avançados produtos tecnológicos de entretenimento, e


mantêm-se conectado à internet de forma constante, utilizando-a para servir-se desde blogs ou
fotologs até para adquirir "grande conhecimento". Porém, o que o autor do vídeo demostra são
generalizações que não correspondem à realidade da maioria dos adolescentes brasileiros. O Rafinha
demonstra características de pertencer à classe média alta da sociedade, onde tudo o que é utilizado
por ele (ou parcialmente tudo) pode ser parte de sua realidade sem muitos problemas (ou nenhum).

Questões de grande importância e alvos de discussões acirradas entre especialistas, como a


privacidade na internet, são mostradas de forma totalmente superficial, parecendo enfatizar apenas o
quanto parece ser muito interessante e divertido exibir boa parte dos detalhes da própria vida e das
pessoas que conosco se relacionam, de forma que qualquer pessoa possa ter acesso a essas
informações e assim, fazer novos amigos, ou se fazerem de "amigos", que podem possuir intenções não
tão puras.

Basicamente, o autor do vídeo parece retratar a realidade de adolescentes de primeiro mundo, pura
e simplesmente. Para alguns, pode dara impressão de que, para ser uma pessoa digna de atenção na
sociedade, é necessário ter uma "vida de Rafinha", vida esta de difícil acesso para muitos.

Em suma, a tecnologia descrita no vídeo está em um patamar onde tudo parece que pode ser
resolvido pelo computador, ou estudado através dele. Menciona-se que aqueles que usam a internet por
ela adquirem e "captam" muito conhecimento. Em parte, pode ser que sim, pois pela internet é possível
acessar as mais abrangentes espécies de informações, desde notícias internacionais a conteúdos que
tratam da história da humanidade, e não obstante, até receitas. Porém, uma realidade bem mais
próxima dessa questão é o fato de que a grande maioria das pessoas usam a internet como fonte de
diversão e entretenimento; talvez, algumas vezes poderia-se ler isso como fonte de alienação e
"desligamento da realidade", em alguns (e muitos) casos.

De qualquer forma, o vídeo parece demostrar mais a visão do próprio Rafinha sobre o mundo,
encaixando tudo dentro de seu próprio contexto.