Anda di halaman 1dari 2

Análise Dimensional

Já sabemos que não tem sentido falar em um número para exprimir uma
quantidade se não dissermos que coisas compõem esta quantidade. Veja só: se eu
digo para você comprar na padaria três para mim, com certeza você me perguntará:
três o quê? Isto é lógico pois eu não disse após a quantidade, a sua medida. Para
responder a sua pergunta, eu teria de falar por exemplo, três quilos de farinha de
rosca, ou três quilos de presunto fatiado, mas vamos parar por aqui senão vai dar
fome. Percebeu que logo após falar três o quê, eu disse também a unidade de
medida, que no caso foi o quilograma. Percebemos então que para acabar com este
problema, utilizamos as unidades de medida, pois elas tornam nossos encontros
mais coerentes.

Basicamente, todas as unidades de medida utilizadas em nossas medições,


são geradas de três medidas fundamentais, que são: o comprimento, a massa e o
tempo. Por exemplo, a velocidade de um corpo é medida em m/s onde utilizamos o
comprimento e o tempo para exprimi-la. A força é medida em N (Newton) que é
Kgm/s2 , portanto massa, comprimento e tempo.

Na análise dimensional, o que fazemos é escrever a unidade de medida de


uma grandeza em função de três letras básicas, que são: M, L e T que representam,
respectivamente, a massa, o comprimento e o tempo.

Vamos verificar como ficariam escritas as unidades de medida de uma


grandeza na forma dimensional.

A velocidade é medida em m/s, logo seria L/T que escreveremos utilizando-se os


conhecimentos de potência, LT-1.

A aceleração é medida em m/s2, logo, L/T2 que escreveremos LT-2.

A força é em N, que é, Kgm/s2, logo, ML/T2 que escreveremos MLT-2.

A energia é em J (Joule), que é, Kg m²/s², logo, ML²/T² que escreveremos ML²T-2.

Perceberam como é fácil escrever as unidades de medida e


consequentemente utilizar a análise dimensional. Se soubermos a expressão que nos
fornece a forma de calcular a quantidade daquela grandeza, sabemos a sua unidade
de medida e consequentemente sua fórmula dimensional.

Veja mais este exemplo:

Um impulso nós podemos dizer que é um empurrão, certo? Se pensarmos


um pouquinho concluímos que este empurrão nada mais é do que uma força que foi
aplicada sobre alguma coisa em um intervalo de tempo bem pequeno, como no caso
de um balanço, ou de alguém que dá um soco em outro, etc.
Desta forma concluímos que I = F . t, que poderá ser escrito em sua unidade
de medida N . s que é Kg m/s² . s, que dimensionalmente será ML/T².T. Logo será
MLT-1.

Para praticar mais, você deve ir para a lista de exercícios, que se encontra em
outra página.

Para isto clique aqui. Senão clique em voltar logo abaixo.

voltar