Anda di halaman 1dari 11

Senho

r
Eu tenho
fraquejado e
perdido o ânimo de
continuar
tentando e ficado
muito aquém das
minhas forças, e
sido infiel aos ideais
e objetivos de
Eu tenho sido
indeciso, preguiçoso e
até covarde.
E tenho deixado o
meu entusiasmo por
qualquer pessimismo
tolo 
e desistido frente às
dificuldades mais
simples e recuado
Eu tenho sido vulgar
nas minhas
queixas e ingrato
com os recursos
 e talentos que a
Vida me deu.
Tem me faltado fé e
sobrado medo.
Tenho sido
descuidado com os
meus
semelhantes,
preconceituoso no
trato, desconfiado
nas relações e
rude nas palavras.
Duro nos
julgamentos,
desamoroso,
 desatencioso e
mau  cobrando
deles  a
compreensão que
não lhes tenho
dado, e o
A companhia que não

lhes tenho feito, o

apreço, o apoio, a

solidariedade  e o

carinho que no meu

egoísmo só eu me vejo

precisando.
Eu tenho sido
indulgente com erros
grosseiros  e
exigente com
detalhes sem  a
menor importância, 
tendencioso ao
 justificar minhas
faltas e omisso,
relaxado e tolerante
com meus defeitos e
Tenho sido, na
prática, o oposto do
meu discurso.
Sei que tudo isso faz
desmoronar a
imagem de  criatura
perfeita que eu criei
para mim,  nos meus
delírios de
Mas é também o
reconhecimento
sincero  desses fatos
que me leva a me
perdoar  e a
prosseguir buscando
o meu crescimento,
pois eles são
testemunha  que eu
tenho sido apenas o
- uma simples
que criatura
eu sou:
humana.
Baseado em texto de autoria
de:
Geraldo Eustáquio de Souza

Formatação:
mozarms

Música: Rivkah.