Anda di halaman 1dari 1

A cada novo ano, uma chance a menos

Branca, loira, olhos azuis e recm-nascida. De preferncia amvel, e


futura top model. assim que se escolhe um filho? No Brasil esse o padro
de crianas exigido. Perfil difcil de ser encontrado, somado lentido da
justia, caracterizam os principais entraves para se dinamizar o processo de
adoo. Adotar deve ser, acima de tudo, um ato de amor, e no uma tentativa
de compensao por uma privao biolgica. o afeto dedicado a uma criana
que faz dela um filho, e no uma idealizao fsica. Isso tem que mudar.
Enquanto a fila no anda, as crianas morenas, pardas, ruivas,
negras, com algum tipo de doena ou deficincia, esto crescendo nos abrigos
sem terem a oportunidade do convvio familiar. E uma vez acima de 4 anos, e
com irmos, tornam-se praticamente inadotveis.
Adotar um filho no uma deciso fcil. Voc no vai poder troc-la se
ela no se adequar. Se tiver personalidade forte, cor de olhos e cabelos
diferentes dos seus, a ponto de incomodar as pessoas, voc quem vai ter
que aprender a lidar com as crticas, nada de arrependimentos, porque a partir
da legalizao do processo, no h o que se fazer. Portanto, o perfil almejado
tem os seus fundamentos. Mas, e os filhos biolgicos, podemos escolher? E se
nascer diferente das suas expectativas, no ser aceito?
Quem quer adotar preocupa-se com essa nova vida ou apenas almeja
a satisfao de um desejo unicamente pessoal e egocntrico? Ser que os
pretendentes que insistem nas preferncias mudariam de postura se pudessem
sentir na pele o que ver em cada aniversrio uma oportunidade a menos de
ter uma famlia?