Anda di halaman 1dari 27

Aprendendo a

Caminhar com Cristo


Discipulado
Aprendendo a Caminhar com Cristo

Aprendendo a Caminhar com Cristo

Elaborado por: Rosemeire da Silva


com direção do Espírito Santo

Revisão de Conteúdo
Gilson Jose Gomes
Wagner Escatamburgo

Igreja Evangélica Assembleia de Deus


Ministério Vale das Virtudes
Congregação do Jardim Trianon
2009

2
Discipulado
Aprendendo a Caminhar com Cristo

INTRODUÇÃO

Você no plano de Deus

Todos fazemos planos para o futuro. Muita gente calcula minuciosamente os passos que tomará a fim de que seus
objetivos saiam como desejam. Mas o que fazer quando as coisas não ocorrem como o esperado?

Deus tem a resposta para você. Ele planejou a sua vida para que tudo desse certo, mas o pecado fez com que tudo
saísse errado. E o pior: até o seu relacionamento com Deus foi prejudicado. E hoje você se sente completamente só;
abandonado.

Por que o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Jesus Cristo, nosso Senhor (Rm
6.23).

Embora separado de sua comunhão, Deus se propôs a dar-lhe a chance de que tanto você precisa para reatar a sua
amizade com Ele. E para isto você não precisa pagar nada. É tudo de graça!

Todavia, amizades verdadeiras exigem sacrifícios. E como não tínhamos condições para satisfazer tal exigência, o
próprio Deus encarregou-se de provar o quanto nos ama. Ele enviou o seu Único Filho para ser sacrificado em seu
lugar.

Você é tão importante para Deus que Ele deu o seu Único Filho para morrer em seu lugar.

Mas Deus prova o seu amor para conosco em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores (Rm 5.8).

Você pode estar sentindo-se indigno de uma prova de amor tão grande. Mas esse sacrifício faz parte do plano de Deus
para a sua vida. A melhor parte do plano é que, além de ser de graça, você só precisa crer que Jesus é o único caminho
que nos conduz a Deus.

Pela fé, faça esta oração:


Deus, sei que tens um plano maravilhoso para a minha vida. Mas também sei que esse plano não será concretizado
sem a ajuda de Jesus. Por isso, perdoa os meus pecados, e faz de mim uma nova pessoa. Em nome de Jesus. Amém.

Agora que você já falou com Deus, Ele dará um novo rumo para a sua vida. Você já faz parte dos planos de Deus.

Extraído CPAD

3
Discipulado
Aprendendo a Caminhar com Cristo

1. A SALVAÇÃO

Todos os seres humanos precisam de Salvação (Rm 3:23 e 5:12). O resultado do pecado pessoal de cada criatura é a
morte espiritual, a morte da alma, que é a separação de Deus nesta vida e na eternidade (Ef 4:18).

Observe estas frases e as importantes informações contidas nestes trechos das Escrituras:

a. Ela dará a luz a um filho e lhe porás o nome de Jesus, porque ele salvará o povo dos pecados deles.
(Mt 1:21)
b. Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda
pecadores. (Rm 5:8)
c. Pois é pela graça que sois salvos, por meio da fé – e isto não vem de vós, é dom de Deus – não de obras, para
que ninguém se glorie. (Ef 2:8-9)
d. Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo. (Rm 10:13)
e. Mas devemos sempre dar graças a Deus, por vós, irmãos amados do Senhor, por vos ter Deus
elegido desde o princípio para a salvação em santificação do Espírito e fé da verdade. (2 Ts 2:13)
f. Porque a graça de Deus se há manifestado, trazendo salvação a todos os homens. (Tt 2:11)
g. Mas a todos quantos o receberam, aqueles que crêem no seu nome, deu-lhes o poder de serem
feitos filhos de Deus – filhos nascidos não do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem,
mas de Deus. (Jo 1:12-13)
h. Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que
nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. (Jo 3:16)

A salvação é uma transformação operada por Deus através do Espírito Santo no íntimo da pessoa que se arrepende de
seus pecados e recebe o Senhor Jesus (Jo 16:8). Arrependimento não é apenas remorso pelos pecados cometidos ou
mal-estar devido as suas consequências, mas é uma radical mudança da mente e dos sentimentos em relação ao
pecado e a compreensão de que o pecado nos infelicita porque ofende a Deus e nos separa Dele e a mudança da
atitude de aceitação para outra de oposição em relação ao pecado pela mudança do coração. O arrependimento
verdadeiro envolve não apenas a reprovação de atos pecaminosos, mas o repúdio à própria inclinação para pecar.
Pelo genuíno arrependimento eliminamos o pecado do nosso coração e damos lugar a Jesus Cristo, o que equivale
dizer que passamos a ter um novo coração, isto é, uma nova natureza interior. (II Pe 3:9)

Toda pessoa que se arrepende de seus pecados e crê em Jesus Cristo tem a vida eterna e por isso tem certeza da sua
Salvação (Jo 11:25-26). A nossa segurança e permanência em Cristo depois de salvos, não dependem da nossa
capacidade, mas da nossa submissão a Jesus, pois Ele tem cuidado de nós. De acordo com as palavras de Jesus em
João 6:47, “há lugar para dúvidas em relação à experiência da Salvação?”

Jesus Cristo, o filho de Deus, veio ao mundo para salvar a alma humana da morte eterna (Jo 3:16). Note que a
Salvação é para aqueles que crêem em Jesus.

A fé pessoal exclusivamente em Jesus Cristo é o único meio pelo qual podemos ser salvos. Não por nossos esforços,
virtudes ou desejos; não por cerimônias ou tradição; nem pela mediação de outra pessoa que esteja na terra ou no
céu, mas somente por Jesus Cristo é que podemos ser salvos. (Ef 2:8-9)

Portanto a Salvação é mediante:

A Graça do amor de Deus. (Ef 2:8-10)


O Arrependimento. (Mc 1:15; Rm 12:1-2)
A Fé. (Hb 11:1-2; Rm 1:16-17)
A Regeneração. (Jo 1:12-13; 3; 16:7-11)
A Justificação. (Rm 3:23-24; 5:1, 18-19; Is 64:6-7; 2Co 5:21)

4
Discipulado
Aprendendo a Caminhar com Cristo
Somos salvos pela graça de Deus mediante o arrependimento e a fé em Cristo Jesus. Somos regenerados e tornamo-
nos filho de Deus. A justiça de Cristo passa a cada pecador crente e salvo. Não há palavra ou insinuação que possa
invalidar o testemunho de Deus sobre a certeza da salvação, a partir de nossa conversão.

As Escrituras (Bíblia) que nos ensinam sobre:

Salvação (Mt 1:21; Rm 5:8; Ef 2:8-9; Rm 1:13)


Tornar-se Filho de Deus (Jo 1:12-13)
Vida Eterna (Jo 3:16)
Certeza da Salvação (Ef 1:7; IPd 1:5; Rm 8:38-39)

A Salvação do Crente

1. Por que Preciso ser Salvo?


 Você é pecador. Rm 3:23
 Você é um pecador condenado. Rm 5:18
 Você é um pecador impotente. Rm 5:6
2. Posso ser Salvo Vivendo o Melhor que Sei?
 A Salvação não vem pelas obras. Rm 4:5
 Não vem por obras de justiça. Tt 3:5
 Não vem por obras de lei. Gl 2:15
3. Ser Batizado ou ser Membro de Igreja pode Salvar-me?
 A Salvação não está na igreja. At 4:12
 A Salvação não vem pelo batismo. 1Pe 3:21
 A Salvação não vem pelas ordenanças. Ef 2:15
4. Do que Preciso para ser Salvo?
 Deve arrepender-se. Lc 13:3
 Deve crer no Evangelho. Rm 1:16
 Deve receber a Cristo. Jo 1:12
5. O que Acontecerá quando eu for Salvo?
 Tornar-se-á filho de Deus. Gl 3:16
 Será perdoado e justificado. At 13:38
 Começara a ter uma Nova Vida. 2Co 5:17
6. Como Posso Saber se a Salvação Permanecerá?
 Cristo prometeu a vida eterna. Jo 10:28
 Cristo nunca o abandonará. Hb 13:5
 Cristo nunca falha. Fp 1:6
7. Qual a Melhor Ocasião de ser Salvo?
 Deus ordena que todos se arrependam agora. At 17:30
 Agora é o tempo de ser salvo. 2Co 6:2
 O amanhã talvez nunca chegue para você. Pv 27:1

2. O SALVADOR JESUS CRISTO

Porque o Filho do homem veio salvar o que se tinha perdido. (Mt 18:11)
E não há salvação em nenhum outro: porque abaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens pelo qual
importa que sejamos salvos. (At 4:12)

A vinda de um salvador foi prometida por Deus logo que nossos primeiros pais pecaram e como consequência foram
expulsos da presença de Deus. (1Jo 3:8)

5
Discipulado
Aprendendo a Caminhar com Cristo
Durante milhares de anos o prometido por Deus para libertar a humanidade do pecado foi ansiosamente esperado
por todas as raças, especialmente pelos Judeus, cujos profetas se ocuparam muito desta esperança. (Is 53)

Há cerca de 2000 anos, o Salvador veio ao mundo. Ele nasceu de uma virgem chamada Maria, na cidade judaica de
Belém, e o seu nascimento foi anunciado e saudado pelos anjos como o nascimento do Salvador prometido, (Mt 1:21).
Ele não era apenas um mensageiro de Deus, um profeta ou um mártir, mas o próprio Deus que veio ao mundo, e
assim se declarou e foi compreendido por aqueles que testemunharam sua vida terrena. (Jo 10:30; Jo 1:1, 14)

Os Judeus, entretanto, não aceitaram que Jesus fosse o Messias. Não creram nele (Jo 1:11; At 3:13-15), porque eles
desvirtuaram a esperança messiânica dos seus profetas, desejando um reino terreno material e Jesus veio para
estabelecer em reino espiritual, eterno. Jesus foi morto numa cruz em Jerusalém. Ele fez um sacrifício consciente e
voluntário para pagar, com a sua morte, a culpa dos nossos pecados perante a justiça divina. (Gl 1:4 e 1 Pe 2:24)

Tendo sido morto e culpado, Jesus se levantou vivo do túmulo no domingo e conviveu por 40 dias com seus discípulos,
dando-lhes instruções, para a propagação de sua mensagem por todo o mundo. Na sua ressurreição é que nós temos
a garantia da vida eterna. (I Co 15:1-8)

Agora Jesus está junto ao Pai nos céus, voltou ao seu lugar, mas tornará a vir a este mundo para julgar os povos e para
arrebatar os salvos (Jo 14:3 e At 1:8-11). O mais importante é que você poderá saber a respeito de Jesus, será fruto da
sua própria experiência, sua própria comunhão com Ele dia a dia até que Ele o leve para o céu.

3. COMO VIVER A VIDA CRISTÃ

Agora que você já aceitou a Jesus Cristo e está em comunhão com Deus, irá desejar aprender a caminhar com Cristo,
deixar que Ele governe sua vida. A Bíblia chama isso de crescer “na graça e conhecimento do nosso Senhor e Salvador
Jesus Cristo”. (2Pe 3:18)

Algumas atitudes lhe ajudarão a crescer como novo convertido.

3.1. Leia a Bíblia Diariamente

“Lâmpada para os meus pés é a Tua Palavra e luz para o meu caminho”, escreveu o salmista. Outra vez declarou:
“escondi a Tua Palavra no meu coração, para não pecar contra Ti”.

A Bíblia é a Palavra de Deus inspirada. Além de anunciar as Boas Novas de perdão e vida eterna, ela também
responderá às várias dúvidas que você terá à medida que tentar viver de maneira a agradar a Deus. Ela capacitará
você a estar “perfeitamente preparado para toda a boa obra”. (2Tm 3:17)

A Bíblia é de origem grega e significa livros. Embora tenhamos a Bíblia na conta de um só livro, na realidade ela é
constituída de uma coleção de livros menores. Ao todo são 66 livros, 39 compõem o novo Testamento e 27 o
velho Testamento. A Bíblia foi escrita por 40 homens aproximadamente, num período aproximado de 1500 anos.
Esses homens foram ajudados pelo Espírito Santo a escrever a palavra de Deus. Esta é a razão pela qual, apesar de
ter sido escrito por homens, ela é chamada “Palavra de Deus”.

Os livros da Bíblia formam uma unidade, apesar de ter sido escrita por homens diferentes de costumes diversos e
também viveram em épocas diferentes. Por exemplo: Amós foi pastor de gado; Davi era rei; Paulo, além de
intelectual, tinha o ofício de fabricante de tendas; Lucas era médico; Pedro e João eram pescadores. Estes livros
se harmonizam entre si justamente porque o Espírito Santo ajudou o escritor de cada um deles.

Veja algumas sugestões para sua leitura diária da Bíblia:

1. Leia o Novo Testamento nessa ordem:

6
Discipulado
Aprendendo a Caminhar com Cristo
Primeiro, leia todo o Evangelho de Lucas, um capítulo por dia. Ele o ajudará a entender os princípios básicos
do Evangelho.
Depois o livro de Atos. Você vai ler a incrível história de como os primeiros discípulos de Jesus espalharam as
Boas Novas da Sua morte e ressurreição.
A seguir, leia algumas cartas que os apóstolos de Jesus escreveram para os seus primeiros discípulos, aqueles
que eram novos na fé, assim como você. Essas cartas vão do livro de Romanos até a terceira Carta de João.

Depois, volte para os evangelhos e leia um destes: Mateus, Marcos ou João.


Depois comece a ler a Bíblia toda começando de Gênesis; pois esta é a carta de DEUS para você e deve ser
lida toda.

2. Pense sobre o que está lendo, estude e analise. Peça para o seu pastor ou um amigo evangélico mais maduro uma
sugestão de um bom estudo bíblico. Além de nos revelar a pessoa de Deus, a Bíblia contém mais princípios de
sabedoria do que qualquer outro livro no mundo.

3. Leia o Livro de Salmos, que é o livro de adoração do Velho Testamento, para enriquecer a sua devoção a Deus.

4. Leia o Livro de Provérbios para adquirir sabedoria e bom senso e para fortalecer o seu relacionamento com outras
pessoas.

5. Ore pedindo entendimento. O Espírito Santo ajudará você a ver a vida com a perspectiva de Deus. (Salmos 119:18)

6. Sempre que puder, converse com outras pessoas sobre o que você está aprendendo.

Tenha em mente:

O que é a Bíblia? É a revelação de Deus a humanidade.


Quem é o seu Autor? Deus
Quem é o seu Real Interprete? O Espírito Santo
Qual o seu Assunto Central? É o Senhor Jesus Cristo

A Bíblia é:

Palavra de Deus.
Palavra do Senhor.
Escrituras.
Lei.
Livro dos Livros.
Espada.
Bíblia Sagrada.

A Bíblia do Crente

1. É a Semente Incorruptível.
 Ela regenera (dá vida). 1Pe 1:23
 Deve ser recebida com Humildade. Tg 1:21
2. É um Espelho.
 Revela nossa própria condição. Tg 1:23
3. É Alimento para a Alma.
 É leite para as crianças. 1Pe 2:2
 É pão para os famintos. Dt 8:3

7
Discipulado
Aprendendo a Caminhar com Cristo
 É carne para os maduros. Hb 5:12-14
4. É uma Luz.
 Ilumina nossas vidas. Sl 119:105
 Revela o programa de Deus. 2Pe 1:19
 Consola os entristecidos. 1Ts 4:15-
18
5. É um Lavatório.
 Purifica a igreja. Ef 5:26
 É um divino agente purificador. Jo 17:17
6. É uma Arma.
 É viva e eficaz. Hb 4:12
 É a espada do Espírito. Ef 6:17
 Despedaça corações. Jr 23:29
7. É Eterna.
 Continuará mesmo depois do Céu e da Terra. Mt 24:35
8. É Eficaz.
 É garantida para realizar os propósitos divinos. Is 55:11

Não cesses de falar deste livro da lei; antes, medita nele dia e noite, para que tenhas o cuidado de fazer segundo tudo
quanto nele está escrito; então, farás prosperar o teu caminho e serás bem-sucedido. (Js 1:8)

3.2. Ore Constantemente

Fale sempre com Deus. Conte os seus problemas a Ele. Deixe-O carregar o peso dos seus problemas. (Leia Mateus
11:28; 1 Pedro 5:7).

Louve e agradeça a Deus pelo que Ele é e pelo que fez por você. Reconheça sua fraqueza. Confesse seus pecados
de maneira específica. Ore pedindo por outras pessoas para que elas também venham a receber Jesus Cristo
como seu Senhor e Salvador.

Orar não é rezar. Orar é conversar com Deus, é dialogar com Ele. É um processo que flui normal e
espontaneamente. O Espírito Santo nos inspira as palavras que são ditas em cada oração que fazemos.

1. Observe estas frases e as importantes informações contidas nestes trechos das Escrituras:

"Até agora nada pedistes em meu nome. Pedi e recebereis, para que a vossa alegria seja completa." (Jo 16:24)

"Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á." (Mt 7:7)

"Clama a mim e responder-te-ei, e anunciar-te-ei coisas grandes e ocultas que, não sabes." (Jr 33:3)

"Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou
pensamos, segundo o poder que em nós opera." (Ef 3:20)

"Ora, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente, e não censura, e ser-
lhe-á dada." (Tg 1:5)

"Esta é a confiança que temos nele, que, se pedirmos alguma coisa, segundo a sua vontade, ele nos ouve. E, se
sabemos que nos ouve em tudo o que lhe pedimos, sabemos que já alcançamos os pedidos que lhe fizemos." (IJo
5:14-15)

Como devemos Orar?

8
Discipulado
Aprendendo a Caminhar com Cristo
1. De joelhos - "Por causa disto me ponho de joelhos perante o Pai de nosso Senhor Jesus Cristo," (Efésios 3.14).
Muitos consideram esta a melhor maneira de se conversar com Deus, pois é uma demonstração de
submissão, reverência e humildade. Assim oraram Salomão (1 Reis 8.54), Elias (1 Reis 18.42), Esdras (Esdras
9.5), Daniel (Daniel 6. 10), Jesus (Lucas 22.41), Pedro (Atos 9.40) e Paulo (Atos 20.36).
2. De pé - "E pôs-se Josafá em pé na congregação de Judá e de Jerusalém, na casa do SENHOR, diante do pátio
novo. E disse: Ah! SENHOR Deus de nossos pais, porventura não és tu Deus nos céus? Não és tu que dominas
sobre todos os reinos das nações? Na tua mão há força e potência, e não há quem te possa resistir. (2
Crônicas 20.5,6). Josafá, rei de Judá, em pé, diante do povo, orou a Deus, e conseguiu a vitória, pois Deus fez
com que os que vinham contra ele se desentendessem e se acabassem entre si. Os crentes hoje costumam
orar em pé, no início, durante e no fim dos cultos, e também tem conseguido vitória.
3. Em particular - "Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está
em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente." (Mateus 6.6). Jesus, em seu
Sermão da Montanha, enfatizou que a oração feita em particular é ouvida pelo Senhor, que vê secretamente.
Esta é a melhor maneira do crente estar a sós com Deus e contar para Ele as suas angústias e vicissitudes da
vida, sem que ninguém saiba pelo que passa. E a oportunidade que você tem de confiar somente ao Senhor
um problema de difícil solução.
4. Em família - "E, considerando ele nisto, foi à casa de Maria, mãe de João, que tinha por sobrenome Marcos,
onde muitos estavam reunidos e oravam. (Atos 12.12). A igreja em Jerusalém enfrentava uma das maiores
lutas de sua história. Herodes, rei dos judeus, prendeu dois de seus principais líderes: Tiago e Pedro. A
popularidade deste monarca estava baixa. Ele julgou que a perseguição aos cristãos iria ajudá-lo a recobrar
seu prestígio. Mandou matar, primeiramente, a Tiago, para sentir a reação do povo. Foi um "sucesso"! Todo
mundo o parabenizou. Então, ele marcou a data da morte de Pedro: um dia após o encerramento da Páscoa,
quando todos os judeus se preparavam para retomar aos seus países de origem. Com este acontecimento,
Herodes conseguiria o ápice de sua popularidade. Atos 12.5 registra: "Pedro, pois, era guardado na prisão" ;
mas a igreja fazia contínua oração por ele a Deus". Aqueles primeiros cristãos ainda não tinham um templo-
sede para se reunirem. Utilizavam as casas dos irmãos em Cristo, para cultuarem ao Senhor. Oravam
exatamente na residência de Maria, mãe do evangelista Marcos (escritor do segundo evangelho), quando um
anjo de Deus, em resposta às suas orações, visitou o cárcere, onde estava preso o apóstolo Pedro, e o
libertou. Hoje, nós chamamos esta reunião de oração em família, ou seja, entre pais e filhos, de culto
doméstico. Os lares evangélicos que se reúnem diariamente, para orar, são felizes e harmoniosos. Os
cônjuges são unidos, os filhos obedientes, além da saúde e prosperidade que desfrutam.

Quando Orar?

1. Ao deitar-se. - Depois de um dia estafante, principalmente em uma cidade grande, onde se enfrenta perigos
mil, é dever do crente orar ao deitar, à noite, e agradecer a Deus os grandes livramentos, ou seja, a proteção
contra os assaltos, as batidas de carro no trânsito, os atropelamentos; pela saúde e por tudo que lhe
aconteceu, pois a Bíblia recomenda: "Dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso
Senhor Jesus Cristo" (Efésios 5.20).
2. Ao levantar-se. - As nossas vidas estão entregues nas mãos de Deus. Por isso, é nosso dever, ao iniciarmos o
novo dia, orar, para que o Senhor mande os seus anjos, a fim de nos livrar de todos os perigos, conforme
lemos no Salmo 91.1 1: "Porque aos seus anjos dará ordem a teu respeito, para te guardarem em todos os
teus caminhos".
3. Sempre - "Orai sem cessar. Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para
convosco. (1 Tessalonicenses 5.17,18). Quem vive em total dependência de Deus, através da oração, é
sempre vitorioso. Orar sempre significa viver as 24 horas do dia em constante comunhão com Deus. E deitar-
se, levantar-se, trabalhar, viajar, etc., com o pensamento voltado para as coisas espirituais, e tudo que
fizermos que seja bem feito e com objetivo de glorificar o nome de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Onde Orar?

No templo, em particular, em família. Os crentes devem se reunir para buscar a presença de Deus e receber as
suas benções. A nossa igreja possuem consagrações, círculos de oração, vigílias, ocasiões em que Jesus nos
batiza com o Espírito Santo, cura as nossas enfermidades e resolve os nossos problemas.
Se pedimos alguma coisa e não recebermos imediatamente, devemos perder a nossa fé? Há diversas
explicações:

1. Oramos muitas vezes sem crer de todo coração. Portanto, a falta é nossa e não de Deus.

9
Discipulado
Aprendendo a Caminhar com Cristo
2. Deus, que sabe todas as coisas, às vezes demora em responder as nossas orações. Certa vez, uma senhora
italiana orou muito a Deus para que Ele não deixasse seu filho ser marinheiro. O filho não era crente e ela
pensava que o rapaz estaria completamente perdido se seguisse a carreira marítima. Consequentemente, a
mãe ficou triste quando seu filho se entregou a carreira do mar. Julgava que Deus não havia entendido as
suas súplicas. Entretanto, na primeira viagem que o moço fez, desembarcou em Nova York, e no cais do porto
alguém lhe deu uma Bíblia e ele se interessou pelo evangelho, chegando mesmo a se converter.
Naturalmente, quando a mãe recebeu esta notícia, além de dar graças a Deus. Pediu ao Senhor que
perdoasse a sua impaciência.
3. Deus às vezes, nos dá uma resposta melhor, embora diferente do que pedimos. O apostolo Paulo tinha uma
enfermidade que ele chamava de “espinho na carne” acerca da qual orou a Deus três vezes para que a
retirasse dele, mas a resposta do Senhor foi a seguinte: “A minha graça te basta”. Ao invés de retirar a
dificuldade, concedeu-lhe a graça para aguentar todas as aflições. Mas tarde, o apostolo Paulo, disse: “Posso
todas as coisas naquele que me fortalece”.

A oração constante e fervorosa é sem dúvida, uma das chaves mais importante para sua vida vitoriosa.

A Vida de Oração do Crente:

1. A Natureza da Oração.
 Confissão de pecados. 1Jo 1:9; Sl 32:5
 Súplica. Hb 5:7
 Intercessão pelos outros. Tg 5:16; Rm
 Agradecemos a Deus. 10:1
 Comunhão com Deus. Fp 4:6
1Jo 1:3
2. A Ordem da Oração.
 Ao Pai. Jo 16:23
 Em nome de Jesus. Jo 14:13
 No Espírito Santo. Jd 20
3. A Base da Oração.
 Relação com Deus. Rm 8:15
 O Sangue de Cristo. Hb 10:19-20
 As promessas de Deus. Rm 10:13-15
4. Condição da Oração.
 Em fé, confiando. Mt 21:21-22
 Conforme a vontade de Deus. 1Jo 5:14-15
 Em retidão. 1Jo 3:22-23
5. Objetivos da Oração.
 Salvação. Rm 10:13
 Sabedoria e orientação. Tg 1:5
 Necessidade temporais. Mt 6:11
 Enfermidade. Tg 5:14-15
 Autoridade civis. 1Tm 2:2
 Nossos inimigos. Mt 5:44
 A volta de Cristo. Mt 6:10
6. Obstáculos a Oração.
 Pecado não confessado. Is 59:12
 Recusa de perdão. Mt 6:14-15
 Negligência de restituição. Mt 5:23
 Egoísmo. Tg 4:3
 Desarmonia no lar. 1Pe 3:1-7
 Dúvidas. Tg 1:6-7
 Ignorância. Rm 8:2

10
Discipulado
Aprendendo a Caminhar com Cristo
3.3. Aprenda a Depender do Espírito Santo

Deus, na verdade, é três pessoas em uma: Deus Pai, Deus Filho (Jesus Cristo) e Deus Espírito Santo. A Bíblia ensina
que o Espírito Santo vive dentro daquele que realmente crê em Cristo e segue a Ele. (João 14: 16-17) A Bíblia diz o
Espírito Santo, por habitar em você, é o seu consolador e ajuda-lhe a entender a verdade revelada na Palavra de
Deus: "O Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, vos ensinará todas as coisas e vos fará
lembrar de tudo o que vos tenho dito". (João 14:25)

O Espírito Santo:

Ensinará
Guiará
Fortalecerá quando você precisar
Consolará
Edificará
Exortará

Deus não nos deixou sozinhos neste mundo. Seu Santo Espírito habita em nós e ministra Seu cuidado diariamente.

1. Observe estas frases e as importantes informações contidas nestes trechos das Escrituras:

"O vento sopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes de onde vem, nem para onde vai. Assim é toda aquele
que é nascido do Espírito." --João 3:8

"Não sabeis vós que sois santuário de Deus, e que o Espírito de Deus habita em vós?" --II Coríntios 3:16

"O mesmo Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus. Se nós somos filhos, logo somos também
herdeiros, herdeiros de Deus e co-herdeiros de Cristo, se é certo que com ele padecemos, para que também com ele
sejamos glorificados." - Romanos 8:16-17

"... porque todos que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus." --Romanos 8:14

"Mas o Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar
de tudo que vos tenho dito." João 14:26

"Da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas. Não sabemos o que havemos de pedir como
convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis." - Romanos 8:26

3.4. Frequente uma Igreja Regularmente

Quando você recebeu a Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador pessoal, você iniciou um relacionamento não só
com Jesus Cristo, mas também com outros, que tomaram este passo de fé, crentes. Não importa qual era a sua
opinião antes, mas ir a igreja hoje é uma experiência rica e recompensadora.

“Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não
prevalecerão contra ela;“ Mt 16.18

A Igreja de nosso Senhor JESUS CRISTO é a única instituição, na terra, que foi projetada para uma vida de vitória e
está predestinada por DEUS ao sucesso total.

11
Discipulado
Aprendendo a Caminhar com Cristo
A palavra Igreja provém do grego “EKKLESIA”, que significa “uma assembléia de chamados para fora”. Entende-se
por igreja a totalidade dos salvos em Cristo, dos que estão compromissados com a obra do Senhor, dos separados
(santos) pela aceitação de Jesus como Senhor e Salvador. O termo aplica-se a:

- Todo o corpo de cristãos em uma cidade (Atos 11.22; 13.1);


- Uma congregação (1Cor 14.19, 35; Rm 16.5);
- Todo o corpo de crentes (Ef 5.32).

A igreja não é obra humana (Mt 16:18), mas criação especial de Deus mediante Cristo, seu Filho Amado.

Jesus como cabeça da Igreja (Ef 1:22-23), amou-se e se entregou por ela (Gl 2:20).

Nomes dado a Igreja:

1. O Corpo de Cristo. Jesus não está mais presente entre os homens, de forma física, mas em cada pessoa que
o recebe, em qualquer parte do mundo, Ele introduz a sua vida, para formar um corpo.
A Igreja de CRISTO como corpo possui diversos órgãos e muitos membros, mas todos trabalham de forma
orgânica e harmônica, interligados, em função do corpo. Ela é composta de todos os cristãos autênticos em
toda a história do cristianismo (Mt 16.18; 1 Co 12.27; Ef 3.10,21; 5.23-32; Hb 12.23). Da mesma forma que o
ser humano é um, mas, tem milhões de células vivas, assim também é a Igreja. Um só corpo, mas
constituído por milhões de pessoas nascidas de novo, por intermédio do Evangelho de Jesus. Possui
também uma cabeça, o próprio Cristo. Ele é o chefe, o guia, o Principal e o Príncipe da Igreja, (Ef 1.22,23; Cl
1.18 e Rm 12. 4-5).

2. Templo de Deus. Embora Deus habite em toda parte, Ele se localiza em determinado lugar, para ser
encontrado, adorado e louvado. Cada crente é um templo de Deus, (1Co 3.16,17).

3. Por causa da união e comunhão que os crentes têm com Cristo, a Igreja é simbolizada na Bíblia pela figura
de uma noiva.
Em (2Co 11.2), Paulo diz que preparara os crentes de Corinto para os “apresentar como uma virgem pura a
um marido, a saber, a Cristo”. Em (Ef 5.25), o apóstolo declara que Cristo amou a Igreja, e a si mesmo se
entregou por ela. A noiva e o noivo anseiam pelo dia em que viverão juntos para sempre. Leia (Ap 22.17).

4. Outro símbolo da Igreja, o qual se pode destacar na Bíblia, é a família, (Ef 2.17-22).

3.4.1. Administração da Igreja

A Igreja é tanto um organismo espiritual, quanto uma organização que necessita do trabalho de pessoas nos
vários órgãos funcionais da igreja local.

3.4.2. Ministério

A autoridade administrativa e espiritual da igreja local é da competência do pastor.

Na igreja também há cargos de caráter espiritual, conforme expõe a Escritura em Ef 4:11 apóstolos, profetas,
evangelistas, pastores e mestres.

3.4.3. Objetivo da Igreja

Uma Igreja local é um grupo de crentes batizados, reunidos pelo Espírito Santo com o propósito de obedecer
aos princípios e preceitos da Palavra de Deus. Além de ser uma instituição jurídica perante a sociedade,
distingue-se pela sua idoneidade e comportamento revelados na vida e no cotidiano de cada cristão.

12
Discipulado
Aprendendo a Caminhar com Cristo
Proclamar as Boas Novas (Evangelismo, Missões)

“Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda a criatura”. Mc 16:15

A Igreja de Cristo não pode enclausurar-se dentro dos templos, mas deve cumprir a missão por toda
parte, onde estão os pecadores.

O evangelismo é a proclamação da Boa Nova da Salvação em Jesus Cristo, com vista a fazer a
reconciliação do pecador a Deus, o Pai através de regenerar o poder do Espírito Santo. O termo deriva do
grego substantivo euangelion, bens notícias, e verbo euangelizomai, para anunciar ou proclamar ou
trazer boas notícias.

Evangelismo é comunicar o evangelho através do poder do Espírito Santo de tal maneira que homens e
mulheres tenham uma válida oportunidade de aceitar ou rejeitar a Jesus Cristo como Salvador e Senhor
e se tornarem membros de Sua igreja.

O progresso de uma igreja local não pode ser medido ou avaliado primeiramente por suas atividades
filantrópicas, educacionais e materiais. O processo real de uma igreja é avaliado por seu alcance
evangelístico, juntamente com seus frutos espirituais como resultado da semeadura da Palavra de Deus.
Todas as demais atividades são importantes, porém a prioritária e incessante é a evangelização.

“Mais como fomos aprovados por Deus para que o evangelho fosse confiado, isto falamos, não para
agradar aos homens, mas Deus, que prova nossos corações.” 1Ts 2:4

“Proclamar o evangelho às terras que estão além das vossas, e não nos gloriarmos no que já estava
preparado.” 2Co 10:16

“E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, como testemunho em todas as nações.
Então virá o fim.” Mt 24:14

Adoração

Fomos criados para ter comunhão com Deus. A Bíblia diz que o Senhor, depois de criar o primeiro
homem e de formar um lindo jardim, onde construíram seu lar, passeava com eles no jardim pela viração
do dia. Podemos imaginar a satisfação que sentiam em poder andar em comunhão íntima com o seu
criador.

Embora a maioria dos homens não o reconheça, a falta de comunhão com Deus tem deixado uma grande
lacuna no coração deles. Tem sede, mas não sabem que esta sede é a falta de comunhão com Deus. A
Bíblia enumera muitas bênçãos que se amontoarão sobre aquele que adora a Deus em espírito e
verdade.

(1) Vejamos os benefícios que recebemos de Deus. Salmos 103:1-4

(2) Conservemos a alegria de pertencermos ao Senhor como criação. Salmo 100:1-4

(3) Como Jesus conceituou a verdadeira adoração? João 4:23

(4) Meditemos no ensino de Paulo e Timóteo. I Timóteo 2:8

13
Discipulado
Aprendendo a Caminhar com Cristo
Estamos numa época de crentes domingueiros. O novo crente precisa estar despertado para amar a obra
de Deus e lutar valentemente ao lado do Senhor. Não apenas ir a igreja, mas participar do culto,
louvando, adorando e ouvindo atentamente à mensagem de Deus.

3.4.4. As Ordenanças

Jesus deixou duas ordenanças a serem observadas pelas suas igrejas: O Batismo e a Ceia do Senhor.

O Batismo

Na língua original do Novo Testamento, o grego, a palavra batismo (baptizõ) significa “imergir”,
“mergulhar”.

“Portanto, ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo”.
Mt 28:19

O Batismo em água é uma ordenança de Cristo à Igreja, pelo qual o crente dá testemunho público de fé
em Cristo, como seu Salvador e Senhor.

“E eu não o conhecia, mas para que ele fosse manifestado a Israel, vim eu, por isso, batizando com
água.” Jo 1:31

Assim como Jesus foi batizado para cumprir toda a justiça, o cristão deve obedecer ás Escrituras para
cumprir a vontade de Deus.

O batismo não salva, no entanto todos os que crêem em Jesus para sua salvação pessoal, desejam descer
ás águas batismais em cumprimento ao mandato de Jesus.

Depois de ser batizando, você poderá participar da Ceia do Senhor, que é uma cerimônia instituída por
Jesus Cristo para memória e testemunho de sua morte. A Ceia do Senhor representa também a união e a
fraternidade do corpo de Cristo, que é a igreja e a santificação de nossa alma pela comunhão com o
Senhor. Através desta singela cerimônia. Também estamos anunciando a volta de Cristo.

A Santa Ceia

A Ceia é um rito memorial. Ela anuncia a morte vicária de Cristo, que nos livra da escravidão do pecado.
A Ceia contém ainda o elemento esperança, pois aponta para a volta de Cristo, de maneira que a
participação indigna se torna uma irreverência para o sacrifício de Cristo, levando o infrator a sofrer as
penas de seu descuido espiritual (I Co 11:27-30). A Ceia do Senhor é rica nos seus símbolos, pois nos
transportam ao longo da Bíblia, em sua mensagem de esperança e vida eterna. O Vinho é o memorial de
alma derramada pelo pecado; o Pão o memorial de um corpo ferido pelo pecado. O Pão, um símbolo do
corpo de Cristo. O Vinho, um símbolo do sangue de Cristo.

A Igreja do Crente

1. Onde se originou a igreja?


 Deus pôs os apóstolos como primeiros na igreja 1Co 12:28
 A igreja nunca foi destruída. Mt 16:18
 A igreja foi comprada no Calvário. Ef 5:23
2. Quem é a cabeça da igreja?
 Cristo é o único chefe. Ef 5:23
 As igrejas são responsáveis unicamente a Cristo. Ap 2, 3
 A igrejas devem governar-se a si mesmas. Mt 18:17
3. A igreja tem um fundamento sólido?

14
Discipulado
Aprendendo a Caminhar com Cristo
 Cristo é o único fundamento. 1 Co 3:11
 O Evangelho deve ser sua mensagem central. Gl 1:9
 O ministério dos apóstolos e profetas foi Ef 2:20
essencial.
4. O Novo Testamento é crido e ensinado?
 Os ensinos de Cristo são autoritativos. 1 Tm 6:3-4
 A igreja primitiva era apostólica. At 2:42
 É heresia rejeitar a doutrina cristã. 2 Jo 9
5. Conta com oficiais Bíblicos?
 Ofício de bispo (supervisor ou pastor).
 Ofício de diácono (servo).
6. Ordenanças do Novo Testamento.
 O Batismo. Rm 6:3,4
 A Ceia do Senhor 1 Co 11:22-26
7. É um igreja missionária.
 Cristo comissionou sua igreja. Mt 28:19-20
 Cada crente é sua testemunha pessoal. At 1:8
 A auto-confiança é abominação para Cristo. At 3:16-17

3.5. A Igreja a Serviço dos Outros

Você descobrirá que quanto mais se doar, servindo ao próximo, mas prazer terá na sua vida cristã. Pergunte ao
seu pastor de que maneira você pode servir a Cristo e ser sua testemunha. “Pois somos feitura sua, criados em
Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas”. Ef 2:20

3.6. Aprenda a Livrar-se de suas Dúvidas

Ás vezes, você poderá duvidar de que seja realmente filho de Deus:

• Poderá haver algumas grandes falhas na sua vida cristã.


• Você poderá se pegar pensando em coisas que um crente não deveria pensar.
• Poderá ser perturbado por pecados não confessados.
o Quando duvidar da sua salvação – leia João 3:16; 5:11-13.
o Quando duvidar do poder de Deus para mantê-lo fiel – leia Filipenses 1:6; Pedro 1:5.

3.7. Aprenda a Lidar com a Tentação

A tentação é parte da vida. Ela já existia antes de você receber a Jesus e ainda existe. Não é pecado ter maus
pensamentos de vez em quando. No entanto, é pecado escolher abrigar tais pensamentos na sua mente
constantemente. A Bíblia diz "Vigia e orai, para que não entreis em tentação. Na verdade, o espírito está pronto,
mas a carne é fraca". (Mateus 26:41). Quando Jesus foi tentado no deserto, Ele respondeu ao diabo usando a
Escritura. Três vezes Ele disse "Está escrito..." (Mateus 4:4, 7 e 10). Esteja preparado para a tentação orando e
usando o seu conhecimento da Palavra de Deus.

A Bíblia diz "Não veio sobre vós tentação, senão humana. E fiel é Deus, que não vos deixará tentar acima do que
podeis resistir, antes com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar". (I Coríntios 10:13)

Esteja preparado para tirar vantagem da "saída" de Deus para a tentação, quer seja "fugindo" do local de
tentação (I Timóteo 6:11) ou ficando no local e "resistindo" a ela (Tiago 4:7).

15
Discipulado
Aprendendo a Caminhar com Cristo
3.8. Fale aos outros sobre Jesus

Deixar que outros saibam sobre a sua nova vida com Cristo, através das suas palavras ou de atitudes, é uma das
experiências mais compensadoras que você pode ter. O apóstolo Pedro nos incentiva dizendo "estai sempre
preparados para responder com mansidão e temor a todo aquele que vos pedir a razão da esperança que há em
vós". (I Pedro 3:15)

3.9. As Obrigações do Crente

Cristo nos salva, não por causa de nosso serviço, mas para que prestemos serviço aceitável. Efésios 2:10 diz; “Pois
somos feitura dele, criados em Cristo Jesus para boas obras”.

A oração constante de cada crente deve ser: “Senhor, que queres que eu faça? A Bíblia revela claramente que
todos os crentes têm certas obrigações ou deveres a cumprir.

1. Os crentes devem confessar a Cristo.


 Deve confessá-lo publicamente. Mt 10:32
 Você é a luz do mundo (refletida). Mt 5:14
 Você é testemunha de Cristo. At 1:8
2. Os crentes devem ser batizados.
 A fé deve preceder o batismo. At 8:37
 O batismo é um ato de obediência. Mt 28:19
 O batismo é um ato de identificação. Gl 3:27
 O batismo é um ato simbólico. Rm 6:4
3. Os crentes devem unir-se a uma igreja evangélica.
 A igreja é o corpo de Cristo. Cl 1:18
 A igreja se compõe de pessoas salvas. Rm 12:5
 A igreja local precisa de todos os seus membros. 1 Co 12:22
 Todos os crentes precisam de uma igreja. Ef 4:12-13
4. Os crentes devem participar da Ceia do Senhor. 1 Co 11:22
 Foi instituída por Cristo. 1 Co 11:23
 É simbólica e representativa. Lc 22:19-20
 Será observada até a volta do Senhor. 1 Co 11:26
 Deve ser observada com toda seriedade. 1 Co 11:27
 Deve ser precedida por auto-exame. 1 Co 11:28
5. Os crentes devem ser fiéis.
 Na freqüência à igreja. Hb 10:25
 No pagamento dos dízimos e nas ofertas. 1 Co 16:2 e 2 Co 9:7
 No serviço de Cristo. 1 Co 15:58
 Na corrida da carreira cristã. Hb 12:1-2
 Na perseverança por toda a vida. Ap 2:10
6. Os crentes devem viver em justiça e retidão.
 Esse é o propósito de Deus para o crente. 1 Pe 2:24
 Os crentes devem crescer na graça. 2 Pe 1:5-8
 Os crentes não devem ficar presos ao pecado. Rm 6:12-14

4. A IGREJA ASSEMBLEIA DE DEUS

As Assembléias de Deus, foi fundada graças a coragem dos 2 missionários, Daniel Berg e Gunnar Vingren.

16
Discipulado
Aprendendo a Caminhar com Cristo
"Pouco tempo depois, Gunnar Vingren participou de uma convenção de igrejas batistas, em Chicago. Essas igrejas
aceitaram o Movimento Pentecostal. Ali ele conheceu outro jovem sueco que se chamava Daniel Berg. Esse jovem
também fora batizado com o Espírito Santo.

Após uma ampla troca de informações, experiências e idéias, Daniel Berg e Gunnar Vingren descobriram que Deus os
estava guiando numa mesma direção, isto é: o Senhor desejava enviá-los com a mensagem do Evangelho a terras
distantes, mas nenhum dos dois sabia exatamente para onde seriam enviados.

Algum tempo depois, Daniel Berg foi visitar o pastor Vingren em South Bend. Durante aquela visita, quando
participavam de uma reunião de oração, o Senhor lhes falou, através de uma mensagem profética, que eles deveriam
partir para pregar o Evangelho e as bênçãos do Avivamento Pentecostal. O lugar tinha sido mencionado na profecia:
Pará. Nenhum dos presentes conhecia aquela localidade. Após a oração, os dois jovens foram a uma biblioteca à
procura de um mapa que lhes indicasse onde o Pará estava localizado. Foi quando descobriram que se tratava de um
estado do Norte do Brasil”.
Extraído do livro História das Assembléias de Deus, Emílio Conde - CPAD

No início do século XX, apesar da presença de imigrantes alemães e suíços de origem


protestante e do valoroso trabalho de missionários de igrejas evangélicas tradicionais, nosso
país era ainda quase que totalmente católico.

A origem das Assembléias de Deus no Brasil está no fogo do reavivamento que varreu o
mundo por volta de 1900, início do século 20, especialmente na América do Norte.

Os participantes desse reavivamento foram cheios do Espírito Santo da mesma forma que os
discípulos e os seguidores de Jesus durante a Festa Judaica do Pentecostes, no início da Igreja
Primitiva (Atos cap. 2). Assim, eles foram chamados de “pentecostais”.

Exatamente como os crentes que estavam no Cenáculo, os precursores do reavivamento do século 20 falaram em
outras línguas que não as suas originais quando receberam o batismo no Espírito Santo. Outras manifestações
sobrenaturais tais como profecia, interpretação de línguas, conversões e curas também aconteceram (Atos cap. 2).

Quando Daniel Berg e Gunnar Vingren, chegaram a Belém do Pará, em 19 de novembro de


1910, ninguém poderia imaginar que aqueles dois jovens suecos estavam para iniciar um
movimento que alteraria profundamente o perfil religioso e até social do Brasil por meio da
pregação de Jesus Cristo como o único e suficiente Salvador da Humanidade e a atualidade do
Batismo no Espírito Santo e dos dons espirituais. As igrejas existentes na época – Batista de
Belém do Pará, Presbiteriana, Anglicana e Metodista, ficaram bastante incomodadas, com a
nova doutrina dos missionários, principalmente por causa de alguns irmãos que se
mostravam abertos ao ensino pentecostal. A irmã Celina de Albuquerque, na madrugada do dia 18 de junho de 1911
foi a primeira crente a receber o batismo no Espírito Santo, o que não demorou a ocorrer também com outros irmãos.

O clima ficou tenso naquela comunidade, pois um número cada vez maior de
membros curiosos visitava a residência de Berg e Vingren, onde realizavam reuniões
de oração. Resultado: eles e mais dezenove irmãos acabaram sendo desligados da
Igreja Batista. Convictos e resolvidos a se organizar, fundaram a Missão de Fé
Apostólica em 18 de junho de 1911, que mais tarde, em 1918, ficou conhecida como
Assembléia de Deus.

Em poucas décadas, a Assembléia de Deus, a partir de Belém do Pará, onde nasceu,


começou a penetrar em todas as vilas e cidades até alcançar os grandes centros
urbanos como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre.

Em virtude de seu fenomenal crescimento, os pentecostais começaram a fazer diferença no cenário religioso
brasileiro. De repente, o clero católico despertou para uma possibilidade jamais imaginada: o Brasil poderia vir a
tornar-se, no futuro, uma nação protestante.

17
Discipulado
Aprendendo a Caminhar com Cristo

4.1. O que é a Assembléia de Deus

A Assembléia de Deus é uma comunidade protestante, segundo os princípios da


Reforma Protestante pregada por Martinho Lutero, no século 16, contra a Igreja
Católica. Cremos que qualquer pessoa pode se dirigir diretamente a Deus
baseada na morte de Jesus na cruz. Este é um relacionamento pessoal e
significativo com Jesus. Embora sejamos menos formais em nossa adoração a
Deus do que muitas denominações protestantes, a Assembléia de Deus se
identifica com eles na fundamentação bíblica-doutrinária, com exceção da
doutrina pentecostal (Hebreus 4.14-16; 6.20; Efésios 2.18).

A Assembléia de Deus é uma igreja evangélica pentecostal que prima pela


ortodoxia doutrinária. Tendo a Bíblia como a sua única regra de fé e prática, acha-se comprometida com a
evangelização do Brasil e do mundo, conformando-se plenamente com as reivindicações da Grande Comissão.

A doutrina que distingue as Assembléias de Deus de outras igrejas diz respeito ao batismo no Espírito Santo. As
Assembléias de Deus crêem que o batismo no Espírito Santo concede aos crentes vários benefícios como estão
registrados no Novo Testamento. Estes incluem poder para testemunhar e servir aos outros; uma dedicação à
obra de Deus; um amor mais intenso por Cristo, sua Palavra, e pelos perdidos; e o recebimento de dons
espirituais (Atos 1.4,8; 8.15-17).

As Assembléias de Deus crêem que quando o Espírito Santo é derramado, ele enche
o crente e fala em línguas estranhas como aconteceu com os 120 crentes no
Cenáculo, no Dia de Pentecoste. Embora esta convicção pentecostal seja distintiva, a
Assembléia de Deus não a tem como mais importante do que as outras doutrinas
(Atos 2.4).

O seu Credo de Fé realça a salvação pela fé no sacrifício vicário de Cristo, a


atualidade do batismo no Espírito Santo e dos dons espirituais e a bendita esperança
na segunda vinda do Senhor Jesus. Consciente de sua missão, a Assembléia de Deus não prevalece do fato de ter,
segundo dados do IBGE (Censo 2000), mais de oito milhões de membros. Apesar de sua força e penetração social,
optou por agir profética e sacerdotalmente. Se por um lado, protesta contra as iniqüidades sociais, por outro, não
pode descuidar de suas responsabilidades intercessórias.

4.2. Sua Estrutura Administrativa

As igrejas Assembléias de Deus atuam em cada lugar sem estarem ligadas


administrativamente à uma instituição nacional. A ligação nacional entre as
igrejas é feita através dos seus pastores que são filiados à Convenção Geral
das Assembléias de Deus no Brasil (CGADB), com sede no Rio de Janeiro.

Em cada Estado os pastores estão ligados à convenções regionais ou a


ministérios. Essas convenções, em geral, credenciam evangelistas e pastores, cuidam de assuntos da liderança e
de direção das igrejas. Essas convenções operam um tipo de liderança regional entre a igreja local e a Convenção
Geral.

A CGADB é dirigida por uma Mesa Diretora, eleita a cada dois anos numa Assembléia Geral.
Para várias áreas de atividades da Assembléia de Deus a CGADB tem um conselho ou uma
comissão. Desta forma, existem o Conselho Administrativo da Casa Publicadora (CPAD), o
Conselho de Educação e Cultura Religiosa, o Conselho de Doutrinas, o Conselho Fiscal, o
Conselho de Missões, a Secretaria Nacional de Missões (SENAMI), e a Escola de Missões das
Assembléias de Deus (EMAD).

18
Discipulado
Aprendendo a Caminhar com Cristo
4.2.1. O Compromisso com a Proclamação da Palavra de Deus

Sendo uma comunidade de fé, serviço e adoração, a Assembléia de Deus não pode
furtar-se às suas obrigações – proclamar o Evangelho de Cristo e promover
espiritual, moral e socialmente o povo de Deus. Somente assim, estaremos nos
firmando, definitivamente, como agência do Reino de Deus.

As Assembléias de Deus não são a única igreja. Deus está usando muitos outros
para alcançar o mundo para Ele. Nos cenários brasileiro e mundial somos uma das
muitas denominações comprometidas em conduzir crianças, adolescentes, jovens
e adultos a Cristo.

Nossa oração nas Assembléias de Deus é que sejamos usados por Deus para ajudar os perdidos e propiciar um
ambiente onde o Espírito Santo possa realizar sua obra especial na vida dos que crêem.

Se você ainda não pertence à uma igreja, queremos lhe convidar a adorar a Deus em Espírito e em verdade, numa
de nossas igrejas (João 4.24).

4.3. Ministério Vale das Virtudes, uma História de Perseverança

A Assembléia de Deus ministério Vale das Virtudes, começou sua trajetória em


1969, na zona sul de São Paulo, quando irmão Jose Celino vindo do Estado de
Minas Gerais juntou com irmão Manoel Xavier de Pernambuco para
evangelizar. Eles evangelizaram esta região sendo os primeiros cultos realizados
na casa do irmão Manoel Xavier no parque Ipê.

Em 1970, foi construído um pequeno templo no Vale das Virtudes, formando


assim a primeira congregação da Assembléia de Deus, no jardim Vale das
Virtudes, sendo dirigida pelo presbítero Ercílio Alves até 1973, quando entregou a direção ao pastor presidente
do Ministério de Santos.

O Pastor João Alves Correa deixou a administração da congregação por conta do


pastor da vila dos Remédios, Osasco- SP. O pastor Dionísio Inácio Rocha, vindo
de Igarapava assumiu a direção da igreja em Vila dos Remédios e enviou o
pastor José Simões, que havia chegado da obra missionária no Paraguai para
dirigir a congregação do Vale das Virtudes.

Pr. Dionísio Inácio Rocha

Em 1974, com a saída do pastor José Simões, o Pastor Dionísio enviou o Pastor Sebastião
Antonio Alves que naquele ano, ainda era presbítero, para assumir a congregação do jardim
Vale das Virtudes. Homem de natureza humilde, mas de uma determinação sem igual, se
destacou se dedicando a obra do Senhor Jesus sendo assim consagrado a Pastor, com o
crescimento da igreja passou a ser um ministério próprio ligado ao Ministério de Santos, hoje
Pastor Sebastião A. Alves

esse Ministério já tem 34 anos. Tendo como Presidente o Pastor Sebastião Antonio Alves e
como Vice Presidente o Pastor Silas Alves.

Pastor Silas Alves

19
Discipulado
Aprendendo a Caminhar com Cristo

4.4. Conheça as Congregações do Vale das Virtudes

AMANDA - R: Quatro, 463 – Campinas-SP


ARACATI / VILA GILDA – R: Eng. Milton de A. Peixoto, 395
CIDADE KEMEL - R: Desembargador A. C. Leite, 150 - SP
COLÉGIO - R: Ursa Maior, 661- Embú -SP
DORES DO INDAIÁ - Av. Magalhães Pinto, 678 - MG
ELEDI - R: Francisco Martinez, 244 -SP
ESTRELA DO INDAIÁ - R: Epitácio Pessôa, 284 - MG
FÁTIMA – R: da Amizade, 318 - SP
GUARUJÁ – R: Fernandes Trancoso, 140 Jd. Guarujá -SP
IPÊ – R: Gastão Raul Forton Bousquet, 381 – Jd Ipê – SP
IRAPIRANGA – R: Antonio Nunes de Azevedo, 465 - SP
JD. AMÁLIA -R: Serra das Vertentes, 96 - SP
JD. JAPÃO - R: Men de Sá, 293 - Jd Japão - Cotia -SP
JD. SETE LAGOS - R: Nicolino Milino, 150 -SP
LAILA - R: Bom Retiro, 298
MACEDÔNIA - R: Severino Cardoso, 173 - Macedonia - SP
MARABÁ - R: Teodoro de Campos, 177 - T. Serra - SP
MARACÁ - R: Comendador Antunes dos Santos, 260 - SP
MARGARIDA - R: João de Deus de Morai, 251 - SP
MIMÁS - R: Sta Eliza, 461- Embu –SP
MIRAÍ – R: das Árvores, 29 Itaim Paulista - SP
NOVA EUROPA - R: João Pessoa, 279 - Hortolândia - SP
QUARTEL GERAL - R: Augusto Roseno, 198 - MG
RINCÃO - Estrada de Taipas, 03 - Taipas - SP
RIO POMBA - R: Av. José de A.Vieira, 415 -Jd. América -MG
RIVIERA / FUJIHARA– R: Amalfi, 520 - Riviera - SP
SANTO ONOFRE - R: Heitor Villa Lobos, 252
SÃO FRANCISCO – R: Alta Floresta, 475 – Embú-SP
SERRA DA SAUDADE - R. Luis Machado, 54 - MG
SILVIO SAMPAIO – R: Enaura M. da Conceição, 226 - SP
STA TEREZA - R: Butant, 440 - Embú-SP
STO EDUARDO - R: Elisabeth, 26 Embú - SP
JD. TRIANON - Av Luis Antônio de A. Vieira, 86 - T. Serra - SP
VALO VERDE – Viela São Geraldo, 73 – Embú-SP
VALQUÍRIA – R: Joaquim Rafael, 08 – Jd Valquiria - SP
VARGINHA – R: Rio Potí, 6 - Varginha – SP

20
Discipulado
Aprendendo a Caminhar com Cristo
5. CONHEÇA OS NOMES DE DEUS

Há na Bíblia, vários nomes para demonstrar a revelação de Deus aos homens. Veremos a seguir os principais nomes
de Deus, enfatizando que cada nome expressa características do caráter, ação e existência da Pessoa do Senhor Deus.
São eles:

5.1. Nomes Primários do Antigo Testamento

5.1.1. Jeová

É o nome pessoal de Deus. É o nome mais importante para significar a essência do Ser Divino. Jeová significa
JÁ. Deus é o Deus Já, que não está dentro nem do passado nem do futuro. Nele tudo é já. Tudo para Ele é
presente. Jeová o Deus dos hebreus.

5.1.2. Javé (Yahweh):

Significado - O Auto-Existente (de Ex 3.14, “Eu Sou o Que Sou”).


B. Características - É o nome do relacionamento entre o verdadeiro Deus e Seu povo, e, quando usado,
enfatiza a santidade de Deus, o Seu ódio pelo pecado e amor aos pecadores.

5.1.3. Elohim:

Significado - O Forte.
B. Características - É uma palavra usada para o verdadeiro Deus e deuses pagãos. É um substantivo plural, o
chamado plural majestático. O plural permite a revelação subseqüente da Trindade no N.T., mas não ensina a
Trindade propriamente dita.

5.1.4. Adonai:

A. Significado - Senhor, Mestre.


B. Características - Usado para homens de Deus, e indica o relacionamento Senhor-servo.

5.2. Nomes Compostos do Antigo Testamento

5.2.1. com El:

El Elyon - traduzido por Altíssimo (Is 14.13,14).


El Roi - O Forte que Vê (Gn 16.13).
El Shaddai - Deus Todo-Poderoso (Gn 17.1-20).
El Olam - O Eterno Deus (Is 40.28).

5.2.2. com Jeová/Javé:

JEOVÁ-ADOM, Hebraico:: Deus Senhor, Ne 10.29


JEOVÁ-ELOAI, "Jeová meu Deus". Zacarias 14:5.
JEOVÁ-ELOEKA, "Jeová teu Deus". Êxodo 20:2,5,7.
JEOVÁ-ELOENU, "Jeová nosso Deus". Salmo 99:5 e 8.
JEOVÁ-HELEIÓN, "Jeová o altíssimo". Salmo 7:17; 47:2.
JEOVÁ-HOSENU, "Jeová nosso criador". Salmo 95:6.
JEOVÁ-JIRÉ (JIRED) - "Jeová proverá". Gênesis 22:14.
JEOVÁ-MACCADESHKEM, "Jeová que te santifica". Levítico 20:8
JEOVÁ-MIKADESKIM, Hebraico: O Senhor Que Vos Santifica, Ex 31.13

21
Discipulado
Aprendendo a Caminhar com Cristo
JEOVÁ-MEQUEDESH, Hebraico: O Senhor Que Santifica, Ex 31.13
JEOVÁ-MAQUEDE, Hebraico: O Senhor Fere, Ez 7.9
JEOVÁ-NISSI, "Jeová, minha bandeira". Êxodo 17:15.
JEOVÁ-RAFÁ, "Jeová que te cura". Êxodo 15:26.
JEOVÁ-ROÍ, "Jeová é meu pastor". Salmo 23:1.
JEOVÁ-SHALOM, "Jeová é a nossa paz". Juízes 6:24.
JEOVÁ-SHAMÁ (SHAMMAH) - "Jeová está lá (presente)". Ezequiel 48:35.
JEOVÁ-TSEBAOTE, "Jeová das hostes". 1 Samuel 1:3.
JEOVÁ-TSIDKENU, "Jeová nossa justiça". Jeremias 23:6.

JAVÉ SABBAOTH (Sabaote) - O Senhor dos Exércitos (1Sm 1.3).


JAVÉ RAAH - O Senhor é o meu Pastor (Sl 23.1).
JAVÉ TSIDKENU - O Senhor justiça nossa (Jr 23.6).
JAVÉ EL GMOLAH - O Senhor Deus da recompensa (Jr 51.56).
JAVÉ NAKEH - O Senhor que fere (Ez 7.9).

22
Discipulado
Aprendendo a Caminhar com Cristo
6. GLOSSÁRIO

Nome Significados - Nomes Bíblicos


Hebraico: Pai, Mc 14.36
Palavra aramaica (Marcos 14:36) cuja melhor tradução seria "papai". Aba designava algo
ABA - ABBA
profundamente pessoal e carinhoso, considerado pela maioria dos que viveram nos dias de
Jesus, pouco respeitoso para ser empregado em referência a Deus.
ABSINTO Hebraico: Alosna, Fel, Amargura, Ap 8.11
AÇÃO DE GRAÇAS Confissão de Bênçãos, Gratidão.
Hebraico: O Senhor E Exaltado, 2 Sm 20.24
ADORÃO - ADORAÇÃO
Ato de adorar, render culto, amor profundo, reconhecimento
ÁGAPE Palavra grega para amor que implica em doação não egoísta, amor com propósito.
Espécie de mármore branco e de pouca dureza, utilizado nos trabalhos de escultura; vaso,
ALABASTRO
sem asas, para queimar perfumes; medida de capacidade equivalente a 26 centilitros.
AI Hebraico: A Ruína, Gn 12.8
Latim: Louvado Seja Deus, Ap 19.1
Alegria, regozijo. Canto de Alegria e Louvor. [Apocalipse 19.1,4]. Louvai ao Senhor, Louvado
ALELUIA
seja o Senhor.
Palavra hebraica que significa louvai Yahveh, e que indica alegria.
Grego: 1ª Letra Do Alfabeto Grego, Princípio, Ap 1.8
ALFA Princípio, início. Primeira letra do alfabeto grego. [Apocalipse 1.8; 21.6; 22.13]. Aponta
para Cristo como AUTOR (início) e CONSUMADOR (fim) de todas as coisas. Veja ÔMEGA.
ALTISSIMO Latim: Muito Alto, Nm 24.16
ALVA Hebraico: Grande, Alto, Gn 36.23
Latim: Assim Seja, Firme, Estabelecido, Sl 106.48
Termo hebraico que significa certamente, verdadeiramente, assim seja. Concordância,
AMÉM
aprovação, consentimento. Palavra hebraica e um dos títulos de Jesus. [Apocalipse 1.7;
3.14; 22.20; 2 Coríntios 1.20].
AMETISTA Grego: Pedra De Sonho, Ex 28.19
ANATEMA Hebraico: Maldição, Dt 7.26
ANATOTE Hebraico: Orações Respondidas, Js 21.28
ANJO Hebraico: Mensageiro, Hb 2.7
ANTI-CRISTO Grego: Conta Cristo, Em Lugar De Cristo, 1 Jo 2.18
APOCALIPSE Grego: Revelação
APOSTASIA Ato de desviar-se ou afastar-se do relacionamento com Deus.
Alguém enviado como representante. No Novo Testamento, aquele que tivesse visto a
APÓSTOLO
Jesus e por Ele tivesse sido comissionado para ensinar outras pessoas a respeito Dele.
ARMAGEDOM Lugar onde os exércitos do mundo se encontrarão na última batalha contra Deus.
Grego: Porta De Deus, Gn 11.9
BABEL
Hebraico: Confusão, Gn 11.9
BABILONIA Grego: Porta De Deus, Hebraico:: Confusão, Mistura, Ap 14.8, Jr 50.10
BALAAO Hebraico: Devorador Ou Destruidor Do Povo, Dt 23.4
Produto cosmético e medicinal que os israelitas faziam a partir de um tempero ou seiva de
BÁLSAMO DE GILEADE
árvore.
BAMOTE-BAAL Hebraico: Lugar Alto De Baal, Nm 21.19
BELIAL Hebraico: Indignidade, Perversidade, Senhor Da Morte, Dt 13.13
BELZEBU Hebraico: Senhor Da Mosca, Lc 11.15
BEM-AVENTURADO Hebraico: Feliz, Sl 32.1
BEM-HAMAM Hebraico: Compassivo, 1 Cr 3.23
BENDITO Hebraico: Abençoado, Gn 12.3
BENIGNIDADE Qualidade de ser bom.
BERSEBA Hebraico: Poço De Juramento Ou Os Sete, 2 Sm 17.11
BETEL Hebraico: Casa De Deus, Gn 12.8
BIBLIA Grego: Os Livros
Falar a respeito de Deus ou de assuntos sagrados de modo descuidado, indevido ou
BLASFEMAR
afrontoso. Aquilo que contraria e afronta Deus e Sua palavra.

23
Discipulado
Aprendendo a Caminhar com Cristo
Ato de cortar e retirar um excesso do prepúcio do pênis em geral no oitavo dia após o
CIRCUNCISÃO nascimento. Era uma lembrança física do relacionamento especial entre Deus e seu povo
escolhido
Desejo ou apetite excessivo. Geralmente se entende do relacionado com a inclinação
CONCUPISCÊNCIA
sexual, embora abarque também outros âmbitos.
Ritual do Antigo Testamento que simbolizava as responsabilidades e os privilégios do
CONSAGRAÇÃO sacerdócio levítico. A palavra hebraica traduzida por consagrar significava literalmente
encher a mão e provavelmente se referia a ofertas depositadas nas mãos deles.
CONSOLADOR Grego: Advogado Ou O Que Consola, Jo 14.26
CRISTO Hebraico: Messias, Grego:: Ungido, Mt 16.16
Método de execução usado pelos romanos no tempo do Novo Testamento. A pessoa a ser
crucificada era pregada normalmente em dois travessões de madeira formando uma cruz.
CRUCIFICAÇÃO
Um prego atravessava os dois pés e dois outros atravessavam cada pulso. Alguns
criminosos condenados por crimes sérios eram crucificados.
DÁDIVA Boas coisas.
DEIDADE Toda a natureza de Deus; aquilo que Deus é.
DESÍGNIO Plano, propósito.
Mão direita. Palavra usada com uma figura de linguagem, para indicar habilidade poder ou
DESTRA
autoridade, intimidade, lugar de honra próxima de alguém.
DEUS Hebraico: Eloim, El, Jeová É Outros, Gn 1.1
Tempo quando Deus cobriu a terra com água para destruir todo o mundo, exceto Noé, sua
DILÚVIO
família e os animais que estavam na arca.
aluno ou seguidor; partidário de determinado mestre ou escola de pensamento. No Novo
DISCÍPULO
Testamento, discípulo em geral se refere a um seguidor de Jesus.
DÍZIMO Décima parte dos rendimentos.
DRAGAO Grego: Enganador, Ap 12.3
DOXOLOGIA Fórmula litúrgica de louvor a Deus, geralmente ritmada.
Conjunto de princípios que servem de base a um sistema religioso, político, filosófico,
DOUTRINA
cientifico, etc. Regra, Preceito, Norma.
Hebraico: Pedra De Auxilio, 1 Sm 7.12
Palavra hebraica que significa: até aqui nos ajudou o SENHOR. Lugar onde os filisteus
EBENEZER derrotaram os israelitas e tomaram a Arca da Aliança no tempo de Eli. Pedra que Samuel
levantou em Ebenézer para comemorar a vitória dos israelitas sobre os filisteus no mesmo
lugar de sua derrota anterior.
ECLESIASTES Hebraico: Pregador Ou Aquele Que Fala A Assembléia
Hebraico: Deleite, Lugar De Delicias, Gn 2.10
Terra onde Deus colocou Adão e Eva, que foram forçados a deixar o Éden depois que
EDEM
pecaram. Era banhado por um rio que estava em comunicação com outros rios: Pisom,
Giom, Tigre e Eufrates.
Escolhidos para um relacionamento ou função específica. O povo de Deus escolhido em
ELEITOS
Cristo.
EMANUEL Hebraico: Deus Conosco, Is 7.14
ENTRONIZADO Exaltado; elevado.
EPÍSTOLA carta.
ESPIRITO SANTO 3 Pessoa Da Trindade, Sl 51.11
Uma das seis peças de roupa especificada para o uniforme dos sacerdotes israelitas, a
ESTOLA SACERDOTAL estola sacerdotal consistia numa veste sem mangas de linho fino retorcido. Em alguns
casos a palavra é usada no Antigo Testamento em referência a um objeto de adoração.
EU SOU Hebraico: Jeová Ou Senhor, Ex 3.14
Hebraico: Que Tem O Aposento.
EUNUCO Homem castrado que, no antigo Oriente Médio, muitas vezes era empregado em cargo
público. O termo veio a designar oficial, fosse ele eunuco de fato ou não.
"Boas novas", a notícia de que Jesus pagou a pena por nossos pecados e nos convida a
EVANGELHO receber sua oferta de perdão. Também era o anúncio dos feitos do imperador em uma
batalha.
EXPIAÇÃO Ato mediante o qual os pecadores são reconciliados com Deus pela eliminação do pecado,

24
Discipulado
Aprendendo a Caminhar com Cristo
que faz separação entre Deus e os pecadores.
EXODO Grego: Saídas, Nome Do Livro
Favor dispensado ou recebido. Benevolência. Dom ou virtude especial concedido por Deus
GRAÇA como meio de salvação ou santificação. Favor ou mercê concedida por Deus a uma pessoa.
Milagre.
Prêmio, Recompensa. Honra. Glória. Recompensa de serviços valiosos. [Apocalipse 22.12.
GALARDÃO Isaías 40.10; Mateus 10.41,42]. Louvor (elogio) da parte de Deus [1 Coríntios 4.5]. (Veja:
COROA).
GELEADE Hebraico: Fonte Perpetua, Jz 11.1
GENESIS Grego: Origem Ou Começo
GILEADE Hebraico: Escabroso, Áspero, Nm 26.29
GOLGOTA Grego: Caveira, Mt 27.33
Lugar de tormento e martírio. Seus primeiros ocupantes são o ANTICRISTO e o falso
INFERNO Profeta. [Apocalipse 19.20]. Haverá pranto e ranger de dentes, no lugar de tormento; ali
seu bicho não morre e o fogo nunca se apaga. [Apocalipse 1.18].
MACEDONIA Hebraico: Adoração, Elevação, Grego:: Eminente, At 16.9
MARANATA Aramaico: O Senhor Vem, 1 Co 16.22
Hebraico: Ungido; Grego:: Cristo, Jo 14.1
MESSIAS Pessoa ou coletividade na qual se concretizam as aspirações de salvação ou redenção.
[Daniel 9.26]. (Veja: REDENTOR).
Última Letra Do Alfabeto Grego, Ou Final, Ap 21.6
OMEGA
Fim. final. 24a e última letra do alfabeto grego. [Apocalipse 1.8; 21.6; 22.13]. (Veja: ALFA)
Lugar onde ficam os remidos do Senhor que morrem, antes da RESSURREIÇÃO final de
PARAÍSO
todos. [1 Coríntios 12]. (Veja: CÉU, 3 CÉUS).
PASTOR Latim: Homem Que Apascenta Rebanho De Ovelhas, Sl 23
PATMOS Grego: Mortal, Ap 1.9
PENIEL Hebraico: A Face De Deus, Gn 32.30
Grego: Quinquagésimo, At 2.1
"Ao cumprir-se o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo ugar" (Atos 2:1).
A Palavra Pentecostes significa quinquagésimo. Era o quinquagésimo dias depois da
ressurreição do Senhor, sete semanas contando-se a partir do segundo dia (o primeiro dia
da semana - Lucas 25:54-24:1) depois da Páscoa, na qual o Senhor foi crucificado (João
PENTECOSTE 19:14). Era o cumprimento da Festa das Semanas (Deuteronômio 16:10), também chamada
de Festa da Colheita (Êxodo 31:6), contando-se a partir do dia da oferta do molho das
primícias da colheita até o dia imediato depois do sétimo sábado (Levítico 23:10-11,15-16).
A oferta do molho das primícias era um tipo de Cristo ressurreto oferecido a Deus no dia de
Sua ressurreição (João 20:17), que foi o dia depois do sábado (João 20:1). Desse dia até o
dia de Pentecostes, passaram-se exatamente cinquenta dias.
Heresia lançada pelos Católicos Romanos para identificar um lugar intermediário, onde os
que morrem com pecados leves pássaro algum tempo e depois irão para o céu devido às
PURGATÓRIO
orações e missas feitas pelos vivos em favor deles. Eles se baseiam em [Mateus 18.35]. Em
[Lucas 16.19] encontramos: "...morrerem uma só vez, e depois disto o juízo,...".
RABI Hebraico: Mestre, Js 1.38
RABONI Hebraico: Meu Mestre, Jo 20.16
RENOVO Hebraico: Rebento, Is 4.2
SALVADOR Hebraico: Pessoa Que Livra Alguém Do Perigo, Latim:: O Que Salva, 2
Plano preparado por Deus antes que o mundo existisse. [Efésios 1.14]. Antes da Vinda de
Cristo, os homens eram salvos por aceitar a promessa de Deus, de enviar seu Filho pela fé
SALVAÇÃO [Hebreus 11.13]. Hoje o homem, para ser salvo, aceita, pela fé, o que foi feito. Antes era
pelo que seria feito. Haverá salvação durante o MILÉNIO, uma vez que haverá pregação.
(Veja: CERTEZA DE SALVAÇÃO).
Hebraico: Sagrado, Separado; Latim: Inocente, Sagrado, Dt 23.14
HAGIOS: a mesma palavra usada para "santo", alguém santo; separado para Deus de todas
coisas comuns.
SANTO
"Santo" não significa apenas santificado, separado para Deus, mas também significa
diferente, distinto de tudo aquilo que é comum. Somente Deus é diferente, distinto de
todas as coisas. Portanto, Ele é santo; a santidade é a Sua natureza. Ele nos escolheu para

25
Discipulado
Aprendendo a Caminhar com Cristo
sermos santos. A maneira pela qual Ele nos faz santos é infundindo a Si mesmo, o Santo,
para dentro do nosso ser; para que todo o nosso ser seja permeado e saturado com Sua
natureza santa. Para nós, os escolhidos de Deus, ser santos é participarmos de Sua
natureza divina (2 Pedro 1:4) e termos todo o nosso ser permeado com o próprio Deus. Isto
é diferente de apenas "perfeição sem pecado" ou "pureza sem pecado". Isto torna o nosso
ser santo, como o próprio Deus, em Sua natureza e em Seu caráter.
Assim, ser santo é primeiramente ser separado para Deus; em segundo lugar, ser tomado
por Deus; em terceiro lugar, ser possuído por Deus; e em quarto lugar, ser saturado com
Deus sendo um com Ele.
SENHOR Hebraico: Adonai, Gn 2.4
SHADAI Hebraico: Todo Poderoso, Ex 6.2
SHEOL Hebraico: Inferno, Ou Partes Baixas Da Terra Ou Mundo Dos Mortos, Gn
NEOS ÓINOS: novo (no tempo, isto é, recente, jovem) vinho.
"Nem se põe vinho novo em odres velhos; do contrário, rompem-se os odres, derrama-se o
vinho, e os odres se perdem. Mas, põe-se vinho novo em odres novos, e ambos se
VINHO NOVO conservam" (Mt 9:17).
A palavra grega aqui é "neos", que significa novo no tempo, recente, jovem. O "vinho
novo" aqui significa Cristo como a nova vida, cheio de vigor, estimulando e excitando as
pessoas.

26
Discipulado
Aprendendo a Caminhar com Cristo
7. REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

Assembléia de Deus Vale das Virtudes - http://www.advalevirtudes.com.br/


Bíblia Sagrada
Conselhos para novos convertidos – 7º Ed. 2003 – Elliott Horton
CPAD – www.cpad.com.br
http://essenciagospel.vilabol.uol.com.br/dicionario.html
http://evangelizacaopessoal.com/discipulado_intro.html
http://mb-soft.com/believe/ttnm/evang.htm
http://www.bibliaworldnet-util.locaweb.com.br/biblia/
http://www.compartilhandonaweb.com.br/Compartilhando/Biblia/Portuguese/Dicionario
http://www.estudosnovotempo.com.br/tag/biblia/
http://www.euoroporvoce.blogspot.com/
http://www.globalchristians.org/portuguese/PLeavenlikeEvangelism.htm
http://www.ieadam.com.br/noticias.php?idNoticia=509&categoria=1
http://www.palavraprudente.com.br/estudos/cdcole/definicaodoutrina/cap03.html
http://www.vivos.com.br/43.htm
http://www.webservos.com.br/gospel/estudos/estudos_show.asp?id=653
Jornal Árvore da Vida
Lições Bíblicas – CPAD

27