Anda di halaman 1dari 2

AÇÃO EDUCATIVA DO RELIGIOSO CONSAGRADO NA IGREJA

Autor: SANTOS, Sebastião Jacinto dos


sebastiaojacinto@hotmail.com

ÉS UM DEUS APAIXONADO

Tu és um Deus enlouquecido de amor por nós, teus filhos e filhas,


e por isso sofres com os que sofrem.
Nossos sofrimentos são teus sofrimentos! Tua paixão por nós faz
de tua vida um dom total.
És nosso eterno e mais precioso presente!
Estás sempre presente, disponível...
Em teu colo e ombro podemos chorar e dormir sempre.
Teus ouvidos estão sempre atentos, as vezes os únicos! Aos
nossos clamores e lamentos.
Em tua boca e em teu grito podemos gritar, mesmo quando já
não temos palavras nem som:
“Por que me abandonastes?”
Em teus olhos, nossos olhos encontram lágrimas, as que jorram
de teu coração transpassado.
Em teus pés, nossos pés cansados, enfraquecidos, feridos...
andam.
Em tuas mãos generosas, nossas mãos abrem-se, estendem-se a
outras.
Em tua cruz, és companheiro, irmão próximo dos crucificados da
história.
Nosso(a)s irmão(â)s crucificado(a)s não estão sós nos gólgotas
da vida.
Estas com ele(a)s!
És, de fato, um Deus enlouquecido de amor por nós.
Mesmo (sobretudo!) na cruz, estás apaixonadamente presente.
Por paixão, vives na e da paixão com e pelos apaixonados da
história.
Em tua com-paixão, VIVES SEMPRE “a cruz e o presépio foram
feitos da mesma árvore”!
ÉS DEUS CONOSCO!
Madre Teresa de Calcutá
RESUMO:

A intencionalidade do texto é apresentar uma reflexão sobre a participação


Religioso Consagrado na sociedade atual, pelo viés da educação, em todos os
aspectos, levando em conta a realidade brasileira e, sobretudo a crise e
transformação educacional pela qual passa o Brasil nos dias atuais. Uma
primeira apresentação do que vem a ser a consagração na igreja e para a
igreja, a ação do consagrado no campo da evangelização e conseqüentes
crises pela qual acomete essa modalidade de vocação. Queremos assim, tecer
questionamentos sobre tão importante contribuição dos consagrados nos dias
de hoje e conseqüências no decorrer da história. Trazemos para o discurso o
sentido da consagração religiosa na e para a Igreja, seguido pela apresentação
da lógica neoliberal que procura eliminar a interferência do Estado na esfera
econômica e social privilegiando politicamente o poder do Estado. Por fim
apontamos a escola como instrumento de resgate do saber; um “saber” em
crise.

Palavras Chaves: consagração religiosa, formação, educação.