Anda di halaman 1dari 8

112.

J naso amortalhado
E comeo logo a morrer
Sou prazer do viciado
Minha sorte sempre
arder.
113.
Por ela soes! por ela
desces!
"ens sempre de a usar!
Se em casa #uiseres
entrar.
11$.
E si a lua se espelha
E o Sol re%lecte tamm!
42
&uando a gente se
apro'ima!
(lhando)a nos vemos
em.
11*.
"em coroa e n+o rei
"em escamas sem pei'e
ser,
-lm de servir para
doce!
. %ruta! podes comer.
11/.
0ega a#ui! corta da#uele
lado
Planta sementes
43
E anda sempre
ronzeado.
111.
Eu corro! n+o tenho
pernas
-ssoio e n+o tenho
oca
Mas nunca ningum me
viu
E tenho astante %ora.
112.
Eu tenho princ3pio e %im
Mas tamm verdade
&ue muito emora
completa
Eu %ico sempre metade.
44
114.
5az tudo por medida!
-nda sempre entre
moldes
E d emprego a mil
ot6es7
128.
Sou rainha tenho orgulho
- diz9)lo n+o me escuso!
E a prova do #ue a%irmo
Est na coroa #ue uso.
121.
:ois irm+os do mesmo
nome
45
;+o marchando com
a%inco
Mas um d sessenta
passos
En#uanto o outro d
cinco.
122.
"ocando o apito
E me'endo os raos!
<omando e diri=o o
tr%ego.
123.
&uer de trs para diante
&uer de diante para trs
Sou ave de penas lindas
>+o %alo mas sou lo#uaz.
46
12$.
S? a %az #uem = a tem
Pois #uem a n+o tem!
n+o a %az
Se a tem pode n+o a
%azer
Se a %izer! = n+o a traz.
12*.
Sai sempre durante a
noite
:e dia tu nunca o v9s.
&ue icho achas #ue 7
12/.
"enho dentes e n+o
como!
47
E para comer eu %ui %eito,
@ido sempre com comida
Mas comerA n+o ve=o
=eito.
121.
Sou mais vasto do #ue o
mar
E ningum me pode ver,
"odo o mundo meu lar!
Sem mim n+o podes
viver.
122.
Sou %ruta carnuda! de
semente preta
Por dentro sou vermelha!
E re%resco #uem e come.
48
124.
Sou adorado por todos
Por#ue a todos %ao em
Sirvo tamm de rel?gio
-os #ue rel?gio n+o tem.
49