Anda di halaman 1dari 3

Hoje no serei intenso

No serei poeta e nem serei ouvido


Pois neste momento no tenho mais nada
Sou s o silncio do meu lamento

Perdi minhas asas e meus ps
Perdi os braos e a capacidade de acalentar
Sou somente um toco de gente
Um fiapo de alma
E por ironia
Um pensamento que no tem mais fim

Hoje no terei versos de amor
Nem a ousadia de sonhar
O que sinto....
vergonha de mim

vontade de cair em pranto
De no mais pensar

Hoje
Quero ficar s em meu canto
Contar as mil feridas em meu peito
S para passar as horas

Quero parar no tempo
Esquecer o amanh que hoje j me di tanto

O que sinto?
medo

a saudade do nosso tempo
Que se no foi de glria
Ainda sonhava ser
a saudade de tua esperana
De teu olhar com brilho
E de teu sorriso mais puro

Hoje o que vejo um espelho escuro
Que reflete duramente o que sobrou de mim
Um grande vazio que desagua em lgrima
Que escorre em teu amado rosto
Molha tua sonhada boca
E simplesmente some

O que sinto?
a tristeza de te fazer triste assim