Anda di halaman 1dari 9

Tipos de Plantas

O reino das plantas é formado por uma grande variedade de organismos, e o Brasil é
um país que possui uma grande variedade vegetal.

As fotos abaixo mostram os principais grupos de plantas:

Tolófitas (algas)

Pteridófitas
(samambaias)
Gimnosperma
(pinheiros)

Angiospermas
Briófitas ( musgos)

1 Talófitas ( algas)
As algas desse reino, são plantas aquáticas, principalmente pluricelulares, com
organização simples e aspecto em forma de fita ou parecido com folhas. Como
as algas não têm raiz, caule ou folha, seu corpo é chamado de talo. Possuem
clorofila, um pigmento verde, mas não apresenta necessariamente a cor verde
devido a presença de outros pigmentos que encobrem a cor da clorofila.
Pigmentos são substâncias que dão cor à planta e nela executam diversas
funções, com, por exemplo, ajudar na absorsão de energia luminosa para a
realização da fotossíntese.
De acordo com os pigmentos e com características, as algas podem ser de 3
grupos: clorofícias ( algas verdes), feofícias ( algas pardas ) e rodoficias
( algas vermelhas ).
As algas verdes são encontradas principalmente na água ( marinha ou
dulcícola ), mas podem também viver em ambientes terrestres, como, por
exemplo, nos troncos úmidos das árvores.
Elas devem ter sido o elo evolutivo entre as plantas aquáticas e terrestres.

Alface – do – mar.
As algas pardas são principalmente marinhas. Possuem pigmento de cor
parda. Em geral são muito grandes, podendo atingir dezenas de metros de
comprimento e algumas são comestíveis.
Apresentam estruturas que lembram um pouco as raízes, os caules e as folhas,
mas ainda não possuem esses òrgãos verdadeiros. As maiores algas pardas,
que chegam a cobrir extensas superfícies rochosas junto ao mar ou formam
massas flutuantes, que são denominadas sargaços. No Mar de Sargaços, no
Caribe, as algas estão juntas e interligadas que se torna difícil para um barco de
pequeno porte passar .

Algas Pardas
As algas vermelhas possuem pigmentos que lhes conferem cor vermelhadas.
Dessas algas são extraídas diversas substâncias de uso industrial, como o ágar
– ágar e o carragin. O ágar-ágar é uma substância gelatinosa com a qual se faz
um meio de cultura para o crescimento de bactérias em laboratório. O carragin
é usado na indústria farmacêutica e na fabricação de bolos, sorvetes e gelatina
( usados como expessante para dar cremosidade).

2 – Briófitas (musgos)

Plantas que vivem em ambiente terrestre. A mais conhecida delas é o musgo


(limo). O grande problema para uma planta na terra é conseguir água para poder
viver. Como não chove todo dia, uma planta terrestre tem que obter água do solo.

É sabido que uma planta como o feijoeiro retira água do solo pelas raízes e leva água
essa água até as folhas através do caule, por meio de tubos finíssimos, denominados
vasos condutores. Mas os musgos são plantasque ainda não desenvolveram raízes
verdadeiras nem vasos condutores e por isso têm dificuldade para a obtenção de
água.

Por causa disso, os musgos só vivem em lugares úmidos e são bem pequenos. Assim
sempre há um pouco de água no solo, que será conduzida de célula a célula do
musgo.
Os musgos formam um verdadeiro tapete
sobre o solo.

Como um musgo se reproduz


As plantinhas verdes que formam os musgos podem ser masculinos ou femininos. As
diferenças entre elas são microscópicas, mas uma produz células reprodutoras
masculinas e a outra femininas. Quando chove, os pingos de água podem espirrar de
um musgo masculino para um mugo feminino levando consigo células reprodutoras.
Ocorre então, no topo da planta feminina, a fecundação, isto é, a união das células
sexuais masculinas e femininas, também chamadas de gemetas.

A célula formada pela fecundação é chamada zigoto e passa a se desenvolver sobre a


planta feminina, formando uma haste com uma cápsula na ponta. Depois de
amadurecer, essa cápsula produz esporos, que são lançados para o ar caindo no solo.
Se esse solo tiver condições adequadas, novos mugos masculinos e femininos se
desenvolverão.

3- Pteridófitas

Plantas abundantemente em áreas tropicais , como o Brasil. São as avencas e as


samambaias.

Samambaias
Avencas

As Pteridófitas crescem geralmente em ambientes úmidos, pois, mesmo vivendo em


terra firme ou sobre galhos de árvores, necessitam da água para reprodução, como os
musgos.

Comparando uma pteridófita com uma briófita, percebe-se que as pteridófitas têm
tamanho bem maior e já possuem raiz, caule e folhas, além de vasos condutores de
seiva.
Como as samambaias se reproduzem
Nas samambaias a reprodução obedece um ciclo.

A samambaia possui raízes, um caule semi-enterrado e folhas longas. Cada folha é


dividida em folíolos.

Alguns dos folíolos possuem uma série de estruturas denominadas soros, dentro dos
quais são produzidos milhares de esporos. Estes são lançados e, Atingindo um
ambiente adequado, se desenvolvem.

Desse desenvolvimento não surgem novas samambaias, mas sim pequenas plantas
verdes de 1 cm com o formato de coração, chamados de protalos. Em cada protalo há
estruras que produzem células reprodutoras femininas. Quando chove, as células
masculinas, que possuem flagelos, nadam até as femininas fecundando-as. Da
fecundação surge um ovo ou zigoto, que, ao crescer, forma uma nova samambaia.

4-Gimnospermas
Junto às angiospermas, são as plantas mais complexas.

Possuem raiz, caule, folhas em forma de agulhas, sementes e órgãos reprodutores


bem desenvolvidos, os estróbilos.

Os pinheiros, as sequóias, as araucárias e os ciprestes são exemplos de


gimnospermas.

Sequóia Cipreste Pinheiro -


do -paraná
As gimnospermas são plantas de grande porte. Algumas sequóias, nos Estados
Unidos, chegam a tem 100 metros de altura.

No Brasil, as gimnospermas são mais encontradas no Sul, devido ao fato de estarem


mais bem adaptadas a climas frios.

Reprodução das gimnospermas


O estróbilo masculino produz grande quantidade de estruturas denominadas grãos de
pólen. Eles apresentam no seu interior as células reprodutoras masculinas , que são
levadas pelo vento até os estróbilos femininos, nos quais as células reprodutoras
femininas estão dentro de estruturas denominadas óvulo.

Aqui a fecundação pode ocorrer sem necessidade de água ( as flores são secas e
marrons por isso não atraem os insetos e os pássaros). O zigoto assim formado fica
envolvido por tecidos nutritivos, e esse conjunto é denominado semente. Portanto, a
semente se desenvolve a partir do óvulo fecundado e no pinheiro-do-paraná ou
araucária é denominada pinhão ( o pinhão está guardado dentro da pinha, pois eles
não produzem frutos).

5- Angiospermas
São as plantas que atualmente dominam o ambiente terrestre. Possuem raiz, caule e
folha; produzem flores, semente e frutos também. Os frutos são exclusivos das
angiospermas. Dentre elas podemos citar como exemplos a laranjeira, o trigo, o
milho, o arroz, o feijão, a batata, o abacateiro, o tomateiro, o cafeeiro, a soja, a
mangueira.
Os frutos protegem as sementes e também ajudam na sua dispersão.

O grupo da angiospermas compreende as monocotiledôneas e as dicotiledôneas.

Importante diferença entre as monocotiledôneas e as dicotiledôneas está na semente.


Enquanto as monocotiledôneas têm apenas um cotilédone, as dicotiledôneas
possuem dois.

Os cotilédones são estruturas que armazenam materiais nutritivos e alimentam o


embrião.

Principais

Grupos Raiz Caule Folha Estróbilo Flores Semente Frutos


Vegetais s vistosas s
Algas Ausente Ausente Ausente Ausente Ausente Ausente Ausente
Briófitas Ausente Ausente Ausente Ausente Ausente Ausente Ausente
Pteridófitas Presente Presente Presente Ausente Ausente Ausente Ausente
Gimnosper Presente Presente Presente Presente Ausente Presente Ausente
mas
angiosperm present present present ausente present presente present
as e e e e e

Resumo sobre o conteúdos acima:


Reino Vegetal:
1- Características gerais :
→ Representantes: uni ou pluricelulares
→ Habitat: terrestre ou aquático
→ Tipos: a) avasculares: não contém vasos par conduzir as
seivas.
b) vasculares: contém vasos condutores.
c) criptógamas: não formam flores.
d) fanerógamas: formam flores.
e) autótrofa: produzem seu próprio alimento.
f) heterótrofas: não produzem seu próprio
alimento
EX: cipó chumbo
2-Órgãos:
→ raiz: fixação
→ caule: transportação e sustentação
→ folha: respiração, tranpiração, gutação, fotossíntese.
→ flor: reprodução.
→ fruto: armazenar a semente.
→ semente: germinação.
3-Grupos:
a) Talófitas: algas
b) Briófitas: musgos
c) Pteridófitas: samambaias
d) Gimnospermas: pinheiros
e) Angiospermas: demais plantas
Plastos:
→ leucoplastos: incolor acumulam amido, feito na
fotossíntese
→ cromoplastos: pigmentos que dão cor à planta:
Clorofila: verde
Eretrofila: vermelho
Xantrofila: amarelo

Classificação dos vegetais:

Avasculares: talófitas
Briófitas

Vasculares: pteridófitas
Gimnospermas
Angiospermas

Criptógamas: talófitas
Briófitas
Pteridófitas

Fanerógamas: gimnospermas
Angiospermas