Anda di halaman 1dari 5

Biologia Ontem, Hoje e Sempre

Histologia Humana
01) (UEL-PR) Analise a figura a seguir.

Fonte: JUNQUEIRA, L. C. & CARNEIRO, J. Biologia Celular e Molecular.


Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2000. p. 295.
Com base na figura e nos conhecimentos sobre o tema, assinale a alternativa correta:
a) A pele negra, representada pela figura de número III, não tem necessidade de produzir melanócitos
quando em contato com os raios ultravioleta.
b) Os indivíduos de pele albina estão representados pela figura II, pois, em contato com os raios
ultravioleta, produzem uma quantidade intermediária de melanócitos como consequência de
problemas enzimáticos.
c) Os indivíduos de pele clara estão representados pela figura I, o que justifica o fato da pele destas
pessoas, quando em contato com os raios ultravioleta, ficarem vermelhas.
d) As células epiteliais da epiderme contêm quantidade variável do pigmento melanina, colocado como
um capuz sobre o lado do núcleo celular que está voltado para o exterior, de onde vêm os raios
ltravioleta.
e) Tumores malignos originados de células epiteliais de revestimento podem ser causados pela falta
de exposição ao sol.

02) (UFPE) A pele é fundamental na adaptação do organismo ao meio ambiente, pois é fator de
proteção contra as agressões, além de ser importante órgão sensorial. Analise o que se diz a seguir.
( ) No estrato basal ou germinativo da epiderme, encontramos células ramificadas, os melanócitos,
produtores de melanina. O número de melanócitos é que determina a cor da pele.
( ) À medida que as células do estrato germinativo sofrem um processo de queratinização, elas
morrem e formam a camada córnea protetora mais superficial da nossa pele.
( ) Na derme, encontramos abundante irrigação sanguínea, que garante a nutrição do estrato
germinativo.
( ) As glândulas sudoríparas permitem a evaporação, garantindo a perda de calor; fundamental para os
mecanismos de termorregulação.
( ) Na região mais profunda da derme, a hipoderme, fica o tecido adiposo, camada de gordura que
apresenta a mesma espessura em todas as partes do corpo; por isso, sua importância como isolante
térmico.

03) (PUC-PR) Associe o tipo de tecido animal à sua correlação:


1) Tecido ósseo compacto.
2) Tecido ósseo esponjoso.
3) Cartilagem hialina.
4) Cartilagem elástica.
5) Cartilagem fibrosa.
( ) Ocorre nos pontos de ligação do tendão do osso.
( ) É formado por sistemas organizados.
( ) Ocorre na epiglote e no pavilhão auditivo.
( ) É formada por trabéculos.
( ) Constitui o primeiro esqueleto fetal.
Assinale a sequência correta:
a) 4; 2; 3; 1; 5.
b) 5; 3; 2; 1; 4.
c) 1; 5; 4; 2; 3.
d) 5; 1; 4; 2; 3.
e) 5; 4; 1; 3; 2.

04) (UFRN) Nosso sistema imunológico funciona como um exército em uma guerra realmente
necessária. Há células-soldado, sempre prontas para uma defesa imediata ao encontrar um inimigo, e
células-estrategistas, que, primeiro, reconhecem o inimigo e, depois, preparam as melhores armas
para destruí-lo.
Essas células são, respectivamente,
a) neutrófilos e linfócitos.
b) linfócitos e basófilos.
c) monócitos e neutrófilos.
d) basófilos e monócitos.

05) (UFRGS-RS) Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas do texto abaixo, na
ordem em que aparecem.
Quando se usa ___________, o sistema de defesa reage produzindo ____________ e ___________
que apresentam a capacidade de reconhecer agentes infecciosos.
a) vacina – anticorpos – células de memória
b) soro – antígenos – células fagocitárias
c) soro – anticorpos – células fagocitárias
d) vacina – antígenos – células de memória
e) soro – antígenos – células de memória

06) (PUC-RS) INSTRUÇÃO: Responder à questão com base na ilustração, referente à formação do
pus, e no texto.
O pus é uma secreção de cor amarelada, com odor desagradável, produzida em consequência de um
processo de infecção.
Uma análise completa do pus mostraria que esta secreção é constituída por
a) leucócitos em processo de degeneração, soro, fragmentos de vírus, proteínas e fibras.
b) leucócitos em processo de degeneração, plasma, fragmentos de bactérias, proteínas e elementos
orgânicos.
c) hemácias íntegras, soro, fragmentos de bactérias, proteínas e elementos orgânicos.
d) hemácias íntegras, plasma, fragmentos de vírus, fibras e elementos orgânicos.
e) hemácias íntegras, soro, fragmentos de bactérias, proteínas e fibras.

07) (FGV-SP) Paulo não é vegetariano, mas recusa-se a comer carne vermelha. Do frango, come
apenas o peito e recusa a coxa, que alega ser carne vermelha. Para fundamentar ainda mais sua
opção, Paulo procurou saber no que difere a carne do peito da carne da coxa do frango. Verificou que
a carne do peito
a) é formada por fibras musculares de contração lenta, pobres em hemoglobina. Já a carne da coxa do
frango é formada por fibras musculares de contração rápida, ricas em mitocôndrias e mioglobina. A
associação da mioglobina, que contém ferro, com o oxigênio confere à carne da coxa uma cor mais
escura.
b) é formada por fibras musculares de contração rápida, pobres em mioglobina. Já a carne da coxa é
formada por fibras musculares de contração lenta, ricas em mitocôndrias e mioglobina. A associação
da mioglobina, que contém ferro, com o oxigênio confere à carne da coxa uma cor mais escura.
c) é formada por fibras musculares de contração rápida, ricas em mioglobina. Já a carne da coxa é
formada por fibras musculares de contração lenta, ricas em mitocôndrias e hemoglobina. A associação
da hemoglobina, que contém ferro, com o oxigênio confere à carne da coxa uma cor mais escura.
d) é formada por fibras musculares de contração rápida, ricas em mioglobina. Já a carne da coxa é
formada por fibras musculares de contração lenta, ricas em mitocôndrias e hemoglobina. A associação
da hemoglobina, que contém ferro, com o oxigênio confere à carne da coxa uma cor mais escura. Já a
mioglobina, que não contém ferro, confere à carne do peito do frango uma coloração pálida.
e) e a carne da coxa não diferem na composição de fibras musculares: em ambas, predominam as
fibras de contração lenta, pobres em mioglobina. Contudo, por se tratar de uma ave doméstica e
criada sob confinamento, a musculatura peitoral, que dá suporte ao voo, não é exercitada. Deste modo
recebe menor aporte sanguíneo e apresenta-se de coloração mais clara.

08) (UFMT) Os músculos dos atletas, especialmente em tempos de competição, são bastante
exigidos. Os músculos possuem muitas fibras nervosas sensitivas, algumas entre as fibras e outras
conectadas com os tendões. Todas são excitadas por mudanças de tensão nos músculos (contração,
relaxamento e alongamento), enviando estímulos ao sistema nervoso central e, assim, atuando na
manutenção do tônus muscular e na regulação da intensidade e duração dos movimentos musculares,
de contração rápida (tipo I) e de contração lenta (tipo II). A respeito de características estruturais e
funcionais dos músculos, numere as afirmativas de acordo com os números abaixo.
1) fibras do tipo II ( ) Amplamente empregadas pelos velocistas.
2) ácido lático ( ) Resultante da depleção das reservas musculares de glicogênio.
3) fibras do tipo I ( ) Amplamente empregadas pelos maratonistas.
4) fadiga muscular ( ) Resultante do processo anaeróbico da fermentação para produção de ATP.

Assinale a sequência correta:


a) 3, 4, 2, 1.
b) 3, 4, 1, 2.
c) 1, 2, 3, 4.
d) 2, 1, 4, 3.
e) 4, 1, 2, 3.
09) (Ufpel-RS) O tecido nervoso é um dos quatro tipos de tecidos presentes no corpo humano. Ele é
fundamental na coordenação das funções dos diferentes órgãos. As células responsáveis pelas suas
funções são os neurônios (figura 1).

Figura 1 - Esquema dos neurônios.


http://macosa.dima.unige.it/diz/n1/neurone.gif [adapt.]
Com base nos textos e em seus conhecimentos, é INCORRETO afirmar que
a) geralmente o sentido da propagação do impulso nervoso é A para B, e por isso a estrutura 1 é
especializada na transmissão do impulso nervoso para um outro neurônio ou para outros tipos
celulares.
b) tanto a estrutura representada pelo número 1 quanto 2 são ramificações do neurônio, sendo que
geralmente a 2 é única e mais longa.
c) a estrutura número 3 pode ser formada pela célula de Schwann. Ela desempenha um papel
protetor, isolante e facilita a transmissão do impulso nervoso.
d) a estrutura número 4 está no centro metabólico do neurônio, onde também se encontra a maioria
das organelas celulares.
e) considerando o sistema nervoso central, a região número 5 está presente na substância cinzenta e
ausente na branca.

10) (UFJF-MG) Há diversas drogas e doenças que afetam o funcionamento dos neurônios.
Considerando o funcionamento dessas células, responda às questões a seguir.
a) A maioria dos anestésicos locais age bloqueando os canais de sódio dos neurônios. Qual é a
relação entre o bloqueio desses canais e o efeito anestésico?
b) O diabetes mellitus reduz a mielinização dos neurônios. Quais as consequências disso sobre o
processo de transmissão do impulso nervoso?
c) Alguns tipos de inseticidas orgânicos, como os fosforados e os carbamatos, impedem a degradação
da acetilcolina na sinapse neuromuscular, o que provoca a contração contínua dos músculos afetados.
Explique por que ocorre essa contração muscular contínua.
Biologia Ontem, Hoje e Sempre
Histologia Humana e Comparada
Gabarito:
1. Resposta: alternativa d. Comentário: As alternativas a, b e c estão erradas porque não é a pele que produz melanócitos. Os
melanócitos são células localizadas na epiderme, que produzem melanina – pigmento que, dependendo da exposição indevida à
radiação UV, ocasiona o bronzeamento da pele.
A pele escura tem maior quantidade de melanina nos melanócitos, porém, a quantidade de elanócitos é, em geral, constante em
pessoas com diferentes cores de pele.
Além disso, na figura III há maior quantidade de melanina, o que representa a pele negra. Na figura I, a ausência de melanina
representa a pele do indivíduo albino. E a figura II, com menor quantidade de melanina, representa a pele clara. A alternativa e
está incorreta porque os tumores de células epiteliais de revestimento são causados pelo excesso de exposição ao sol.

2. Resposta: F – V – V – V – F. Comentário: A primeira afirmativa está incorreta porque o que determina a cor da epiderme é o
pigmento chamado melanina, produzido pelos melanócitos. A última afirmativa está incorreta porque o tecido adiposo não
apresenta a mesma espessura em todas as partes do corpo, podendo variar em diversas partes.

3. Resposta: alternativa d. Comentário: A alternativa d justifica-se porque: a cartilagem fibrosa ocorre nos pontos de ligação do
tendão do osso; o tecido ósseo compacto é formado por sistemas organizados; a cartilagem elástica ocorre na epiglote e no
pavilhão auditivo; o tecido ósseo esponjoso é formado por trabéculos e a cartilagem hialina constitui o primeiro esqueleto fetal.

4. Resposta: alternativa a. Comentário: Os neutrófilos são células sanguíneas que combatem e destroem as bactérias,
atravessando, inclusive, a parede dos capilares, quando necessário, como verdadeiro exército de defesa do corpo. Os linfócitos
são considerados células estrategistas porque, na ocorrência de uma invasão do corpo por microrganismos, elas reconhecem e
combatem o inimigo e ainda transformam-se em plasmócitos para produzir anticorpos contra o invasor.
As alternativas b e d estão incorretas porque os basófilos têm a função de liberar histamina para facilitar a saída dos neutrófilos
através dos capilares, e os monócitos podem se transformar em macrófagos do tecido conjuntivo e fagocitar os microrganismos e
células mortas.

5. Resposta: alternativa a. Comentário: A vacina, que é produzida com vírus inativos ou atenuados, quando aplicada, faz com
que o corpo reaja e produza anticorpos (células de defesa) contra esses microrganismos. Além dos anticorpos, são geradas as
células de memória (linfócito B) que têm capacidade de reconhecimento dos agentes infecciosos.

6. Resposta: alternativa b. Comentário: O pus decorre de um processo de infecção bacteriana. Quando há infecção, ocorre a
fagocitose e o pus é formado. Portanto, no pus encontra-se material fagocitário: leucócitos em degeneração, plasma, fragmentos
de bactérias, proteínas e elementos orgânicos.

7. Resposta: alternativa b. Comentário: A carne do peito do frango é formada por fibras musculares de contração rápida, pobres
em mioglobina. Já a carne da coxa é formada por fibras musculares de contração lenta, ricas em mitocôndrias e mioglobina. A
associação da mioglobina, que contém ferro, com o oxigênio confere à carne da coxa uma cor mais escura.
As outras alternativas estão erradas, principalmente, porque no tecido muscular do frango não há hemoglobina, mas sim
mioglobina.

8. Resposta: alternativa b. Comentário: As fibras do tipo I (contração rápida) são as utilizadas pelos velocistas, que necessitam
de muita velocidade por pouco tempo (item 3). A fadiga muscular ocorre após a utilização do glicogênio (item 4). As fibras do tipo
II (contração lenta) são as utilizadas pelos maratonistas que precisam de contração por muito tempo (item 1). E, por fim, o ácido
lático é o produto resultante do processo anaeróbico da fermentação para produção de ATP (item 2).

9. Resposta: alternativa a. Comentário: A alternativa a está incorreta porque o sentido da propagação do impulso nervoso é de
B para A, ou seja, dos axônios aos dendritos, ou corpo celular.

10. Respostas:
a) Para que haja o impulso nervoso e a liberação do neurotransmissor é necessário que ocorra a despolarização da membrana
plasmática e o disparo do potencial de ação. E, para isso, os canais de sódio são importantes: com o bloqueio desses canais, não
ocorrerá a despolarização da membrana e o consequente disparo do potencial de ação. Não havendo a transmissão do impulso
nervoso e nem a liberação do neurotransmissor essa via de sinalização fica, então, temporariamente inativa.
b) A bainha de mielina aumenta a velocidade da transmissão do impulso nervoso. Com a sua redução, a transmissão do impulso
será mais lenta.
c) Se não há degradação da acetilcolina, ela permanecerá por mais tempo na fenda sináptica se associando aos seus receptores.
Consequentemente, a membrana plasmática da célula muscular será despolarizada com maior frequência, havendo mais
abertura de canais de cálcio do retículo sarcoplasmático. Portanto, os níveis de cálcio citoplasmático ficam altos e,
consequentemente, o processo de contração se mantém.