Anda di halaman 1dari 3

Análise Swot

Uma das ferramentas básicas para desenvolver um planejamento


estratégico é a análise SWOT.
Strengths, Weaknesses, Opportunities and Threats = Pontos Fortes,
Pontos Fracos, Oportunidades e Ameaças.
Abaixo, exemplo de análise para uma empresa start-up de
tecnologia da informação que visa, além do mercado interno, o
mercado externo também.

Análise de Ambiente Externo e Interno

1 – Análise do Ambiente Externo


Analisa se as variáveis externas ao ambiente da empresa. Fatores
como políticas governamentais, infra-estrutura, recursos logísticos,
mercado, competidores, ambiente econômico, globalização entre
outros.

1.1 – Análise das Ameaças

 Mudanças na regulamentação de importação e exportação


no âmbito governamental, tanto no país de origem como
no país de destino;
 Ataques terroristas que prejudiquem o comércio
internacional
 Mudanças cambiais sensíveis;
 Entrada de concorrentes com o mesmo perfil;
 Diminuição do poder de compra dos clientes finais;
 Alteração na regulamentação, funcionamento e incentivos
para empresários;
 Continuação da recessão no Brasil;
 Mudanças na política econômica no Brasil, exemplo:
aumento de juros;

1.2 – Análise de oportunidades

 Incentivos governamentais à exportação;


 Incentivos governamentais ao desenvolvimento de
software;
 Viés de aquecimento do mercado interno;
 Conscientização do empresariado para explorar o mercado
externo;
 Tecnologia disponível para viabilização do projeto;
 A integração do mercado global é irreversível;
 Negociações internacionais em andamento para
diminuição das barreiras comerciais;
 Viagens do Presidente da República para aumentar a
visibilidade e o comércio exterior do Brasil;
 Imagem externa do Brasil, não mais identificada como só
ligada a futebol, carnaval e samba. Exemplo: Executivos
Globais de primeiro escalão que são ou foram brasileiros,
no Citybank, BankBoston, Nissan, IBM, Nações Unidas.

2 – Análise do Ambiente Interno

No ambiente interno analisam-se os fatores internos do


ambiente da empresa, tais como: recursos humanos, tecnologia,
patentes, recursos financeiros, processos, experiência dos
gestores, processos organizacionais e produtivos entre outros.

2.1 – Análise dos Pontos Fracos

 Necessidade do grupo se conhecer para avaliar


personalidades e capacidades em regime produtivo de alta
pressão e competitividade

2.2 – Análise de Pontos Fortes

 Expertise tecnológica em:


Vários participantes com mais de 15 anos de experiência
em Tecnologia da Informação;

 Expertise mercadológica:
Experiência em montagem de redes nacionais;
Experiência em negociações nacionais e internacionais;
Experiência de trabalhos no exterior, conhecendo hábitos
e costumes;
Contatos em, pelo menos 10 países;
Experiência em treinamento de vendas;
Experiência em desenvolvimento de novos mercados;
Experiência em relacionamentos comerciais de longo
prazo;
Experiência em de mais de 10 anos em sistemas de
logística e distribuição;
 Expertise Administrativa e Financeira:
Mais de 10 anos de experiência na condução de negócios
próprios;
Experiência na contratação e treinamento de recursos
humanos;
Experiência na aquisição de produtos, serviços e
desenvolvimento de fornecedores de produtos e serviços.

Após feito o levantamento de todos os fatores, faz-se análise dos


fatores encontrados, cruzando:

Pontos Fortes com Oportunidades > para potencializar as


oportunidades de acordo com os pontos fortes da organização.

Pontos Fracos com Oportunidades > para fortalecer os pontos


fracos de modo que se possam aproveitar as oportunidades.

Pontos Fortes com Ameaças > para identificar modos de diminuir


as vulnerabilidades utilizando os pontos fortes.

Pontos Fracos com Ameaças > para estabelecer um plano


defensivo para evitar que as ameaças externas sejam
potencializadas pelos pontos fracos.