Anda di halaman 1dari 2

SIMULADO 1ºBIMESTRE.

ARTE-RICARDO ARRUDA

1º ANO
1) Discutimos em sala conceitos e limites da arte e, apesar de concluirmos que eles são
bastante flexíveis, temos alguns parâmetros que devem ser considerados para podermos
entender as diferenças entre arte e uma simples “coisa”.
a) A arte começou a ser feita quando o homem desenvolveu materiais especializados e
locais para expor suas obras.
b) A arte deve ser sempre permanente, pois se não fosse feita para durar não serviria para
nada e seria tempo e materiais desperdiçados.
c) O conceito de arte é extremamente subjetivo e varia de acordo com a cultura a ser
analisada, período histórico ou até mesmo indivíduo em questão.
d) A arte não pode ser espontânea, pois precisa ser bem estudada e analisada antes, fazer
rascunhos e medir o tamanho para ver se a obra vai dar certo.
e) A arte é tão espontânea que jamais uma máquina poderá ser utilizada para a produção de
alguma obra de arte. Isto tiraria todo o romantismo dos artistas.
GABARITO: C

2) Nós seres “tão desenvolvidos do século XXI” demoramos para perceber que o homem
pré-histórico também foi capaz de produzir arte, demoramos a respeitá-la e compreendê-la,
mas hoje sabemos que:
a) O homem paleolítico, como qualquer outro homem não praticava a arte pela arte,
completamente desinteressado como imaginam nos seus devaneios a estética idealista.
Os desenhos e pinturas das cavernas tinham finalidade utilitária, porque possuíam caráter
mágico.
b) O homem da pedra lascada vivia dominado pela crença nos poderes da razão. Como
pintor ele separava a imagem da realidade, a realidade do bisão lá fora pastando, era a
mesma imagem do bisão que estava desenhado na parede, era dominador da natureza e
descrente no poder mágico da imagem.
c) Muitas das pinturas nas cavernas mostram os animais feridos ou flechados, outras com a
marca das mãos sobre o animal a ser abatido, e isso mostrava o desejo de preservar espécies
ameaçadas de extinção por causa das caçadas predatórias
d) As técnicas de pintura usadas pelos homens das cavernas são totalmente voltadas para a
exposição ao ar livre, uma vez que habitavam as florestas e cavernas e por isso, estão
sempre iluminadas.
e) Por causa das condições difíceis eles não tinham como fazer tinta colorida, os artistas
usavam pó de pedras sempre iguais. Todos esses pigmentos eram esfregados nas paredes
com as mãos, resultando em monótonas pinturas em branco e preto.
GABARITO: A

3) A arte grega e a arte romana apresentam vários aspectos, como:


a) a arte grega liga-se à inteligência e à religiosidade, pois os seus governantes eram vistos
como deuses, mas inteligentes e justos que se dedicavam ao bem-estar do povo. A arte
grega volta-se para o gozo da vida presente e para a contemplação da natureza.
b) A pintura grega encontra-se nas telas das galerias de arte, onde eram expostas em
grandes acontecimentos. Jamais os gregos utilizaram a pintura em cerâmicas.
c) Uma grande semelhança se encontra entre arte grega e romana: a construção de sólidos
edifícios para a preservação de cadáveres, por causa da crença na vida após a morte.
d) Os romanos eram grandes admiradores da arte grega, mas por temperamento, muito
diferentes dos gregos. Os romanos eram realistas e práticos, e suas esculturas são uma
representação fiel das pessoas e não a de um ideal de beleza humana.
e) A arte grega era semelhante à arte egípcia, pois eram marcadas pela excessiva
religiosidade e pelo fanatismo, a ponto de só construírem templos religiosos.
GABARITO: D

4) A arte egípcia é lembrada até hoje em filmes, documentários e programas de televisão, o


que nos dá uma idéia da sua importância e permanência ao longo dos séculos. Um aspecto
essencial dessa arte era;
a) A ciência invadiu toda a vida egípcia, interpretando o universo, justificando sua
organização social e política, determinando o papel de cada estamento(=ordem social,
semelhante ao feudalismo) social e, conseqüentemente, desafiando toda a produção artística
desse povo.
b) O fundamento ideológico da arte egípcia é a glorificação do monoteísmo e do rei defunto
divinizado, para o qual se erguiam templos funerários e túmulos grandiosos.
c) Os arquitetos que projetaram os grandes palácios e templos não pretendiam a fama, ou
mostrar que eram mais engenhosos que outros. A dimensão do palácio, a altura de uma
porta, possuía uma finalidade: mostrar àqueles que se aproximavam a grandiosidade do
poder do faraó.
d) As pirâmides do deserto de Gizé são as obras arquitetônicas mais famosas e, foram
construídas por importantes reis com o objetivo de celebrar cultos dentro delas.
e) As esculturas e pinturas eram marcadas pela alta carga emocional e pela ampla idéia de
movimento das imagens.
GABARITO: C