Anda di halaman 1dari 10

CERIMONIAL – CEFET-PI/UNED-FLORIANO 2007

TURMA: JOÃO BATISTA PIRES DE MORAIS

1 – MESTRE DE CERIMÔNIA

SENHORAS E SENHORES:

SOLICITAMOS A ATENÇÃO DE TODOS PARA O INÍCIO DA SOLENIDADE.


PEDIMOS AOS PORTADORES DE TELEFONE CELULAR QUE DESLIGUEM SEUS
APARELHOS OU OS COLOQUEM EM MODO SILENCIOSO.

OBRIGADO!

COM A GRAÇA DE DEUS, DAMOS INÍCIO À SOLENIDADE DE COLAÇÃO DE


GRAU DOS FORMANDOS DO CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS DE
INFORMAÇÃO DO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO PIAUÍ,
DA UNIDADE DE ENSINO DESCENTRALIZADA DE FLORIANO.

ESTA SOLENIDADE SEGUIRÁ O RITO ESTABELECIDO PELO CERIMONIAL DO


CEFET-PI/UNED-FLORIANO.

É COM MUITA HONRA QUE ANUNCIAMOS A ENTRADA SOLENE DO CORPO


GESTOR E DOCENTE DO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO
PIAUÍ, AUTORIDADES E HOMENAGEADOS PARA SE FAZEREM PRESENTES À
MESA DIRETORA.

COMPONENTES DA MESA

PROFESSOR ..........................................
DIRETOR.................... e PATRONO DA TURMA

PROFESSORA .............................
COORDENADORA DOS CURSOS DE INFORMÁTICA

PROFESSORA ...............................................

PROF.ANTÔNIO ALVES DE CARVALHO JÚNIOR


PROFESSOR HOMENAGEADO

PROF. FRANCISCO EUDES DO AMARAL


PROFESSOR HOMENAGEADO

SECRETÁRIO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E TECNOLÓGICO -


EXCELENTÍSSIMO SR. ............
PARANINFO DA TURMA

1
2 – MESTRE DE CERIMÔNIA

SENHORAS E SENHORES, NESTE INSTANTE FAREMOS A CHAMADA DOS


FORMANDOS DO CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO
QUE SE FAZEM ACOMPANHAR DE SEUS PADRINHOS.

FORMANDO PADRINHO/MADRINHA
Ancelmo Frank Coêlho Castro Roberta de Sá Nunes
André Francisco Coêlho Castro Maria de Jesus Coêlho Castro
Anselmo Oliveira Rocha Lucilene Oliveira Rocha
Antonio Marcos Carvalho Silva Aynara Rezende Carvalho da Silva
Brisiane Maria Barbosa Ivan Pereira da Silva
Charliane de Holanda Pessoa Antonio Pessoa da Silva
Claydiene Silva Pereira Engrácio Pereira Neto
Cleidson Silva Madeira Vera Lúcia Silva Madeira
Clenilde Velozo da Costa Michael Carol Medeiros
Eva Layse Araújo Reis Paulo Afonso Lopes dos Reis
Evanusa Romão Coelho Francisco Vieira Coelho
Fábio José Alencar Trajano Atoína Alencar de Sousa
Joana Darque de Carvalho Lopes Jonas de Carvalho Lopes
José Gonçalves da Silva Filho Eugênia Lima da Silva
Lázaro Cristiano da Silva Assis Marciana da Silva Assis
Lucilane Morais Praça Antônio Bernardes Neto
Marcos Henrique de Sousa Honorato Rocilda Teixeira de Sousa Honorato
Paulo Roberto Almeida de Medeiros Sheila Karinne Morais Lima
Paulo Vinicius Bezerra e Silva Rozilda Pereira da Costa e Silva
Ramásio Ferreira de Melo Maria Onélia Ferreira
Ronaldo Pires Borges Nadir Pires de Lacerda
Ruth Maria Damasceno Pereira Firmino Rodrigues Damasceno
Silvio Ribeiro Barbosa Sebastiana Ribeiro Nunes
Suerlan Leite Pinheiro Layane Miranda Barbosa Pinheiro
Suzana Maria do Nascimento Borges Antônio José Borges
Weliton Soares Reis Elizabete Soares Reis

3 – MESTRE DE CERIMÔNIA

CONVIDAMOS O ILUSTRÍSSIMO SENHOR PROFESSOR ................., DIRETOR


DA ..........., REPRESENTANDO O PROFESSOR ........, DIRETOR GERAL DO
CEFET-PI, PARA ABRIR A SESSÃO SOLENE DE COLAÇÃO DE GRAU DOS
FORMANDOS DO CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DA
UNED-FLORIANO.

4 – DIRETOR

BOA A NOITE A TODOS!

2
DECLARO INSTALADOS OS TRABALHOS DESTA SESSÃO SOLENE DE COLAÇÃO
DE GRAU DOS FORMANDOS DO CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS DE
INFORMAÇÃO DA UNED-FLORIANO.TURMA QUE LEVA O NOME DO PROF. ......

CONVIDAMOS A TODOS PARA, DE PÉ, ENTOARMOS O HINO NACIONAL


BRASILEIRO.

5 – MESTRE DE CERIMÔNIA

CONCEDO A PALAVRA À FORMANDA JURAMENTISTA, JOANA DARQUE DE


CARVALHO LOPES DO CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS DE
INFORMAÇÃO, PARA PROFERIR O JURAMENTO.

6 – MESTRE DE CERIMÔNIA

CONVIDAMOS, EM NOME DO DIRETOR GERAL, OS DEMAIS FORMANDOS DO


CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PARA, DE PÉ, BRAÇO
DIREITO ESTENDIDO EM REVERÊNCIA À MESA DE HONRA, REPETIREM EM
UNÍSSONA VOZ CADA FRASE EMITIDA PELA ALUNA JURAMENTISTA DO TEXTO
OFICIAL DO JURAMENTO.

JURAMENTO

“JURO QUE NO CUMPRIMENTO DE MEU DEVER DE TECNÓLOGO EM SISTEMAS


DE INFORMAÇÃO, EMPREGAREI A CIÊNCIA COM DIGNIDADE, DINAMISMO E
RESPEITO. PROMETO NÃO ME DEIXAR CEGAR PELO BRILHO EXCESSIVO DA
TECNOLOGIA, NEM ME ESQUECER DE QUE TRABALHO PARA O BEM DO HOMEM
E NÃO DA MÁQUINA. COMPROMETO-ME PERANTE A COMUNIDADE A ACEITAR
DESAFIOS LANÇADOS PELA CARREIRA QUE HOJE ABRAÇO, FAZENDO DELES
OS DEGRAUS PARA MEU CRESCIMENTO PROFISSIONAL E HUMANO.
ESTAREMOS ASSIM BUSCANDO A SABEDORIA SUPREMA E A NOTÁVEL
VIRTUDE DE ALMEJAR SEMPRE POR MUDANÇAS.

ASSIM PROMETO.”

7 – MESTRE DE CERIMÔNIA

SENHORAS E SENHORES, NESSE MOMENTO, O DIRETOR GERAL DO CENTRO


FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO PIAUÍ, REPRESENTADO PELO
DIRETOR DA UNED, CONFERE O GRAU AOS TECNÓLOGOS DO CURSO DE
TECNOLOGIA EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO.

3
8 – DIRETORIA

NO USO DAS ATRIBUIÇÕES LEGAIS E ESTATUTÁRIAS QUE COMPETEM À


DIRETORIA DO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO PIAUÍ, E
EM SEU NOME, CONFIRO O GRAU DE TECNÓLOGO AOS FORMANDOS DO
CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PRESENTES A ESTA
SOLENIDADE PARA QUE POSSAM GOZAR DE TODOS OS DIREITOS QUE A ESTE
GRAU ASSEGURAM AS LEIS DA REPÚBLICA.

9 – MESTRE DE CERIMÔNIA

NESTE MOMENTO OS MAIS NOVOS TECNÓLOGOS EM SISTEMAS DE


INFORMAÇÃO COLOCAM SEUS CAPELOS, NUMA REPRESENTAÇÃO SIMBÓLICA
DO GRAU A ELES CONFERIDO.

10 – MESTRE DE CERIMÔNIA

CONCEDO A PALAVRA AO ORADOR DA TURMA, O TECNÓLOGO PAULO


VINICIUS BEZERRA E SILVA, PARA PROFERIR A SUA FALA.

Caros colegas estamos hoje reunidos juntamente com nossos pais,


amigos e cônjuges para prestigiar um momento único das nossas vidas.
Após anos de dedicação, conseguimos o nosso objetivo: a conclusão do
Curso de Tecnologia em Sistema de Informação.
Hoje, amigos, alcançamos não só o nosso sonho, mas também o sonho
da nossa família, que se esforçou para que chegássemos até aqui, que
investiu nos nossos estudos não só dinheiro, mas também a esperança de um
futuro melhor.
Conseguirmos também, formar uma nova família, constituída de vários
membros.
A UNED Floriano, nossa mãe, nos acolheu e nos deu a oportunidade de
estudar um curso superior na área que aspirávamos na nossa cidade ou, para
alguns de nós, o mais próximo dela, desta forma incentivou que nós não
parássemos os nossos estudos.
Durante o nosso curso tivemos diversos professores, os quais
exerceram o papel de pai, acompanhando desde os nossos primeiros passos
até os dias atuais nessa tão querida instituição.
Nós, tecnólogos, estivemos numa jornada diária, ajudando uns aos
outros como verdadeiros irmãos. Houve dias de lutas, de tristezas e até
mesmo de desentendimentos, entretanto bons irmãos não brigam de
verdade, apenas se afastam e esperam o memento certo para se abraçarem
novamente.
Contudo, esse não é o nosso objetivo final, pois uma nova etapa das
nossas vidas começa a partir de hoje, como novos desafios a serem
enfrentados.
Que a sabedoria adquirida nos estudos jamais nos permita decepcionar
nossos pais e nossos mestres, que tanto nos orgulham.

4
Uma dúvida um tanto infantil pairou sobre nossas cabeças: O que é um
objeto? Diferente de todas as definições encontradas nos livros, o que
verdadeiro objeto que tanto procurávamos definir é um pedaço, um
fragmento do grande amor que existe entre todos os membros, alunos e
professores, da turma Professor João Pires de Morais.

11 – MESTRE DE CERIMÔNIA

CONCEDO A PALAVRA À TECNÓLOGA CLAYDIENE SILVA PEREIRA PARA, EM


NOME DA TURMA, PROFERIR UMA HOMENAGEM AO PROFESSOR JOÃO
BATISTA PIRES DE MORAIS.

Conhecer e conviver com pessoas especiais é uma das grandes


surpresas que a vida nos proporciona. Nos sentimos felizes quando nos
dedicamos a uma amizade verdadeira, sincera e honesta.
É desta forma que podemos falar de um grande amigo, um ser que no
coração de cada um dos seus alunos, chegou devagarzinho, tímido, calado,
humilde e muito dedicado ao seu trabalho, otimista do tipo se o hoje não der
certo, o amanha com certeza dará.
João batista pires de Moraes, esse sim era o professor, um cara único,
impar de garra, fibra, ao qual podemos conhecer pouco, mas o suficiente
para vermos o amor que tinha no seu coração.
Com muita fé em tudo que ia fazer, e para ele, nunca existiam as
palavras: desistir, fracassar e fraquejar.
Foi e sempre será em nossos corações o professor que soube superar
todas as nossas expectativas, tornou-se tão nosso amigo qu apara nós, ao
Ives de um simples professor virou um cara que podíamos contar para tudo.
E um grande amigo é para sempre. Já o tempo não....
Mesmo que seja sentida dolorosamente esta perda de convívio, é
superada pela alegria das lembranças, que estarão cada vez mais vivas em
nossas mentes e marcadas com carinho em nosso corações.
O tempo não vai curar o a dor e a saudade que temos. Mas sempre vai
ficar em nossos pensamentos sos momentos que tivemos com essa pessoa
iluminada, cheia de fé, dedicação e esforço.
A única coisa que podemos dizer é : fique com Deus, João.
E em nome de todos: O nosso muito obrigado por tudo.

12 – MESTRE DE CERIMÔNIA

CONCEDO A PALAVRA AO PARANINFO DA TURMA, O EXCELENTÍSSIMO


SENHOR VALÉRIO JOSÉ DE CARVALHO, SECRETÁRIO DE DESENVOLVIMENTO
ECONÔMICO E TECNOLÓGICO.

Mensagem feita pela Dra. Luciana Carvalho (esposa do Sr. Valério Carvalho)

Canção do Tamoio - Antônio Gonçalves Dias


(Natalícia)

5
I

Não chores, meu filho;


Não chores, que a vida
É luta renhida:
Viver é lutar.
A vida é combate,
Que os fracos abate,
Que os fortes, os bravos
Só pode exaltar.

II

Um dia vivemos!
O homem que é forte
Não teme da morte;
Só teme fugir;
No arco que entesa
Tem certa uma presa,
Quer seja tapuia,
Condor ou tapir.

III

O forte, o cobarde
Seus feitos inveja
De o ver na peleja
Garboso e feroz;
E os tímidos velhos
Nos graves concelhos,
Curvadas as frontes,
Escutam-lhe a voz!

IV

Domina, se vive;
Se morre, descansa
Dos seus na lembrança,
Na voz do porvir.
Não cures da vida!
Sê bravo, sê forte!
Não fujas da morte,
Que a morte há de vir!

E pois que és meu filho,


Meus brios reveste;
Tamoio nasceste,
Valente serás.
Sê duro guerreiro,
Robusto, fragueiro,
Brasão dos tamoios
Na guerra e na paz.

6
VI

Teu grito de guerra


Retumbe aos ouvidos
D'imigos transidos
Por vil comoção;
E tremam d'ouvi-lo
Pior que o sibilo
Das setas ligeiras,
Pior que o trovão.

VII

E a mão nessas tabas,


Querendo calados
Os filhos criados
Na lei do terror;
Teu nome lhes diga,
Que a gente inimiga
Talvez não escute
Sem pranto, sem dor!

VIII

Porém se a fortuna,
Traindo teus passos,
Te arroja nos laços
Do inimigo falaz!
Na última hora
Teus feitos memora,
Tranqüilo nos gestos,
Impávido, audaz.

IX

E cai como o tronco


Do raio tocado,
Partido, rojado
Por larga extensão;
Assim morre o forte!
No passo da morte
Triunfa, conquista
Mais alto brasão.

As armas ensaia,
Penetra na vida:
Pesada ou querida,
Viver é lutar.
Se o duro combate
Os fracos abate,
Aos fortes, aos bravos,
Só pode exaltar.

7
13 – MESTRE DE CERIMÔNIA

ATENÇÃO PARA A CHAMADA NOMINAL DOS FORMANDOS PARA A ENTREGA


DOS DIPLOMAS:

FORMANDO PADRINHO/MADRINHA
Ancelmo Frank Coêlho Castro Roberta de Sá Nunes
André Francisco Coêlho Castro Maria de Jesus Coêlho Castro
Anselmo Oliveira Rocha Lucilene Oliveira Rocha
Antonio Marcos Carvalho Silva Aynara Rezende Carvalho da Silva
Brisiane Maria Barbosa Ivan Pereira da Silva
Charliane de Holanda Pessoa Antonio Pessoa da Silva
Claydiene Silva Pereira Engrácio Pereira Neto
Cleidson Silva Madeira Vera Lúcia Silva Madeira
Clenilde Velozo da Costa Michael Carol Medeiros
Eva Layse Araújo Reis Paulo Afonso Lopes dos Reis
Evanusa Romão Coelho Francisco Vieira Coelho
Fábio José Alencar Trajano Atoína Alencar de Sousa
Joana Darque de Carvalho Lopes Jonas de Carvalho Lopes
José Gonçalves da Silva Filho Eugênia Lima da Silva
Lázaro Cristiano da Silva Assis Marciana da Silva Assis
Lucilane Morais Praça Antônio Bernardes Neto
Marcos Henrique de Sousa Honorato Rocilda Teixeira de Sousa Honorato
Paulo Roberto Almeida de Medeiros Sheila Karinne Morais Lima
Paulo Vinicius Bezerra e Silva Rozilda Pereira da Costa e Silva
Ramásio Ferreira de Melo Maria Onélia Ferreira
Ronaldo Pires Borges Nadir Pires de Lacerda
Ruth Maria Damasceno Pereira Firmino Rodrigues Damasceno
Silvio Ribeiro Barbosa Sebastiana Ribeiro Nunes
Suerlan Leite Pinheiro Layane Miranda Barbosa Pinheiro
Suzana Maria do Nascimento Borges Antônio José Borges
Weliton Soares Reis Elizabete Soares Reis

CURSO TECNOLOGIA EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO


TURMA: PROFESSOR JOÃO BATISTA PIRES DE MORAIS

14 – MESTRE DE CERIMÔNIA

SENHORAS E SENHORES,

ESSE CERIMONIAL ANUNCIA A HONROSA PALAVRA DO ILUSTRÍSSIMO


SENHOR............, DIRETOR DA UNED-FLORIANO E PATRONO DA TURMA,
REPRESENTANDO O PROFESSOR............., DIRETOR GERAL DO CENTRO
FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO PIAUÍ, QUE FALARÁ AOS MAIS

8
NOVOS TECNÓLOGOS DO CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS DE
INFORMAÇÃO E, AO FINAL, DARÁ POR ENCERRADA ESSA SOLENIDADE.

CONVIDAMOS OS RECÉM-FORMADOS TECNÓLOGOS EM SISTEMAS DE


INFORMAÇÃO PARA O LOCAL DO DESCERRAMENTO DA PLACA.

Floriano, 06 de outubro de 2007.

9
10