Anda di halaman 1dari 3

Lista de Exercícios para revisão de Biologia- Prof.

ª Carol Di Benedette

Junho de 2009- 3.º ano EM

1. Suponha que determinada planta produza flores brancas, vermelhas, róseas e


cremes. A cor branca é condicionada por um alelo (a) que inibe a produção do
pigmento creme sem, contudo, inibir a produção do pigmento vermelho; porém
interage com o alelo que o produz (alelo para vermelho) para expressar a cor rósea.
O alelo (A) é dominante para condicionar a produção de pigmentos. Um outro par de
alelos condiciona a produção de pigmentos e, quando recessivo, condiciona a cor
creme; quando dominante condiciona a cor vermelha.
A razão fenotípica de flores brancas e de flores cremes que é esperada, de um
cruzamento do duplo heterozigoto AaCc X AaCc é, respectivamente:
A) 1/16 e 3/16
B) 3/16 e 1/16
C) 3/16 e 3/16
D) 1/16 e 1/16

2. Sabe-se que um tipo de surdez humana tem origem genética, sendo causada por
dois pares
de genes recessivos, que se situam em pares de cromossomos homólogos diferentes,
os quais interagem para manifestar a anomalia, que é condicionada por má formação
da cóclea e/ou má formação do nervo auditivo, ambos, fenótipos recessivos. Do
casamento de pais
normais, heterozigotos para os dois loci, espera-se uma descendência na qual a
surdez se manifestará na seguinte
razão:
A) 9/16;
B) 7/16;
C) 4/16;
D) 1/16.

3. (UECE – 2005.2) Sabendo-se que a altura humana é determinada por genes aditivos
e supondo-se que 3(três) pares de alelos efetivos determinam o fenótipo alto de
1,95m; que as classes de altura variam de 5 em 5cm; que o fenótipo baixo é
determinado pelos mesmos 3(três) pares de alelos não efetivos, realizando-se o
cruzamento entre tri-híbridos espera-se encontrar, na classe de 1,85m uma proporção
fenotípica de:
A) 3/32;
B) 15/64;
C) 5/16;
D) 1/64.

4. (UECE - 2005.1) Examinando a progênie do cruzamento entre dois galináceos foram


obtidos os dados da tabela abaixo:
Com relação ao genótipo dos pais podemos afirmar, corretamente que:
A) RREe x rrEe
B) RrEe x Rree
C) RrEe x eeEe
D) RrEe x RrEe

5. (UECE – 2004.2) Na epistasia recessiva duplicada a proporção mendeliana 9:3:3:1 é


alterada para 9:7. Do cruzamento de dois heterozigotos, para dois pares de genes
localizados em cromossomos não-homólogos (AaBb x AaBb), podemos afirmar sobre
este tipo de interação que:
A) somente aa é epistático sobre B e b
B) B e b são hipostáticos sobre aa, assim como bb é epistático sobre A e a
C) A é epistático sobre B e b
D) aa é hipostático sobre B e b, assim como bb é epistáticosobre A e a

6. A anemia falciforme é uma doença causada em virtude de uma mutação gênica.


Marque a opção verdadeira com relação a esta anomalia:
A) É uma doença ligada ao sexo e atinge principalmente os indivíduos do sexo
masculino
B) As principais células afetadas são os linfócitos T
C) O gene responsável por esta alteração é pleiotrópico
D) A doença caracteriza-se pelo metabolismo anômalo de fenilalanina

7. Na poligenia, ou herança quantitativa, sabe-se que os pares de genes não-alelos


somam ou acumulam seus efeitos, permitindo uma maior variação fenotípica, além
da variação ocasionada pela recombinação de genes alelos. Sabendo-se que a altura
em determinada planta é condicionada por 3 (três) pares de genes efetivos, o
número de tipos de fenótipos diferentes e a proporção fenotípica esperada no
fenótipo altura média, respectivamente, na F-2 do cruzamento dos indivíduos
AABBCC x aabbcc, são:
A) 5 e 6
B) 6 e 10
C) 7 e 20
D) 8 e 30

8. A prole de um macho de plumagem branca com uma fêmea de plumagem preta é


cinza. A explicação mais simples para este padrão de herança é
A) pleiotropia.
B) segregação independente.
C) dominância incompleta.
D) heterose.
E) desequilíbrio de ligação.

9. Cruzamentos entre galinhas provenientes de linhagens puras para a cor da


plumagem, respectivamente, preta e branca, produziram apenas descendentes com
plumagem azulada. Estas aves cruzadas entre si geraram descendentes com
plumagem preta, branca e azulada na proporção 1 : 2 : 1. Este exemplo é um
caso de
A) epistasia dominante.
B) epistasia recessiva.
C) dominância incompleta.
D) dominância completa.
E) pleiotropia

10. Políticas de inclusão que consideram cotas para negros ou afrodescendentes nas
universidades públicas foram colocadas em prática pela primeira vez na Universidade
Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), em
2001. Propostas como essas geram polêmicas e dividem opiniões. Há vários argumentos contra
e a favor. Os biólogos têm participado desse debate, contribuindo com os conhecimentos
biológicos referentes à raça e à herança da cor da pele humana, entre outros. Assinale a
afirmação considerada correta do ponto de vista da biologia.
A) Os critérios para se definir duas populações como raças diferentes são científica e
consensualmente determinados.
B) Não encontramos, na história da biologia, dúvidas sobre a existência de raças na espécie
humana.
C) A cor da pele humana é um exemplo de herança quantitativa ou poligênica, o que significa
que vários genes atuam na sua definição.
D) O fato de a cor da pele não ser influenciada por fatores ambientais reforça a hipótese da
existência de raças na espécie humana.
E) A determinação da cor da pele humana segue os padrões do tipo de herança qualitativa e é
um exemplo de co-dominância.

11. A altura de uma certa espécie de planta é determinada por dois pares de genes A e B e
seus
respectivos alelos a e b. Os alelos A e B apresentam efeito aditivo e, quando presentes, cada
alelo acrescenta à planta 0,15m. Verificou-se que plantas desta espécie variam de 1,00m a
1,60m de altura.
Cruzando-se plantas AaBB com aabb pode-se prever que,entre os descendentes,
A) 100% terão 1,30m de altura.
B) 75% terão 1,30m e 25% terão 1,45m de altura.
C) 25% terão 1,00m e 75% terão 1,60m de altura.
D) 50% terão 1,15m e 50% terão 1,30m de altura.
E) 25% terão 1,15m, 25% 1,30m, 25% 1,45m e 25% 1,60m de altura.

12. (Unb) A altura dos espécimes de uma determinada planta encontrada no cerrado varia
entre 12cm e 108cm. Os responsáveis por essa variação são 3 pares de genes com segregação
independente, que interferem igualmente na altura da planta. Determine a altura, em
centímetros, esperada para a primeira geração de um cruzamento entre dois indivíduos com
os genótipos AABBCC e aabbCC.

13. (UNIFESP) Os gráficos I e II representam a freqüência de plantas com flores de diferentes


cores em uma plantação de cravos (I) e rosas (II).

Os padrões de distribuição fenotípica são devidos


a:
A) I: 1 gene com dominância;
II: 1 gene com dominância incompleta.
B) I: 1 gene com dominância incompleta;
II: vários genes com interação.
C) I: 1 gene com dominância incompleta;
II: 1 gene com alelos múltiplos.
D) I: 3 genes com dominância incompleta;
II: vários genes com interação.
E) I: 2 genes com interação;
II: 2 genes com dominância incompleta.

14. (Vunesp) Numa dada planta, o gene B condiciona o fruto branco e o gene A condiciona o
fruto amarelo, mas o gene B inibe a ação do gene A. O duplo recessivo condiciona o fruto
verde. Considerando que tais genes apresentam segregação independente um do outro,
responda:

a) Como se chama esse tipo de interação?


b) Qual a proporção fenotípica correta entre os descendentes do cruzamento de plantas
heterozigotas para esses dois pares de alelos?

15. Em galinhas Leghorn, o gene C determina a manifestação de cor, porém é inibido pelo
gene I, que epistático sobre ele. Um galo branco, cruzado com uma galinha branca, produziu
em F1 50% de aves brancas e 50% coloridas. Qual deve ser o provável genótipo dos pais?