Anda di halaman 1dari 7

As 10 maiores explosões já vistas

Explosões são causa de fascínio e terror há séculos, sejam artificiais ou naturais. A


seguir veja 10 das mais poderosas explosões já vistas pelo homem com uma
surpreendente menção honrosa ao final.

10. Cidade do Texas

Um incêndio no navio cargueiro SS Grandcamp, que estava ancorado na cidade do


Texas em 1947, o fez explodir com a detonação de 2.300 toneladas de nitrato de
amônia, um composto comum em explosivos e fertilizantes. A explosão derrubou dois
aviões em pleno vôo e iniciou uma reação em cadeia que detonou refinarias próximas
assim como um navio de carga ao lado que carregava mais mil toneladas de nitrato de
amônia. O desastre acabou com a vida de cerca de 600 pessoas e feriu 3.500. É
considerado o pior desastre industrial na história dos EUA.
9. A explosão de Halifax

Em 1917 um cargueiro francês cheio de explosivos para a I Guerra Mundial


acidentalmente colidiu com um navio belga no porto de Halifax, no Canadá. Ele
explodiu com mais força do que qualquer explosão humana até o momento, o
equivalente a 3 kilotons de dinamite. A explosão levantou uma coluna de fumaça de 6
km de altura e provocou um tsunami que causou ondas de 18 m de altura. Por cerca de 2
km ao redor da explosão houve devastação total e cerca de duas mil pessoas perderam a
vida e 9 mil foram feridas. Ela permanece a maior explosão artificial acidental do
mundo.

8. Chernobyl

Um reator nuclear explidiu em Chernobyl, Ucrânia, em 1986, no pior acidente nuclear


da história. A explosão, que carregou consigo a tampa de 2 mil toneladas do reator,
espalhou mais radioatividade do que a bomba de Hiroshima, contaminando mais de 200
mil km2 na Europa. Cerca de 600 mil pessoas foram expostas a altas doses de radiação e
mais de 350 mil tiveram que evacuar áreas contaminadas.

7. A explosão da Trinity

A primeira bomba atômica da história, conhecida como “the gadget” foi detonada em
Trinity, nos EUA, em 1945, explodindo com uma força de 20 kilotons de TNT. Armas
nucleares mais tarde colocaram um ponto final na II Guerra Mundial e nos ameaçam
constantemente há décadas com uma possível aniquilação nuclear. Um dos cientistas
malucos criadores da bomba citou um texto hindu na ocasião.

6. Tunguska

No dia 30 de junho de 1908 uma imensa explosão ocorreu na floresta do centro da


Sibéria. Cerca de 80 milhões de árvores foram derrubadas em uma área de 2 mil km2,
próxima ao rio Tunguska. Pessoas à 60 km de distância do epicentro foram atiradas ao
chão. A causa de toda esta devastação foi um asteróide ou cometa, com apenas algumas
dezenas de metros de comprimento, que detonou entre 5 e 10km de altura. O rastro de
pó superaquecido da bola de fogo levou a descrições como “coluna de fogo” que foi
rapidamente substituída por uma gigantesca nuvem de fumaça negra surgindo no
horizonte. Por ter ocorrido em um local extremamente remoto do planeta o incidente
acabou tirando apenas uma vida. Veja mais detalhes e fotos sobre o ocorrido.

5. Monte Tabora

Em 1815 o Monte Tambora, na Indonésia, explodiu com a força aproximada de 1.000


megatons de TNT, a maior erupção vulcânica já documentada na história. A explosão
cuspiu cerca de 140 bilhões de toneladas de magma e não apenas acabou com a vida de
71 mil pessoas na ilha de Sumbawa e Lombok, nas proximidades, mas as cinzas
liberadas criaram anomalias climáticas globais. O ano seguinte ficou conhecido como
“o ano sem verão” com neve caindo no meio do verão, nos EUA, rios congelados foram
no mesmo período e centenas de milhares de possoas sucumbiram por causa da fome
pelo mundo.
4. O impacto do Cretáceo Terceário

A Era dos Dinossauros acabou em cataclisma a cerca de 65 milhões de anos atrás em


uma explosão que acabou com cerca da metade das espécies do planeta. Apesar de
pesquisas sugerirem que o mundo já estava a beira de uma crise ambiental na época a
gota d’água para os dinossauros foi possivelmente um impacto cósmico que causou uma
cratera com 180 km de largura em Chicxulub, na costa do México.

3. Cometa Shoemaker-Levy 9

O cometa Shoemaker-Levy 9 colidiu espetacularmente com Júpiter em 1994. O puxão


gravitacional do planeta gigante quebrou o cometa em fragmentos de até 3 km de
largura e atingiu o planeta e 60 km por segundo, resultando em 21 impactos visíveis. A
maior colisão criou uma bola de fogo que subiu a cerca de 3 mil km acima das nuvens
do planeta e criou uma mancha escura com mais de 12 mil km de largura,
aproximadamente o tamanho da Terra, e se estima que tenha explodido com a força de 6
mil gigatons de TNT.

2. Supernova 1006

Supernovas são estrelas que explodem e comumente brilham mais do que galáxias
inteiras no nosso céu. A supernova mais brilhante da história foi vista na constelação
Lobo no ano 1006. A extraordinária explosão dourada conhecida hoje como SN 1006
ocorreu a cerca de 7.100 anos-luz de distância em uma parte relativamente próxima da
galáxia. Ela foi forte o suficiente para criar sombras e permitir que as pessoas lessem
durante a noite, permanecendo visível por meses durante o dia.

1. A explosão mais distante já fotografada

Explosões de raios-gama são as mais poderosas do universo conhecido. A luz da


explosão de raios-gama mais distante já vista, chamada de GRB 090423, atingiu nosso
planeta neste ano e veio de uma distância de 13 bilhões de anos-luz. Esta explosão
durou apenas um pouco mais do que um segundo e liberou 100 vezes mais energia do
que nosso sol irá liberar durante todos os seus 10 bilhões de anos de vida.
Possivelmente se originou de uma estrela explosiva entre 10 e 100 vezes maior que
nosso sol. Saiba de mais detalhes sobre este evento.

Menção honrosa: o Big-Bang

O universo conhecido nasceu no Big Bang, segundo teóricos. Apesar de comumente


referido como uma explosão (talvez por causa do seu nome) na realidade não o foi. No
seu início o universo era super aquecido e extraordinariamente denso. A confusão
principal é de que o universo então tenha explodido de um único ponto central no
espaço. A realidade se parece muito mais estranha, pois, em realidade, o próprio tecido
do espaço parece haver se esticado e, enquanto expandia, carregou galáxias consigo
como uvas-passa na massa de pão crescente. E o universo ainda não parou de crescer.

[Live Science]