Anda di halaman 1dari 2

MANIFESTO SEMI-DIASPORISTA & PANDMICO

{notas} Referir os livros do Kitaj, Meschonnic, Norman O. Brow e Biblia


de Ferrara (com derivas para a Menina e Moa e a Consolao s Tribo de
Israel)


1. Pensar a glocalidade como dispora & exlio auto-exo-imposto

a) O Nostos de Ulisses que se transforma na saudade de
Bernardim
b) O exlio de Israel e a psicologizao Gnstica do Exlio
c) A internalizao do Exlio e da Dispora em Yeshua
d) O meu Basileia no deste Kosmos (Joo 18:36)
e) Inverso da dispora atravs de um poli-messianismo
f) A escrita, as artes, etc., substituem a Terra pela prtica de algo
pandmico que ao mesmo tempo: 1) libertao, 2)Inconsolao,
3)Sexualizao

2. A Cabala como prtica diasprica da Linguagem
a) A letra (letrista, caligrfica, tipogrfica)
b) O ritmo (a polirritmia)
c) A poli-interpretao (o sentido uma prtica) {mis}
interpretetions of {mis} interpretations interpreted
d) As linguagens so hbridos que se remontam pelo exlio o
hebraico, o ladino(uma lingua que encontra a sua escrita como um
hbrido que traduo) ,o grego dos 70 e o grego dos Novos
Evangelhos, o joycians (a modernidade, Beckett, Picasso,
Duchamp)
e) A bbilia (por vezes) uma montagem de citaes, uma colagem de
multiplos textos
f) H uma escrita cubista (proto-steiniana) em boa parte da bblia
g) O Bereshit um em Prncipio
h) Escrever/Pensar/Meditar combinar: 1) letras, 2) sonoridades, 3)
citaes, 4) interpretaes, 5) vidas, 6) files (encaminhamentos)

3. O deus de Mosh no escatolgico, no prope o fim, mas a
indeterminao e os inacabamentos (e as ligaes/lies do
inacabamento): serei/o que serei um deus do tempo pelo tempo (
um deus ritmado/ritmante). O horror/temor que suscita deus uma
comdia e uma cumplididade com Mosh. A relevncia do artigo o na
autodefinio de Adonai YHVH.

4. O deus de Mosh um deus que no coincide com o Ser (esttico) mas o
que vem a ser num devir aberto, em interaco com os que o vo fazendo
no sub species aeternitas e tambm, no existe nessa definio um
eu (no h subjectivao do ego). um deus dinmico que improvisa
no tempo, ou com o tempo, um deus de espaamentos, de coisas, de
silncios e de ritmos curtos. um deus fazente neste processo os
homens so co-autores do mundo. No h um plano, mas vislumbres do
devir (tarefa das profecias). A profecia funciona como uma espcie de
feed-back ao contrrio.