Anda di halaman 1dari 27

Linha

Linha
Linha
Linha do
do
do
do
Tempo
Tempo
Tempo
Tempo
Linha do Tempo
Linha
Linha do
Linhado
Tempo
Tempo
do Tempo
Linha
Linhado Tempo
do Tempo
Linha do Tempo
Linha do Tempo

Linha do Tempo
Linha do Tempo
Linha do Tempo
Linha do Tempo
Linha do Tempo
Linha do Tempo
Linha do Tempo
Linha do Tempo
Linha do Tempo
Linha do Tempo
Linha do Tempo

Prof. Hilário Rosa


Renascimento
Invenção Nasc. de Fim da queda
de Roma
Mundo 1453
da Escrita Cristo Medieval
3200 A.C. Século V
Ano 1 X XI XII XIII XIV XV XVI XVII XVIII XIX XX XXI
476

Egito, Vale do Rio


Nilo. Sociedade Colonial Brasileira
À partir daí que se
Início da •Caos
formaram
sociedades, queda de
•Invasões Feudalismo Capitalismo 2002
governos e países. Roma
Bárbaras
Os povos da idade 313
antiga eram os Alta
gregos e romanos Escravidão
Idade Média Baixa Idade Média
Pré -
Idade Antiga Idade Média Idade Moderna Idade Contemporânea
história
Renascimento
Invenção Nasc. de Fim da queda
de Roma
Mundo 1453
da Escrita Cristo Medieval
3200 A.C. Século V
Ano 1 X XI XII XIII XIV XV XVI XVII XVIII XIX XX XXI
476

Egito, Vale do Rio


Nilo. Sociedade Colonial Brasileira
À partir daí que se
Início da •Caos
formaram
sociedades, queda de
•Invasões Feudalismo Capitalismo 2002
governos e países. Roma
Bárbaras
Os povos da idade 313
antiga eram os Alta
gregos e romanos Escravidão
Idade Média Baixa Idade Média
Pré -
Idade Antiga Idade Média Idade Moderna Idade Contemporânea
história
Invenção da Escrita 3200
A.C.

Egito, Vale do Rio Nilo.


À partir daí que se formaram Início da queda de
sociedades, governos e países. Roma
Os povos da idade antiga eram os 313
gregos e romanos

Pré -
Idade Antiga
história
Renascimento
Invenção Nasc. de Fim da queda
de Roma
Mundo 1453
da Escrita Cristo Medieval
3200 A.C. Século V
Ano 1 X XI XII XIII XIV XV XVI XVII XVIII XIX XX XXI
476

Egito, Vale do Rio


Nilo. Sociedade Colonial Brasileira
À partir daí que se
Início da •Caos
formaram
sociedades, queda de
•Invasões Feudalismo Capitalismo 2002
governos e países. Roma
Bárbaras
Os povos da idade 313
antiga eram os Alta
gregos e romanos Escravidão
Idade Média Baixa Idade Média
Pré -
Idade Antiga Idade Média Idade Moderna Idade Contemporânea
história
Fim da queda de
Roma
Século V
Mundo
476
Medieval
X XI XII XIII XIV XV

•Caos Feudalismo
•Invasões Bárbaras

Alta Idade Média Baixa Idade Média

Idade Média
•No
•No Feudalismo
Feudalismo aa Igreja
Igreja Católica
Católica mandava.Ela
mandava.Ela tinha
tinha o
o poder,
poder,
pois
pois se
se unia
unia aos
aos Estados.Tinha
Estados.Tinha todo
todo o
o apoio
apoio dos
dos mesmos
mesmos

•Não
•Não existia
existia comércio
comércio ee sim
sim um
um sistema
sistema de
de trocas
trocas

•• Os
Os povos
povos começam
começam aa se
se organizar,
organizar, formam
formam nações,
nações,
sociedades
sociedades independentes
independentes
•Os
•Os Bárbaros
Bárbaros eram
eram povos
povos atrasados
atrasados que
que viviam
viviam fora
fora do
do Império
Império

Romano
Romano

•• Os
Os Romanos
Romanos eram
eram adiantados
adiantados em
em vista
vista dos
dos Bárbaros
Bárbaros

•As
•As invasões
invasões acontecem
acontecem porque
porque não
não há
há um
um poder
poder constituído
constituído

para
para pôr
pôr ordem
ordem na
na casa
casa
Renascimento
Invenção Nasc. de Fim da queda
de Roma
Mundo 1453
da Escrita Cristo Medieval
3200 A.C. Século V
Ano 1 X XI XII XIII XIV XV XVI XVII XVIII XIX XX XXI
476

Egito, Vale do Rio


Nilo. Sociedade Colonial Brasileira
À partir daí que se
Início da •Caos
formaram
sociedades, queda de
•Invasões Feudalismo Capitalismo 2002
governos e países. Roma
Bárbaras
Os povos da idade 313
antiga eram os Alta
gregos e romanos Escravidão
Idade Média Baixa Idade Média
Pré -
Idade Antiga Idade Média Idade Moderna Idade Contemporânea
história
Renascimento
1453
XIII XIV XV XVI XVII XVIII

Sociedade Colonial Brasileira


Feudalismo Capitalismo

Baixa Idade Média Escravidão

Idade Média Idade Moderna Idade Contemporânea


Conceituação de Feudalismo
Estado Estado
Estado Moderno Estado
Estado Liberal
Liberal
Estado Feudal
Feudal Moderno
Democrático
Democrático

Duques Barões Duques Barões

Rei Rei Povo


Povo
Marqueses Viscondes
Marqueses
Viscondes

Condes Condes

Não
Não havia
havia unidade
unidade Há
Há unidade
unidade política
política ee O
O povo
povo éé soberano.
soberano.
política
política nem
nem institucional.
institucional. Império
Império dos
dos Direitos
Direitos ee das
das
institucional.
institucional. Desaparecem
Desaparecem Instituições
Instituições
A
A nobreza
nobreza éé castelã.
castelã. paulatinamente
paulatinamente os os feudos
feudos
Reis
Reis Fracos.
Fracos. ee oo Sr.
Sr. Feudal.
Feudal.
O
O Poder
Poder está
está dividido.
dividido. A
A nobreza
nobreza éé cortesã.
cortesã.
Quem
Quem manda
manda éé aa Reis
Reis fortes
fortes ee absolutos.
absolutos. Mundo
Mundo Contemporâneo
Contemporâneo
nobreza.
nobreza.
Conceituação de Feudalismo

Burgos
Burgos

Rei Terras
Terras

Cultivadas
Cultivadas

Burgos
Burgos (Burguesia)
(Burguesia)
Vilas,
Vilas, vilarejos
vilarejos onde
onde moravam
moravam os
os trabalhadores
trabalhadores que
que não
não dependiam
dependiam da
da
terra
terra para
para viver
viver pois
pois praticavam
praticavam ofícios
ofícios (carpinteiro,
(carpinteiro, ferreiro,
ferreiro, padeiro,
padeiro,
alfaiates,
alfaiates, pedreiros,
pedreiros, dentistas,
dentistas, sapateiros)
sapateiros)
Todos
Todos eram
eram chamados
chamados de
de Burgueses.
Burgueses.
•No
•No século
século XV
XV surge
surge o
o comércio
comércio na
na Europa
Europa
(Burguesia
(Burguesia Comercial)
Comercial)

•No
•No século
século XVI
XVI também
também surgem
surgem osos protestantes,
protestantes,
onde
onde ocorre
ocorre guerras
guerras de
de religião,
religião, onde
onde aa Igreja
Igreja
começa
começa aa perder
perder prestígio.A
prestígio.A Igreja
Igreja não
não tem
tem mais
mais
poder
poder político.
político.
Renascimento
Invenção Nasc. de Fim da queda
de Roma
Mundo 1453
da Escrita Cristo Medieval
3200 A.C. Século V
Ano 1 X XI XII XIII XIV XV XVI XVII XVIII XIX XX XXI
476

Egito, Vale do Rio


Nilo. Sociedade Colonial Brasileira
À partir daí que se
Início da •Caos
formaram
sociedades, queda de
•Invasões Feudalismo Capitalismo 2002
governos e países. Roma
Bárbaras
Os povos da idade 313
antiga eram os Alta
gregos e romanos Escravidão
Idade Média Baixa Idade Média
Pré -
Idade Antiga Idade Média Idade Moderna Idade Contemporânea
história
Renascimento
1453
XIV XV XVI XVII XVIII

Sociedade Colonial Brasileira

Feudalismo Capitalismo

Baixa Idade Média Escravidão

Idade Média Idade Moderna


Renascimento
Invenção Nasc. de Fim da queda
de Roma
Mundo 1453
da Escrita Cristo Medieval
3200 A.C. Século V
Ano 1 X XI XII XIII XIV XV XVI XVII XVIII XIX XX XXI
476

Egito, Vale do Rio Liberalismo


Nilo. Sociedade Colonial Brasileira
À partir daí que se
Início da •Caos
formaram
sociedades, queda de
•Invasões Feudalismo Capitalismo 2002
governos e países. Roma
Bárbaras
Os povos da idade 313
antiga eram os Alta
gregos e romanos Escravidão
Idade Média Baixa Idade Média
Pré -
Idade Antiga Idade Média Idade Moderna Idade Contemporânea
história
Renascimento
1453
XIV XV XVI XVII XVIII

Sociedade Colonial Brasileira

Feudalismo Capitalismo

Baixa Idade Média Escravidão

Idade Média Idade Moderna


••A
A Igreja
Igreja defendia
defendia oo índio
índio ee não
não o
o negro,
negro, pois
pois afirmava
afirmava que
que
oo mesmo
mesmo nãonão tinha
tinha alma
alma

••O
O que
que facilitou
facilitou aa escravidão
escravidão dos
dos negros,
negros, foi
foi o
o fato
fato deles
deles
não
não serem
serem formados
formados como
como nação
nação ee sim
sim como
como tribos
tribos iguais
iguais
aos
aos índios.
índios.

•• Foi
Foi através
através do
do comércio
comércio que
que o
o Brasil
Brasil se
se tornou
tornou um
um país
país
Capitalista.
Capitalista.

••No
No século
século XIX,
XIX, o
o Brasil
Brasil sai
sai do
do domínio
domínio português
português ee cai
cai nas
nas
mãos
mãos do
do domínio
domínio inglês.
inglês.
••O
O Capitalismo
Capitalismo teve
teve 33 momentos
momentos ou
ou fases:
fases:

1º)
1º) Capitalismo
Capitalismo Comercial
Comercial -- Surge
Surge aa Sociedade
Sociedade
Colonial
Colonial Brasileira
Brasileira -- séculos
séculos XV
XV ao
ao XVII
XVII

2º)
2º) Capitalismo
Capitalismo Industrial
Industrial -- séculos
séculos XVIII
XVIII ao
ao XIX
XIX

3º)
3º) Capitalismo
Capitalismo Industrial
Industrial ee Financeiro
Financeiro -- séculos
séculos XIX
XIX
ao
ao XXI
XXI (Bancos
(Bancos ee Bolsas)
Bolsas)
O Renascimento (entre os séculos XIV e XVI)

Momento de ruptura entre o mundo medieval - com suas


características de Sociedade: Agrária, Estamental,
Teocrática e Fundiária - e o Mundo Urbano, Burguês e
Comercial.

Mudanças significativas ocorrem na Europa a partir de


meados do sec
sec.. XV, lançando as bases do que viria a ser,
séculos depois, o mundo contemporâneo.A Europa
medieval, relativamente estável e fechada, inicia um
processo de abertura e expansão comercial e marítima.
O
O Renascimento
Renascimento (entre
(entre os
os séculos
séculos XIV
XIV ee XVI)
XVI)

A identidade das pessoas, até então baseada no Clã e na


Propriedade Fundiária, vai sendo progressivamente
substituída pela Identidade Nacional e pelo Individualismo.A
mentalidade vai se tornando paulatinamente Laica -
desligada das questões sagradas e transcendentes, as
preocupações metafísicas vão convivendo com outras mais
imediatistas e materiais centradas principalmente no
homem
homem..
Diferentes Visões do Renascimento

Visão Otimista

Alguns historiadores têm uma visão otimista do


Renascimento.Entre eles estão aqueles que
erroneamente o batizaram de Renascimento, por terem
erroneamente considerado a Idade Média como a
Idade das Trevas e do obscurantismo.
Diferentes
Diferentes Visões
Visões do
do Renascimento
Renascimento

Visão
Visão Otimista
Otimista

Para eles as mudanças que ocorreram na Europa,


principalmente na Itália, e depois na Inglaterra e
Alemanha, foram essencialmente positivas e
responsáveis pelo desenvolvimento do Comércio e
Navegação, do contato com outros povos, pela
proliferação de obras de arte e obras filosóficas.
Diferentes
Diferentes Visões
Visões do
do Renascimento
Renascimento

Nessa ótica o Renascimento promoveu o Renascer da

Cultura e da Erudição, e o gosto pelo saber, além de tê -los,


tê-los,

aos poucos, posto à disposição da população em geral.


Diferentes
Diferentes Visões
Visões do
do Renascimento
Renascimento

Visão Pessimista

Para os historiadores com esta visão, o


RENASCIMENTO foi um período de grande
turbulência social e política
política.. Para essa análise, esses
historiadores apoiam-se na falta de unidade política e
religiosa, nos grandes conflitos existentes entre
nações, nas guerras intermináveis e perseguições
religiosas, no esforço de conservação de um mundo
que agonizava.
Diferentes
Diferentes Visões
Visões do
do Renascimento
Renascimento

Visão
Visão Pessimista
Pessimista

Consideram sintomas de tudo isso os exílios, as


condenações e os longos processos políticos e
eclesiásticos, os grandes genocídios que a Europa
promoveu na América e o RESSURGIMENTO da
ESCRAVIDÃO como instituição legal
legal..
Diferentes
Diferentes Visões
Visões do
do Renascimento
Renascimento

De fato um certo clima de fim de mundo perpassava a


produção artística do período, expresso na Divina
Comédia de Dante Alighieri
Alighieri,, no Juízo Final de
Michelângelo
Michelângelo,, pintado na Capela Sistina e em vários
quadros do artista flamengo Heironymus Bosch
Bosch..
Um clima de insegurança e instabilidade perpassa a
todos nessa época de profunda transição
transição..