Anda di halaman 1dari 18

Segurança do Trabalhador

Normas Regulamentadoras

1.1 As Normas Regulamentadoras - NR, relativas à segurança e medicina do trabalho, são de


observância
obrigatória pelas empresas privadas e públicas e pelos órgãos públicos da administração
direta e indireta, bem como
pelos órgãos dos Poderes Legislativo e Judiciário, que possuam empregados regidos pela
Consolidação das Leis do
Trabalho - CLT. (Alteração dada pela Portaria n.º 06, de 09/03/83)
1.7 Cabe ao empregador: (Alteração dada pela Portaria n.º 06, de 09/03/83)
a) cumprir e fazer cumprir as disposições legais e regulamentares sobre segurança e
medicina do trabalho;
b) elaborar ordens de serviço sobre segurança e saúde no trabalho, dando ciência aos
empregados por comunicados,
cartazes ou meios eletrônicos; (Alteração dada pela Portaria n.º 84, de 04/03/09)
Obs.: Com a alteração dada pela Portaria n.º 84, de 04/03/09, todos os incisos (I, II, III, IV, V e
VI) desta
alínea foram revogados.
c) informar aos trabalhadores: (Alteração dada pela Portaria n.º 03, de 07/02/88)
I. os riscos profissionais que possam originar-se nos locais de trabalho;
II. os meios para prevenir e limitar tais riscos e as medidas adotadas pela empresa;
III. os resultados dos exames médicos e de exames complementares de diagnóstico aos
quais os próprios
trabalhadores forem submetidos;
IV. os resultados das avaliações ambientais realizadas nos locais de trabalho.
d) permitir que representantes dos trabalhadores acompanhem a fiscalização dos preceitos
legais e regulamentares
sobre segurança e medicina do trabalho; (Alteração dada pela Portaria n.º 03, de 07/02/88)
e) determinar procedimentos que devem ser adotados em caso de acidente ou doença
relacionada ao trabalho.
(Inserção dada pela Portaria n.º 84, de 04/03/09)
1.8 Cabe ao empregado: (Alteração dada pela Portaria n.º 06, de 09/03/83)
a) cumprir as disposições legais e regulamentares sobre segurança e saúde do
trabalho, inclusive as ordens de
serviço expedidas pelo empregador; (Alteração dada pela Portaria n.º 84, de 04/03/09)
b) usar o EPI fornecido pelo empregador;
c) submeter-se aos exames médicos previstos nas Normas Regulamentadoras - NR;
d) colaborar com a empresa na aplicação das Normas Regulamentadoras - NR;

1.8.1 Constitui ato faltoso a recusa injustificada do empregado ao cumprimento do disposto


no item anterior.
(Alteração dada pela Portaria n.º 06, de 09/03/83)

1.9 O não-cumprimento das disposições legais e regulamentares sobre segurança e medicina


do trabalho acarretará

ao empregador a aplicação das penalidades previstas na legislação pertinente. (Alteração dada


pela Portaria n.º 06,
de 09/03/83)

1.10 As dúvidas suscitadas e os casos omissos verificados na execução das Normas


Regulamentadoras – NR, serão
decididos pela Secretaria de Segurança e Medicina do Trabalho - SSMT. (Alteração dada pela
Portaria n.º 06, de
09/03/83)
NR 1 Disposições Gerais
NR 2 Inspeção Prévia
NR 3 Embargo ou Interdição
NR 4 Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho
NR 5 CIPA
NR 6 Equipamento de Proteção Individual
NR 7 Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional
NR 8 Edificações
NR 9 Programa de Prevenção de Riscos Ambientais
NR10 Serviços em Eletricidade
NR 11 Transporte, Movimentação, Armazenagem e Manuseio de Materiais
NR 12 Máquinas e Equipamentos
NR 13 Caldeiras e Vasos de Pressão
NR 14 Fornos
NR 15 Atividades e Operações Insalubres
NR 16 Atividades e Operações Perigosas
NR17 Ergonomia
NR 18 Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção
NR 19 Explosivos
NR 20 Líquidos Combustíveis e Inflamáveis
NR 21 Trabalhos a céu aberto
NR 22 Segurança e Saúde Ocupacional na Mineração
NR 23 Proteção contra incêndios
NR 24 Condições Sanitárias e de Conforto nos Locais de Trabalho
NR 25 Resíduos Industriais
NR 26 Sinalização de Segurança
NR 27 Registro Profissional do Técnico de Segurança do Trabalho no Ministério do Trabalho
NR 28 Fiscalização e Penalidades
NR 29 Norma Regulamentadora de Segurança e Saúde no Trabalho Portuário
NR 30 Norma Regulamentadora de Segurança e Saúde no Trabalho Aquaviário
NR 31 Norma Regulamentadora de Segurança e Saúde no Trabalho na Agricultura, Pecuária Silvicultura,
Exploração Florestal e Aquicultura
NR 32 Segurança e Saúde no Trabalho em Estabelecimentos de Saúde
NR 33 - Segurança e Saúde no Trabalho em Espaços Confinados
NR 5 - CIPA
5.1 A Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – CIPA - tem como objetivo a prevenção
de acidentes e
doenças decorrentes do trabalho, de modo a tornar compatível permanentemente o trabalho
com a preservação
da vida e a promoção da saúde do trabalhador.

5.6 A CIPA será composta de representantes do empregador e dos empregados, de acordo


com o
dimensionamento previsto no Quadro I desta NR, ressalvadas as alterações disciplinadas em
atos normativos
para setores econômicos específicos.

5.6.2 Os representantes dos empregados, titulares e suplentes, serão eleitos em escrutínio


secreto, do qual
participem, independentemente de filiação sindical, exclusivamente os empregados
interessados.

5.7 O mandato dos membros eleitos da CIPA terá a duração de um ano, permitida uma
reeleição.
5.8 É vedada a dispensa arbitrária ou sem justa causa do empregado eleito para cargo de
direção de Comissões
Internas de Prevenção de Acidentes desde o registro de sua candidatura até um ano após o
final de seu mandato.
A CIPA também tem por atribuição identificar os riscos do processo de trabalho e elaborar o
mapa de risco.

elaborar plano de trabalho que possibilite a ação preventiva na solução de problemas de


segurança e saúde no
trabalho;
Mapa de risco
O mapa é um levantamento dos pontos de risco nos diferentes setores das empresas.
Trata-se de identificar situações e locais potencialmente perigosos

http://www.cipa.uem.br/Mapa_de_risco.php
http://1.bp.blogspot.com/_4hrdXWWxLF0/SoG8BOKBMzI/AAAAAAAAABI/xwWy0J4KniQ/s320
/mapa+de+risco.png
LER/ DORT
Sintomas:
Sensação de peso nos braços e dor que piora ao longo da jornada de trabalho
Essa dor vai piorando até que fique insuportável, levando a afastamento.
É importante diagnosticar logo no inicio para evitar maiores lesões, afastamento e até
mesmo aposentadoria por invalidez.

Em geral afeta músculos e nervos e pode evoluir


para uma inflamação cronica.

As mulheres são mais acometidas por questões


hormonais e sociais
Prevenção
Ergonomia: Conjunto de estudos para melhorar as condições de trabalho e o
relacionamento e entre homem e meio ambiente de trabalho.
Postura correta ao sentar-se:

Importante é não manter mesma posição por longos periodos.

http://www.ergonomia.com.br/
Exercícios

http://www.cuidandodocorpo.com/2009/03/ler-lesoes-por-esforco-repetitivo.html
Ginastica laboral
Você pode propor isso na sua empresa. É rápido, fácil e vai proporcionar melhor
qualidade de vida e maior produtividade

http://www.cuidandodocorpo.com/2009/02/ginastica-laboral-mais-saude-no-seu.html
Estresse e Síndrome de Burnout
Síndrome de Burnout é um distúrbio psíquico de caráter depressivo, precedido de
esgotamento físico e mental intenso, definido por Herbert J. Freudenberger como "(…)
um estado de esgotamento físico e mental cuja causa está intimamente ligada à vida
profissional".

http://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%ADndrome_de_Burnout
São doze os estágios de Burnout:
· Necessidade de se afirmar
· Dedicação intensificada - com predominância da necessidade de fazer tudo sozinho;
· Descaso com as necessidades pessoais - comer, dormir, sair com os amigos começam a
perder o sentido;
· Recalque de conflitos - o portador percebe que algo não vai bem, mas não enfrenta o
problema. É quando ocorrem as manifestações físicas;
· Reinterpretação dos valores - isolamento, fuga dos conflitos. O que antes tinha valor sofre
desvalorização: lazer, casa, amigos, e a única medida da auto-estima é o trabalho;
· Negação de problemas - nessa fase os outros são completamente desvalorizados e tidos
como incapazes. Os contatos sociais são repelidos, cinismo e agressão são os sinais mais
evidentes;
· Recolhimento;
· Mudanças evidentes de comportamento;
· Despersonalização;
· Vazio interior;
· Depressão - marcas de indiferença, desesperança, exaustão. A vida perde o sentido;
· E, finalmente, a síndrome do esgotamento profissional propriamente dita, que corresponde
ao ··colapso físico e mental. Esse estágio é considerado de emergência e a ajuda médica e
psicológica uma urgência.

http://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%ADndrome_de_Burnout
Sintomas
Os sintomas são variados: fortes dores de cabeça, tonturas, tremores, muita falta de ar,
oscilações de humor, distúrbios do sono, dificuldade de concentração, problemas digestivos.

● Recomendações
● · não use a falta de tempo como desculpa para não praticar exercícios
físicos e não desfrutar momentos de descontração e lazer. Mudanças no
estilo de vida podem ser a melhor forma de prevenir ou tratar a síndrome de
burnout;
● · conscientize-se de que o consumo de álcool e de outras drogas para
afastar as crises de ansiedade e depressão não é um bom remédio para
resolver o problema;
● · avalie quanto as condições de trabalho estão interferindo em sua
qualidade de vida e prejudicando sua saúde física e mental. Avalie também a
possibilidade de propor nova dinâmica para as atividades diárias e objetivos
profissionais.