Anda di halaman 1dari 39

Tarifação de Energia Elétrica

• Introdução
• Definições e Conceitos
• Faturamento e Condições de Aplicações das
Tarifas
Introdução
• Até 1981  Energia (kWh) e demanda (máximo kW
mensal)
• A partir de 1982  Tarifação horo-sazonal:
– Preços de demanda e consumo em conformidade com
o período diário (ponta ou fora de ponta) e em
conformidade com a época do ano (período seco ou
período úmido)
– Objetivos:
• Estimular o deslocamento da carga para os períodos de menor
carregamento do sistema
• Orientar o consumo para os períodos de maior hidraulicidade
• Reduzir os investimentos no sistema elétrico
• Utilizar de maneira racional todo o sistema interligado
Definições e Conceitos
• Curva Diária de Carga
• Potência Instalada
• Potências Ativa, Reativa, Aparente e Fator de Potência
• Demanda e Consumo
• Demanda Máxima
• Demanda Média
• Demanda Contratada
• Demanda Registrada
• Demanda de Ultrapassagem
• Demanda Faturada
• Fator de Carga
• Horários de Ponta e Fora de Ponta
• Períodos Seco e Úmido
• Estrutura Tarifária
• Grupos de Consumidores
Curva Diária de Carga
Potência Instalada
• Soma das potências nominais de
equipamentos elétricos de mesma espécie,
instalados na unidade consumidora e em
condições de entrar em funcionamento.
Potências Ativa, Reativa, Aparente e Fator de Potência
Demanda (kW) e Consumo (kWh)

• Demanda  Média da potência ativa,


solicitada ao sistema pela parcela de carga
instalada em operação na unidade
consumidora, durante um dado período.

• Consumo  Quantidade de energia elétrica


utilizada durante qualquer período.
Demanda Máxima
• É a demanda de maior valor verificada
durante um certo período (diário, mensal,
anual, etc.)
Demanda Média
• É a relação entre a quantidade de energia
elétrica consumida (kWh) durante um certo
período e o número de horas deste período.
Demanda Contratada
• Demanda (kW) a ser obrigatória e
continuamente disponibilizada pela
concessionária, conforme valor e período de
vigência fixados em contrato de fornecimento
e que deverá ser integralmente paga, seja ou
não utilizada durante o período de
faturamento.
Demanda Registrada
• Maior demanda (kW), verificada por
medição, integralizada no intervalo de 15
(quinze) minutos durante o período de
faturamento.
Demanda de Ultrapassagem
• Parcela da demanda medida que excede
o valor da demanda contratada.
Demanda Faturada
• Valor da demanda (kW), identificada de
acordo com critérios estabelecidos e
considerada para fins de faturamento,
com aplicação de respectiva tarifa.
• Para fins de faturamento deve-se levar em
conta o grupo de consumidores e seus
critérios
Fator de Carga
• Razão entre a demanda média e a demanda
máxima da unidade consumidora, ocorridas no
mesmo intervalo de tempo especificado.
Horários de Ponta e Fora de Ponta
• Horário de ponta (HP)  Período definido
pela concessionária e composto de 3 (três)
horas diárias consecutivas, considerando-se
os dias que excluem os finais de semana e os
feriados.

• Horário fora de ponta (HFP)  Período


definido pela concessionária e composto das
horas diárias consecutivas complementares
àquelas do HP.
Períodos Seco e Úmido
• Período seco  Período de 7 (sete)
meses consecutivos (maio a novembro).

• Período úmido  Período de 5 (cinco)


meses consecutivos (dezembro a abril).
Estrutura Tarifária
• Convencional
• Horo-sazonal
– Azul
– Verde
Grupos de Consumidores
• Grupo A  Grupamento composto de unidades
consumidoras com fornecimento em tensão igual ou
superior a 2,3 kV, ou ainda, atendidos em tensão
inferior a 2,3 kV a partir de sistema subterrâneo de
distribuição, caracterizado pela aplicação de tarifa
binômia.
• Grupo B  Grupamento composto de unidades
consumidoras com fornecimento em tensão inferior a
2,3 kV, caracterizado pela aplicação de tarifa
monômia (tarifação de kWh, somente).
Grupos de Consumidores
Faturamento e Condições de Aplicações
das Tarifas
• Opções Tarifárias Para o “Grupo A”
• Faturamento:
– Faturamento de Demanda Ativa
– Tolerância de Ultrapassagem
– Faturamento do Consumo Ativo
– Faturamento de Energia e Demanda Reativas
– Cobrança de ICMS
Opções Tarifárias Para o “Grupo A”
Faturamento de Demanda Ativa
• Tarifa Convencional
• Tarifa Horo-sazonal Verde
• Tarifa Horo-sazonal Azul
Tarifa Convencional
• DF = Max (D1, D2)
D1 = Demanda fixada no contrato de fornecimento;
D2 = Maior demanda verificada por medição no
período de faturamento.
Tarifa Horo-sazonal Verde

• Os critérios da demanda para a tarifa


Verde são os mesmos da tarifa
convencional.
Tarifa Horo-sazonal Azul
• Para a tarifa Azul, os critérios são os mesmo da
tarifa convencional, aplicados a cada segmento
(ponta e fora de ponta), ou seja, o maior valor
dentre:
Tolerância de Ultrapassagem
• Sobre a parcela da demanda medida que superar a
respectiva demanda contratada, será aplicada uma
tarifa de ultrapassagem, caso aquela parcela seja
superior aos limites mínimos de tolerância a seguir
fixados:
– 5% para unidade consumidora atendida em tensão de
fornecimento igual ou superior a 69 kV;
– 10% para unidade consumidora atendida em tensão de
fornecimento inferior a 69 kV.

• O Faturamento da Ultrapassagem da Demanda (FDU)


será feito em conformidade com a modalidade
tarifária.
FDU – Tarifação Convencional
FDU – Tarifação Verde
Tarifação Azul
Faturamento de Consumo Ativo

• Tarifa Convencional
• Tarifas Horo-sazonais Verde e Azul
Tarifa Convencional
Tarifas Horo-sazonais Verde e Azul
Faturamento de Energia e Demanda Reativas
• O fator de potência expressa a quantidade de energia ou
potência que está sendo efetivamente utilizada para realizar
trabalho. Mostra a relação entre a potência ativa (kW) e a
potência aparente (kVA).

• A portaria no 1569 do DNAEE (atual ANEEL) fixa o valor de


referência para o fator de potência em 0,92 como limite
mínimo para unidades consumidoras. O faturamento das
energia e demanda reativas pode se dar de duas formas:
1. Por avaliação horária:
horária através da instalação de medidores
apropriados que medem energias ativa e reativa de hora em hora,
obedecendo aos períodos de energia reativa indutiva e capacitiva;
2. Por avaliação mensal:
mensal através dos valores de energias ativa e
reativa medidas durante o ciclo de faturamento.
Faturamento de Reativos por Avaliação Horária
Faturamento de Reativos por Avaliação Horária
Faturamento de Reativos por Avaliação Mensal
Faturamento de Reativos por Avaliação Mensal
Cobrança de ICMS