Anda di halaman 1dari 59

Curso de Redação Oficial

Prof. Myrson Lima

Justiça Federal

2006

1
Índice

1. Pré-Teste ...................................................................... 3

2. Parônimos ................................................................... 5

3. Concordância Nominal ,,,,........................................... 7

4. Variedades do Português 1 ...................................... 13

5. Concordância Verbal ................................................ 16

6. Regência Verbal ........................................................ 25

7. Variedades do Português 2 ...................................... 33

8. Crase ...................................................................... 36

9. Pronomes de Tratamento .......................................... 38

10. Pontuação .............................................................. 40

10. Vocabulário................................................................. 41

11. Exercício de Estilo ................................................... 42

12. Documento de Apoio.................................................. 45

13. Redação Comercial .................................................. 49

14. Legislação .................................................................... 59

2
PRÉ-TESTE
Marque a única opção correta :

REGÊNCIA VERBAL

1. a. ( ) Esta medida não agradou aos usuários.


b. ( ) Eu não lembrei de seu nome completo.
c. ( ) Nós visamos dias melhores para o país
d. ( ) Nós chegamos atrasados no Fórum.

2. a. ( ) Alguns deles aspiram esta chefia.


b. ( ) Ela namorou com todos os rapazes.
c. ( ) Nós não assistimos a estas reuniões.
d. ( ) Eu prefiro estudar do que trabalhar.

CRASE

3. a. ( ) Nós vendemos à vista e à prazo.


b. ( ) Meu chefe nunca vai à reuniões.
c. ( ) Vamos todos à esta inauguração.
d. ( ) Iremos à cidade de Recife.

CONCORDÂNCIA

4. a. ( ) Eu estou quites com a tesouraria do sindicato.


b. ( ) Permaneceram o fim de semana sós no sítio.
c. ( ) Chegou anexos todos os documentos solicitados.
d. ( ) Foi eu mesmo que fiz a matrícula neste curso

5. a. ( ) Precisa-se de funcionários competentes.


b. ( ) Um terço dos nossos projetos se perderam.
c. ( ) A empresa vai bem, haja visto o relatório.
d. ( ) Anexo ao ofício segue a cópia do contrato.

GRAFIA DE PALAVRAS

6. a. ( ) obcecado, xuxu, pretensioso.


b. ( ) excessão, analisar, mixto.
c. ( ) prezado, ansioso, seriíssimo.
d. ( ) dentefrício, íbero, requesito.

7. a. ( ) insosso, sucinto, empecilho.


b. ( ) extravasar, adolescência, frustado
c. ( ) ascessorista, feminino, engolir.
d. ( ) receioso, mexer, celofane.

3
COLOCAÇÃO DE PRONOMES

8. a. ( ) Requeiro se digne enviar-me a resposta.


b. ( ) Te enviamos os dois recibos, meu amigo.
c. ( ) Ninguém ama-me, ninguém quer-me.
d. ( ) O funcionário tem esforçado-se muito.

ACENTUAÇÃO GRÁFICA

9. a. ( ) viagens, qüinquênio
b. ( ) xérox, miúdo, Itaóca.
c. ( ) série, Estêvão, íngua
d. ( ) averígue, Macunaima.

10. a. ( ) Icapuí, rúbrica, coêlho,


b. ( ) xiita, hifens, logaritmo
c. ( ) cincoenta, frequência.
d. ( ) sotão, oasis, germens.

PONTUAÇÃO

11. a. ( ) Meu desejo é : que passes na seleção.


b. ( ) ”Não sou alegre nem triste: sou poeta”.
c. ( ) Nós precisamos agora, de todos vocês.
d. ( ) O diretor de eventos, anunciará a tabela.

USO DO PORQUÊ

12. a. ( ) O ideal por que lutamos é nobre, meu amigo.


b. ( ) Reclama muito do emprego e não diz o por quê.
c. ( ) A razão porque cheguei tarde foi a falta de táxi.
d. ( ) Eis porque nada deu certo naquela semana.

ASSUNTOS DIVERSOS

13. a. ( ) Esta é a portaria que ainda está vigendo


b. ( ) Não veio, afim de passear com a amiga.
c. ( ) Para aonde vais com tanta pressa ?
d. ( ) A avenida era antigamente de paralepípedo.

14. a. ( ) Deve fazer dez anos esses prédios.


b. ( ) O chefe vive sempre de mau humor.
c. ( ) Pise o milho, penere o xerém.
d. ( ) Ele acertou a milhar do elefante.

15. a. ( ) Ela reside à Rua Idelfonso Albano.


b. ( ) Não houve problemas entre você e mim.
c. ( ) Eu sempre custo tomar estas decisões.
d. ( ) É muito problema para mim resolver.

4
PARÔNIMOS - GRAFIA

USE CORRETAMENTE AS PALAVRAS OU EXPRESSÕES ENTRE


PARÊNTESES:

1. Não sei ____________________ vais com tanta pressa. (onde, aonde)


2. Para _______________________ se dirige este ônibus? (onde, aonde)
3. Não sei _____________________________ você mora. (onde, aonde)
4. __________ cinco dias, não nos vemos. (Há - a)
5. Sairei daqui __________ vinte minutos. (há - a)
6. O _______________ se arranca pela raiz. (mal, mau)
7. Você é um homem _________________. (mal, mau)
8. Não fale ________________ do próximo. (mal, mau)
9. Não arranjo dinheiro em _________________ tempo. (tampouco, tão pouco)
10. Não tenho dinheiro, _____________________ tempo. (tampouco, tão pouco)
11. ________________________ minha, acertei todas. (porventura, por ventura)
12. _________________________ você acertou todas? (porventura, por ventura)
13. Você errou de alto _____________________________ . (abaixo, a baixo)
14. A resposta está ________________________________ .(abaixo, a baixo)
15. Você não disse nada __________________________ . (de mais, demais)
16. Ela trabalha __________________________________. (de mais, demais)
17. Esta aluna é a ________________________ estudiosa. (mais - mas)
18. Ela estuda, ______________ não aprende. (mais, mas)
19. Não se via nenhuma lágrima ____________ tua face. (sobre - sob)
20. Não te escondas _________________ as aparências. (sobre, sob)
21. Não disse o __________________ de seu gesto. (porquê, por quê)
22. O jovem anda aflito e não diz _______________ . (porquê, por quê)
23. ________________________________ corres ? (por que - por quê)
24. O ideal ____________________ lutamos é nobre. (porque, por que)
25. Eis _________________________ tudo deu certo. (porque, por que)
26. Tratava-se de uma mulher ______________.(à toa, à-toa)
27. Essa mulher vive _____________________ .(à-toa, à toa)
28. Ontem trabalhei ____________________. (meio-dia, meio dia)
29. Ontem trabalhei até _________________ .(meio-dia, meio dia)
30. __________________ chover, irei ao passeio. (senão, se não)
31. Após a luta, não se viam ___________. feridos (senão, se não)
32. Falei _____________________ política. (a cerca de, acerca de)
33. Falei _________________ mil pessoas. (a cerca de, acerca de)
34. Saímos ____________________ nos divertir. (afim de, a fim de)
35. O francês é uma língua ______________ outras línguas latinas. (afim de, a fim de)

Exemplos de grafias corretas: Diretor-Geral; Diretor-Presidente; Diretor-Gerente; Professor


adjunto; sócio-gerente; socioeconômico; primeiro-secretário; conta-corrente; meio ambiente;
Procurador-Geral do Estado; Procuradoria-Geral, Defensoria Pública, Defensor Público.

5
EMPREGO DE PALAVRAS E EXPRESSÕES PARECIDAS
1. ONDE e AONDE
Onde: usa-se com verbos estáticos.
Aonde: com verbos dinâmicos ( Aonde a vaca vai, o boi vai atrás ).
Aonde equivale, quase sempre, a para onde.
2. HÁ e A
O primeiro é forma do verbo haver. Traz idéia de passado (Há cinco dias, fiz o
trabalho ). O segundo é preposição. Traz idéia de futuro (Daqui a cinco dias,
farei o trabalho ).
3. MAL e MAU
Mal se opõe a bem. É advérbio. Mau se opõe a bom. É adjetivo.
4. POR QUE e PORQUE
POR QUE = por qual motivo
= pelo qual, pela qual, etc.
PORQUE = visto que ( conjunção causal )
= para que ( conjunção final - de uso erudito, literário )
Ex.: Por que (separado) chegaste atrasado? Porque (junto) perdeste o ônibus ?
O motivo por que (separado) cheguei atrasado é porque (junto) estava dormindo.
OBSERVAÇÃO:
Porquê (acentuado e junto ) quando é substantivo ou quando está no final do período (
acentuado e separado ).
Exs.: - Qual é o porquê disso? - Você já vai embora. Por quê? = por qual motivo
5. TÃO POUCO e TAMPOUCO
tão pouco = muito pouco tampouco = muito menos
6. DE TRÁS e DETRÁS
- O primeiro responde à pergunta: De onde? - O segundo, à pergunta: Onde?
7. POR VENTURA e PORVENTURA
- Por ventura: por felicidade. - Porventura: por acaso.
8. DE MAIS e DEMAIS
- De mais: a mais. - Demais: demasiadamente.
9. MAS e MAIS
MAS, conjunção adversativa, pode ser substituída por PORÉM.
Ex.: Foi à rua, mas nada comprou = Foi à rua, porém nada comprou.
10. SE NÃO e SENÃO
SE NÃO =se (conjunção condicional, pode ser substituída por CASO); não (advérbio)
Escreve-se SE NÃO (separado) quando é possível intercalar a expressão POR
ACASO entre o SE e o NÃO.
Ex. SE ( por acaso ) NÃO chover, irei ao cinema. Nos demais casos, usa-se junto.
11. MEIO DIA = metade do dia. MEIO-DIA = 12 h
12. A FIM DE = locução prepositiva. Significa = com a finalidade de, com o intuito
de. AFIM, AFINS = adjetivos.
13. ACERCA DE = sobre. CERCA DE = aproximadamente.
14. À TOA = locução adverbial; modifica verbo.
À-TOA ( com hífen ) = locução adjetiva; modifica substantivo,

6
CONCORDÂNCIA NOMINAL – EXERCÍCIOS
Marcar a única opção incorreta, quanto à concordância nominal no português padrão:
1. a) ( ) Música e textos bonitos b) ( ) Música e texto bonito
c) ( ) Bonitos texto e música d) ( ) Bonita música e texto Regras: 1, 2 e 3

2. a) ( ) Meigas Joana e Diana b) ( ) Bonita boca e olhos


c) ( ) Pedra e pão macios d) ( ) Ótima data e local Regras: 3 e 4

3. a) ( ) Café e leite branco b) ( ) Angústia e ansiedade horrível Regras :3 e 4


c) ( ) Olhar,abraço, beijo amigo d) ( ) Tempestade e calmaria enorme

4. a) ( ) Lindas rainha e princesa b) ( ) Simpáticas avó e neta


c) ( ) Extraordinário Chico e Marina d) ( ) Boa patroa e patrão Regras : 3 e 4

5. a) ( ) As seleções croata e brasileira Regra : 5


b) ( ) A seleção croata e a brasileira
c) ( ) A seleção croata e brasileira
d) ( ) As seleções croata e a brasileira

6. a) ( ) Anexo ao relatório segue a cópia Regra : 6


b) ( ) Incluso à cópia segue o relatório
c) ( ) Juntos seguem a cópia e o relatório
d) ( ) Apenso à cópia segue o relatório

7. a) ( ) Muito obrigado, deveria dizer Ana Regra : 6


b) ( ) Eu mesma reclamei, disse Regina
c) ( ) Eu própria reclamei, disse Taís
d) ( ) Estamos quites, disseram elas

8. a) ( ) Congresso e Senado Federal b) ( ) Cometeu crime de lesa-pátria


c) ( ) Os documentos estão conformes d) ( ) Estou quites com você.
Regra : 6

9. a) ( ) Junto com o relatório, seguem as fichas b) ( ) Havia menas gente no salão


c) ( ) Os bombeiros estão alerta no quartel d) ( ) Houve uma passeata-monstro
Regra : 7

10. a) ( ) Ela é uma pseudo-advogada b) ( ) Elas ficaram só, sem ninguém


c) ( ) Em anexo, seguem os cartuchos d) ( ) Sós, vocês nada conseguirão
Regras: 7 e 8
11) a) ( ) Ela está meio triste b) ( ) Ela está toda feliz
c) ( ) Elas estão meio tristes d) ( ) Ela é a toda-poderosa Regras : 8 e 7

12) a) ( ) Entrada permitida a funcionários b) ( ) Entrada é proibida a estranhos


c) ( ) Entrada é permitido a funcionários d) ( ) A entrada é proibida a estranhos
Regra : 10
13. a) ( ) O livro está caro b) ( ) Barato está o livro
c) ( ) Comprei caros os livros d) ( ) Comprei os livros baratos Regra : 8E

7
CONCORDÂNCIA NOMINAL - Regras

1. AlunO estudiosO AlunA estudiosA


AlunOS estudiosOS AlunAS estudiosAS

REGRA GERAL : O adjetivo concorda com o substantivo em gênero e número.

2. ADJETIVO POSPOSTO
Jornal e revista brasileirOS. Jornal e revista brasileirA.
Revista e jornal brasileirO. Revista e jornal brasileirOS.
Jornal e revistas brasileirAS (exceção)

REGRA: Quando o adjetivo vem depois de dois ou mais substantivos, esse adjetivo vai
para o plural ou concorda com o substantivo mais próximo.

3. ADJETIVO ANTEPOSTO
Bom patrão e patroa. Boa patroa e patrão.

REGRA: Quando o adjetivo vem antes de dois ou mais substantivos, esse adjetivo
concorda com o substantivo mais próximo.

4. CASOS ESPECIAIS
Adjetivo posposto:
a) relógio e mamão saborosO. (sentido exige) - Singular, obrigatório;
b) saudade e nostalgia danadA. (sinônimos) - Singular, preferencialmente;
c) olhar, abraço, beijo amigO. (gradação de idéias) - Singular, preferencialmente
d) dia e noite chuvosOS e friOS.(antônimos) - Plural, obrigatório.

Adjetivo anteposto no plural (três exceções):


a) BonitAS mãe e filha. (parentesco);
b) TristES rainha e princesa. (título de nobreza);
c) VelozES André e Alexandre. (nomes personativos).

5. Os poderes legislativo e executivo. (Certo)


O poder legislativo e o executivo. (Certo)
O poder legislativo e executivo. (Certo)

REGRA: As três
concordâncias acima são corretas, porque os adjetivos indicam partes do
substantivo.

8
6. São palavras VARIÁVEIS:
– Anexo (A, OS, AS)
– Apenso(A,OS,AS)
– Incluso (A, OS, AS)
– Junto (A, OS, AS)
– Obrigado (A, OS, AS)
– Leso (A, OS, AS)
– Conforme (s) – adjetivo
- Quite(s)

7. Palavras e expressões INVARIÁVEIS:


– menos
– a olhos vistos (expressão)
– em anexo
– junto com
– a sós
– azul-marinho
– monstro (quando for substantivo usado como adjetivo)
– ultravioleta
– alerta
– todo (usado em termos compostos)
– mediante
– tirante

8. Casos particulares

a) SÓ:
• Pode ser denotativo (= somente) - INVARIÁVEL
• Pode ser adjetivo (= sozinho, a, os, as) - VARIÁVEL

Ex.: SÓ elas sabem disso.


Elas estão SÓS, sem ninguém.

b) MEIO
• Pode ser advérbio (acompanha adjetivo) (invariável, segundo a norma culta).
Modernamente variável.
• Pode ser numeral (variável)
• Pode ser adjetivo (variável)

Exs.: Ela está meio triste. / Comprou meio litro. / Meio-dia e meia.

c) TODO
• Pode ser advérbio (acompanha adjetivo) (variável por exceção)
• Pode ser pronome indefinido (variável)
• Pode ser adjetivo (variável)

Ex.: Todo satisfeito. Toda satisfeita (advérbio)


Todo o dia. (pronome indefinido)
O dia todo. (adjetivo)

9
d) BASTANTE
• Pode ser advérbio (invariável)
• Pode ser pronome indefinido (variável) (igual a suficiente, es)

Exs.: Bastante alegre, bastante alegres - advérbio


Bastante carteira, bastantes carteiras - Pronome indefinido

e) CARO
BARATO
• Podem ser adjetivos (variáveis)
• Podem ser advérbios (invariáveis)

Exs.: Sapato caro. Sapatos baratos.


Roupa barata. Roupas baratas.
Aluguei caro as casas.
Comprei barato os apartamentos.

f) SALVO
• É preposição (= exceto) - invariável
• É adjetivo (= livre, salvado) - variável
Exs.: Foram todos, salvo vocês.
Elas foram salvas pelo bombeiro.

9. UM e OUTRO // UMA e OUTRA

REGRA: Substantivo = no singular


Adjetivo = no plural
Verbo = singular ou preferencialmente plural.

Exs.: Um e outro aluno juntOS saiu ou saíram.


Uma e outra aluna juntAS saiu ou saíram.

10. Entrada proibida (Certo)


Entrada é proibido (Certo)
A entrada é proibida (Certo)

REGRA: Se o sujeito não tem qualquer artigo ou determinante e for empregado o verbo
ser, o predicado fica no MASCULINO SINGULAR.

11. TAL QUAL


TAL: concorda com o antecedente
QUAL: concorda com o conseqüente
Exs.: Filha tal qual a mãe. Filhos tais quais os pais
Filhos tais qual o pai. Filha tal quais as tias.

10
12. Adjetivos ligados por HÍFEN:
Ex.: Camisas rubro-negras

REGRA: Se os adjetivos são ligados por hífen, o primeiro adjetivo fica sempre no
MASCULINO SINGULAR.
EXCEÇÃO: surdos-mudos

13. Camisas amarelo-limão (C)


Carros branco-gelo (C)
Gravatas verde-garrafa (C)
Armários vinho (C)
Paredes areia (C)
Tecidos rosa (C)

REGRA: Quando houver um substantivo empregado para caracterizar um tipo de cor, a


palavra ou a expressão fica INVARIÁVEL.
Observação: Lilás varia. Ex.: Roupas lilases.

14. NUMERAL CARDINAL EM LUGAR DO ORDINAL


Exs.: Página vinte e dois
Casa trezentos e um

REGRA: Quando o cardinal é usado em lugar do ordinal, esse cardinal fica INVARIÁVEL.

15. É necessário paciência.


É preciso saúde.
É bom toda a cautela.
Não é preciso mais areia.
Seria bom mais uma ficha.

NB.: Verbo subentendido: ter


REGRA: É bom, é necessário, é preciso e expressões semelhantes ficam invariáveis,
quando existe um verbo subentendido.

16. Concordância com o Predicativo


Ela é bonita. Julguei-a bonita.
Ele é simpático. Eles são simpáticos.
REGRA: Predicativo do sujeito concorda com o sujeito.
Predicativo do objeto concorda com o objeto.

11
Observação:
• Julgo incorretas a ficha e a fotocópia. (C)
Regra do predicativo.
• Julgo incorreta a ficha e a fotocópia. (C)
Regra do adjetivo anteposto. (Cf. atrás, nº 3)

17. Ninguém apresentou qualquer coisa nova. (C)


Ninguém apresentou alguma coisa de novo. (C)

REGRA: Quando qualquer coisa, alguma coisa estiverem acompanhados de adjetivo,


esse adjetivo irá para o feminino, se não houver a preposição de.

18. POSSÍVEL
• Alunos O mais estudiosos POSSÍVEL.
• Meninas O menos educadas POSSÍVEL.
• Alunos OS mais estudiosos POSSÍVEIS.
• Meninas AS menos educadas POSSÍVEIS.

REGRA: Possível, posposto a um superlativo, mesmo que no plural, fica INVARIÁVEL.


Se o artigo estiver no plural, o adjetivo POSSÍVEL se flexionará.

19. GRÃO
• Grão-mestres
• Grã-Bretanha
• Grã-duquesas

REGRA: O adjetivo grão fica INVARIÁVEL em número.


Possui a forma feminina grã.

20. PARTICÍPIO

•Nós temos feito o trabalho.


• Nós fomos elogiados.
• Dada a necessidade, sairemos todos.
• Chegadas a Fortaleza, considerem-se donas de meu apartamento.
REGRA: Nos tempos compostos, com os auxiliares TER e HAVER, o particípio fica
INVARIÁVEL; com SER e ESTAR (ou sem auxiliar), o particípio fica VARIÁVEL.

12
Variedades do Português I
´
Português não-padrão Português Padrão
1. É a lei que está vigindo. É a lei que está vigendo.
2. Fez reuniões a nível de sindicato. Fez reuniões em nível de sindicato.
3. O chefe fala ao telefone. O chefe fala no telefone.
4. Ele está no telefone. Ele está ao telefone.
5. Entrega a domicílio. Entrega em domicílio.
6. Não pise na grama. Não pise a grama.
7. Deu-se ao luxo de viajar. Deu-se o luxo de viajar.
8. Anunciado para às 20 horas. Anunciado para as 20 horas.
9. Chegou a uma hora da madrugada. Chegou à uma hora da madrugada.
10.De maneiras que, de formas que. De maneira que, de forma que
11.Fiquei pasmo com a notícia. Fiquei pasmado com a notícia.
12.Tenho muita dó do atleta. Tenho muito dó do atleta.
13.Vem pra Caixa você também. Venha para Caixa você também.
14.Não foi à praia, posto que choveu. Não foi à praia, porque choveu.
15.Está melhor informado que eu. Está mais bem informado que eu.
16.Respondo o ofício de 03 de maio. Respondo ao ofício de 3 de maio.
17.O time vai mal, haja visto este jogo. O time vai mal, haja vista este jogo.
18.Vou na seção protocolar o pedido. Vou à seção protocolizar o pedido.
19.Veja a programação dos clubes. Veja o programa dos clubes.
20.Missão a que me propus. Missão que me propus.
21.As filhas são tais quais a mãe. As filhas são tais qual a mãe.
22.Dar à luz a uma criança. Dar à luz uma criança.
23.Eu intero o que falta. Eu inteiro o que falta.
24.Penere a farinha. Peneire a farinha.
25.Mobília estufada. Mobília estofada.
26.Há seis anos atrás. Há seis anos.
27.O texto está pior escrito. O texto está mais mal escrito.
28.Entre eu e tu, não houve nada. Entre mim e ti, não houve nada.
29.Comprou uma televisão a cores. Comprou um televisor em cores.
30.Aumento em 82% na prestação. Aumento de 82% na prestação.
31.Estava ao par de tudo. Estava a par de tudo.
32.Imóvel sito à Rua Idelfonso Albano. Imóvel sito na Rua Ildefonso Albano.
33.A estadia dele em Aracaju foi curta. A estada dele em Aracaju foi curta.
34. Fez relatório suscinto e minuncioso. Fez relatório sucinto e minucioso.
35.Torneira para água quente. Torneira de água quente.
36.Prestação de até 15 anos. Prestação até quinze anos.
37.A carta foi entregue em mãos. A carta foi entregue em mão.
38.Eu me acordo cedo todos os dias. Eu acordo cedo todos os dias.
39.Explodiu um bujão de gás. Explodiu um botijão de gás.
40.Será entregue contra pagamento. Será entregue mediante pagamento.
41.Aquela estátua é um monstrengo. Aquela estátua é um mostrengo.
42.Ao ensejo de seu aniversário. No ensejo de seu aniversário.

13
43.Fortaleza, 01/06/06. Fortaleza, 1°/2/06 ou 1°.6.06.
44.Não havia qualquer erro. Não havia nenhum erro.
45.Portuguesamente falando, está correto. Portuguesmente falando, está correto.
46.Ela tapou o bule. Ela tampou o bule.
47.Viva as férias aqui em São Luis! Vivam as férias aqui em São Luis!
48.Passou desapercebido entre os fãs. Passou despercebido entre os fãs.
49.Aconteceu o mesmo com esse jogador Aconteceu o mesmo a esse jogador.
50.Aproveito para cumprimentar-lhe. Aproveito a ocasião para cumprimentá-lo.
51.A pressão vem debaixo para cima. A pressão vem de baixo para cima.
52.Vesti uma camisa listada. Vesti uma camisa listrada.
53.O time está com muita moral. O time está com muito moral (estado
de espírito elevado)
54. Mora à Av. do Imperador. Mora na Av. do Imperador.
55.Traga-me dois ovos estalados Traga-me dois ovos estrelados.
56.O preço do livro está caro. O preço do livro está alto.
57.Se você ver o Edinho, avise-me Se você vir o Edinho, avise-me.
58.Bastante coisas disseram os Almeida. Bastantes coisas disseram os Almeidas.
59.É o atleta cujo o nome você esqueceu. É o atleta cujo nome você esqueceu.
60.O caso é para mim resolver. O caso é para eu resolver.
61.O ônibus não sai sem eu. O ônibus não sai sem mim.
62.Estudava, enquanto que o outro brincava Estudava, enquanto o outro brincava.
63.Não tem clientes na loja. Não há clientes na loja.
64.Inicia-se as inscrições para o teste. Iniciam-se as inscrições para o teste.
65.Tratam-se de novos produtos. Trata-se de novos produtos.
66.Talvez eu vou logo à rua. Talvez eu vá logo à rua.
67.Deixe eu ver primeiro. Deixe-me ver primeiro.
68.Foi pelos os caminhos do mundo Foi pelos caminhos do mundo.
69.Poderá dar qualquer informações. Poderá dar quaisquer informações.
70.Tomei banho de praia. Tomei banho de mar.
71.Fiquei toda arrupiada Fiquei toda arrepiada.
72.Nestes casos, vareia muito Nestes casos, varia muito.
73.A cosinheira frige os ovos A cozinheira frege os ovos.
74.Se transpor o rio, conseguirá. Se transpuser o rio, conseguirá.
75.Eu agôo sempre o jardim. Eu águo sempre o jardim.
76.Ela enxagôa a roupa. Ela enxágua a roupa.
77. Comprou casas germinadas. Comprou casas geminadas.
78.Sei que não valo tanto. Sei que não valho tanto.
79.Elas têem muitos motivos. Elas têm muitos motivos.
80.Se vires aqui, traga-me dinheiro. Se vieres aqui, traze-me dinheiro.
81.Nós viemos agora mesmo. Nós vimos agora mesmo.
82.O Diretor desiguina o substituto O Diretor designa o substituto.
83.Aconteceu, podes crer. Aconteceu, pode crer.
84.João quer que averígue o caso. João quer que averigúe o caso.
85.Eles reteram a mercadoria. Eles retiveram a mercadoria.
86.As jóias provém de Juazeiro. As jóias provêm de Juazeiro.
87.O veriador interviu na hora. O vereador interveio na hora.

14
88.Freiamos o carro bem em cima. Freamos o carro bem em cima.
89.Faças o bem e não olha a quem Faça o bem e não olhe a quem.
90.Não gosto de pão solvado. Não gosto de pão sovado.
91.Achamos que nunca estar no escritório. Achamos que nunca está no escritório.
92.Mãe rever seus filhos. Mãe revê seus filhos.
93.Comprei a champanha na mercantil. Comprei o champanha no mercantil.
94.Declaramos estar prontos os dados. Declaramos estarem prontos os dados.
95.O cordão possue duas gramas de ouro. O cordão possui dois gramas de ouro.
96.O perigo está eminente. O perigo está iminente.
97.Já houveram vários casos. Já houve vários casos.
98.O pneu subselente estava furado. O pneu sobressalente estava furado.
99.Vou dar uma telefonema. Vou dar um telefonema.
100. Funcionários desobedecem o decreto. Funcionários desobedecem ao decreto.
101.Devem haver outros casos. Deve haver outros casos.
102.Entre ele e eu, não houveram problemas. Entre ele e mim, não houve problemas.
103. Não aleje o rapaz. Não aleije o rapaz.
104. Gostei, porque veio de encontro ao que Gostei, porque veio ao encontro do que
eu queria. eu queria.
105.Fazem dez dias que saímos. Faz dez dias que saímos.
106.A empresa indenizará os prejuízos. A empresa indenizará pelos prejuízos.
107.A empresa indenizará aos empregados. A empresa indenizará os empregados.
108.Campanha contra o dengue. Campanha contra a dengue.
109.Exigiu tudo que tinha direito. Exigiu tudo a que tinha direito.
110. Dois mil reais são pouco para a reforma. Dois mil reais é pouco para a reforma.
111. Ela aparou as sombrancelhas. Ela aparou as sobrancelhas.
112. Tanto fazem cinco como dez. Tanto faz cinco como dez.
113. O tele-ensino e o audio-visual ajudaram. O telensino e o audiovisual ajudaram.
114.O deputado taxou o inimigo de corrupto. O deputado tachou o inimigo de corrupto
115. Caso se você queira, sairemos. Caso você queira, sairemos.
116. O episódio aconteceu a muito tempo. O episódio aconteceu há muito tempo.
117. A lâmpada acendeu. A lâmpada acendeu-se.
118.Nem todas opiniões são valiosas. Nem todas as opiniões são valiosas.
119. A coordenação adiou para depois a prova. A coordenadoria adiou a prova.
120.Filé à la moda da casa. Filé à moda da casa.
121.O alface está muito bom. A alface está muito boa.
122.Ele impetrou mandato de segurança. Ele impetrou mandado de segurança.
123. Ela torce para o Palmeiras. Ela torce pelo Palmeiras.
124. Não havia outra alternativa. Não havia alternativa.
125.Tirou o boné ante ao pavilhão nacional. Tirou o boné ante o pavilhão nacional.
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________

15
CONCORDÂNCIA VERBAL - EXERCÍCIOS
Marcar a única opção incorreta quanto à concordância verbal:

1. a. ( ) Chegaram o juiz e o estagiário . 3


b. ( ) Chegou o juiz e o estagiário 3
c. ( ) O juiz e o estagiário, ninguém chegou. 6
d. ( ) O juiz e o estagiário chegou. 2

2. a. ( ) Eu, tu e ela são amigos. 7


b. ( ) Eu, tu e ela somos amigos. 7
c. ( ) Tu e ela sois amigos. 7
d. ( ) Tu e ela são amigos. 7

3. a. ( ) Faz-se chave. 8
b. ( ) Fazem-se chaves. 8
c. ( ) Precisa-se de chave. 9
d. ( ) Precisam-se de chaves. 9

4. a. ( ) Somente uma turma saiu. 10


b. ( ) Saíram somente uma turma. 10
c. ( ) Uma turma de servidores saiu. 11
d. ( ) Uma turma de servidores saíram. 11

5. a. ( ) Sou eu que indico o candidato. 12


b. ( ) Sou eu que indica o candidato. 12
c. ( ) Sou eu quem indico o candidato. 13
d. ( ) Sou eu quem indica o candidato. 13

6. a. ( ) A incerteza e a dúvida me assalta. 4


b. ( ) Um sorriso, um abraço, um beijo bastava. 5
c. ( ) Vossa Excelência conheceis o problema. 14
d. ( ) Tanto o pai como o filho receberam gratificação. 30

7. a. ( ) Chegaram o procurador e o advogado. 3


b. ( ) Chegou o procurador e o advogado. 3
c. ( ) Chegaram o procurador com o advogado. 33
d. ( ) Chegou o procurador com o advogado. 33

8. a. ( ) Ler e estudar dá cultura ao profissional. 15


b. ( ) Ler e estudar são atividades distintas. 15
c. ( ) Ler e estudar é atividades distintas. 15
d. ( ) O ler e o estudar dão cultura ao profissional. 15

9. a. ( ) A aplicação e o trabalho o levou à promoção. 4


b. ( ) O Brasil, o Nordeste, o Ceará lamentou os acidentes. 5
c. ( ) A nostalgia e a saudade o esmagava muito nestas férias. 4
d. ( ) Julgar este processo não competem a vocês, meus amigos.15

16
10. a. ( ) Bateu uma hora no relógio. 1
b. ( ) Bateram duas horas no relógio. 1
c. ( ) O relógio bateu nove horas. 1
d. ( ) Bateram nove horas o relógio. 1

11. a. ( ) Deve haver mais exercícios. 17


b. ( ) Devem haver mais exercícios. 17
c. ( ) Precisa existir mais exercício. 1
d. ( ) Precisam existir mais exercícios. 1

12. a. ( ) Fez quinze anos que isso aconteceu. 18


b. ( ) Fez quinze anos essas senhoritas. 1
c. ( ) Deve fazer quinze anos que aconteceu. 18
d. ( ) Devem fazer quinze anos essas senhoritas. 1

13. a. ( ) Mais de um ganhou na sena. 19


b. ( ) Mais de dois ganharam na sena. 19
c. ( ) Mais de um se cumprimentaram. 19
d. ( ) Mais de um milhão morreu na guerra. 19

14. a. ( ) Não se pode ver todas as matérias. 28


b. ( ) Não se podem ver todas as matérias. 28
c. ( ) Vasco ou Flamengo ganhará o título. 16
d. ( ) Vascaínos ou flamenguistas ganhará o título. 16

15. a. ( ) O Cardeal com seus padres catequizarão a cidade. 33


b. ( ) O Cardeal com seus padres catequizará a cidade. 33
c. ( ) Catequizarão a cidade o Cardeal com seus padres. 33
d. ( ) Catequizará a cidade o Cardeal com seus padres. 33

16. a. ( ) O Tejo é um dos rios de Portugal que entra no Atlântico. 27


b. ( ) Nesta loja, vendem-se carros de todas as marcas. 8
c. ( ) Um e outro rio entram no litoral do Nordeste. 34
d. ( ) Uma e outra lagoa estão sem peixe nesta época. 34

17. a. ( ) Qual de nós passará nesta seleção? 20


b. ( ) Qual de nós passaremos nesta seleção? 20
c. ( ) Quais de nós passaremos nesta seleção? 20
d. ( ) Quais de nós passarão nesta seleção? 20

18. a. ( ) Os homens é que fazem a vida desagradável. 29


b. ( ) Apenas poucas palavras bastava para mim. 1
c. ( ) Restavam somente poucos homens. 1
d. ( ) Nem o Sol nem a Lua deixam riscos. 32

19. a. ( ) Eu não sou ele. 22


b. ( ) Ele não é eu. 22
c. ( ) O responsável é eles. 22
d. ( ) O fiscal, no caso, sou eu. 22

17
20. a. ( ) O mundo são cinzas. 22
b. ( ) O homem são cinzas. 22
c. ( ) Minha cama eram umas folhas. 22
d. ( ) É uma hora ou são duas horas? 22

21. a. ( ) Os escritores são a glória do país. 22


b. ( ) Daqui à praia são dez quarteirões. 22
c. ( ) Dois quilos é muito para o almoço. 22
d. ( ) Hoje são dia 13 de junho de 2006. 22

22. a. ( ) Um terço dos alunos saíram. 24


b. ( ) Dois terços dos alunos saíram. 24
c. ( ) Vinte por cento da turma saiu. 25
d. ( ) Vinte por cento dos alunos saíram. 25

23. a. ( ) Os alunos parecem gostar do trabalho. 23


b. ( ) Os alunos parece gostarem do trabalho. 23
c. ( ) Os alunos parecem gostarem do trabalho. 23
d. ( ) Gostarem os alunos do trabalho parece. 23

24. a. ( ) Onde está meus óculos, minha filha? 1


b. ( ) Nascer e morrer são os pólos da vida. 15
c. ( ) Somos nós quem paga esta conta. 13
d. ( ) Sou uma pessoa que paga esta conta. 12

25. a. ( ) Treze anos faz neste mês que me graduei. 18


b. ( ) Quem era os responsáveis pela fiscalização? 1
c. ( ) A Diretora com os assessores chegou cedo. 33
d. ( ) Passou, enfim, a época da guerra no Iraque. 3

_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________

18
CONCORDÂNCIA VERBAL / Regras

REGRA GERAL
O verbo concorda com o sujeito em pessoa e número.
Pessoa: primeira, segunda e terceira. Número: singular e plural.

1. Ex.: Os alunos estudam.

2. Sujeito composto anteposto ao verbo:


Verbo no plural
Ex.: Myrthes, Vinícius e Gabriela saíram.

3. Sujeito composto posposto ao verbo:


Verbo no plural ou concordando com o mais próximo.
Ex.: Saíram Myrthes, Vinícius e Gabriela.
Saiu Myrthes, Vinícius e Gabriela.

4. Sujeito composto com núcleos sinônimos (ou quase sinônimos):


Verbo concorda com o mais próximo, preferencialmente.
Ex.: A nostalgia e a saudade MORAVA em seu barracão.

5. Núcleos do sujeito composto em gradação de sentido:


Verbo concorda com o mais próximo, preferencialmente.
Ex.: Um gesto, um olhar, uma palavra BASTAVA.

6. Sujeito composto, resumido por TUDO, NADA, NINGUÉM, ALGUÉM, CADA UM, CADA
QUAL:
Verbo no singular (palavra síntese):
Ex.: Cadeiras, mesas, estantes, NADA escapou.
Pedro, Francisco, Miguel, NINGUÉM chegou.

7. Sujeito composto por pessoas diferentes:


Prioridade:
Verbo na 1a pessoa sempre, em qualquer hipótese;
Verbo na 2a pessoa é melhor, se houver 2ª e 3ª pessoa;
Verbo na 3a pessoa é (aceitável), se houver 2ª e 3ª pessoa.

Ex.: Eu, tu e ele fomos à rua. (1a pessoa).


Tu e ele sois irmãos? (2a pessoa) (é a melhor concordância).
Tu e ele são irmãos? (3a pessoa) (é concordância aceitável).

19
8. Pronome apassivador “SE”
Verbo concorda com o sujeito.
Ex.: Vende-se casa. / Vendem-se casas.
• transitivo direto
verbos • transitivo direto e indireto

9. “SE” (índice de indeterminação do sujeito):


Verbo sempre na 3a pessoa do singular.
Ex.: Precisa-se de operários. / Cuida-se de todos. /Assiste-se a bons filmes.

• intransitivo
verbos • transitivo indireto
• ligação

10. Sujeito Coletivo:


Verbo no singular.
Ex.: O pessoal saiu.

11. Sujeito coletivo mencionando indivíduos nele contidos:


a) Verbo no singular.
b) Verbo concordando com os individuos.

Ex.: UM BANDO de estudantes saiu.


Um bando DE ESTUDANTES saíram.

12. “QUE” pronome relativo-sujeito:


Verbo concorda com o antecedente.
Ex.: Sou eu que pago. Somos nós que pagamos.

13. Sujeito formado por QUEM:


a) Igual à regra do QUE, ou
b) Verbo na 3a pessoa do singular.

Exs.:Sou eu quem pago. Sou eu quem paga. (3a pessoa)

Somos nós quem pagamos. Somos nós quem paga. (3a pessoa)

14. Sujeito - pronome de tratamento:


Verbo na 3a pessoa.
Exs.: Vossa Senhoria saiu. Vossas Senhorias saíram.

20
15. Sujeito oracional ou verbos no infinitivo:
Verbo na 3a pessoa do singular, exceto se houver artigo, ou idéias opostas:
Ex.: Não ADIANTA discutir tais assuntos
(oração subjetiva)
- Ler e estudar dá cultura (certo)
- O ler e o estudar dão cultura (certo) presença do artigo
- Ler e estudar são atos diversos (certo) idéias opostas

16. Núcleos ligados por “OU”:


a) Idéia de exclusividade: verbo concorda com o mais próximo.
b) Sem idéia de exclusividade: verbo no plural.
Exs.: Andréia ou Isabel casará com Luizinho.
Deus ou Nossa Senhora me ajudem nesta cirurgia.

17. HAVER = existir


HAVER = tempo decorrido
Verbo na 3a pessoa do singular
Ex.: HAVERÁ aulas / DEVE haver aulas. / HÁ treze anos que saí de casa.

18. FAZER = tempo decorrido


FAZER = fenômenos da natureza
 Verbo na 3ª pessoa do singular
Exs.:FAZ cem anos que isso aconteceu.
DEVE fazer cem anos que eles morreram.
FEZ trinta graus ontem em Fortaleza.

19. Expressão MAIS DE UM = verbo no singular.


MAIS DE DOIS, MAIS DE TRÊS,etc = verbo no plural
Exceção: Se houver reciprocidade. (verbo no plural)
Exs.:Mais de um ganhará na loteria – Mais de dois ganharão na sena
Mais de um se abraçaram – Mais de um milhão morreram na guerra.

20. a) QUAL de nós PASSARÁ? (Certo) – pronome no singular


b) Quais de NÓS PASSAREMOS? (Certo) – pronome no plural
c) QUAIS de nós PASSARÃO? (Certo) – (3ª. pessoa do plural –pronome no plural.)

REGRA: Se o pronome interrogativo ou indefinido estiver no singular, o verbo vai


necessariamente para o singular. Se o pronome estiver no plural, há duas
opções.

21
21. a) CAMPINAS é uma grande cidade. (Certo)
b) O AMAZONAS corre para o mar. (Certo)
c) OS ESTADOS UNIDOS venceram a guerra (Certo) (É melhor). Mas venceu não é errado.

REGRA: Nome usado sempre no plural, sem artigo, ou com artigo no singular, verbo
sempre no singular. Nome usado com artigo no plural, verbo preferencialmente
no plural.

22. O verbo SER:


a) Tem tendência a concordar com o plural.
Ex.: O mundo são cinzas.

b) Concorda com pessoa, ser humano.


Exs:Beatriz era as alegrias do pai. / O homem é cinzas.

c) Concorda com o pronome pessoal.


Exs.: O responsável somos nós. / O professor sou eu.
d) Concorda com o predicativo, quando indica HORAS, DIA, DISTÂNCIA.
Exs.: É uma hora. / São duas horas. / Eram dois quarteirões.
Hoje são 2 de junho de 2006. Hoje é (dia) 1° de junho de 2006.

e) Nas expressões de quantidade, fica INVARIÁVEL.


Exs.:Dois mil reais é POUCO.
Cinco mil reais é SUFICIENTE.
Vinte mil reais é MUITO.

23. O verbo PARECER:


As crianças parecem sorrir (Certo)
As crianças parece sorrirem (Certo)
As crianças parecem sorrirem (Errado)

24. Número fracionário:


Verbo concorda com o numerador.
Exs: 1/3 dos funcionários saiu. 2/3 dos funcionários saíram.

25. Número percentual concorda com a expressão que acompanha tal número,
preferencialmente:
Ex.: Vinte por cento dos alunos saíram. Vinte por cento da turma saiu.

26. CERCA DE, MENOS DE, PERTO DE


Verbo no plural.
Exs.: Cerca de duzentos alunos chegaram.
Menos de dois ganharão na loteria.

22
27. Um dos que = verbo no plural (geralmente)

Exs.: Foi um dos professores que mais me ajudaram no concurso.


A Lua é um dos astros naturais que gira em torno da Terra. (É o único astro).

28. Pode-se ver ainda os últimos corredores. (Certo)


Podem-se ver ainda os últimos corretores. (Certo)

REGRA: As duas frases acima estão corretas. Existe, porém, preferência na linguagem
culta pelo emprego do verbo no plural.

29. Nós é que somos brasileiros (Certo)

REGRA: A expressão É QUE, idiotismo da língua portuguesa, é invariável.

30. Tanto a escola (quanto) a família devem educar. (Certo)


(como)
A escola tanto quanto a família deve educar. (Certo)

REGRA: Se o sujeito vem ligado pela correlação tanto... quanto, assim... como, não só.... mas
também, o verbo vai para o plural. Se não houver a correlação, tanto quanto, tanto como,
assim como, colocados antes do segundo elemento, verbo concordará só com o primeiro
elemento.

31. O time vai mal, haja vista os últimos resultados. (Certo)


O time vai mal, hajam vista os últimos resultados. (Certo)
O time vai mal, haja vista aos últimos resultados. (Certo)

REGRA: As três concordâncias acima estão corretas, a primeira, porém, (haja vista
invariável) é a mais freqüente.

32. Nem Ferroviário, nem Ceará será o campeão. (Certo)


Nem Juazeiro nem Crato será sede do governo. (Certo)

REGRA: Quando os termos do sujeito composto vierem ligados pela conjunção NEM, o verbo
irá para o plural se houver idéia de concomitância; para o singular, preferencialmente,
se houver idéia de exclusão.

33. O Presidente com sua secretária chegou. (Certo)


O Presidente com sua secretária chegaram. (Certo)
Chegou o Presidente com sua secretária. (Certo)
Chegaram o Presidente com sua secretária. (Errado)

REGRA: Sujeito posposto com a conjunção com, verbo no singular.

23
34. Um e outro chegou. (Certo)
Um e outro chegaram. (Certo)
Nem um nem outro chegou. (Certo)

REGRA: Com a expressão UM E OUTRO o verbo vai para o singular ou plural; com a
expressão NEM UM NEM OUTRO, o verbo vai para o singular, preferencialmente.

35. Cada diretor, cada funcionário sabe sua obrigação. (Certo)

REGRA: Cada (repetido) leva o verbo para o singular.

Anotações de aula
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________

24
REGÊNCIA VERBAL - EXERCÍCIOS

Marque o certo (C) e o errado (E):

1. ( ) Aspiramos o ar puro da floresta.


2. ( ) Aspiro a um cargo de chefia.
3. ( ) Minha amiga aspira um bom emprego.
4. ( ) Aspiro a dias melhores no próximo governo.
5. ( ) O gerente visou meu cheque.
6. ( ) Visamos a passar no concurso.
7. ( ) O médico assiste os doentes.
8. ( ) O médico assiste aos doentes.
9. ( ) Assistimos o filme na televisão.
10.( ) É direito que lhe assiste.
11.( ) Pagamos esta dívida.
12.( ) Pagamos a todos os empregados.
13.( ) Perdoamos esta dívida.
14.( ) Perdoamos a todos os empregados.
15.( ) Perdoei esta dívida.
16.( ) Perdoei a todos os empregados.
17.( ) O menino agrada o cachorrinho.
18.( ) Fiz tudo para agradar-lhe.
19.( ) Vou chamar meu pai.
20.( ) Chamei-o calça frouxa.
21.( ) Vou chamar-lhe para o time.
22.( ) Chamei-lhe calça frouxa.
23.( ) Eu o chamei bobo.
24.( ) Chamei-lhe de bobo.
25.( ) Não obedecemos você.
26.( ) Não lhe obedeço.
27.( ) Sei que lhe desobedeci.
28.( ) Sei que o desobedecemos.
29.( ) Esqueci você.
30.( ) Esqueci-me de você.
31.( ) Esqueceu-me você.
32.( ) Esqueceram-me vocês.
33.( ) Não lembro de você.
34.( ) Não me lembro de você.
35.( ) Lembrou-me seu telefone.
36.( ) Lembraram-me seus telefones.
37.( ) A mamãe custa muito.
38.( ) Custou-me pegar o táxi.
39.( ) A banana custa R$ 0,10.
40.( ) Custei aprender isso.
41.( ) Quero você na festa.
42.( ) Eu lhe quero, como a um filho.

25
43.( ) Informo você sobre isso.
44.( ) Informei a vocês isso.
45.( ) Avisei V. Sa. da reunião.
46.( ) Avisei a V.Sa. sobre a reunião.
47.( ) O rapaz o serviu, cavalheiro?
48.( ) Esta roupa não lhe serve
49.( ) Nós lhe vimos no Iguatemi.
50.( ) Tal reforma implica dinheiro.
51.( ) Não pise a grama, amigo.
52.( ) A medida não lhe convém.
53.( ) Eu já o conhecia de vista.
54.( ) Não posso atendê-lo logo.
55.( ) Namoro com ela, há muito.
56.( ) Posso lhe beijar agora ?
57.( ) Prefiro mais você do que ele.
58.( ) Compartilho sua grande dor.
59.( ) Usufruí a vantagem do negócio.
60.( ) Eu o telefonarei brevemente.
61.( ) Eu posso ajudá-lo, se quiser.
62.( ) Isto não lhe compete, amiga.
63.( ) O juiz procedeu o julgamento.
64.( ) Gostei do filme que me referi.
65.( ) É o hotel que nos hospedamos.
66.( ) Eu não lhe quero nesta função.
67.( ) Declinei os nomes dos engenheiros.
68.( ) Eu lhe avistei, logo que chegou.
69.( ) Assista-nos a graça de Deus.
70.( ) Cumpra seu dever, meu amigo.

Anotações de aula
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________

26
REGÊNCIA VERBAL

De uma maneira esquemática, você vai encontrar uma rápida explicação sobre os
verbos intransitivos, transitivos e de ligação. Também a regência dos verbos que são
mais freqüentes nas provas de concursos. Veja com carinho pelo menos esses
catorze casos do módulo.
Observe a mania que existe de muitos de usar preposição ou lhe com os verbos.
Aprenda que são menos freqüentes os verbos transitivos indiretos.
Se o verbo não houver sido estudado, é menos provável que seja transitivo indireto.
Veja, porém, um artifício que o ajudará a acertar a regência do verbo.
Vamos supor que eu não saiba a regência dos verbos encontrar e telefonar. Como
devo dizer?

a) Eu o encontrarei?
b) Eu lhe encontrarei?

Se o verbo for transitivo direto, a resposta seria a letra a. Caso seja transitivo indireto,
resposta b.

– Como eu vou saber?


– Faça uma frase com o pronome demonstrativo esta depois do verbo.
Exemplo: Encontrei esta sala (sem preposição) ou
Encontrei a esta sala (com preposição)?
Diga mais de uma vez as duas frases e você vai descobrir que a primeira opção é
melhor para o ouvido: eu encontrei esta sala (sem a preposição a)
Logo, o correto: Eu a encontrei, pois o verbo encontrar é transitivo direto, uma vez que
não pede preposiçao.

Proceda da mesma forma com o verbo telefonar: Eu o telefonei?


Eu lhe telefonei?
Telefonei esta sala (sem preposição) ou
Telefonei para esta sala (com preposição)?
A resposta é a segunda opção. Logo, o verbo telefonar é transitivo indireto, pois pediu
preposição. Eu lhe telefonei - é o correto. E não “Eu o telefonei” (transitivo direto).

Os verbos podem ser, quanto à regência, classificados em:


• INTRANSITIVOS
• TRANSITIVOS
• DE LIGAÇÃO

27
INTRANSITIVO: é o verbo cuja ação não passa (não transita) além do verbo.
Exs.:A criança VIVE.
O sol BRILHA.
TRANSITIVO DIRETO é o verbo cuja ação passa para o objeto diretamente (sem
auxílio da preposição).
Exs.:Já vi ESTE FILME.
O.D.

Eu amo ESTA GAROTA.


O.D.
TRANSITIVO INDIRETO: é o verbo cuja ação passa para o objeto indiretamente (por
meio de preposição).
Exs.: Gosto de VOCÊ. - Creio em VOCÊ.
O.I. O.I.
DE LIGAÇÃO: são verbos que não têm significação. São meros conectivos.
Exs.: ser, estar, ficar, permanecer, tornar-se, andar, etc.
• Giordani É bom.
• A paralítica ANDA doente.

Observações:
a) Há verbos que mudam de regência e conservam o mesmo sentido.
Este juiz PRESIDIU o jogo. (T.D.)
Este juiz PRESIDIU ao jogo. (T.I.)
b) Há verbos que mudam de regência e mudam de sentido.
O sol DECLINA. (intransitivo)
DECLINEI os nomes. (T.D.)
DECLINAMOS do convite. (T.I.)

REGÊNCIA DOS PRINCIPAIS VERBOS

1. AGRADAR
• Transitivo Indireto - ser agradável, satisfazer. Ex.: O cantor agrada ao público.
• Transitivo Direto - mimar, acariciar. Ex.: O menino agrada o cachorrinho. (uso
quase arcaico).

2. ASSISTIR
• Intransitivo: morar, residir. Ex.: A loja assiste em várias cidades do Ceará.
• Transitivo Direto: socorrer, prestar assistência. Ex.: O médico assiste o doente.
• Transitivo Indireto:
a) ver, presenciar Ex: Assistimos à inauguração.
b) caber, tocar, ser de direito. Ex: É direito que lhe assiste.
c) socorrer, prestar assistência. Ex: O médico assiste ao doente.

28
3. ASPIRAR
• Transitivo Direto: respirar, cheirar, inalar.
Ex: Raimundo aspira o ar puro.
• Transitivo Indireto: desejar, almejar, ambicionar.
Ex: Aspiro a esta promoção.

4. ESQUECER e ESQUECER-SE
• Transitivo Direto: olvidar, perder a lembrança de.
Ex: Esqueci você.
• Transitivo Indireto: quando for usado pronominalmente. (Esquecer-se)
Ex: Esqueci-me de você.
ESQUECER (uso clássico): Fugir da memória
- Coisa ou pessoa que foge da memória = sujeito.
- Pessoa para quem algo foge = objeto indireto.
Ex: Esqueceu-ME SEU TELEFONE.
O.I Sujeito
Outro exemplo: Esqueceram-me seus nomes.

5. LEMBRAR e LEMBRAR-SE
• LEMBRAR - T.D.
Ex: Não lembro você.
• LEMBRAR-SE - T. I.
Ex: Não me lembro de você.
• LEMBRAR (uso clássico): Vir à mente.
Ex: Lembrou-ME seu telefone.
O.I Sujeito
Outro exemplo:
Lembraram-me seus telefones.

6. CHAMAR
• Transitivo Direto - convocar, fazer vir.
Ex: O gerente chamou o vendedor.
• Transitivo Indireto ou Direto - apelidar, cognominar .
Chamei-o bobo. (Certo)
Chamei-o de bobo. (Certo)
Chamei-lhe bobo. (Certo)
Chamei-lhe de bobo. (Certo)

Observação: Neste sentido, pode ser também transitivo direto

7. QUERER
• Transitivo Direto - desejar.
Ex: Quero você na festa.

29
• Transitivo Indireto - estimar, amar.
Ex: Eu lhe quero muito. Eu quero a meus filhos.

8. PAGAR e PERDOAR
• Transitivo Direto • Transitivo Indireto
- Coisa - O.D.
- Pessoa ou entidade - O.I.
Ex: a) Paguei esta conta. Perdoei esta conta.
b) Paguei a estes funcionários. Perdoei a estes funcionários.

9. OBEDECER (desobedecer)
• Transitivo Indireto
Ex: Ele obedece ao regulamento. Ele desobedece ao regulamento. Sei que lhe
desobedeci.

10. VISAR
• Transitivo Direto
a) Apontar arma, mirar. Ex: Visou o alvo.
b) Colocar o visto, passar o visto. Ex: Visei o passaporte.
• Transitivo Indireto - almejar, desejar.
Ex: Viso a dias melhores.

11. CUSTAR
• Transitivo Direto - “ser adquirido pelo preço de”:
Ex: A banana custa muito dinheiro.
• Transitivo Indireto - ser difícil, ser penoso. Usado só na 3ª. pessoa.
a COISA que é difícil - ORAÇÃO SUBJETIVA
a PESSOA para quem a coisa é difícil - OBJETO INDIRETO
Ex: Custou-ME APRENDER A MATÉRIA
O.I. Sujeito
Outro exemplo:  Custa-nos pegar um táxi.

• Transitivo Direto e Indireto - acarretar, causar, provocar.


A tarefa custou-ME SACRIFÍCIOS
O.I. O.D

12. INFORMAR, AVISAR, CIENTIFICAR, CERTIFICAR, COMUNICAR


• Transitivo Direto e Indireto
- PESSOA = O.D.
- COISA = O.I.
(ou o contrário)
Ex: Informei vocês sobre isso. (Pessoa = OD. Coisa = OI)
Informei a vocês isso. (Pessoa = OI. Coisa = OD)

30
13. PREFERIR

OBS.: Com o verbo PREFERIR não se usam MAIS, MUITO MAIS, MENOS,
ANTES, QUE e DO QUE.
• Transitivo Direto e Indireto
- a coisa MAIS apreciada - O.D.
- a coisa MENOS apreciada - O.I.
Ex: Prefiro o Vasco ao Flamengo.

14. SERVIR
• Transitivo Direto
Prestar serviço. Ex: A empresa tem o máximo prazer em servi-lo.
• Transitivo Indireto
Ser útil, ser agradável, ser conveniente.
Ex: Este vestido não lhe serve.

Observações

a) São verbos TRANSITIVOS DIRETOS:


ver - abraçar - namorar - amar - estimar - ouvir - procurar - achar - alvejar -
cumprimentar - amparar - superar - criar - apreciar - compartilhar - usufruir - atingir -
visitar - consultar - advertir – encontrar – admirar – beijar, desfrutar, etc.
b) São verbos TRANSITIVOS INDIRETOS:
obedecer a - necessitar de - simpatizar com - casar com - casar-se com - esquecer-
se de - lembrar-se de - cuidar de - pertencer a - telefonar para - etc.
c) São verbos TRANSITIVOS DIRETOS E INDIRETOS: pagar - perdoar - dar -
pedir - responder - impor - agradecer - atribuir - devolver - oferecer - tributar -
proporcionar - perguntar - oferecer - doar - mostrar - desejar - etc.
d) Verbo Transitivo Indireto NÃO pode ser usado na voz passiva:
A aula foi assistida por todos (ERRADO)
Exceção: Obedecer e desobedecer.
e) Não se pode dar um único objeto a verbos de regência diferentes:
Amo e obedeço meus pais. (ERRADO)
Amo e obedeço a meus pais. (ERRADO)
Correção: Amo meus pais (objeto direto) e lhes (obj. indireto) obedeço.
f) ME
TE
SE O.D. ou Objeto Indireto
NOS
VOS
SE
Ela ME ama Ela ME obedece
O.D. O.I.

31
g) OBJETO DIRETO:
O, A, OS, AS / LO, LA, LOS, LAS / NO, NA, NOS, NAS.

OBJETO INDIRETO:
LHE, LHES (só para pessoa ou algo referente à pessoa)

OBJETO DIRETO ou OBJETO INDIRETO: (para coisa ou pessoa)


A ele, A ela, A eles, A elas
Amo A ELA (O.D.) Preposicionado
Obedeço A ELA (O.I.)

h) Quando o PRONOME RELATIVO funciona como objeto, deve-se obedecer à


regência do verbo.
Encontrei o livro QUE procuravas
Encontrei o livro A QUE te referiste
Encontrei o livro EM QUE te apoiaste
Encontrei o livro SOBRE QUE discorreste
Encontrei o livro POR QUE lutaste
Encontrei o livro DE QUE falaste
Encontrei o livro PARA QUE apelaste
Encontrei o livro COM QUE concordaste

i) Objeto direto preposicionado. O objeto direto quase sempre vem sem preposição.
Às vezes, porém, ele vem preposicionado. Isto acontece nos seguintes casos:
– Quando há risco de ambigüidade. Ex: O Vasco venceu ao São Paulo.
– Quando é constituído das formas pronominais MIM, TI, SE, ELE, NÓS, VÓS.
Ex: Estima a MIM.
– Quando a preposição equivale a um partitivo. Ex. Comeu DA TAPIOCA. Bebeu
DO VINHO.
– Quando o objeto direto é pleonástico. Ex. Visitei-o apenas A ELE.
– Quando o objeto direto é um infinitivo. Ex: Acabou DE FALAR. Cessou DE
CHORAR.
– Em casos idiomáticos da língua. Ex: Gritei POR SOCORRO.

32
Variedades do Português II
´
Português não-padrão Português Padrão

126.Em vez de entrar, saiu. Ao invés de entrar, saiu.


127.Sairemos, após ao jogo. Sairemos após o jogo.
128.Acha que o brasileiro aposenta cedo. Acha que o brasileiro se aposenta cedo.
129.A temperatura aproxima dos quarenta A temperatura aproxima-se dos quarenta
130.Apresentarei os documentos a posteriori. Apresentarei os documentos depois.
131.Todas duas irmãs são bonitas. Todas as duas irmãs são bonitas.
132.Defenda-se contra o mal olhado. Defenda-se contra o mau-olhado.
133.Onde está meu óculos? Onde estão meus óculos?
134.A inflação atingirá a 3%. A inflação atingirá três por cento.
135.Trabalha de uma às quatro da tarde. Trabalha da uma às quatro da tarde.
136.Desfilou às vistas de todos. Desfilou à vista de todos.
137.As frutas custam mais baratas. As frutas custam mais barato.
138.O vestido custa R$ 80,00 cada. O vestido custa R$ 80,00 cada um.
139.Cada uma hora custa dois reais. Cada hora custa dois reais.
140.Caiu muita geada no Paraná. Formou-se muita geada no Paraná.
141.Fez a tradução do português para Fez a versão do português para o inglês.
o inglês.
142.Houve um grande cataclisma na região. Houve um grande cataclismo na região.
143.A mercadoria custa cincoenta reais. A mercadoria custa cinqüenta reais.
144.Citou que vários autores criticam a tese. Citou vários autores que criticam a tese.
145.Todos comentavam sobre suas atitudes. Todos comentavam suas atitudes.
146.O que se ouviam eram mentiras. O que se ouvia eram mentiras.
147.Foi publicado no jornal uma nota. Foi publicada no jornal uma nota.
148.O aluno reclama do preço do bandeijão. O aluno reclama contra o preço do
bandejão.
149.A passagem custam mais de mil A passagem custa mais de mil dólares
dólares.
150.Conseguiu com que todos Conseguiu que todos comparecessem.
comparecessem. comparecessem.
151.Documento contendo vários erros. Documento com vários erros.
152.Carro financiado em até vinte meses. Carro financiado até vinte meses.
153.Ele deita muito cedo. Ele se deita muito cedo.
154.Parecia representar uma pantomina. Parecia representar uma pantomima.
155.Virou-se de modo a não ser visto. Virou-se de modo que não fosse visto.
156. Tirou um entre cinco candidatos. Tirou um dentre cinco candidatos.
157.A contusão devido à queda agravou-se. A contusão devida à queda agravou-se.
158.Ele não se dignou a responder. Ele não se dignou de responder.
159.Diga-lhe para que venha amanhã. Diga-lhe que venha amanhã.
160.O chefe chegou durante a madrugada. O chefe chegou de madrugada.
161.Embora tendo muita fé, abalou-se. Embora tenha muita fé, abalou-se.
162. O time empatou em zero a zero. O time empatou de zero a zero.
163.Deparei-me com este caso. Deparei com este caso.

33
164.Crime contra o erário público. Crime contra o erário.
165.Estacionamento privativo aos alunos Estacionamento privativo dos alunos.
166.Não foi face às confusões. Não foi em face das confusões.
167.Fundo de Garantia por Tempo de Fundo de Garantia do Tempo de
Serviço. Serviço.
168.O frei construiu a capela. O frade construiu a capela.
169.Compre e ganhe grátis um relógio. Compre e receba grátis um relógio.
170.Eram umas grãs-finas. Eram umas grã-finas.
171.Seu habitat natural é a África. Seu habitat é a África.
172.Vai bem, haja visto este relatório. Vai bem, haja vista este relatório.
173.A reforma implica em dinheiro. A reforma implica dinheiro.
174.Falou à imprensa falada e televisionada. Falou ao rádio e à televisão ou aos meios
de comunicação.
175.Informei aos acionistas sobre a venda. Informei os acionistas sobre a venda.
176.O chefe tinha intervido na hora. O chefe tinha intervindo na hora.
177.São eles mesmo que pediram. São eles mesmos que pediram.
178.Planejou a festa, mas que não houve. Planejou a festa que não houve.
179.Meretíssimo juiz. Meritíssimo juiz.
180.Fez o trabalho na surdina. Fez o trabalho em surdina.
181.Substância proteica. Substância protéica.
182.Recorreu à fonte, ou sejam, os impostos. Recorreu à fonte, ou seja, aos impostos.
183.Abra mais uma vez parênteses. Abra mais uma vez parêntese.
184.Foi penalizado pela imprudência. Foi punido pela imprudência.
185.Compareceu perante ao juiz. Compareceu perante o juiz.
186.Os réus balançaram as cabeças. Os réus balançaram a cabeça.
187.A poeta Giselda Medeiros. A poetisa Giselda Medeiros.
188.Não veio, porisso não houve reunião. Não veio, por isso não houve reunião.
189.Envio prazeirosamente o convite. Envio prazerosamente o convite.
190.Exigiu tudo que tem direito. Exigiu tudo a que tem direito.
191.Eles reinvidicavam aumento. Eles reivindicavam aumento.
192.Escaparam três, sendo que duas Escaparam três, das quais duas são loucas
são loucas.
193.Os alunos sequer foram avisados. Os alunos nem foram avisados.
194.O vereador perdeu o seu mandato. O vereador perdeu o mandato.
195.Convenção íbero-americana. Convenção ibero-americana.
196.Brigou com o seu próprio pai. Brigou com o próprio pai.
197.Solicitou para que todos saíssem. Solicitou que todos saíssem.
198.É fruto da somatória de muitos erros. É fruto do somatório de muitos erros.
199.Escreveu sua autobiografia em 2005. Escreveu a autobiografia em 2005.
200.Sucedeu o pai na empresa. Sucedeu ao pai na empresa.
201.A camisa sujou com a poeira. A camisa sujou-se com a poeira.
202.Obteve uma vitória e duas derrotas. Obteve uma vitória e sofreu duas derrotas
203.A não poluição do Cocó. A não-poluição do Cocó.
204.Vi o filme na Tv Verdes Mares. Vi o filme na TV Verdes Mares.
205.Eles têem muitas dívidas. Eles têm muitas dívidas.
206.Isso é uma autêntica perca de tempo. Isso é uma autêntica perda de tempo.

34
207.Construiu em terreno da marinha. Construiu em terreno de marinha.
208.À zero horas, fez zero graus centígrados. À zero hora, fez zero grau centígrado.
209.Depois do atchim, tomou uma aspirina. Depois do atxim, tomou uma aspirina.
210.Jogou no Roma e no Internazionale Jogou na Roma e na Internazionale.
211.Toma iorgute todos os dias. Toma iogurte todos os dias.
212.Escola Apostólica São Vicente de Paula. Escola Apostólica São Vicente de Paulo.
213.Substituiu o transístor. Substituiu o transistor.
214.Fiz anos transanteontem. Fiz anos trasanteontem.
215.O translado do corpo foi ontem. O traslado do corpo foi ontem.
216.Categoria de júniores. Categoria de juniores.
217.As provas contém vários ítens. As provas contêm vários itens.
218.Duas coca e dois hambúrguers. Duas cocas e dois hambúrgueres.
219.Quem come erva é erbívoro. Quem come erva é herbívoro.
220.Toma aerosol todos os dias. Toma aerossol todos os dias.
221.Medidas anti-inflacionárias. Medidas antiinflacionárias.
222.Não sabe o beabá nem o a-e-i-o-u. Não sabe o bê-a-bá nem o á-é-i-ó-u.
223.A ex-namorada pousará para a revista. A ex-namorada posará para a revista.
224.Havia gente à bessa. Havia gente à beça.
225.O jogador tem esforçado-se bastante. O jogador tem-se esforçado bastante.
226.Ganhou o Prêmio Nóbel. Ganhou o Prêmio Nobel.
227.Qual é seu palpite para o jogo do Brasil? Qual é o palpite sobre o jogo do Brasil?
228.Por o desempenhar mal, foi dispensado. Por desempenhá-lo mal, foi dispensado.
229.Um relâmpago caiu na escola. Um raio caiu na escola.
230.O jibão vai protejê-lo dos xique-xiques. O gibão vai protegê-lo dos xiquexiques.
231. Foi acusado de estrupar a manicure. Foi acusado de estuprar a manicure.
232.A toda-poderosa fé em Deus. A todo-poderosa fé em Deus.
233.Foram premiados, tirantes os dois casos. Foram premiados, tirante os dois casos.
234.Aconteceu alguma coisa de boa. Aconteceu alguma coisa de bom.
235.Sob esse prisma, está certo. Por esse prisma, está certo.
236.Os pais das milhares de vítima. Os pais dos milhares de vítimas.
237.Devemos voltarmo-nos para a questão. Devemos voltar-nos para a questão.
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________

35
CRASE - EXERCÍCIOS
Marque o acento indicativo do fenômeno da CRASE, quando necessário:
1. Fomos todos a Quixadá e a Sobral.
2. Chegarei a Fortaleza amanhã.
3. Visitei a Roma dos Césares.
4. Conheço bem a Brasília de JK.
5. Dirigi-me ontem a Paraíba.
6. Nós fizemos alusão a Sibéria.
7. O americano voltou feliz a Terra, após cumprir a missão.
8. O marinheiro foi a terra fazer compras.
9. Vou a casa trocar de roupa.
10. Vou a casa de meus pais trocar de roupa.

11. Entreguei a encomenda aquele funcionário.


12. Não me refiro a esta funcionária, mas aquele aluno.
13. Visitei aquela creche da esquina.
14. Aqueles eu perdôo a inferioridade.
15. Fizemos alusão aquilo que vendeste na feira.

16. A cidade ficou completamente as escuras.


17. A nossa aula será das 9h as 11h30
18. Conseguiu tudo a custa de muito esforço.
19. Nós não compramos a vista e sim, a prazo.
20. A medida que o tempo corria, a torcida vibrava.
21. Os navios estrangeiros ficaram a distância.
22. O iate permaneceu a distância de três milhas.
23. Pôs o remédio devagar gota a gota.
24. Aqueles perfumes cheiravam a rosas.
25. A jovem apaixonada permanecia a janela.
26. Daqui a duas horas, isto é, as 10 h sairemos.
27. Desde as 8 horas, estou aqui na Assembléia.
28. Estilo a maneira de Machado de Assis.
29. Ele usava sempre sapatos a Luís XV.

30. Não ofereci nada a ela nem a ninguém.


31. Chegarei a cidade de Sobral amanhã.
32. Entreguei o aviso a cada secretária.
33. Falei a V. Exa sobre esse assunto.
34. Dirigi-me a Exma.Sra Dona Conceição.
35. Haverá aula a partir de amanhã.
36. O sítio fica a cinco léguas daqui.

37. Dei uma lembrança a minha amiga.


38. Fomos todos juntos até a praia.
39. Ontem dei um presente a Myrthes.

40. A funcionária a qual fiz referência trabalha na fiscalização.


41. Não me refiro a esta aluna, mas a que me procurou ontem
42. Iremos a feira de Itapipoca e a de Juazeiro.

36
TIPOS DE CRASE

Há três tipos de crase:

a) O primeiro é a crase propriamente dita que consiste na fusão do A (preposição) a o A


(artigo). Os dez primeiros exemplos estudados na página anterior ilustram esse primeiro
tipo de crase.
b) A maneira prática de se reconhecer a exigência da preposição é a anteposição de
pronome demonstrativo ESTA.
“Assim, eu vou à praia”, se fosse colocado um pronome demonstrativo antes, como
ficaria “Vou esta praia” ou “Vou a esta praia”? Claro que o correto é a segunda opção;
logo o verbo IR pede A (preposição).
Refiro-me esta festa de inauguração, ou Refiro-me a esta festa de inauguração?

c) Para saber se existe preposição a palavra seguinte pede A (artigo), segunda condição
para haver sinal de crase, usa-se o seguinte quadro:

COLUNA 1 COLUNA 2
- DE - DA
- EM - NA
- POR - PELA
- PARA - PARA A

d) O segundo tipo consiste na fusão do A (preposição) com o A (letra inicial). Esse tipo de
crase só existe antes do vocábulos aquele, aqueles, aquela, aquelas, aquilo.
É a chamada crase eufônica ou crase especial. Exemplos:
Encaminhei o pedido àquele vendedor.
Àquele (com sinal de crase) porque quem encaminha, encaminha A; e aquele começa
pela letra A. Outros exemplos:
Entreguei as mercadorias àquelas freguesas. (Quem entrega, entrega A; aquelas começa
pela letra A).
Fiz alusão àquilo.
Dirijo-me àquela loja
Refiro-me àqueles revendedores.

Outra maneira de aprender é apelar para a substituição:


Àquele(s) = a este(s)
Àquela(s) = a esta(s)
Àquilo = a isto.

e) O terceiro tipo de crase é o que existe nas locuções. Certas locuções, em português,
contituídas de palavras femininas já “nascem” com o sinal de crase. É uma espécie de
“crase de fábrica”, “Crase congênita”. São locuções prepositivas, locuções adverbiais,
locuções conjuntivas.

Locuções prepositivas: à maneira de, à custa de, à força de, à moda de, à beira de, etc.
Locuções adverbiais: às claras, às escuras, às cegas, às escondidas, à tarde, à tardinha, à
noite, à toa, à vista, à uma hora, às duas horas, às quinze horas, à
direita, à esquerda, etc.
Locuções conjuntivas: à medida que, à proporção que, etc.
O acento grave, indicativo desse tipo de crase, é usado muitas vezes para evitar
ambigüidades.

37
DOCUMENTO

PRONOMES DE TRATAMENTO

I. Como se trata:
1. Presidente da República; 2. Um Cardeal;
3. Um Juiz de Direito; 4. O Papa;
5. Um Arcebispo; 6. Um Padre;
7. O Diretor de um Colégio; 8. Um Deputado;
9. Um Coronel; 10. Uma Abade (superior religioso);
11. Um Delegado; 12. Um Reitor de Universidade;
13. Um comerciante; 14. Um Rei;
15. Uma freira;

II. Comentário acerca do Exercício

1. Vossa Excelência (sempre por extenso) quando é usado para o Presidente da República.
Para outras autoridades podemos usar a abreviatura V. Exª (singular) e V. Exas (plural);
2. Vossa Eminência. Abreviaturas: V. Ema (singular) e V. Emas (plural);
3. Vossa Meritíssima (sempre por extenso);
4. Vossa Santidade (sempre por extenso);
5. Vossa Excelência Reverendíssima (para Arcebispos e Bispos).
Abreviaturas: V. Exª e Revma (singular) e V. Exas Revmas (plural);
6. Vossa Reverendíssima. Abreviaturas: V Revma (singular) e V. Revmas (plural);
7. Vossa Senhoria (V. Sa). Plural: Vossas Senhorias (V. Sas).
8. Vossa Excelência. Para Deputados, Secretários, Governadores, Ministros, Prefeitos
Municipais, Presidentes de Câmara Municipal, Embaixadores, Generais, Professores
Catedráticos e outras autoridades de importância. Abreviaturas: V. Exa (singular) e V. Exas
(plural)
9. Vossa Senhoria. Abreviaturas: V. Sª (singular) e V. Sas (plural);
10. Vossa Paternidade: Abreviaturas: V. P. (singular) e VV.PP. (plural);
11. Vossa Senhoria. Abreviaturas: V. Sa (singular) e V. Sas (plural);
12. Vossa Magnificência. Abreviatura: V. Maga (singular) e V. Magas (plural).
13. Vossa Senhoria. Abreviaturas: V. Sa (singular) e V. Sas (plural);
14. Vossa Majestade. Abreviaturas: V. M. (singular) e VV.MM (plural);
15. Respeitável Madre; Respeitável Irmã ou Vossa Reverência (V. Revª).

Observação:

Consoante a Instrução Normativa de 6/3/92, da Secretaria da Administração Federal,


ficou abolido o tratamento Ilustríssimo para as autoridades que recebem o tratamento
de Vossa Senhoria e para particulares. O termo Doutor, segundo a mesma Instrução,
deve restringir-se apenas aos que concluíram o curso universitário de doutorado. Fica
também abolido o uso do tratamento Digníssimo (D.D.) ou Mui Digno (M.D.) para as
autoridades.

38
III. Observações

Ao tratamento de Vossa Excelência ( V. Exª ) têm direito, segundo o Manual de Redação da


Presidência da República:

a) Poder Executivo
Presidente da República - Vice-Presidente - Ministros de Estado - Secretário Geral da
Presidência da República - Consultor-Geral da República - Chefe do Estado-Maior das Forças
Armadas - Chefe do Gabinete Militar da Presidência da República - Chefe do Gabinete Pessoal
do Presidente da República - Secretários da Presidência da República - Procurador-Geral da
República - Governadores e Vice-Governadores - Chefes de Estado-Maior das Três Armas -
Oficiais-Generais das Forças Armadas - Embaixadores - Secretário Executivo e Secretário
Nacional de Ministérios - Secretários de Estado de Governos Estaduais - Prefeitos Municipais.

b) Poder Legislativo
Presidente, Vice-Presidente e Membros da Câmara dos Deputados e do Senado Federal -
Presidente e Membros do Tribunal de Contas da União - Presidente e Membros dos Tribunais
de Contas Estaduais - Presidente e Membros das Assembléias Legislativas Estaduais -
Presidentes das Câmaras Municipais.

d) Poder Judiciário
Presidente e Membros do Supremo Tribunal Federal - Presidente e Membros do Superior
Tribunal de Justiça - Presidente e Membros do Superior Tribunal Militar - Presidente e Membros
do Tribunal Superior Eleitoral - Presidente e Membros do Tribunal Superior do Trabalho -
Presidente e Membros dos Tribunais de Justiça - Presidente e Membros dos Tribunais
Regionais Federais - Presidente e Membros dos Tribunais Regionais Eleitorais - Presidente e
Membros dos Tribunais Regionais do Trabalho - Juízes e Desembargadores - Auditores da
Justiça Militar.

39
PONTUAÇÃO
I) Pontuar, quando necessário:
1. O Coordenador da Comissão anunciou as datas da realização das provas.
2. Meus votos são que sejas aprovado neste concurso.
3. Cheguei vi observei e não gostei.
4. Oh minha filha eu te amo tanto.
5. Não sou alegre nem triste sou poeta (Cecília Meireles)
6. Passou no concurso porém não foi chamado para ocupar o novo cargo.
7. Todos estudam inglês e eu português.
8. Trabalham dia e noite continuam no entanto pobres.
9. Embora estivesse cansado assisti à aula.
10. Sócrates disse Amigos não há amigos.
11. Fiz o concurso e o chefe me elogiou.
12. O nosso objetivo o pentacampeonato foi alcançado.
13. Antigamente as crianças usavam calças curtas.
14. Meus jovens com calma e perseverança se consegue tudo.
15. Procurando as palavras encontram-se os pensamentos.
16. A prece do pobre é um pedido a do rico um recibo.
17. E zumbia e voava e voava e zumbia.
18. Eu disse e digo que fique bem claro.
19. Comprei tudo o que queria livros cadernos e canetas.
20. Fortaleza 16 de junho de 2006.
21. Av. Dom Luís 300 Sala 1 222 Tel. 32 64 95 10
22. A encomenda trouxe-a no carro.
23. Não foi a razão que motivou esta ternura foi a amizade.
24. O homem que crê em Deus vive melhor.
25. Nas sociedades anônimas ou nas limitadas existem problemas nestas porque a
incidência de impostos é maior naquelas porque as responsabilidades são gerais.
II) Marque a única opção em que não houve erro de pontuação:
1. ( ) a - Foi à rua; porém, nada comprou.
( ) b - O presidente, marcou uma reunião.
( ) c - A sala era: enorme, vazia, escura.
( ) d - Fui de trem e ela, de carro.

2. ( ) a - Eu quero, que me leves ao cinema.


( ) b - A água, que é incolor, tem hidrogênio e oxigênio.
( ) c - A água, que contém veneno, não deve ser bebida.
( ) d - Terminado o trabalho saímos com os amigos.

Erros grosseiros no emprego da vírgula, de acordo com o português-padrão:


Usar uma vírgula só entre:
a)sujeito e o verbo
b) verbo e objeto direto
c) verbo e objeto indireto
d) verbo de ligação e predicativo
e) nome e complemento nominal
f) oração principal e oração substantiva (exceto se a oração for apositiva)
Exs.: - Meus votos säo que sejas aprovado. (C)
- Meus votos são estes: que sejas aprovado. (C)

40
Exercício de Vocabulário

Substituir o grifado por palavra ou verbo mais expressivo:

1. A empresa acima identificada fez ( _______________________ ) a importação da mercadoria


e pagou ( ___________________ ) o Imposto de Importação com ( ____________________ )
a alíquota de cinco por cento.
2. O contribuinte reclamou ( __________________________________ ) da exigência do Banco.
3. O lançamento no caso ( __________________________________________________ ) vem
( _____________________________________ ) da mudança de critério jurídico.
4. A mercadoria faz parte ( ______________________________ ) de um conjunto de moldes.
5. A fiscalização trouxe ( _____________________________ ) ainda nos autos a fotografia,
confirmando ( ___________________________________________ ) a descrição fornecida
pelo importador.
6. A impugnante não apresentou qualquer contestação, de onde se conclui ( _______________
______________________________ ) que aceita ( ____________________________ )
ser a mercadoria importada.
7. Afirma ( ________________________ ), no entanto, que na Declaração rotulou ( __________
____________________________ ) a mercadoria no código correto.
8. O art. xxx da Lei xxxxxxxxxxx diz ( _________________________________ ) que a alíquota
aplicável é conhecida pelo posicionamento da mercadoria na tabela.
9. Os critérios estão estabelecidos com muita ( ____________________________ ) clareza.
10. As mercadorias importadas têm ( _______________________ ) a natureza de molde e
entram ( _____________________________ ) perfeitamente nestas características.
11. O próprio importador mostrou ( _______________________ ) estar de acordo ( ___________
________________________ ) com essa afirmação ( _________________________________
________________ ) na medida em que, ao pedir ( ______________________
________________________ ) a emissão da nota, colocou ( _____________________________
______________________________ ) a mercadoria no código apropriado.
12. O esclarecimento já foi dado ( ____________________________ ) pelo órgão competente
para tirar ( ________________________ ) as dúvidas quanto à classificação da mercadoria.
13. A defesa feita ( _________________ ) pelo contribuinte está apoiada ( ______
_________________________________________ ) no fato de que a exigência tributária vem
( ______________________________________ ) da mudança de critério jurídico seguido (
__________________________ ) pela autoridade administrativa.
14. Não se pode dizer ( ______________________ ) que a classificação declarada indevidamente
já teria sido aceita ( ______________________________ ) pelo Fisco.
15. A jurisprudência confirma ( ______________________________ ) essa conclusão, afirmando
( ________________________ ) que é cabível a revisão do lançamento por erro de
classificação fiscal.
16. O discernimento exposto nesta decisão vem ( _________________________ ) do princípio de
livre convencimento do julgador administrativo, apoiado ( _________________________ )
pelo art. xxxxxxx do Decreto xxxxxxxxxxxxxx .
17. A classificação indevida trouxe consigo ( _____________________________ ) insuficiência
de pagamento de imposto, o que provocou ( ______________________________ ) a
aplicação da penalidade prevista no art. xxx, inciso xxx, da Lei xxxxxxx.

41
Exercíos de Estilo

EXERCÍCIO Nº 1

I. Organize um só período, reagrupando frases isoladas e empregando um conector concessivo:


a) O estagiário só tem treze anos. Ele é muito experiente. Ele dá respostas ao juiz como gente
grande.
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________

b) A discussão estava animada. O juiz saiu mais cedo. Tinha outros compromissos.
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________

c) Trabalhamos na mesma área. Somos muito amigos. Raramente nos vemos.


______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________

d) O juiz chegou atrasado. Ele pediu que fizéssemos a fiscalização. O tempo foi insuficiente.
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
e) Eles se casaram. Os pais da moça se opuseram ao casamento. Hoje estão felizes.
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________

Conectores concessivos: embora, ainda que, mesmo, conquanto, posto que, malgrado,
apesar de, não obstante, a despeito de, mesmo que, etc.

II. Dadas as seguintes informações, organize um período composto, empregando os conectivos


adequados:

a) O banco comprou um ônibus. O ônibus agradou a todos. Os funcionários cabem todos no


ônibus.
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________

b) A região foi castigada pela chuva. A chuva caiu a noite inteira. A chuva deixou muito prejuízo
para os comerciantes. __________________________________________________________
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________

c) A fiscalização terminou. Já era tarde. Entrei num barzinho com os amigos. Comemoramos o
resultado dos trabalhos.
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________

d) Esta casa pertence a um dos sócios. Falei-lhe muito desta casa. O ambiente desta casa é
muito bom. ( Emprego do cujo)
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________

42
43
e) Alfredo Bernardo Nobel inventou a dinamite. Nobel foi um químico sueco. Ele inventou
também a gelatina explosiva. Instituiu o prêmio Nobel. O prêmio Nobel é concedido
anualmente a benfeitores da humanidade
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

f) Falei de muitos problemas. Os problemas eram insolúveis.


________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

g) Os industriais entraram em guerra com os distribuidores. O preço da mercadoria subiu.


(Faça três períodos com estruturas frasais diferentes, conservando a mesma idéia )
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

h) Encontrou um blusão velho.No bolso do blusão, havia cinco perfumes contrabandeados


(Cujo)
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

i) Este é o Nordeste. O conferencista falou das dificuldades da região. (Cujo)


________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

III. Melhorar o texto abaixo, substituindo os vocábulos grifados:


O Dia do Trabalho que será amanhã dá a oportunidade de dizer a nossa fé nos rapazes,
nos ombros dos quais estará o Brasil de amanhã, cheio de desenvolvimento e por isso
mesmo com a colaboração garantida no meio das grandes resoluções dos países do
mundo.

________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

44
EXERCÍCIO Nº 2
I. Escreva o conector adequado, conforme a idéia solicitada, elaborando um único
período:
a. A empresa conseguiu o título de campeã de vendas. Isto aliás já se esperava.
(Conformativa)
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
b. Ele estudou muito. Conseguiu passar no concurso. O concurso dará um emprego.
O emprego resolverá seu problema econômico. (Consecutiva e aditiva )
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
c. Eles viajaram. Eles pensavam em voltar. Eles estavam doentes.(Proporcional e causal )
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
d. O tempo passava. A equipe comemorava o resultado com muito barulho. Ela queria
mostrar sua alegria. (Proporcional e final)
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
e. O contador faltou à palavra. Julgo-me livre para agir. (Causal )
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
f. Os procuradores terminaram a última aula do curso. Os procuradores estavam na sala
de aula. Os procuradores serviram-se de refrigerantes e salgados. (Oração reduzida de
particípio - onde) _________________________________________________________
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
g. A comarca é a mais pobre da região. Trabalho nesta comarca desde a primeira
nomeação. Nesta comarca sou muito feliz. (Concessiva - Onde)
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
h. Joana transferiu-se para a minha Divisão. Já lhe falei da competência de Joana. A
Divisão fica perto da Superintendência. (Cujo)
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

II. Corrija os vícios de estilo:


a. O fiscal mandou o contador pegar os livros e que trouxesse os recibos.
________________________________________________________________________
b. Ou você desconta o cheque na Agência Centro ou na Agência Metropolitana.
________________________________________________________________________
c. Não pude ver o homem da janela.
________________________________________________________________________
d. A fiscalização agiu rapidamente, inteligentemente e eficazmente.
________________________________________________________________________
e. Ela é a mãe do rapaz, que é contrabandista
________________________________________________________________________

45
DOCUMENTO DE APOIO
1. Mesmo é empregado:
a) quando acompanha substantivo: o mesmo artifice preparou o quadro; foi você mesmo
a vencedora;
b) quando, na forma neutra, indica a mesma coisa, como no exemplo: o mesmo foi
afirmado pela testemunha.
Não se usa mesmo no lugar de ele, este, aquele. No exemplo o escrivão não
preparou a certidão, porque o mesmo esteve ausente, mesmo está mal empregado. Ou
se substitui por ele ou simplesmente se subentende.

2. Não são corretas as locuções vez que, face a, dês que, frente a . Certo: uma vez
que, em face de. desde que, em frente de.

3. Para indicar a ação, prefira-se o verbo ao substantivo. Exemplo: É proibido retirar


peças do processo está melhor do que é proibida a retirada de peças do processo. O § 2º
do art. 201 da Constituição Federal está assim redigido: “ É vedado subvenção ou auxílio
do Poder Público às entidades de previdência privada com fins lucrativos.” A redação
ficaria mais técnica nestes termos: É vedado ao Poder Público subvencionar ou auxiliar
entidade de previdência privada com fins lucrativos.
Aplicando-se esta orientação, o último exemplo do item 4º ficaria assim: É vedado
aos partidos políticos utilizar organização paramilitar.

4. Cuide-se da regência, principalmente para deixar claro a quem se destina a ação. O §


4º do art. 17 da Constituição Federal apresenta este desvio: “É vedada a utilização pelos
partidos políticos de organização paramilitar.” Pergunta-se a utilização é vedada a quem?
A redação ficaria mais objetiva e gramatical assim: É vedada aos partidos políticos a
utilização de organização paramilitar.

5. Quando a oração subordinada é anterior à principal e possui o mesmo sujeito desta,


este aparece expresso na Segunda. Exemplo:
“Sendo os embargos interpostos após o prazo legal, contado a partir da
intimação da penhora, devem os mesmos ser rejeitados por manifesta
extemporaneidade.”
Redação melhor: Sendo interpostos após o prazo legal, contado partir da
intimação da penhora, devem os embargos ser rejeitados por manifesta
extemporaneidade.

6. A letra inicial é, por regra geral, minúscula; será maiúscula só nos casos previstos no
Formulário Ortográfico da Língua Portuguesa (Lei n. 2.623/55).
Palavras como autor, réu, paciente, advogado, apelante, autuada, sujeito passivo
escrevem-se com inicial minúscula.

7. O conectivo e liga funções iguais. Por exemplo: substantivo com substantivo, verbo
com verbo, subordinada adverbial com subordinada adverbial, principal com principal.
Não revelando os autos, provas que autorizem eleger qual a verdadeira versão,
para os fatos, dadas pelas acusadas envolvidas na recíproca agressão e, em sendo uma
delas absolvida, é de rigor que a solução, sob pena de prática de uma injustiça, se
entenda a outra contendora.”
Nesta redação, o conectivo e (depois de agressão), acompanhado de vírgula, liga Não
revelando (...) na recíproca agressão com é de rigor (...) contendora, quando deve unir

46
aquele enunciado a sendo uma delas absolvida, isto porque o conectivo e liga funções
iguais, ou seja, revelando e sendo (ambos no gerúndio). Assim, errôneo o emprego da
vírgula, nesse caso, depois do e.
( Retirado do livro Como Redigir Ementas de Hildebrando Campestrini , Ed. Saraiva,
1994, com adaptações e acréscimos do professor ).

8. Nas referência à lei, use-se a forma ascendente ou a descendente: da alínea para o


artigo ou do artigo para a alínea. Exemplo hipotético: O benefício é previsto no inciso II do
§ 4º do art. 15 da Lei n. 3.459, de 10 de outubro de 1955 ou o benefício é previsto no art.
15, § 4º, II, da Lei n. 3.459, de 10 de outubro de 1955. Observem-se as vírgulas. É de
praxe não usá-las na forma ascendente e sim, na descendente.

Lei Complementar nº. 95, de 26 de fevereiro de 1998


................................................................
Art. 10. Os textos legais serão articulados com observância dos seguintes princípios:
1 - a unidade básica de articulação será o artigo, indicado pela abreviatura “Art.”, seguida
de numeração ordinal até o nono e cardinal a partir deste;
2 – os artigos desdobrar-se-ão em parágrafos ou em incisos, os parágrafos em incisos, os
incisos em alíneas e as alíneas em itens;
3 - os parágrafos são representados pelo sinal gráfico “§” , seguido de numeração
ordinal até o nono e cardinal a partir deste, utilizando-se, quando existente apenas um, a
expressão “parágrafo único” por extenso.
4 – os incisos serão representados por algarismos romanos, as alíneas por letras
minúsculas e os itens por algarismos arábicos; .................. Diário Oficial da União, de
27 de fevereiro de 1998.

9.
SIGLAS
A Folha de São Paulo adota as seguintes normas :
a) não usar pontos nas siglas:
b) no caso de siglas não vulgarizadas escrever por extenso os nomes que as compõem
na primeira menção que se fizer a elas;
c) as siglas – ou palavras formadas com sílabas de uma expressão – com mais de três
letras são escritas apenas com a inicial maiúscula: Unesco, Sudene, Senai, Sesc,
Bradesco, Telemar e Petrobrás;
d) as siglas que se lêem letra por letra são escritas com todas em maiúsculas: FGTS,
MPLA ;
e) siglas de três ou duas letras também vêm grafadas em maiúsculas: ONU, CIA.
Exceções: CNPq e UnB. ( Vide Manual Geral da Redação, Folha de São Paulo,
1987)

Acerca do plural de siglas: “Não vemos mal em escrever “os INPs”. Se a sigla passou a
ter força de vocábulo, não é de estranhar um s para indicar-lhe o plural. Um cuidado
apenas requer esse procedimento – que o s indicativo da pluralização seja minúsculo: os
PMs.......” ( Dicionário de Questões Vernáculas. Napoleão Mendes de Almeida, Ed.
Caminho Suave Ltda, 1981)

47
10.
TERMOS TÉCNICOS:
Nos orçamentos, a despesa é fixada e a receita, estimada ;
Funcionários da Justiça são serventuários;
Habeas corpus são impetrados; Juiz não dá parecer; ele julga, vota, dá sentença;
Recursos são interpostos; Portaria é baixada; Ofício é expedido; Multas são aplicadas;
Sentenças são proferidas; Prisões preventivas são decretadas;
Exonerações são geralmente concedidas a pedido, caso contrário é demissão.
Os municípios são separados por limites; os estados por divisas e os países por
fronteiras

TEMPESTIVO
O termo latino tempestas passou por vários significados sucessivamente: “momento do
dia”, “estado atmosférico” (tempo bom ou mau) para se fixar em “tempo borrascoso,
tempestade”.
Na área jurídica, mantém-se o sentido primitivo nas formas “tempestivo” (em tempo
devido, oportuno, adequado) e “intempestivo” ( em tempo não devido, oportuno,
adequado).

SOLDO, SALÁRIO, VENCIMENTOS, ESTIPÊNDIOS, PROVENTOS e outros


Soldo = militares; Salário = regidos pela C.L.T.; Vencimentos = funcionários públicos
da ativa ; Honorários = advogados; Estipêndios = magistrados; Pensão = viúvas e
herdeiros de aposentados; Subsídios = senadores, deputados, vereadores e prefeitos ;
Féria = o apurado de um dia para o comerciante

INCLUSIVE
Não é bom aconselhável o emprego da expressão acima antes da idéia que se diz
incluída :
Todos estavam ansiosos com o resultado, inclusive os próprios fiscais (E)
Todos estavam ansiosos com o resultado; os próprios fiscais, inclusive (C)
É correto , porém, o emprego da forma incluindo antes da idéia a que se refere:
Todos estavam ansiosos com o resultado, incluindo os próprios fiscais.

11. GRAFIA DE NUMERAIS


Os numerais devem ser escritos por extenso quando constituírem uma única palavra
(“quinze”, “trezentos”, “mil” etc.). Quando constituírem mais de uma deverão ser grafados
em algarismos (“25”; “141” etc.). Os numerais que indiquem percentagem seguem a
mesma regra: a expressão “por cento” será grafada por extenso se o numeral constituir
uma única palavra (“quinze por cento”, “cem por cento”), e na forma numérica seguida de
símbolo “%” se o numeral constituir mais de uma palavra (“142%”, “57%”, etc.).
“Os valores monetários devem ser expressos em algarismos, seguidos da indicação, por
extenso, entre parênteses. Se o valor a ser mencionado estiver localizado no final de uma
linha, não deve ser separado: o cifrão deve ser colocado em uma linha e o numeral na
seguinte“. (Instrução Normativa nº 4, da Secretaria da Administração Federal. 6. 3.92. Cf.
D.O. de 4.3.92.)

48
REDAÇÃO OFICIAL

OFÍCIO

1. Conceituação

É a forma de correspondência externa entre autoridades de órgãos públicos, ou


deles emanados, entre si, ou com outras entidades, tratando de assunto oficial, de
serviço, ou de caráter social.
Por extensão, é utilizado como expediente de comunicação escrita de agente
público ou de poder delegado a um particular.
Modernamente, é amplamente usado por entidades não oficiais, como clubes,
sindicatos, academias e associações em geral.

2. Partes Componentes
1) Timbre
Contém impresso o nome do órgão expedidor, seguido ou não do símbolo ou logotipo.

2) Número de Ordem
É acompanhado dos dois últimos dígitos do ano.
Assim:
Ofício nº 19/06
Quando há vários setores do órgão que emitem
ofício, põe-se um código de identificação.
Assim:
Ofício nº 19/06 –GD

3) Local e Data
Assim:
Fortaleza, 18 de junho de 2006
Omite-se o local, quando já identificado no timbre.
Assim:
Em 18 de junho de 2006
Observe-se: o nome do mês é com letra minúscula,
Não existe ponto-final após o primeiro número do ano
civil. É facultativo o emprego do ponto após 2006.

4) Endereçamento
Escreve-se sempre na primeira folha do ofício.
Segundo o Manual de Redação da Presidência da República, 2a. edição, o
endereçamento do Ofício não deve ser feito mais no final da primeira página e sim, no
alto, após o local e data, como sempre se fez nas cartas comerciais.
Recomenda-se no endereçamento que se coloque apenas o cargo. Verifica-se, porém,
uma tendência de se colocar o nome civil do destinatário e de suprimir o endereço.
Consoante a Instrução Normativa de 6/3/92, já citada, fica abolido o tratamento
Ilustríssimo para as autoridades que recebem o tratamento de Vossa Senhoria e para
particulares. O termo Doutor, segundo a mesma Instrução, deve restringir-se apenas
aos que concluíram o curso universitário de doutorado.
Fica também abolido o uso do tratamento Digníssimo (D.D.) ou Mui Digno(M.D.) para
as autoridades.

49
A dignidade é pressuposto para que se ocupe qualquer cargo público, sendo
desnecessária a sua repetida evocação.
Essas observações devem ser verificadas igualmente nos envelopes.
Assim:

A Sua Excelência, o Senhor Lúcio Gonçalo de Alcântara


Governador do Estado do Ceará.

À Senhora Maria Joaquina de Amaral Góis


Diretora do Departamento de Recursos Humanos

5) Ementa
Contém a súmula do assunto principal ou a referência a outro documento.
Escreve-se a palavra ementa ou assunto.
Assim:
Ementa: Pedido de nomeação de professor
Ementa: Processo nº 3.884/06
A ementa não é obrigatória, embora muito útil para a triagem de documentos.
Alguns órgãos preferem que a ementa contenha o nome do emissor, do receptor e a
palavra assunto.
Assim:

Do Diretor do Colégio Joaquim Nogueira


Ao Secretário da Saúde do Estado do Ceará
Assunto: Campanha contra a cólera

6) Invocação
ou vocativo, em que se escreve uma palavra de chamamento, seguida do cargo do
receptor, precedido do tratamento adequado. Observe três invocações:
Senhor Secretário,
Excelentíssimo Senhor Governador

A Instrução Normativa nº 133, de 2 de março de 1982, aconselha a dispensa da


invocação, quando a identificação do destinatário é óbvia no documento.

7) Texto
É dividido em parágrafos, que podem ou não ser numerados, menos o primeiro. É
datilografado ou digitado geralmente em espaço dois.
O texto contém:
- uma exposição, em que se apresenta o objetivo do ofício;
- um apelo, quando há necessidade de motivar o receptor a agir conforme ao que
se deseja;
- um impulso à ação, que o leve a tomar imediatamente uma decisão concreta.
A linguagem do texto do ofício deve ser correta, clara, consoante a língua-padrão,
desprovida, porém, de enfeites literários.

8) Fecho
Além da finalidade óbvia de marcar o fim do texto, contém uma saudação ao
destinatário: A Instrução Normativa nº 4/93, da Secretaria da Administração Federal,
estabeleceu o emprego somente de dois fechos diferentes para todas as
modalidades de comunicação oficial:

50
- para autoridades superiores, incluindo o Presidente da República:
Respeitosamente
- para as autoridades da mesma hierarquia ou de hierarquia inferior:
Atenciosamente

9) Assinatura e cargo do remetente


O nome civil do emissor é datilografado, ou digitado, na estrutura moderna do ofício,
apenas com maiúsculas nas letras iniciais. O cargo, porém, vem em caixa alta,
coincidindo a primeira letra do nome do emissor. Assim:
José Maria Sousa da Silva
DIRETOR
Na estrutura tradicional, revalorizada pela última Instrução Normativa, da Secretaria
da Administração Federal (6/3/92), é dessa forma a identificação e o cargo emissor:
JOSÉ MARIA SOUSA DA SILVA
Diretor

10) Anexos
Caso haja anexo, escreve-se essa palavra com a indicação dos papéis. Assim:
Anexo: Relatório do bimestre
Anexa: Fotocópia do Estatuto

Observações:
a) O ofício deve tratar geralmente de único assunto;
b) Se o ofício constar mais de uma página, escrevem-se dez ou doze
linhas na primeira folha. O endereçamento ao destinatário é sempre
feito na primeira página. Repete-se o número de ordem do ofício
e os últimos dígitos do ano na folha seguinte. Assim:
Ofício no. 19/06 – II.2
c) Mantém-se geralmente o espaço dois entre as linhas do ofício. No
caso de ofício mais curto ou mais longo, essa norma pode ser alterada.
O importante é a disposição bem centrada de form mais estética possível.

________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

51
Modelo de Ofício

Ofício Nº 3/2004 – DigeaiI/Suplap/Seap/PR

Brasília, 14 de outubro de 2005

A Vossa Excelência o Senhor,


LÚCIO GONÇALO DE ALCANTARA
Governador do Estado do Ceará

Assunto: Convite para primeira reunião do Grupo de Trabalho Interinstitucional do


Programa de Desenvolvimento da Aqüicultura no Semi-árido.

Senhor Governador,

Dando continuidade às tratativas do pacto, por esta Secretaria Especial de Aqüicultura e


Pesca da Presidência da República (Seap/PR ), sobre a elaboração do Programa de
Desenvolvimento da Aqüicultura do Semi-árido, com o objetivo de desenvolver de forma
sustentável e integrada a aqüicultura nesta região, possibilitando a geração de renda,
proteína e trabalho para a população local, incumbiu-me o Senhor Ministro José Fritsch
de convidar Vossa Excelência a participar da primeira reunião de discussão do referido
programa, que contará com a presença de gestores e técnicos, que ocorrerá no dia 22 de
outubro às 14h30 no Auditório Maior do Ministério da Agricultura, Pecuária e
Abastecimento – Mapa.

Na ocasião será apresentada uma proposta conceitual preliminar, elaborada internamente


pela Seap, e as ações desenvolvidas na região pelas instituições participantes.

Para tanto, solicitamos que cada instituição participante apresente, através de seu
representante, as ações que possam ter relação direta ou indireta com o desenvolvimento
da aqüicultura no Semi-árido, considerando o objetivo, período de execução, entidades
envolovidas e recursos disponibilizados, dividindo-as nos grupos temáticos de infra-
estrutura; mercado, mercado institucional e insumos; assistência técnica, capacitação e
pesquisa;e segurança alimentar.

Atenciosamente,

Romeu Porto Daros


SECRETÁRIO ESPECIAL ADJUNTO

52
Modelo de Ofício
ESTADO DO CEARÁ
SECRETARIA DA EDUCAÇÃO DO ESTADO

Ofício nº 195/06 – GS – SEDUC


Fortaleza, 12/6/06

A Vossa Excelência, o senhor


Romário Teodoro Fiúza
Secretário da Administração

Senhor Secretário,

Conforme acertado anteriormente, estamos formalizando a proposta de realização de um


Seminário sobre Reforma Curricular para todos os docentes do da unidades de ensino
médio da Região Metropolitana de Fortaleza.

Neste sentido, gostaríamos de contar com a valiosa colaboração de Vossa Excelência no


que diz respeito à disponibilidade de instalações e equipamentos de um auditório que
comporte em torno de setecentos participantes.

Esclarecemos que tal solicitação se deve à premente necessidade de um apoio logístico


de sua Secretaria a fim de viabilizar a realização de um evento de tal magnitude.

Atenciosamente,

Mário da Silva Cavalcante Neto


SECRETÁRIO DA EDUCAÇÃO

53
Modelos de Requerimento

Exmo. Sr Secretário da Fazenda Municipal da cidade de ......................

..........................., proprietário do prédio sito na Rua ...................... n.º .......,


bairro de ................................, não se conformando com o lançamento que lhe foi
atribuído pelos fiscais dessa Prefeitura, para efeito de pagamento do imposto de
..................., o qual está em manifesta desconformidade com o valor locativo do
citado imóvel, vem requerer revisão do imposto ao mesmo referente.

Nestes termos,

P. deferimento

................., ....... de ............ de ..........

...........................................................

Modelos de Requerimento

Exmo. Sr. Delegado da Receita Federal

.................... firma estabelecida à rua ........................., nesta cidade, que tendo

verificado não haver sido remetido, para cobrança judicial, o seu débito a que se refere

a notificação n° ...../...., é a presente para requerer a V. Exa. se digne autorizar o

recolhimento do aludido débito mais a multa de mora como é de lei.

Nestes termos,

P. Deferimento.

Fortaleza,...........................

Assinatura

54
MEMORANDO

1. Conceituação

É a forma de correspondência oficial, geralmente entre unidades do mesmo órgão


(memorando interno) ou dirigida a pessoas estranhas (memorando externo). Do latim
memorandum, significa o que deve ser lembrado. Focaliza-se muitas vezes um assunto já
tratado em expediente anterior ou para veicular informes de menos importância,
comunicações menos cerimoniosas, avisos e assuntos breves.
É semelhante ao ofício, porém com finalidade eminentemente administrativa,
datilografado em papel meio-ofício (21 cm de largura x 15cm de altura).

2. Partes Componentes

1) Timbre. Vem geralmente impresso no alto, como no ofício.


2) Sigla e número. Escrevem-se as iniciais do órgão emissor, precedidas da
numeração adequada. Veja exemplo:
Memo. nº32/GD
3) Localidade e Data.
Maneiras possíveis:
- Fortaleza, 2 de junho de 2006
- Em 2.6.06
- Em 2/6/06
A localização da localidade e data no papel naturalmente vai depender da escolha
feita quanto à estrutura física do documento: tradicional ou moderna.
6) Ementa ou Assunto. Apresenta a súmula do memorando ou a
referência algum expediente.Neste uso obrigatório. Assim:

Ementa: Retificação de tempo de serviço


Ementa: Processo nº 1.002/06

Como no ofício, alguns órgãos preferem que a ementa contenha o nome


do emissor, do receptor e a palavra assunto. Assim:

Do Diretor do Colégio Estadual Paulo VI


Ao SOE
Assunto: Reunião de Pais

Observação: Às vezes, coloca-se a ementa e logo abaixo a palavra Memorando


seguida do nome do cargo do receptor. Assim:
Ementa: Campanha contra a Cólera
Memorando para o Secretário Municipal da Saúde

7) Texto. Prima pela objetividade, concisão, ausência de formalidades. Os


parágrafos podem ser numerados. São datilografados geralmente em espaço
dois.

55
8) Fecho. Consta de uma só palavra. Pode ser dispensado nos memorandos
internos. Exemplos:
- Respeitosamente,
- Atenciosamente,
- Cordialmente,
- Saudações,

9) Assinatura e Cargo. Veja o que se escreveu sobre isso no capítulo sobre o


Ofício. No memorando pode ser utilizado o carimbo com o
nome do emissor e cargo, que deverá ser encimado pela
assinatura ou rubrica.

10) Anexos. Se houver, são indicados apenas pela quantidade. Escreve-se antes a
palavra Anexo, Anexa, Anexos, Anexas, conforme o caso.

11) Iniciais. Veja o que foi escrito sobre as iniciais no capítulo sobre o ofício

Observação: O despacho (ou resposta) ao memorando, por uma questão de


agilidade, pode ser escrito na própria folha do memorando ou em
folha subseqüente, se for essa a praxe do órgão receptor.

MODELO TRADICIONAL

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA

MEMORANDO INTERNO Nº 75/GD

Fortaleza, 23 de maio de 2006

Da Chefia de Gabinete do Cefet


Ao Chefe de Departamento de Pessoal

Senhor Chefe,

Informo a V.Sª. que MARIA MACNADY TRIGUEIRO, Assistente em


Administração, Subgrupo NM04, Código 181, Nível 25, substituirá ANTONIO TREZE DE
QUEIROZ, Secretário Administrativo, Código FG-06, no período de 2 a 21/1/05, em
virtude de sua designação como substituta da titular da Chefia de Gabinete, no citado
período.

REGINA LÚCIA DE ABREU BARBOSA


Chefa de Gabinete

56
Modelo de Ata
ATA DA 200ª REUNIÃO ORDINÁRIA DA CaEx/CEPE
Ao décimo quarto dia do mês de Abril do ano de dois mil e cinco, às catorze horas e quarenta
minutos, no Anfiteatro da Reitoria, teve início a Ducentésima Reunião Ordinária da Câmara de
Extensão do CEPE, sob a Presidência da Senhora Pró-Reitora de Extensão, Profa. Dra. Maria
Luísa Guillaumon Emmel. Estiveram presentes os membros que assinaram a lista anexa a esta
ata.
1. EXPEDIENTE
1.1. Comunicações da Presidência
A Profª. Drª. Maria Luísa iniciou a reunião dando boas vindas ao novo
representante titular do DEMa, o Prof. Dr. Sebastião V. Canevarolo Júnior e à
nova representante titular do DFMC, a Profª. Drª. Silene Torres Marques.
Em seguida, a Presidente da reunião passou aos membros presentes os seguintes informes: 1) O
Telecentro UFScar está pronto e será inaugurado no dia 29 de Abril ás 14:00 horas na Sin. Na
oportunidade, convidou a todos para a solenidade de inauguração. 2) Foram indicadas para o
Conselho Municipal de Cultura a Profª. Drª. Maria Inês Mancuso (titular) e a funcionária da Bco,
Lígia Maria Silva e Souza (suplente). 3) Entre os dias 29 de Agosto a 02 de Setembro ocorrerá na
UFSCar a Semana Florestan Fernandes, um evento que a PROEX está organizando em parceria
com a PMSC e que visa homenagear este cientista social de grande importância. 4) a Pró-Reitora
de Extensão informou que o Fórum Nacional de Pró Reitores de Extensão tem toda uma pauta
para a saúde ligada à articulação junto ao SUS, o que ajuda a direcionar as ações futuras do nosso
Núcleo UFScar-Saúde. 5) No dia 14 de Abril estava sendo lançada a Rede de Tecnologias Sociais.
6) A Profª. Drª. Maria Luísa passou a informar sobre as principais notícias vindas do Fórum de Pró-
Reitores da Região Sudeste, destacando os editais que estão para serem publicados. Pela
primeira vez, o CNPq abriu um espaço para o financiamento da extensão. Informou também que
será divulgado um novo edital PROEXT e solicitou que os professores sigam corretamente o
formulário, deixando clara a relevância acadêmica e social dos projetos. Existe a proposta de que
se faça uma avaliação “in loco” dos projetos. 7) Todas as Universidades devem encaminhar
matérias sobre programas e projetos para a revista do PROEXT. 8) A presidente da reunião deu
ciência aos presentes acerca do VIII Encontro Ibero-americano de Extensão Universitária que
ocorrerá de 27 a 30 de Novembro no Rio de Janeiro. 9) O SEMP (Seminário de Metodologias
Participativas) acontecerá em 2006. 10) Para concluir, deu ciência do Projeto UFSCar Cultural que
está sendo construído e que deverá incluir eventos musicais e artísticos, buscando fortalecer o
potencial cultural local e regional.
1.2. Comunicações dos Membros
O Prof. Dr. Marcos Vieira Sanches informou sobre o credenciamento de dois laboratórios do
DBV/CCA para atuar também na área de citricultura, uma vez que já presta serviço ao setor
sucroalcooleiro e possui certificação ISO 17025. O Prof. também informou que o Prof. Dr. Oswaldo
Baptista Duarte Filho é o novo presidente da REDESA, que agrega 8 Universidades Federais.
O Prof. Dr. Marcos A. Vieira Sanches deu ciência que o Projeto de Melhoramento Genético do
CCA foi contemplado pelo MCT com R$ 500.000,00 reais para investimentos.
O Prof. Dr. Fábio Gonçalves Pinto informou que a Comissão ACIEPE realizou duas reuniões para
estudo dos problemas relatados na reunião anterior, visando o aperfeiçoamento das normas que
regem a oferta das ACIEPEs.
O Prof. Dr. Sérgio Donizetti Zorzo solicitou a inclusão em pauta na Ordem do dia do item 3.2.3.
análise do recurso solicitando verba para combustível.
2. APRECIAÇÃO DE ATAS
3. Ata da 199ª Reunião Ordinária da CaEx, ocorrida em 17/03/2005. Aprovada.
4. ORDEM DO DIA
4.1. Processos aprovados pela Senhora Presidente, de acordo com deliberação da CaEx
na 134ª Reunião Ordinária. O plenário tomou conhecimento dos processos apresentados na
pauta desta Reunião – 3.1.1. a 3.1.39. Aprovados.
4.2. ITENS A SEREM ANALISADOS PELA CÂMARA DE EXTENSÃO

57
Apresentação do Relatório Financeiro da ProEx referente ao ano de 2004 anexo a esta ata.
A Profª. Drª. Maria Luísa apresentou o relatório financeiro de 2004 (anexo a esta Ata),
demonstrando que houve em recursos alocados um total de R$ 314.000,00, sendo que
R$180.000,00 foram oriundos do fundo de equalização e R$134.000,00 de recursos próprios. Foi
apresentada a tabela de recursos distribuídos e gastos por tipo de projeto (extensão, cultura), a
tabela sintetizando a distribuição de gastos com bolsa por tipo de atividade, o demonstrativo
mensal dos gastos com bolsas por tipo de atividade e fonte de recursos, o demonstrativo mensal
dos gastos com bolsas por fonte de recursos e a tabela de valores distribuídos e gastos com
bolsas e recursos.
3.2.2. Análise do recurso solicitando mais quatro meses de bolsa – Projeto de Extensão:
“Intervenção Multiprofissional e Interdisciplinar em Obesidade Infantil”, Proc. 2010/2004-63, do
DEFMH.
A Câmara de Extensão, após tomar ciência do teor da solicitação de recurso e do parecer anterior
da Comissão Assessora, deliberou pela concessão de mais quatro meses de bolsa para o projeto
“Intervenção Multiprofissional e Interdisciplinar em Obesidade Infantil”, Proc. 2010/2004-63, do
DEFMH, totalizando uma bolsa de extensão de oito meses.
3.2.3. Análise do recurso solicitando verba de combustível para os Projetos de Extensão:
“Impactos Psicossociais da Privatização no Setor de Energia Elétrica: Identificação de Cargas
Laborais e Negociação de Acordo Coletivo de Trabalho”, Proc. 1959/2004-88, do DPsi e, “Retratos
da Terra: História e Memória do Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra”, Proc.
2057/2004-06, do DPsi.
A Câmara de Extensão, após analisar a documentação em referência e baseando-se no parecer
do Coordenador de Cursos e Atividades de Extensão, deliberou pela não concessão de recursos
aos referidos projetos, pelo fato de que os critérios utilizados para a distribuição dos recursos foram
os mesmos para todos os projetos de extensão. O Prof. Dr. Fábio Gonçalves Pinto manifestou-se
dizendo que a ProEx não tem condições de custear todas as solicitações de financiamento de
projetos e que tem critérios para a distribuição da verbas. Segundo ele, os critérios da ProEX
deverão ser mantidos.
3.2.4. Apresentação do Núcleo UFSCar – Cidadania
O Dr. André Faisting fez uma explanação das atribuições e das atividades desenvolvidas pelo
Núcleo UFSCar-Cidadania (anexo a esta Ata), destacando Projeto Rondon, o Telecentro UFSCar,
a Semana Florestan Fernandes e o Curso de Direitos Humanos, que teve grande repercussão
nacional e foi conduzido pela Profa. Norma Felicidade. Colocou os presentes a par de um concurso
que vai premiar trabalhos com a temática Exploração Sexual Infanto-Juvenil que está sendo
desenvolvido pela Secretaria de Direitos Humanos e pela OIT. O concurso envolve três categorias:
graduandos, pós-graduandos e profissionais e os trabalhos poderão ser entregues até o dia 20 de
Maio.
A Profª. Drª. Maria Inês R. Mancuso sugeriu que os Cursos e Eventos ocorridos na Universidade
possam estar sendo mais articulados em relação ao público externo da Universidade havendo
assim uma melhor integração.
O Prof. Dr. Marcos A. Vieira Sanches sugeriu mais duas atividades a serem incorporadas ao
Núcleo Cidadania, a primeira delas é um Projeto feito com pessoas de assentamentos rurais e a
outra é um Projeto feito com idosos, onde os mesmos realizam um trabalho em hortas
comunitárias.
Nada mais havendo a tratar, a Senhora Presidente agradeceu a presença de todos e declarou
encerrada a reunião, na qual, eu, Ana Paula Manzini de Lara Lopes, na qualidade de secretária,
lavrei a presente Ata, a qual assino após ser assinado pela Profa. Dra. Maria Luísa Guillaumon
Emmel e demais membros presentes.
Profa. Dra. Maria Luísa G. Emmel ----------------------------------------------------------------
Prof. Dr. Dermeval J. Mazzini Sartori (Tit) ------------------------------------------------------
Prof. Miguel Antônio Bueno da Costa (Tit) -----------------------------------------------------

58
Legislação pertinente sobre correspondência e atos oficiais

- Decreto n° 96.671/88 de 9/9/88


- Decreto s/n de 15/4/90
- Instrução Normativa n°4 de 6/3/92 (DOU de 9/3/92)
- Decreto nº699/92 (DOU de 15/12/92)
- Portaria nº50/93 (DOU28/6/93)
- Lei nº8.666 de 21.6.93
- Ofício Circular n°3 de 11/2/94 da Subsecretaria de Normas e Processos
Administrativos
- Decreto n°1.937/21/6/96
- IN/STN/MF de 15/1/97
- Lei Complementar n° 95 de 26/2/98 (DOU de 27/2/98)

Bibliografia
BRASIL. Presidência da República. Manual de Redação da Presidência a República.
Brasília, 2ª. Ed. 2002.
BRASIL, Ministério da Educação e do Desporto. Normas sobre Correspondências e
Atos Oficiais. Brasília, 1998
CEARÁ,Governo do Estado.Secretaria da Administração.Manual de Comunicação
Oficial. Fortaleza, 1993
LIMA, Myrson. O Essencial do Português. 5aed. Ed. ABC, Fortaleza, 2005.
PARANÁ. Manual de Comunicação Escrita Oficial do Estado do Paraná. Curitiba 2001.

59