Anda di halaman 1dari 4

Colégio Nossa Senhora do Santíssimo Sacramento

Nome: Leonardo Oliveira

Nº: 24

Profª: Nelma

Assunto: Trabalho de recuperação

1. (Fuvest) Quando o Muro de Berlim foi construído, em 1961, a União Soviética estava no auge de sua
força - havia até mesmo se adiantado aos Estados Unidos na exploração espacial. Quando o Muro de
Berlim foi derrubado, em 1989, a União Soviética estava em plena crise e desapareceriam dois anos depois.

Explique essa reviravolta e a relação entre o Muro de Berlim e a União Soviética.


Resposta: Para a extinta União Soviética a construção do Muro de Berlim foi uma necessidade. Sua
construção
(pelo Estado) e sua derrubada (pela sociedade civil) assinalam o apogeu e o declínio do chamado
Socialismo real. No quadro da bipolarização do mundo, da guerra fria, da disputa global com os
Estados Unidos, o fechamento das fronteiras com o Ocidente capitalista era a única maneira do
Comunismo sobreviver à competição, à maior produtividade, deste último. A URSS juntamente com
seus satélites sobreviveu durante varias décadas mesmo com o declínio de sua economia, mas teve
uma hora que o própria país não conseguiu se firmar, a agricultura e industria de bens de consumo
não conseguia mais suprir a população.A centralização de um só governo acabou gerando a
corrupção.No governo de Gorbatchev criou-se a Perestroik e Glasnost para tentar melhorar a
situação econômica, que acabou sendo uma tentativa fracassada

2. (Uerj)

A charge do jornal australiano resgata para os nossos dias o clima existente no período conhecido como
Guerra Fria. Aponte dois aspectos da conjuntura política mundial no final da década de 1940 que
contribuíram para o início da Guerra Fria. Em seguida, identifique uma conseqüência da ordem mundial
estabelecida pela Guerra Fria que se relacione à existência de arsenais nucleares.

Resposta: A Guerra Fria tem início logo após a Segunda Guerra Mundial, pois os
Estados Unidos e a União Soviética vão disputar a hegemonia política, econômica e
militar no mundo. A União Soviética possuía um sistema socialista, baseado na
economia planificada, partido único (Partido Comunista), igualdade social e falta de
democracia. Já o Estado unido, a outra potência mundial, defendia a expansão do
sistema capitalista, baseado na economia de mercado, sistema democrático e
propriedade privada. Na segunda metade da década de 1940 até 1989, estas duas
potências tentaram implantar em outros países os seus sistemas políticos e econômicos.
A definição para a expressão guerra fria é de um conflito que aconteceu apenas no
campo ideológico, não ocorrendo um embate militar declarado e direto entre Estados
Unidos e URSS. Até mesmo porque, estes dois países estavam armados com centenas
de mísseis nucleares. Um conflito armado direto significaria o fim dos dois países e,
provavelmente, da vida no planeta Terra. Porém ambos acabaram alimentando
conflitos em outros países. Além disso também houve a corrida para as Armas
Nucleares, que ainda não tinha sido utilizadas em nenhuma batalha.Os EUA tinha sido
os primeiros a fabricar armas nucleares, foi quando a URSS também fabricou, porém
os EUA fizeram uma nova, a bomba de hidrogênio mas poderosa.Uma ataque com
bomba nuclear foi em Hiroshima e Nagasaki, que veio a acontecer varias mortes na
hora e outras pessoas tiveram seqüelas por serem vitimas da radiação

3. (Ufrrj) “O governo de Sua Majestade encara favoravelmente o estabelecimento de um Lar


Nacional para o povo judeu e fará todo o possível para a realização deste objetivo, ficando claramente
entendido que nada será feito que possa prejudicar os direitos civis e religiosos das comunidades não-
judaicas na Palestina”...)
(BALFOUR, Arthur J., Ministro do Exterior Britânico, 2/11/1917.)

A célebre Declaração Balfour tornou-se uma das bases para a ação do nacionalismo judaico.

a) Explique como se concretizou o pensamento de Balfour após a Segunda Guerra Mundial.


Resposta: A "Declaração Balfour" foi interpretada pelos líderes sionistas como um apoio à criação
de um estado judeu soberano e tornou-se a base do apoio internacional para a formação do
moderno estado de Israel. Nas décadas que se seguiram, dezenas de milhares de judeus fixaram-se
na Palestina, em sua maioria oriundos da Europa, movidos pelo ideal do sionismo.

b) Explique uma das causas do não cumprimento da Declaração Balfour em relação aos Palestinos.
Resposta: O estímulo sionista à imigração judaica, as vacilações britânicas para contê-las e a
perseguição nazista fizeram aumentar o número de judeus na Palestina, criando áreas de tensão
com a população árabe local. No período de 1928 a 1949, com uma pausa durante a II Guerra, o
movimento imigratório de judeus europeus se intensificou, alterando profundamente a estrutura da
população da Palestina. Em 1922, os judeus representavam 11% da população, e em 1949 eram mais
de 30%. Cerca de 20% da terra cultivada pertenciam a um Fundo Nacional Judaico, em nome do
povo judeu. A política do governo inglês foi a de manter sob controle direto a imigração,
favorecendo o desenvolvimento econômico da comunidade judaica, o que beneficiou mais aos
sionistas do que aos árabes. Em meados dos anos 30, com a chegada dos nazistas na Alemanha,
aumentou a pressão da comunidade judaica sobre a Inglaterra para ampliar os limites de imigração,
o que acarretou forte oposição nos países árabes vizinhos, com reflexos nas relações entre
Inglaterra e aqueles países. A eclosão da II Guerra Mundial manteve o problema em suspenso, e a
imigração de judeus para a Palestina foi praticamente interrompida. Ou seja, as diferenças religiosas
entre mulçumanos e judeus que eram muito acentuadas fizeram que não fosse cumprida a
Declaração, além de não ser delimitado corretamente o território
4. (Fuvest) Em outubro de 1949, Mao Tsé Tung, derrotando os nacionalistas, proclamou a República
Popular da China.
Mostre a importância desse fato no interior do chamado campo socialista.
Resposta: Mao Tsé Tung foi um fundador de um partido comunista dirigiu três importantes guerras
civis dentro da China.Pouco tempo depois ele declarou nação unificada a Republica da China, assim
ele fez a maior transformação na China do restante do mundo e pôs em prática o manual do marxismo, em
que todos trabalhavam para o Estado e que o Estado era, teoricamente, composto pelo "povo". Embora, na
verdade, o Estado fosse Mao e sua elite governante. O programa do Grande Salto para Frente de Mao acabou
não conseguindo criar a utopia econômica que ele desejava e ele respondeu aos críticos lançando sua
Revolução Cultural, durante a qual os Guardas Vermelhos mataram milhares de opositores. A partir disso a
China se tornou uma das principais Campos socialistas através de Mao

5. (Ufg) O sociólogo Manuel Castells refere-se à sociedade em rede, em que as funções e processos
dominantes, na era da informação, estão cada vez mais organizados na forma de redes. A doutrina que
melhor representa a dinâmica de uma economia globalizada é o neoliberalismo. Quais os princípios desse
ideário e quais as críticas que a ele são dirigidas?
Resposta: O neoliberalismo é um conjunto de idéias políticas e econômicas capitalistas que defende
a não participação do estado na economia. De acordo com esta doutrina, deve haver total liberdade
de comércio (livre mercado), pois este princípio garante o crescimento econômico e o
desenvolvimento social de um país.
Principais idéias defendidas pelo neoliberalismo
- pouca intervenção do governo no mercado de trabalho;
- política de privatização de empresas estatais;
- abertura da economia para a entrada de multinacionais;
- posição contrária aos impostos e tributos excessivos;
- a base da economia deve ser formada por empresas privadas;
-defesa dos princípios econômicos do capitalismo.
Criticas ao Neoliberalismo: O sistema neoliberal na maioria das vezes somente beneficia os países
considerados grandes potencias os países pobres ou subdesenvolvidos sofrem com conseqüências
como, desemprego, baixos salários e aumento das diferenças

6. (Ufrj)
"Caiu o muro. Na noite de 9 de novembro de 1989, uma quinta-feira cinzenta de outono, esta notícia se
espalhou pelas ruas Berlim, Ocidental e Oriental. Milhares de pessoas foram fazer o teste, foram ver para
crer e passaram sem controle por uma das fronteiras mais sensíveis e bem defendidas do mundo, o muro
de Berlim, que separou duas partes de uma cidade de mais de três milhões de habitantes e, mais do que
isso, limitou dois mundos, dois sistemas políticos e econômicos antagônicos."
(Adaptado de RAMALHO, Luís Antônio. "Caiu o muro, viva Gorbatchov", in: "Tempo e presença".
Rio de Janeiro:CEDI,1990.)

A derrubada do Muro de Berlim representa um dos mais fortes signos do ocaso da chamada Guerra Fria
(1947-1991).
Identifique dois motivos para o fim da Guerra Fria.

Resposta: A Guerra Fria começou a esfriar durante a década de 1980. Em 1989, a queda do
muro de Berlim foi o ato simbólico que decretou o encerramento de décadas de disputas
econômicas, ideológicas e militares entre o bloco capitalista, comandado por Estados
Unidos e o socialista, dirigido pela União das Repúblicas Socialistas Soviéticas USSS. Na
seqüência deste fato, ocorreu a reunificação da Alemanha Ocidental e Oriental. Os países do
bloco socialistas, incluindo a União Soviética, passavam por uma grave crise econômica na
década de 1980. A falta de concorrência, os baixos salários e a falta de produtos causaram
uma grave crise econômica. A falta de democracia também gerava uma grande insatisfação
popular. Portanto, a década de 1990 marcou o fim da Guerra Fria e também da divisão do
mundo em dois blocos ideológicos, capitalismo e socialismo. O temor de uma guerra
nuclear e as disputas armamentistas e ideológicas também foram sepultadas.
Nome: Leonardo Oliveira

Nº: 24

Profª: Nelma

Assunto: Trabalho de recuperação