Anda di halaman 1dari 1

agostinho pereiraprof.

am�rico montagnini

nascido na cidade de s�o jo�o da boa vista, estado de s. paulo, no dia


1.o. de maio de 1897, e desencarnado em s. paulo, no dia 29 de novembro de
1966.
na hist�ria do espiritismo paulista um lugar de destaque � reservado ao
prof. am�rico montagnini, quer seja pela sua atua��o incessante, quer pelo
seu grande esfor�o em favor do engrandecimento da causa comum que
esposamos.
montagnini foi presidente da tradicional associa��o esp�rita s�o pedro e
s�o paulo, uma institui��o que prestou inestim�veis servi�os ao
espiritismo, numa �poca quando ele era mal compreendido e olhado por
muitos com reservas. essa associa��o teve a sua sede na rua bar�o de
paranapiacaba no. 7, na capital do estado de s. paulo, tendo passado por
ela grandes vultos esp�ritas, dentre eles os drs. augusto milit�o pacheco
e pedro lameira de andrade.
pertencendo ao quadro diretivo dessa famosa entidade esp�rita, o prof.
montagnini foi um dos elementos que mais propugnaram para que tanto a
associa��o esp�rita s. pedro e s. paulo como a sociedade metaps�quica de
s. paulo se extinguissem, fundindo-se numa nova institui��o: a federa��o
esp�rita do estado de s. paulo, com um programa muito mais vasto e
arrojado.
desta forma, no dia 12 de julho de 1936, com a funda��o da federa��o,
montagnini passou a lhe dar todo o concurso poss�vel. com a ren�ncia, em
10 de dezembro de 1939, do ent�o presidente da institui��o, dr. jo�o
batista pereira, am�rico montagnini assumiu a sua presid�ncia, cargo que
exerceu com raro descortino at� a data da sua desencarna��o.
o trabalho do prof. montagnini no campo da divulga��o do espiritismo foi
dos mais salientes, entretanto, ele trabalhava em sil�ncio, sem alardes.
m�dium de apreci�veis recursos foi companheiro do dr. augusto milit�o
pacheco nas tarefas de esclarecimento daqueles que necessitavam tomar
conhecimento dos consoladores ensinamentos dessa doutrina. desta forma,
al�m de propiciar novas luzes �queles que dela necessitavam ele procurava
minorar os sofrimentos daqueles que buscavam lenitivo para o corpo
alquebrantado.
homem dotado de not�vel senso de responsabilidade, comedido em suas
atitudes, leal, de invej�vel integridade moral, o prof. montagnini
tornou-se de direito e de fato um dos baluartes no campo da divulga��o do
espiritismo no estado de s�o paulo.
:
fonte de consulta:
personagens do espiritismo, de antonio de souza lucena e paulo alves
godoy, editora feesp