Anda di halaman 1dari 2

NAS BODAS DO MEU CASAL

Silvio R. Santos

Para mim a mais remota conscincia do mundo talvez se a estar morando com meus !ais" a#re#ados na casa de meus $isav%s &oa'uim Mac(rio e Andrelina. Rememoro a m)o do vel*o +iscal do munic,!io" !assando !ela +resta da !orta o seu ca+- +orte" em al#uma *ora da noite. A +rente da casa tomada !ela latada onde eram rece$idos os romeiros do !adroeiro" ele os re!reendia !or !assarem *oras no %cio" sem irem . Bas,lica" amais !ou!ando de sua sinceridade 'uem 'uer 'ue +osse. C*e#ados de Madalena" +oi onde !rimeiro moramos. Anos de!ois" ( me ve o sendo instado !elo casal !aterno a deci+rar o al+a$eto na carta de ABC e os n/meros na ta$uada at- o constante !razer da leitura" rudimentos !rimeiros de um cont,nuo cuidado com a educa0)o dos +il*os" ( 'ue min*a irm) viria a nascer !or esse !er,odo" 'uando ( mor(vamos em nosso endere0o mais duradouro1 ali(s 'uase todo nosso cl) ainda *o e reside no mesmo $airro. O meu casal sem!re teve a alma im$u,da de !ra#matismo le#,timo" !or-m sem a $usca da acumula0)o. Nunca os vi tentando e2tra!olar a m,nima +antasia" e cometer atitudes 'ue estivessem al-m de suas !ossi$ilidades +inanceiras ou e2istenciais. Sem!re !rocuraram mostrar ao casal de +il*os a +ace mais n,tida da *onestidade" 'ue" se n)o a!reendida" 'ue de todo se am isentos" mas o +oi" certamente. Seu a!re0o !ela educa0)o" resultou em nossa +orma0)o universit(ria" e na valoriza0)o do tra$al*o !elo seu e2em!lo. Este ano" seu Ant3nio e dona Maria Lu,za" a 45 de +evereiro" est)o com!letando suas $odas de ouro. Sei 'ue viver)o esse momento sem destoar de como viveram at- a#ora. Sem alarde" a!enas comemorando intimamente" sem 'ual'uer ostenta0)o. 6uanto . renova0)o de seus votos" como - costumeiro em tal ocasi)o" a viver)o eles" conduzindo o seu cotidiano numa sin#ela la$ora0)o. N)o estou certo se os *omena#eio como #ostaria a'ui" mas dese o7l*es" unto . min*a irm) C-lia" muita sa/de e !az" $em mel*or dito !elo !oeta 8il#ueiras Lima.
SONETO DAS BODAS A meus pais, no cinqentenrio do seu casamento. Eu peo Musa inspirao mais alta, ritmo mais amplo, verso mais sonoro, para dizer-vos quanto vos adoro e quanto, em vosso ser, meu ser se exalta! Nem a ternura lrica me falta ao corao de pssaro canoro porque teu !ei"o, # Me $ santa a quem oro, de luz e amor min%a exist&ncia esmalta' No me falta a verdade no!re e reta, nem a desam!io, nem a prud&ncia, com que inte(ras, meu )ai, a alma do poeta'

)ossumos, meus irmos, ureo tesouro! Nele perce!o, em m(ica vid&ncia, toda a (randeza destas !odas de ouro!