Anda di halaman 1dari 2

EDITORIAL

So Paulo, 14 de setembro de 2007 Estamos lanando o nmero um de uma nova revista: MAIS-VALIA. Como indica o prprio nome, a revista vai possuir como tema central esse monstroa mais-valiao monstro que movimenta e comanda hoje o Brasil e o mundo capitalista. Como revista crtica e dialtica, a MAIS-VALIA vai combater a explorao do trabalho, a extrao vampiresca do trabalho realizada por esse Conde Drcula chamado Capital. Dizia Marx que o capital trabalho morto, tempo de vida dos homens coagulado e, para sobreviver, para continuar a sua rotao sombria e noturna, como um vampiro, precisa sempre sugar mais e mais sangue, mais e mais trabalho, novo tempo de vida dos homens: mais-valia. Para realizarmos esse combate, a denncia da explorao do trabalho, em primeiro lugar, daremos a palavra prpria classe trabalhadora, aquela classe de quem se extrai o mais-valor, aquela classe que sente os dentes do Drcula sendo fincados no seu prprio pescoo, pois, ela que sabe o que realmente acontece e ela que sabe o caminho da defesa, da organizao e da luta contra o vampiro. Nesse sentido, neste nmero um, como nos prximos nmeros da MAIS-VALIA, ouvimos e ouviremos os companheiros que tm algo a contar sobre as suas lutas passadas presentes e futuras. Alm dessa seo que mais diretamente documentar as lutas, a revista MAIS-VALIA trar tambm reportagens e anlises tericas, cujo ponto de vista seja claramente a perspectiva mais universal de nossa poca histrica, a perspectiva da classe trabalhadora. Somente esta perspectiva, claramente contra o capital, pode abrir um caminho que no seja aquele da destruio, da barbrie e da devastao generalizadas.

Por um novo mundo, alm do capitalismo e da extrao de mais-valia!