Anda di halaman 1dari 6

GLOSSÁRIO DE TERMOS E EXPRESSÕES

MUSICAIS
(agradecimentos aos sites www.meloteca.com e Wikipedia)

ABA – Peça musical com três secções ou partes.

A capella – Refere-se à música vocal sem instrumental,isto


é , ouves apenas uma pessoa a cantar sem qualquer
acompanhamento.

Accelerando – Significa “acelerando”, ou seja, o andamento


da peça musical adquire gradualmente mais velocidade.

Acento – Geralmente representado por um ângulo.


→ “v” – aumento súbito da
intensidade da nota
→ “>” – ataque forte, seguido de
diminuição gradual de
intensidade da nota
→ “<” – ataque suave, seguido de
um aumento gradual da
intensidade da nota

Acidente – Com certeza já ouviste falar de bemol,


sustenido, e bequadro! Estes são chamados os “acidentes”:
são sinais que se metem ao lado de uma certa nota, para
mostrar que a tonalidade dessa nota não está de acordo
com a tonalidade das outras todas. O bemol baixa meio
tom, o sustenido sobe meio tom e o bequadro anula o efeito
do sustenido e do bemol.

Acorde – Conjunto de três ou mais notas tocadas em


simultâneo.

Ad libitum – O músico vê-se à vontade, pode tocar


livremente e decidir à sua vontade o andamento de uma
passagem.

Adagio – Andamento lento de uma peça, de carácter sério


(100-126 batimentos por minuto).

Al Fine – Após a repetição de uma certa parte da peça, esta


expressão indica que se deve continuar a tocar até ao fim
da partitura.

Alla – Significa “à maneira de” em Italiano.

Allegro – Significa “alegre”, e designa um estilo de peça


musical rápido.

Anacrusa – Nota ou grupo de notas não acentuadas que se


dão antes da primeira nota intensa.

Andamento – Grau de velocidade de uma passagem, ou


peça musical.

Andante – Ritmo moderado de uma peça musical, está


entre o “adagio” e o “allegro”, se bem que devido ao
romantismo está agora mais próximo do “adagio”.

Andantino – Variação mais rápida do “andante”.

Appoggiatura – Pequena nota que se adiciona na partitura


ao lado de outra nota principal, e que é tocada muito
rápido. (clica aqui para veres uma imagem de uma
appoggiatura)
B

Bagatela – Designa uma peça musical leve, viva, ligeira,


como “Para Elisa” de Beethoven.

Bel canto – Equivalente a ópera.


Binário – Compasso ou ritmo com dois tempos.

Cânone – Forma musical baseada na imitação: apesar da


música ter duas ou mais partes, uma melodia é repetida
indefinidamente.

Clave – IMPORTANTE: sem que haja uma clave numa pauta,


é impossível que se toque seja o que for, porque não se
sabe o nome das notas. O nome das notas depende da
clave em que se está a tocar, e ela costuma estar indicada
no início da pauta. Clica para ver um exemplo da clave de
sol, de fá e de dó.

Coda – Termo italiano, significa “cauda”, é o final de um


trecho de uma peça.

Compasso – Divisão métrica de um texto musical de acordo


com os tempos, que podem ser fracos e fortes.

Contraponto – Música com várias vozes independentes e


autónomas .

Contralto – Voz feminina mais grave.

Crescendo – Aumento progressivo da intensidade da


música.
D

Da capo – Voltar ao início do trecho musical. É


frequentemente representado como “DC”.

Diatónico – Procede por intermédio de tons e meios tons.

Dissonância – Quando a combinação de sons provoca um


efeito de instabilidade, desagrado.

Dodecafonismo – Sistema de composição baseado nas doze


notas da escala.

Duração – valor de uma figura musical, que nos diz quanto


tempo a devemos tocar. Assim sabemos se a nota é longa
ou menos longa.

Falsa relação – Acontece quando se faz ouvir,


simultaneamente ou não, duas notas consideradas
incompatíveis.

Ficta – omissão de alterações na pauta escrita, que se


faziam na execução da música. Era uma prática
renascentista e medieval.

Figuras – símbolos que indicam a duração de sons. Podem


ser uma semibreve (4 tempos), mínima (2 tempos),
semínima (1 tempo), colcheia (1/2 tempo) , semicolcheia
(1/4 tempo), fusa (1/8 tempo) e semifusa (1/16 tempo).
Clica nas palavras para veres imagens das figuras!
Forte – som executado com intensidade elevada.

Forte-piano – som executado com intensidade elevada,


seguido de um som com intensidade baixa.

G
G - Nome da nota Sol nos países anglo-saxónicos.
Grau - Posição de uma nota numa escala.
Grave - Muito lentamente. A indicação de andamento mais
lento que existe.

I
Infra-som – Som inaudível, devido à sua frequência, não
captada pelo ouvido humano.
Intensidade – energia utilizada pelo executante no som,
produzindo sons mais fortes ou fracos e com maior ou
menor amplitude sonora.
Intervalo - Distância entre tons. Entre duas notas
consecutivas na escala o intervalo é de 2ª, seguindo-se a
3ª, 4ª, etc.

L
Largo – Designa um andamento da peça muito lento, o mais
lento de todos.
Libreto – texto de uma ópera.

Naipe - Conjunto de vozes ou instrumentos com as mesmas


características.

Notas - São sinais que servem para representar os sons


musicais. Escritas em posições diferentes na pauta,
representam sons de alturas diferentes. Designam-se pelos
nomes de Dó, Ré, Mi, Fá, Sol, Lá, Si, que recebem
consoante a sua posição numa pauta com clave.

(PARA MAIS TERMOS MUSICAIS, VISITA ESTE


GLOSSÁRIO)