Anda di halaman 1dari 5

Circuitos eléctricos

Um circuito eléctrico é um conjunto de elementos eléctricos,


interligados (resistências, condensadores, fontes…), que formam um
circuito fechado, de forma a passar corrente eléctrica neles.

Uma corrente eléctrica é constituída por Intensidade de corrente


(I), e diferença de potencial, ou tensão (U), e as unidades SI respectivas
de cada um é Amperes (A), e Volt (V).

Para medir a corrente num ponto directamente, utiliza-se o


amperímetro e este tem de estar em série com esse ponto. Para a tensão,
utiliza-se um voltímetro, e este tem de estar em paralelo nesse ponto.
Nota: Para as duas situações, poderá eventualmente usar um multímetro em modo de amperímetro e de
voltímetro, que é o que vamos utilizar neste trabalho.

Resistência eléctrica

Uma resistência eléctrica é a capacidade de um corpo qualquer se


opor à passagem de corrente eléctrica pelo mesmo, quando existe uma
diferença de potencial aplicada. Seu cálculo é dado pela Lei de Ohm, e
segundo o Sistema Internacional de Unidades (SI), é medida em ohms (Ω).

Se tivermos um condutor que é dado por o comprimento, e a secção


recta da superfície desse, podemos calcular a sua resistência interna,
através da função:

ρ é a resistividade eléctrica de um condutor, e depende do


material que é feito esse, e é denominado por Ω.m.

Segundo a lei de Ohm, a corrente vezes a resistência é o valor da


tensão do circuito.

Nota: Visto que as dimensões dos fios e da placa são muito pequenos, vamos desprezar estes no
trabalho.

Para saber o valor de uma resistência “a


olho”, utiliza-se um código de cores que está
inscrito nesta. Este código consiste, em três cores, e
poderá ter, ou não, uma separada. As duas
primeiras cores representam os dois primeiros
algarismos do valor da resistência, a terceira
representa o número de zeros que vem depois dos
algarismos. A cor a parte, serve para dizer o erro de
cálculo que poderá haver do valor escrito.
Exemplo: a resistência representada na imagem terá um valor de 25Ω ±
1.25

Num circuito, o valor da resistência equivalente de duas


resistências em série, será a soma destas duas.

Se estas estiverem em paralelo, será uma resistência multiplicada


pela outra, a dividir pelo somatório das resistências.

Lei de Kirchhoff das malhas

A lei das malhas de Kirchhoff, diz que a soma algébrica das forças
electromotrizes no circuito, é igual a soma algébrica da tensão.

Lei de Kirchhoff dos nós

A lei dos nós diz-nos que quando a corrente divide num nó, o
somatório das correntes que chegam nesse nó, é igual ao somatório das
correntes que saem.

Erros de medição

Existem dois tipos de medição: medição directa e medição


indirecta. A medição directa consiste em medir directamente no circuito,
com um aparelho (amperímetro, voltímetro, etc.), o que queremos saber.
Uma medição indirecta, é aquela que é feita através de cálculos para
chegar a um valor.

Ao fazer a medição poderá eventualmente haver erros nos valores


obtidos. Estes podem ser erros grosseiros, sistemáticos (devido aos
instrumentos, ao método de recolha de dados, às condições ambientais, e à
observação), e erros aleatórios.
Nota: Neste relatório só iremos considerar erros sistemáticos.

O erro relativo apresenta-se em percentagem, e é a relação entre o


valor medido e o erro máximo absoluto.
O erro máximo absoluto, num instrumento de medição digital, é
dado pela soma de uma parcela que é uma proporcional ao valor lido (RDG),
e outra que é proporcional ao algarismo menos significativo (DIG)
Corrente Alternada

A única diferença entre a corrente alternada e a corrente contínua, é


que na corrente contínua o percurso dos electrões é sempre o mesmo, e na
corrente alternada o percurso muda constantemente. Isso também quer
dizer que a corrente alternada não vai ter pólo positivo e negativo, pois esta
tem fases diferentes constantemente. A corrente alternada, em baixas
tensões, normalmente é dada de forma sinusoidal.

A frequência da corrente alternada é dada pelo inverso do período da


onda que essa apresenta.

Visto que a corrente alternada tem constantemente valores de tensão


diferentes para encontrar o pico de onda, teremos que utilizar uma fórmula
que nos diga o pico de uma onda sinusoidal.

LED

Um LED, é um diodo eléctrico, que quando a corrente passa do


sentido positivo para negativo deste, emite luz (Light-Emmiting Diode). Essa
luz, trata-se dos electrões que ficam polarizados, e poderão emitir (ou não)
luz dentro do espectro visível.

Condensador

Um condensador é simplesmente duas placas metálicas com as


mesmas características, separadas por um semi-condutor, denominado o
dieléctrico. Devido a estas características, estes conseguem armazenar
energia eléctrica dentro de si.

A Reactância capacitiva de um circuito, só existe em circuitos de


corrente alternada, visto que os condensadores em corrente contínua,
teoricamente tem resistência a tender para o infinito, porque quando
carregados, não deixam passar corrente eléctrica.

A Impedância do circuito também pode por ventura ser calculada


após termos a reactância, através da soma vectorial de Req com a
reactância do circuito (reactância indutiva menos a reactância
capacitiva, ( )).