Anda di halaman 1dari 12

BREVE HISTÓRIA DO

PAPEL

A invenção do papel foi um processo desenvolvido ao longo dos tempos


históricos, simultaneamente por diferentes povos, em diferentes regiões
geográficas.
O Papiro é um dos predecessores do papel, como o são outros produtos
similares obtidos por martelagem ou prensagem de materiais fibrosos.
Recentes decobertas de papeis em túmulos chineses muito antigos,
mostraram que na China se fabrica papel desde os últimos séculos
antes da Era Cristã. Ainda na China, existem registos que nos dizem
que no ano 105 da Era Cristã foi inventado o papel a partir da
desperdícios de texteis, surgindo assim o papel tal como hoje o
conhecemos.
Pedra, madeira, placas de barro, cânhamo , capim e palha, texteis,
todos foram materiais para escrita usados pela humanidade durante
séculos. Mas, somente em meados do séc.XIX a madeira passou a ser a
principal matéria-prima para fabricação do papel, e só a partir dos anos
60 do séc.XX o eucalipto se tornou a principal fonte de fibra para
fabricação do papel.
Hoje em dia com a procura da rentabilização da reciclagem de papel, há
uma importante preservação da natureza, uma vez que cada vez é
maior o consumo de papel, para os mais diferentes fins.

RECICLAGEM - O QUE É ?

“ tratamento de resíduos ou matérias usadas, de maneira a serem


reutilizadas “
in Dicionário de Lingua Portuguesa, Porto Editora
QUE PAPEL PODEMOS
RECICLAR ?

PAPEIS RECICLÁVEIS PAPEIS NÃO RECICLÁVEIS

JORNAIS E REVISTAS PAPEL QUÍMICO

FOLHAS DE CADERNO PAPEIS METALIZADOS

PAPEL DE COMPUTADOR PAPEIS PARAFINADOS

ENVELOPES PAPEIS PLASTIFICADOS

CAIXAS EM GERAL PAPEIS SANITÁRIOS

APARAS DE PAPEL PAPEIS SUJOS

FOTOCÓPIAS ETIQUETAS ADESIVAS

PAPEL DE FAX FOTOGRAFIAS

CARTAZES ...

FOLHETOS
PLANIFICAÇÃO DA
ACTIVIDADE

COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER ACTIVIDADE TEMPO

• Sensibilizar para a • Recolha de papeis

preservação da recicláveis

natureza • Selecção dos papeis

• Dar a conhecer os • Recolha de materiais da

processos da natureza complementares 3 H.

reciclagem do papel ao papel reciclado (flores,

• Estimular o espírito de folhas, ...)

grupo e avaliar o grau • Recolha de materiais

de envolvimento em complementares ao papel

trabalho de equipa (fios, tecidos, ...)

• Desenvolver a • Preparação dos materiais 1,5 H.

actividade e fomentar • Diluição da pasta

atitudes cívicas 3 H.
• Mergulho
• Divulgar e rentabilizar
• Prensagem
o produto final dos .........?.........
• Secagem
trabalhos de
• Corte
reciclagem realizados 3 H.
• Aplicação

Total 15 H.

DESENVOLVIMENTO DA
ACTIVIDADE
MATERIAIS / RECURSOS

 Papeis usados (papel de jornal, listas telefónicas, revistas, papel de

embrulho, cartolinas, ...);

 Materiais complementares a incorporar no papel (folhas secas, lãs,

tecidos, fios, ...); - Fig.1

Fig.1

 Água;

 Recipientes fundos ( alguidares, baldes, ... ) – Fig.2

 “Varinha mágica” – Fig.2

 2 tábuas

 Caixilhos com rede ( peneiras ) – Fig.3

Fig.2

Fig.3

PROCESSO
1. Rasgar o papel em tiras (se forem diferentes papeis, fazer a sua

separação pois o tempo de amolecimento é diferente); - Figs.4 , 5

F ig.

Fig.5

2. Colocar as tiras de papel num recipiente com água para amolecer (3

partes de água para 1 de papel); - Figs.6 , 7

F ig.

Fig.7

3. Triturar o papel para ficar em pasta; - Fig.8

Fig.8

4. Mergulhar o caixilho na vertical

até ao fundo do alguidar, para reter a pasta sobre a rede, e retirar na

horizontal, deixando escorrer a água excedente; - Figs.9 , 10


F ig.

Fig.10

5. Virar a rede com a pasta para baixo sobre um pano absorvente

(previamente molhado, bem torcido e bem esticado), que está

colocado sobre uma das tábuas; - Fig.11

Fig.11

6. Retirar o excesso da água, passando a mão sobre toda a rede; -

Fig.12

Fig.12

7. Levantar o caixilho com muito cuidado (começando por um dos

lados) deixando o papel sobre o pano; - Fig.13


Fig.13

8. Colocar outro pano absorvente sobre a folha de papel (que também

deve estar molhado, bem torcido e bem esticado);

9. Proceder de igual modo para mais duas ou três camadas de folhas; -

Fig.14

Fig.14

10.Colocar a segunda tábua por cima (sempre com um pano de

entremeio);

11. Fazer a prensagem das folhas entre as tábuas (se não houver uma

prensa, colocar as tábuas no chão, e com os pés sobre elas fazer a

prensagem até deixar de deitar água); - Figs.15 , 16


Fig.15 Fig.16

12.Retirar os panos com muito cuidado para não danificar as folhas;

13. Pendurar os panos num local abrigado do sol, e deixar que sequem.

– Figs.17 , 18

Fig.17 Fig.18

APLICAÇÃO PRÁTICA

Para além do processo descrito anteriormente, em que obtemos a folha

de papel simples, podemos ainda incorporar no papel outros materiais

complementares, sejam eles de origem vegetal ou não, e podemos

também dar cor ao papel (utilizando na própria pasta fios de lã ou

tecido, casca de cebola, chá, pétalas de flores, papel crepe, anilinas,

corantes alimentares, etc.).

Para ornamentar o nosso papel durante o seu processo de realização,

procedemos da seguinte forma:

Após retirado o caixilho da imersão, e depois de deixar escorrer a àgua

excedente, colocamos folhas secas, aromas, fios de tecidos, pedaços de

tecido, ...(conforme a imaginação de cada um), e com a mão deitamos


sobre a folha de papel uma pequena quantidade de pasta, que servirá

para fixar os outros materiais. – Figs.19 , 20 , 21

Fig.19 Fig.20

Fig.21

O nosso papel já secou, e agora vamos fazer a aplicação prática do

produto obtido.

PRODUTO

As imagens seguintes são o exemplo do produto obtido durante a aula

de Reiclagem de Papel. - Figs.22 a 28


Fig.22

Fig.23

Fig.24

Fig.25

Fig.26

Fig.27

Fig.28

Temos inúmeras hipóteses para utilizar

o nosso papel:

 Fazer ou forrar capas de blocos ou agendas;

 Fazer o passe-partout ou a própria moldura;

 Fazer todo um bloco ou album fotográfico;


 Fazer caixas de embalagem;

 Fazer cartões postais ou aplicações nos mesmos;

 Fazer papel de carta com ou sem envelope;

 Fazer cartões de visita (muito) personalizados;

 Fazer marcadores de livros;

 ...

Mas, dadas todas estas opções e mais as que a nossa imaginação nos

deixe criar, os alunos do 7ºC optaram por criar marcadores de livros,

fazer a ornamentação de folhas de papel para posterior emolduramento,

forrar a capa de um caderno, de uma agenda e de 3 pequenos blocos,

pequenos cartões, optando quase sempre pela colagem de elementos

complementares como se poderá verificar pelas imagens seguintes. -

Figs. 29 a 38

Fig.29 Fig.30
Fig.31 Fig.32

Fig.33 Fig.34

Fig.35 Fig.36

Fig.37

Fig.38