Anda di halaman 1dari 11

Formulário de Matemática

Relações trigonométricas

1) Triângulo Retângulo

catetopost o catetoadja cente catetopost o


sen α = hipotenusa cos α= hipotenusa
tg α= catetoadja cente

2) Triângulo Qualquer
a b c
Lei dos Senos: = = = d = 2r
sen A sen B sen C

Lei dos cossenos: a 2 = b 2 + c 2 − 2.b.c. cos A

3) Área de um Triângulo Qualquer

ab sen C ac sen B bc sen A


a) A= = =
2 2 2
b) A= p ( p − a )( p −b )( p − c ) a, b, c = lados; p = semiperímetro

Trigonometria

1) sen 2 x + cos 2 x = 1

sen x
2) tg x =
cos x

cos x
3) cotgx=
sen x

1
4) secx=
cos x

1
5) cossecx=
sen x

6) sec 2 x =1 + tg 2 x

7) cossec 2 x =1 + cot g 2 x

4) Arco duplo
a) sen ( 2a ) = 2. sen a. cos a
b) cos ( 2a ) = cos a − sen a
2 2

2tga
c) tg ( 2a ) = 1 − tg 2 a

5) Adição e Subtração de Arcos

a) sen ( a ± b ) = sen a. cos b ± sen b. cos a


b) cos ( a ± b ) = cos a. cos b sen a. sen b
tga ± tgb
c) tg ( a ± b ) = 1 tga .tgb

Progressões
1) Progressão Aritmética (P.A)

a n = a1 + ( n −1).r

n( a1 + a n )
Sn=
2

2) Progressão Geométrica (P.G)

n −1
a n = a1 .q

a1 (q n −1) a n q − a1
Sn= ou Sn=
q −1 q −1

a1
LimS n =
1 −q

P n = ( a1 .a n ) n Obs.: P n =produto dos termos da P.G.

Logarítmos e Equações Exponenciais

log b N = x ⇒ b = N
x
Condição de existência do logarítmo

N > 0 e 0 < b ≠1

Conseqüências da definição

a) log b 1 = 0
b) log b b =1
c) b log b a =a
d) log b N = log b x ⇒ N = x

Propriedades dos Logarítmos

1) log b ( a.c ) = log b a + log b c


a
2) log b   = log b a − log b c
c
α
3) log b a = α . log b a
log b a
4) log b n a =
n

Mudança de Base

log a N
log b N =
log a b

Inequações Logarítmicas

1) para base b > 1 , temos

log b a > log b c ⇒ a > c

2) para base b > 0 e b < 1, temos

log b a > log b c ⇒ a < c

Logarítmos decimais

A parte inteira do logaritmo decimal chama-se característica e a parte decimal, mantissa.

Matrizes
1) Matriz Quadrada

É a matriz que tem o número m de linhas igual ao número n de colunas.

2) Matriz Unidade ou Matriz Identidade


1 0 0
1 0
I2= 0 1
I2=0 1 0
0 0 1

3) Multiplicação De Matrizes

Só é possível multiplicar duas matrizes quando o número de colunas da primeira for igual ao número
de linhas da segunda.

4) Matriz Inversa

A . A −1 = A −1 . A = I n

Determinantes
A) Determinante de uma matriz quadrada de 2ª ordem

a11 a12
= a11 .a 22 − a12 .a 21 Diagonal principal - Diagonal Secundária
a 21 a 22

B) Determinante de uma matriz quadrada de 3ª ordem (Regra de SARRUS)

a11 a12 a13 a11 a12


Seja a matriz A = a 21 a 22 a 23 a 21 a 22 Obs.: Esta regra prática só se aplica a determinantes de
a31 a32 a33 a 31 a32
3ª ordem

C) Propriedades dos Determinantes

Situações em que um determinante é zero


1) Quando todos os elementos de uma de suas filas são nulos
2) Quando possui duas filas paralelas proporcionais ou iguais
3) Quando uma de suas filas é uma combinação linear de outras filas paralelas

Situações que não alteram um determinante.

1) Um determinante não se altera quando se trocam ordenadamente as linhas pelas colunas


2) Um determinante não se altera quando se somam aos elementos de uma fila os correspondentes
elementos de uma fila paralela multiplicados por uma constante.

Situações que alteram um determinante.


1) Um determinante muda de sinal quando se trocam as posições de duas filas paralelas.
2) Quando se multiplica (ou se divide) uma fila de um determinante por um número, o novo
determinante fica multiplicado (ou dividido) por esse número
Sistemas Lineares
Classificação

Os sistemas lineares são classificados quanto ao número de soluções, da seguinte forma:

Sistema Linear
A) POSSIVEL ou COMPATÍVEL (quando admite soluções)
B) IMPOSSÍVEL ou INCOMPATÍVEL (quando não admite solução)
C) DETERMINADO (admite uma única solução)
D) INDETERMINADO (admite infinitas soluções)

Análise Combinatória
1) Fatorial

n! = n(n –1)(n-2) ...3 . 2 . 1


0! = 1
1! = 1

2) Arranjos Simples

Arranjo é o tipo de agrupamento em que um grupo é diferente de outro pela ordem ou pela natureza
dos elementos componentes
n!
A n , p = n( n −1)( n − 2 )... ( n − p +1) ou A n , p =
( n − p )!
3) Permutações Simples

Permutação é o tipo de agrupamento ordenado no qual, em cada grupo, entram todos os elementos
P n = n( n −1)( n − 2 )... 1 = n!

4) Permutações com Elementos Repetidos

n!
P n α! β!γ!

5) Combinações Simples

Combinação é o tipo de agrupamento em que um grupo é diferente de outro apenas pela natureza dos
elementos componentes
n! An , p
C n, p ou C n, p
p!( n − p )! p!

6) Binômio de Newton

 n  0 n  n  n −1  n  2 n −2 n  n
( x + a) n =
0 n .x + 
1 
a.x +
2 a x + ..... 
n 
a fórmula do binômio de Newton
       
Observe que:
• O desenvolvimento de ( x + a ) possui ( n +1) termos
n

• As potências de x decrescem de n até zero


• As potências de a crescem de zero até n
7) Fórmula do Termo Geral

n  n −p
T p +1 = 
 
p
a x
p

Principais Figuras Planas (Áreas)

Área do Quadrado A=L2

Área do Retângulo A=B.H

Área do Paralelogramo A=B.H

D.d
Área do Losango A=
2

B +b
Área do Trapézio A= .h
2

b.h
Área do Triângulo A= ou A = p ( p − a )( p −b )( p − c ) onde p é o semiperímetro do
2
triângulo

Área e Comprimento do Círculo A = πR 2 C = 2 πR

Área do Setor Circular

a) em função do raio e do ângulo central ( α )


πR 2α
A=
360
b) em função do raio e do comprimento (l ) do arco:

l.R
A=
2

Geometria Espacial

Prisma Reto A t = 2 Ab + Al V = A b .h

a2 3
Prisma Triangular Regular Ab=
4
3a 2 3
Prisma Hexagonal Regular Ab=
2

Ab .h
Pirâmide Regular A t = Al + Ab V=
3
A l = semiperímetro da base x apótema

a 6 a3 2
Tetraedro Regular h= A t =a 2 3 V=
3 12

A l = 4a A t = 6a
2 2
Cubo (hexaedro regular) V=a3 d=a 2 D=a 3

Paralelepípedo Retângulo (dimensões a, b, c)

A L = 2ac + 2bc A T = 2ab + 2ac + 2bc V = abc D 2 = a2 + b2 + c2

Cilindro Circular Reto; medida da altura é igual a medida da geratriz. Secção meridiana é um retângulo

A B = πR 2 A L = 2πRg A T = AL + 2 AB V = A B .h

Cilindro Equilátero: g = 2R a secção meridiana é um QUADRADO

πR h
Cone Circular Reto: A B = πR
2
A L = πRg V= g 2 = h 2 + r 2 A T = AL + AB
3

Cone Equilátero: g = 2r h=r 3 A T = 3πR 2

4πR 3
Esfera; A= 4 πR 2 V=
3

Geometria Analítica
1) Distância entre dois pontos:

D= ( x2 − x1 ) 2 + ( y 2 − y1 ) 2
2) Ponto médio de um segmento;
x1 + x 2 y1 + y 2
Xm= Ym
2 2

3) Área de um triângulo

1 x1 x2 x3 x1
A=
2 y1 y2 y3 y1

4) Equação reduzida da reta: y = ax + b

y 2 − y1
5) Equação geral da reta: Ax + By + C = 0 a = tg α =
x 2 − x1

5) Equação da reta que passa por um ponto

y - y 1 = a ( x − x1 ) onde a = tg α
6) Equação da reta que passa por dois pontos

y 2 − y1
y - y 1 = a ( x − x1 ) onde a =
x 2 − x1

7) Distância de um ponto a uma reta

Ax 1 + By 1 + C
D=
A2 + B 2

8) Retas paralelas

Condição: a R = a S

9) Retas perpendiculares

1
Condição: a R = −
aS

10) Equação de uma circunferência

( X − X O ) 2 + ( Y − YO ) 2 = R 2
11) Equação do 2° grau representativa de uma circunferência

Ax 2 +By 2 + Cxy + Dx + Ey + F = 0 A = 1, B = 1, C=0

12) Coordenadas do centro de uma circunferência


D E
x0=− e yo=−
2 2

13) Raio de uma circunferência

2 2
R= x0 + y0 − F

Matemática Financeira
Juros Simples

J=C.i.t

M=C.(1+(i.t))

Juros Compostos

M = C . (1 + i)t

J=M-C