Anda di halaman 1dari 1

Razo e Paixo

"Vossa alma , muitas vezes, um campo de batalha no qual vossa razo e vosso juzo combatem vossa paixo e vontade. Pudera eu ser um pacificador em vossas almas, e transformaria a disc rdia e a rivalidade de vossos elementos em unio e harmonia. !as como poderia, a menos que v s pr prios tambm pacific"sseis vossos elementos, mais do que isso, deles vos enamor"sseis# Vossa razo e vossa paixo so o leme e as velas de vossa alma nave$ante. %e vossas velas ou vosso leme quebrassem, s ou permanecer im veis em alto mar. podereis se$uir & deriva,

Pois a razo, quando impera, for'a confinadora( e a paixo, desmedida, chama que arde at se extin$uir. )eixai, portanto, vossa alma elevar vossa razo &s rais da paixo, para que cante( * deixai+a conduzir vossa paixo a par com a razo, a fim de que a paixo possa experimentar uma ressurrei'o a cada novo dia, e como a f,nix, renascer das pr prias cinzas. -onsiderai vosso juzo e vossa vontade como a dois h spedes queridos em vossa casa. )ecerto no tereis prefer,ncia dentre eles( pois aquele que assim os distin$uir perder" o amor e a confian'a de ambos. .as colinas, sentados & sombra dos "lamos, na paz e serenidade dos lon$nquos campos e pradarias + deixai que vossos cora'/es di$am em sil,ncio 0 ")eus repousa na razo". * quando sobrevier a tempestade, e os fortes ventos soprarem sobre a floresta, e o trovo e o rel1mpa$o proclamarem a majestade do cu + deixai que vossos cora'/es di$am em admira'o0 ")eus a$e com paixo". * como sois um sopro na esfera divina, e uma folha em %ua floresta, deveis tambm repousar na razo e a$ir com paixo."

Kahlil Gibran