Anda di halaman 1dari 3

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO

INSTITUTO DE FLORESTAS
PÓSGRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS E FLORESTAIS
GEOTECNOLOGIAS APLICADAS A ANÁLISE AMBIENTAL

Mapa de Vulnerabilidade à Erosão


A vulnerabilidade à erosão é o resultado da combinação de diferentes fatores
físicos e ambientais. As características e magnitudes de cada fator vão determinar uma
maior ou menor suscetibilidade ao fenômeno erosão.
Os principais fatores que exercem influência sobre o processo erosivo são: o
solo, o embasamento geológico, o clima, a topografia e a cobertura do solo.
Baseando-se nesta premissa, o mapa de vulnerabilidade à erosão pode ser obtido
por meio da combinação dos pesos atribuídos à classes de solos, pluviosidade, uso do
solo e declividade, através de álgebra de mapas, utilizando-se o comando Map Algebra
do programa ArcGIS.
A valoração das classes de cada um dos planos de informação pode ser realizada
utilizando a classificação proposta por CREPANI (2001) (Tabelas1, 2, 3 e 4).

Tabela 1: Valoração das diferentes classes de solo. Fonte: CREPANI et al. (2001).

Classe de solo Vulnerabilidade/Estabilidade


Latossolo 1,0
Argissolo 2,0
Luvissolo 2,0
Alissolo 2,0
Nitossolo 2,0
Chernossolo 2,0
Planossolo 2,0
Espodossolo 2,0
Cambissolo 2,5
Neossolo 3,0
Neossolo Quartzarênico 3,0
Vertissolo 3,0
Organossolo 3,0
Gleissolo 3,0
Plintossolo 3,0
Chernossolo Rêndzico 3,0
Tabela 2: Valoração das diferentes classes pluviométricas. Fonte: CREPANI et al.
(2001).

Intensidade Pluviométrica
Vulnerabilidade
(mm.mês-1)
<50 1,0
50-75 1,1
75-100 1,2
100-125 1,3
125-150 1,4
150-175 1,5
175-200 1,6
200-225 1,7
225-250 1,8
250-275 1,9
275-300 2,0
300-325 2,1
325-350 2,2
350-375 2,3
375-400 2,4
400-425 2,5
425-450 2,6
450-475 2,7
475-500 2,8
500-525 2,9
>525 3,0

Tabela 3: Valoração das diferentes classes de uso do solo. Fonte: CREPANI et al.
(2001).

Classe de Uso do Solo Vulnerabilidade


Água 1,5
Cultura Perene 2,5
Cultura Anual 3,0
Pastagem 2,0
Mata 1,0
Várzea 3,0
Cidade 1,0
Reflorestamento 1,5
Tabela 4: Valoração das diferentes classes de declividade. Fonte: CREPANI et al.
(2001).

Declividade
Vulnerabilidade
(%)
<3,5 1,0
3,5-5,8 1,1
5,8-8,2 1,2
8,2-10,3 1,3
10,3-12,9 1,4
12,9-15,1 1,5
15,1-17,4 1,6
17,4-19,8 1,7
19,8-22,2 1,8
22,2-24,5 1,9
24,5-27,2 2,0
27,2-29,6 2,1
29,6-32,1 2,2
32,1-34,6 2,3
34,6-37,2 2,4
37,2-39,8 2,5
39,8-42,4 2,6
42,4-45,3 2,7
45,3-48,1 2,8
48,1-50 2,9
>50 3,0

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

CREPANI, E.; MEDEIROS, J.S.; AZEVEDO, L.G.; DUARTE, V.; HERNANDEZ, P.;
FLORENZANO, T.; BARBOSA, C. Sensoriamento Remoto e Geoprocessamento
Aplicados ao Zoneamento Ecológico-Econômico e ao Ordenamento Territorial.
São José dos Campos: INPE, 2001.