Anda di halaman 1dari 25

UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ – UVA

BACHARELADO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS


DISCIPLINA: ESTÁGIO SUPERVISIONADO I
ORIENTADOR: SÉRGIO DE MELO DUARTE

RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO I

MARCOS ANTONIO MACIEL

HORIZONTE – CE
JUNHO/2010

1
UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ – UVA
BACHARELADO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS
DISCIPLINA: ESTÁGIO SUPERVISIONADO I
ORIENTADOR: SÉRGIO DE MELO DUARTE

Empresa: ATM – Assessoria Técnica Municipal S/S Ltda


Área Atuante: prestação de serviços de assessoria contábil junto a órgãos e
instituições públicas.
Período de Realização: abril de 2010.
Carga Horária: 60hs.
Representante da Empresa: Hermínia Cristina de Araújo
Cargo: Sócia Administrativa

RELATÓRIO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO I

MARCOS ANTONIO MACIEL

Relatório de Estágio Supervisionado do curso de


Bacharelado em Ciências Contábeis apresentado à
Universidade Estadual Vale do Acaraú – UVA, como
requisito obrigatório para a disciplina Estágio
Supervisionado I, sob a orientação do professor
Sérgio de Melo Duarte

HORIZONTE – CE
JUNHO/2010

2
DEDICATÓRIA

Dedico esse trabalho aos meus familiares e amigos,


que sempre me apoiaram nos momentos mais
difíceis onde eu pensava em desistir do curso, em
especial a minha esposa e minhas filhas, que estão
suportando esses momentos de ausência, é por
vocês que eu travo essa batalha constante na busca
de novos conhecimentos

3
AGRADECIMENTOS

Agradeço em primeiro lugar a Deus, por abençoar a


minha pessoa e aos meus colegas nesta árdua
missão para que juntos consigamos vencer essa
batalha. Ao professor Sérgio Melo por nos orientar e
exigir o máximo de empenho de nossa parte. A srª
Hermínia Cristina que me atendeu com muita
satisfação.

4
SÚMARIO
1 – Introdução....................................................................................... 06
2 – Procedimentos Metodológicos..................................................... 07
2.1 – Delineamento da Pesquisa...................................................... 07
2.2 – Técnica de Pesquisa............................................................... 07
2.3 – Análise de Dados.................................................................... 08
3 – Ficha Técnica.................................................................................. 09
4 – Características da Organização.................................................... 10
4.1 – Histórico da Empresa ATM..................................................... 10
4.2 – Negócio, Missão e Visão da Empresa ATM........................... 12
5 – Aspectos Macro-ambientais......................................................... 13
5.1 – Aspectos Legais..................................................................... 13
5.2 – Aspectos Sociais.................................................................... 13
5.3 – Aspectos Políticos.................................................................. 13
5.4 – Aspectos Econômicos............................................................ 14
5.4 – Aspectos Setoriais................................................................. 14
6 – Legislação obedecida pela a Empresa da ATM.......................... 14
7 – Organograma da Empresa ATM.................................................... 15
8 – Desenvolvimento........................................................................... 16
8.1 – Atividades do Estágio............................................................. 16
8.2 – Leis e Normas que regulamentam o Município...................... 18
8.3 – Prestação de Contas............................................................. 19
9 – Metodologia de Trabalho da Empresa ATM................................ 21
9.1 – Sistema de digitalização de Documentos............................... 21
9.2 – Manual de Procedimentos....................................................... 21
9.3 – Relatórios Mensais de Limites da LRF.................................... 21
9.4 – Treinamento de Servidores...................................................... 21
10 – Considerações Finais.................................................................. 22
11 – Conclusão..................................................................................... 23
9 – Bibliografia...................................................................................... 24
10 – Anexos........................................................................................... 25

5
INTRODUÇÃO

Este trabalho tem como finalidade, a compreensão do funcionamento das


atividades no âmbito da contabilidade pública, buscando uma melhor qualificação
dos contadores que escolheram esse ramo da contabilidade.

Na contabilidade pública, diferentemente da contabilidade comercial, todos os


procedimentos são realizados de acordo com as Instruções Normativas e Leis, ou
seja, nada é realizado sem ter antes um amparo legal, já na área comercial podem-
se fazer tudo desde que não infrinja a Lei.

Promover o bem comum da coletividade é a missão dos Municípios, através


da realização de serviços públicos, denominamos serviços públicos as atividades de
sua obrigação como: a promoção da saúde, educação, limpeza urbana dentre
outros.

Porém, para realizar esses serviços, os municípios dependem de recursos


financeiros, que garantam o bom funcionamento da maquina pública, com isso eles
devem se organizar com intuito, de criar mecanismos de geração e distribuição de
renda de forma adequada para toda a população.

Neste trabalho vamos explorar e compreender o dia-a-dia da contabilidade


pública, suas rotinas, metas e objetivos, pois somente vivenciando essas atividades,
poderemos absolver concretamente todos os mecanismos realizados na
administração pública.

6
PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS

Delineamento da Pesquisa

A presente pesquisa se caracterizou como uma pesquisa do tipo experimental


de caráter descritivo e analítico, já que descreve e analisa fatos através de
observações dos diferentes objetos de estudo, sendo estes avaliados de forma
isolada (individualmente e em grupo) ou de forma comparativa (considerando os
diferentes momentos e/ou variáveis envolvidas no estudo, dentro deste mesmo
grupo). Seu propósito principal foi avaliar os lançamentos contábeis, sob o ponto de
vista da legalidade e observando os princípios contábeis.

Técnica de Pesquisa

Comprovar a legalidade e avaliar os resultados, quanto à eficácia e eficiência,


da gestão orçamentária, financeira e patrimonial nos órgãos e entidades públicas,
bem como a aplicação de recursos federais. Avaliar o cumprimento das metas e
objetivos previstos no orçamento, e sua execução.

Averiguar os fatos ocorridos na contabilidade verificando a sua legalidade,


legitimidade e a sua economicidade na atividade pública, assegurando assim o
atendimento dos interesses coletivos.

Identificar e analisar os procedimentos utilizados na administração pública,


que passa a ver o cidadão não apenas como um contribuinte de impostos, e sim
como um cliente dos serviços ofertados pelo o município, satisfazer as necessidades
do cliente-cidadão é uma das metas a ser alcançado pela a administração, nesse
contexto zelar pelo o efetivo interesse da sociedade, assegurando seus direitos
previstos na constituição.

7
Análise de Dados

Constatação se todos os procedimentos foram aplicados de forma correta,


que possibilitam uma analise qualitativa das informações, no intuito de tomar
decisões que se apóiam, numa certa estabilidade e pertinência de respostas, e
analisem estatísticas dos dados.

Em um primeiro momento na analise dos dados, busca-se traçar a


caracterização dos controles implantados pela administração, comparando sempre
com os resultados previstos no plano orçamentário, alem de se averiguar se estão
sendo cumpridos os percentuais exigidos pelas legislações pertinentes.

A coleta e análise de dados quantitativos e qualitativos servem de parâmetros


para que os gestores tomem decisões corretas, e venham corrigir possíveis desvios
que por ventura aconteçam, pois com essas comparações buscam a melhoria na
qualidade de vida da sociedade.

8
Ficha Técnica

Nome: ATM – Assessoria Técnica Municipal S/S Ltda.

Endereço: Rua Desembargador Leite Albuquerque, 635 – salas 704

Bairro: Aldeota

Cidade: Fortaleza

Setor de Economia: Terciário

Ramo de Atividade: Prestação de Serviços

Tipo de Negócio: Escritório de Contabilidade

Produtos Ofertados: Prestação de serviços de contabilidade para entidades


públicas.

Clientela: Prefeituras, Câmaras, Fundações e outras Organizações


Governamentais.

9
Características da Organização

Histórico da Empresa ATM: Final de 1984, Noemi Adelina Furtado Arruda,


funcionária aposentada do Tribunal de Contas do Município, visando suprir a
carência de conhecimentos por parte dos administradores públicos e tendo uma
larga experiência com atividades relacionadas à Contabilidade Pública, juntamente
com outros sócios, criaram a empresa denominada ASTEM. A ASTEM visava
oferecer serviços de apoio à administração pública. Com a extinção da ASTEM, as
antigas sócias, com o intuito de permanecer no negócio, fundaram a ATM
ASSESSORIA TECNICA MUNICIPAL S/C LTDA, em 01/11/89.
Eram os sócios: Maria Eliane Ribeiro Marques e Maria Carolino da Silva,
ambas contadoras, cada uma com 20% das cotas; Neide Nery Santiago de Souza,
Contabilista com 10% das cotas; Carlos Raimundo Assunção Teixeira, economista,
com 20% das cotas e Edna Maria Furtado Arruda, economista, com 30 % das cotas
perfazendo um total de 100% do capital integralizado.
O objetivo da empresa era a prestação de assessoria econômica, financeira e
contábil na área da administração pública e particular.
Em 18/02/91, houve o primeiro aditivo ao contrato onde era admitida a Sra.
Francisca Azevedo Mota, contadora, no lugar do sócio Carlos Raimundo Assunção
Teixeira. Houve nessa ocasião um aumento nas cotas dos sócios remanescentes
por conta da transferência das cotas pertencente ao sócio que ora se desligava,
passando a ficar as sócias Maria Eliane Ribeiro Marques e Maria Carolino da Silva,
com 24%; Neide Nery Santiago de Souza com 12%, Edna Maria Furtado Arruda,
36% e Francisca Azevedo Mota com 4%.
Em 18/01/93, o segundo aditivo é oriundo do desligamento das sócias
Francisca Azevedo Mota e Edna Maria Furtado Arruda, e a entrada da sócia Noemi
Adelina Furtado Arruda, ficando a participação acionária composta por: Maria Eliane
Ribeiro Marques, 25%; Maria Carolino da Silva, 25%; Neide Nery Santiago de
Souza, 12,5% e Noemi Adelina Furtado Arruda, 37,5%.
Em 18/07/95, é feito um terceiro aditivo ao contrato social. Entra a sócia Olga
Maria Maciel, e retira-se a Sra. Noemi Adelina Furtado Arruda, transferindo

10
O total de suas cotas para as sócias remanescentes, ficando assim distribuída
a participação nas cotas: Maria Eliane Ribeiro Marques, 15,8%; Maria Carolino da
Silva, 31,6%; Neide Nery Santiago de Souza, 21% e Olga Maria Maciel, 31,6%. Na
oportunidade, também foi alterado o objeto social da ATM, que passou a ser o
seguinte:
a) Consultoria e assessoria contábil;
b) Auditoria contábil;
c) Perícia contábil;
d) Execução de serviços de contabilidade.
Em 07/06/99, retira-se da sociedade a Sra. Neide Nery Santiago de Souza, e
tem aumentado o capital social da empresa para R$ 5.000,00 (cinco mil reais). O
novo quadro societário fica assim: Maria Eliane Ribeiro Marques, com 20% das
cotas e Maria Carolino da Silva e Olga Maria Maciel, ambas com 40% das cotas de
participação na sociedade.
Em 15/01/2001, novo aditivo alterou o endereço da sociedade para o atual.
Em 15/05/2001, foi alterado o capital social da empresa para R$ 10.000,00
(dez mil reais), provocando o sexto aditivo contratual.
A empresa desde sua origem, ainda com a abertura da ASTEM, tinha o sonho
de interferir na gestão do dinheiro público permitindo uma melhor alocação dos
recursos e o envolvimento dos cidadãos neste processo, através de um orçamento
participativo. A empresa trabalhou com várias prefeituras, inclusive com a Prefeitura
de Icapuí, município pioneiro em gestão participativa.
Atualmente, com 17 anos de serviços prestados, a empresa trabalha com 09
municípios.

11
Negócio, Missão e Visão da Empresa ATM:

Negócio da Empresa
Assessoria contábil pública municipal
Missão
Após discussões dos facilitadores com as sócias, foi sugerida a seguinte
declaração de missão para a empresa:

A missão da ATM é auxiliar a administração pública na construção da cidadania por


meio do envolvimento de todos que fazem esta empresa na orientação de nossos
clientes, para que estes apliquem de forma eficiente e eficaz os recursos públicos,
promovendo, assim, o desenvolvimento de nosso Estado.

Visão
Houve um consenso dos participantes quanto a necessidade de melhor
estruturar a organização antes de pensar em crescimento. Foi definida a seguinte
visão para setembro 2008.

Ser reconhecida, até 2008, como uma empresa de excelência na prestação de


serviço da gestão pública por meio da integração de pessoas, de um eficiente
sistema de comunicação e de processos padronizados, proporcionando qualidade
de vida aos seus colaboradores.

Além desta definição, foi proposta uma visão para 2010:


Ampliar, até 2010, a oferta de serviços de apoio à gestão pública gerando sinergias
entre as atividades oferecidas, preservando a cultura, eficiência, a qualidade e a
imagem da organização.

12
Análise do Ambiente Externo da Empresa da ATM

Aspectos Macro-Ambientais
Aqui são relacionados aspectos mais gerais que afetam todas as empresas do setor
e que a ATM deve considerar apesar de pouco poder interferir.

Aspectos legais (Regulamentações): Os serviços prestados pela ATM devem


sempre estar de acordo com as legislações Federais e Estaduais e as normas do
TCM (Tribunal de Contas dos Municípios). Pode-se dizer que as constantes
mudanças nestas legislações afetam o desempenho da organização, à partir do
momento que devem ser monitoradas e os processos da empresa adequado às
mesmas.
Algumas leis vieram contribuir para o trabalho da empresa. A LRF (lei de
Responsabilidade Fiscal), por exemplo. A partir da implantação da LRF a
responsabilidade dos administradores públicos passou a ser cobrada e, estes
passam a ter uma maior preocupação em fornecer informações corretas para a
empresa de contabilidade.
Há outros aspectos que devem ser considerados como, a possibilidade de
recursos para os municípios como, por exemplo, o PMAT, para Modernização
Administrativa.

Aspectos sociais: Há uma tendência de movimentos sociais que buscam a maior


participação dos cidadãos nas decisões públicas. O Orçamento participativo constitui
um destes instrumentos.
Além disso, os cidadãos estão tendo mais consciência de seus direitos e
passam a exigir serviços públicos de melhor qualidade,

Aspectos políticos: Por ser uma empresa que presta serviços de assessoria
contábil a Prefeituras e os mandatos dos prefeitos são de quatro anos, os contratos
de assessoria também têm esta duração. Além disso, não há um planejamento da
administração para o mais longo prazo. A ATM não sabe quem serão seus clientes

13
No próximo período de eleição. Apesar disso, há movimentos que buscam promover
a eficiência e eficácia na Gestão Pública, tais como, o Programa Nacional de Gestão
Pública e Desburocratização - GESPÚBLICA.

Aspectos econômicos: O ambiente econômico, em termos do comportamento da


taxa de juros do mercado, da política cambial, do sistema de tributação vigente, da
taxa de desemprego, do nível dos investimentos públicos, das limitações dos
recursos dos municípios, também tem sua parcela de influência nos negócios da
ATM.

Aspectos Setoriais
Aqui são analisados aspectos do setor, que afetam diretamente a organização, mas
também sofre sua influência: barreiras à entrada, clientes, fornecedores, empresas
concorrentes, etc.

Legislação obedecida pela a Empresa da ATM

A ATM – Assessoria Técnica Municipal S/S Ltda. é uma empresa optante pela
tributação com base no lucro presumido, conforme Lei nº 9718/1998 e Lei nº
10.637/2002.

14
Organograma da Empresa ATM

D IR ET O R IA
G ERAL
(O LG A)

C O NSELHO
C O NSU LT IVO
(O LG A, C RISTINA,
C ARO LIN E E ELIANE)

C O M ISSÃO
PER M ANEN T E D E
N O R M AS TÉC N ICAS

D IR ET O R IA DE DIR ET O R IA
DIRET O R IA
ACO M PAN H AM EN TO E AD M IN IST RATIVA E
O PER AC IO N AL
PR ESTAÇ ÃO DE CO N TAS FIN ANC EIR A
(C AR O LIN E)
(ELIANE) (C RIST IN A)

SUPO R T E T ÉCN IC O SU PO R T E JUR ÍD IC O

APO IO IN T ER N O

C O O RD EN AD O R IAS CO O RD ENAD O RIA CO O R D EN AD O RIA


D E PR EFEIT UR AS AD M INIST R ATIVA FIN ANC EIR A

AT IVID ADES:

CO M U NICAÇ ÃO

REC UR SO S H UM AN O S

T ECN O LO G IA DA
INFO R M AÇ ÃO

LO G ÍST ICA

SERVIÇO S G ER AIS

15
Clientes da Empresa ATM

A empresa ATM trabalha com colaboradores nas Prefeituras dos Municípios


de: Acopiara, Aratuba, Beberibe, Fortim, Iguatu, Horizonte, Pacajus e Quixadá.

O nosso estágio foi realizado na Prefeitura Municipal de Beberibe, durante o


mês de abril/2010, onde realizamos várias atividades, supervisionadas pela a Srª
Hermínia Cristina de Araújo, sócia gerente da empresa ATM.

PRINCIPAIS ATIVIDADES DO ESTÁGIO:


• Análise do orçamento da Prefeitura Municipal de Beberibe;
• Elaboração de empenhos;
• Liquidação de empenhos;
• Lançamentos de pagamentos dos empenhos;
• Lançamentos de Receitas Orçamentárias;
• Conferencias de históricos e classificação de empenhos;
• Conferencias de históricos e classificação de receita;
• Conferencias de lançamentos independentes da execução orçamentária –
despesas;
• Conferencias de lançamentos independentes da execução orçamentária –
receitas;
• Conferencias dos extratos bancários;
• Elaboração das conciliações bancárias;
• Emissão dos relatórios analíticos;
• Emissão de documentos para analise no escritório da atm;
• Retornos da analise para correção das anomalias e pendências;
• Consolidação de dados dos demais entes(câmara e capesb);
• Emissão de balancetes e relatórios mensais;
• Emissão de etiquetas para os documentos;
• Envio de documentos por meio magnético para o TCM;
• Envio de documentos físicos para a câmara;

16
• Arquivos de documentos físicos e eletrônicos.

a) Análise do orçamento da Prefeitura Municipal de Beberibe – Verificamos


atentamente as classificações das receitas e despesas contidas no orçamento.
b) Elaboração de empenhos – Após se familiarizar com o orçamento, começamos a
empenhar as despesas.
c) Liquidação de empenhos – depois fizemos as liquidações.
d) Lançamentos de pagamentos dos empenhos – e finalmente fizemos os
pagamentos, último estágio da despesa.
e) Lançamentos de Receitas Orçamentárias – lançamentos das receitas
orçamentários, de acordo com as classificações especificas.
f) Conferencias de históricos e classificação de empenhos – conferimos os
históricos e classificações dos empenhos realizados.
g) Conferencias de históricos e classificação de receita – conferimos os históricos e
classificações das receitas lançadas.
h) Conferencias de lançamentos independentes da execução orçamentária –
despesas – conferimos os lançamentos das despesas extra-orçamentarias.
i) Conferencias de lançamentos independentes da execução orçamentária –
receitas – conferimos os lançamentos das receitas extra-orçamentarias.
j) Conferencias dos extratos bancários – conferimos os extratos bancários de
acordo com os lançamentos das fichas de controle bancário.
k) Elaboração das conciliações bancárias – fizemos as conciliações bancarias dos
extratos correspondentes.
l) Emissão dos relatórios analíticos – emissão das fichas de controle bancários,
receitas, despesas e boletim de tesouraria.
m) Emissão de documentos para analise no escritório da atm – realizamos um
backup do sistema contábil para enviarmos a escritório da atm.
n) Retornos da analise para correção das anomalias e pendências – corrigimos os
relatórios após analise da ATM.
o) Consolidação de dados dos demais entes(câmara e capesb) – consolidamos os
balancetes analíticos da Câmara e da Capesb – Caixa de aposentadoria e
pensão dos servidores municipais de Beberibe.

17
p) Emissão de balancetes e relatórios mensais – Emitimos os balancetes e
relatórios mensais que compõem a prestação de contas do município.
q) Emissão de etiquetas para os documentos – emitimos as etiquetas que serão
anexadas junto aos documentos de despesas.
r) Envio de documentos por meio magnético para o TCM – enviamos para o TCM –
Tribunal de Contas dos Municípios os CDs contendo a prestação de contas
mensal da prefeitura de Beberibe.
s) Envio de documentos físicos para a câmara – enviamos para a câmara municipal
todos os documentos da prestação de contas mensal da prefeitura de Beberibe.
t) Arquivos de documentos físicos e eletrônicos – arquivamos a segunda via dos
documentos e uma copias dos CDs da prestação de contas da prefeitura de
Beberibe.

O município de Beberibe como as demais prefeituras estão sujeitas há várias


legislações:

• Constituição Federal de 1988;


• Lei Federal nº. 4.320/64;
• Lei Federal nº. 8.666/93;
• Lei Complementar nº. 101/2000 – LRF;
• Instruções Normativas do TCM;
• Emenda Constitucional nº 29.

Constituição Federal de 1988 – a Constituição federal diz em seu art.


212 – “A União aplicará, anualmente, nunca menos de dezoito, e os
Estados, o Distrito Federal e os Municípios vinte e cinco por cento, no
mínimo, da receita resultante de impostos, compreendida a proveniente
de transferências, na manutenção e desenvolvimento do ensino”.

18
Lei Federal nº. 4.320/64 – “Estatui Normas Gerais de Direito Financeiro
para elaboração e controle dos orçamentos e balanços da União, dos
Estados, dos Municípios e do Distrito Federal”.

Lei Federal nº. 8.666/93 – “Regulamento o art. 37 inciso XXI, da


Constituição Federal, institui normas para licitações e contratos da
administração pública e dá outras providências”.

Lei Complementar nº. 101/2000 – LRF – “estabelece normas de


finanças públicas voltadas, para a gestão fiscal e da outras providencias”,
a novidade desta lei são os relatórios bimestres e semestres obrigatórios e sua
divulgação deve ser feita também pela a internet.

Instruções Normativas do TCM – “são orientações elaboradas pelos


técnicos e assessores do TCM, visando uma melhor adequação dos gastos
públicos. (o S.I.M – Sistemas de Informações Municipais é o envio através
de meio eletrônico das informações contábeis e de controle internos das
prefeituras, e com certeza uma das mais inovadoras)”.

Emenda Constitucional nº 29 – “estabelece que o município deverá


aplicar no exercício, o mínimo de 15% de suas receitas resultante de
impostos e transferências nas ações de saúde pública”.

Alem dessas leis existe também a STF – Secretaria do Tesouro Federal,


órgão que orienta aos municípios quanto as duvidas sobre classificações de receitas
e despesas.
Quanto ao Processo de Prestação de Contas
O município tem até o dia 10 de abril do ano subseqüente para prestar contas
do exercício anterior;
Todo dia 30 de cada mês para enviar prestação de contas mensal via CDs
para o TCM e documentos físicos para a Câmara;

19
Prestação de Contas dos recursos oriundos de convênios com o governo
federal e governo estadual, os recursos recebidos de convênios tem uma prestação
de contas especifica com relatórios, notas fiscais, recibos, contratos e medições
quando se tratar de obras;

Prestação de Contas junto a membros da sociedade civil, a cada mês existe


reunião com os conselhos municipais onde é elaborado um relatórios das receitas e
despesas efetuadas nas áreas de saúde, educação e assistência social;

Fiscalização das inspetorias do TCM, que se desloca ao município onde irá


averiguar denuncias ou simplesmente checar as execuções orçamentária, financeira
e patrimonial realizada pelo o município;

Ministério Público quando for o caso solicita esclarecimentos sobre diversos


assuntos de responsabilidade do município;

Cada cidadão também poderá vir analisar a movimentação contábil e


financeira de qualquer entidade publica, basta comparecer a qualquer órgão publico
e agendar uma visita, esse direito é amparado por Lei.

20
Metodologia de Trabalho da Empresa ATM

Implantação de um sistema de digitalização de documentos, através deste


sistema ficou mais seguro os arquivamentos de documentos que com o tempo e o
manuseio freqüente tende a se arruinar.

No intuito de aperfeiçoar os procedimentos contábeis a ATM, lançou um


manual de orientação para utilização dos servidores, como forma de padronizar os
lançamentos e por conseqüente a diminuição de inconsistências, pois devido à
fiscalização cada vez mais rígidas, e a cautela dos gestores para que efetuem os
gastos públicos com o devido cuidado.

Acompanhamento bimestral e quadrimestral dos relatórios obrigatórios pela


LRF – Lei de Responsabilidade Fiscal, pois, o ente público tem metas de
desempenhos a serem cumpridas, índices a serem atingidos e tais relatórios são
mecanismos que auxiliam aos gestores na hora de tomar decisões.

Além de tudo isso, todos os funcionários passam constantemente por um


período de treinamento e capacitação na busca de oferecer um serviço mais
qualificado aos seus clientes.

21
Considerações Finais

Em um passado recente, o aluno quando concluía o curso superior de


ciências contábeis, não dispunha de tantas informações do que realmente poderia
vir a exercer no mercado de trabalho, pois apenas tinha-se a idéia daquele
profissional limitado, restrito a ficar atrás da mesa, apenas apreciando os
lançamentos contábeis de débitos e créditos.

Atualmente, tanto para o profissional praticante, quanto ao aluno recém


formado, ou aquele que se encontra cursando, as informações técnicas e de
conhecimentos gerais podem ser obtidas de uma forma rápida e fácil, através da
internet, dos diversos boletins informativos, palestras e cursos amplamente
divulgados, entre outros, pela relevante atuação do conselho federal de
contabilidade, do sindicato dos contabilistas, e outros órgãos ligados à área contábil.

Hoje o “Contabilista” é visto como um profissional respeitado dentro das


corporações e fora delas, até pelo seu poder de exercer diversas atividades em prol
da sociedade.

Entretanto ele tem a obrigatoriedade de manter-se atualizado, se reciclando


através de cursos, palestras, livros técnicos, e principalmente a participação
interativa com a classe, que através dela terá o envolvimento humano, que é a
essencial forma de aprendizagem, que com certeza irão refletir no exercício
profissional e no mercado usuário, resultando no crescimento da profissão.

Como este trabalho enfocou o dia-a-dia da Contabilidade Pública, não


poderíamos deixar de enfatizar o amplo e promissor campo de atuação do Contador
nesta área.

Todavia, com a globalização do mercado cada vez mais intensa, devemos


aprimorar-nos com as Legislações, com a fluência de línguas estrangeiras, para
enfrentarmos, com sucesso, está nova situação, aceitando este desafio pelas
vantagens que a nossa profissão nos oferece.

22
Conclusões

Os trabalhos realizados nos órgãos públicos tiveram sem sombra de dúvidas,


um crescimento de qualidade, seja no que concerne à tecnologia da informação ou
mesmo o processo de descentralização do poder executivo, facilitando aos gestores
municipais (secretários) um maior poder de decisão e conseqüentemente mais
responsabilidade e transparência nas contas de sua gestão.

Porém, ainda existe muito a evoluir para que o município, possa realmente vir
a oferecer à população um serviço público de qualidade, onde, por exemplo: um
cidadão possa ir ao posto de saúde e seja atendido com dignidade e respeito, onde
um aluno carente possa está qualificado para competir com outros de escolas
particulares de igual pra igual, e por fim onde os servidores municipais sejam
remunerados com justiça, pois, somente resgatando a auto-estima de um povo é
que poderemos crescer com qualidade de vida.

O setor de contabilidade é o órgão mais importante de um município, pois


nele está contido o resumo de tudo que acontece, os atos e fatos contábeis passam
por aqui, portanto nós devemos ter muita atenção na hora de lançar e conferir esses
acontecimentos.

23
Referências:

Brasil. Constituição Federal, 1988.


Brasil. Lei 4.320, de 17 de março de 1964.
Brasil. Lei 8.666, de 21 de junho de 1993.
Brasil. Lei 101, de 04 de maio de 2000.
Brasil. Emenda Constitucional nº 29, 13 de setembro de 2000,
Ceará, Tribunal de Contas dos Municípios do Estado do Ceará, Instruções
Normativas, 1994-2009.

24
Anexos:

25