Anda di halaman 1dari 1
Uma frase feita 6 comumente usada por pais que nao querem ser considerados superprotetores: “criamos nossos filhos nao para nés, mas para o mundo”... Na pratica, contudo, observamos 0 quanto é dificil para os pais confiarem na autonomia dos filhos e nao exagerarem na superprotecao. Intimeras piadas e charges tém como inspiracao a célebre “super-mae”, porque para as maes, mais do que para os pais, parece ser dificil aceitar a independéncia dos filhos. A familia pode favorecer a autonomia dos jovens ava gin Corda Lopes tia apa de ass ans: era nea ree Para ar, 3 nds ek: bape. Ste wonaponie pec Quando nascemos somos totamente indferencados: 0 bebé no tem conscén- cia da propria identidade. A relago da cr- ana com a mie ¢ sinbitica, © 56 20s poucos ea va percebendo a si mesma e 0 outro como pessoas dtinas; comeca aestabelecervincuos e mais tarde torna- Se apa para aida em grupo Podemas dizer que aside mental de uma pessoa depende desse processo Guanto mais saudvel una pessoa, mas capa ela 6 de se ierencar, 20 mesmo tempo em que também conseque perce- ber corretamente os sentimentos dos ou tos, o que permite que ela se relacone de forma satisttéria Contudo mitas pessoas permanecem emocionaimenteindferendadas, pelo me- 10s em parte. So pessoas que tendem a estabelecer relacées de dependéncia, © que tm dculdade em assumir a propria autonoia, mundoryegyy Aprender por si mesmo Um dos fatoresfundametas para que a ctianga consiga se desenvolve de modo salislatrioé ter pais emocionalmente sau dives. Pessoas dependentes imaturas tém Aiticudades em favorecer a autonomia dos fis, Pais seguros econfiantes provavel- ment terio mais conde de educar os fis para serem como les, porque ofe- recem um modelo saudével,nio tem tan- tas insegurancas para projetar nos fibos so capazes de amivls Sem superpro: tegio. Comeca-se afavocecer a autonomia da cvianga desde pequena, nao fazendo por eta aqui que ela 6 capar de fazer soz nha. Dexar que a crianga aprenda a co- ‘mer sozia, por exemplo, € una atude dificil para muitas mes; por ansiedade, essa maria de mpeza au medo de que 2 cianga nao se almente diet, muitas preferem contnuaralmentando a crianca a0 invés de deié-la experimentay, apren- dendo por si propria, 0 qu significa mui- tas vezes brincarcom a comida e lambu Autonomia, YB apesar do contexto 2 Dear que o fo admura autononia = ot significa estar por pert, apoiéo quando = necessirio, encorjélo & experimentar, a 7 assumirriscos e a confi em si proprio, e Isso significa abrir mo da propria on- 2 poténcia, reconhecer que no podemos 6 ‘controlar tudo € que 0s riscos sempre es- a tardo presentes. € preciso incentvar as ceiangas desde cedo para terem respon: ‘sabildades, e favorecer a sua auto estima, ressaltando seus tale. tos, suas attudes postvas e ‘suas realizagdes. Uma pes 0a autoconfante se sentir mais apta a experimentar ea tiar. Por outro lado, pais perfeccionstas e excessiva mente citicos exigentes