Anda di halaman 1dari 7

Matriz de Conteúdos/Competências

Programa 10º ano


História A

Conteúdos Finalidades/Objectivos/ Competências a Desenvolver Tempos

Módulo 0 Compreender a noção de período histórico como resultado de


A História: tempos e espaços reflexão sobre permanências e mutações nos modos de vida das
Quadros espácio-temporais, períodos históricos e momentos sociedades, num dado espaço
de ruptura Organizar quadros cronológicos e espaciais da História de Portugal
Processos evolutivos; a multiplicidade de factores e da História geral, estabelecendo inter-relações
Permutas culturais e simultaneidade de culturas Reconhecer a diversidade de documentos e a necessidade de uma
História nacional e história universal- interacções e leitura crítica
especificidade do percurso português Exercitar a prática de recolha de informação e da sua
transformação em conhecimento
Desenvolver a noção de relativismo cultural

Competências: c1,c2,c3,c4,c5,c6,c7,c8,c9,c10,c11,c12
(identificadas no final da planificação) (4x90m)

Competências essenciais/transversais: 1a, 1b, 1c, 2a, 2b, 2c,


3, 4, 5, 6 (identificadas no final da planificação)
Módulo 1 Identificar a pólis ateniense como centro politicamente autónomo
1. O modelo ateniense onde se tornou possível desenvolver formas de participação
1.1.A democracia antiga: os direitos dos cidadãos e o exercício democrática restritas à comunidade dos cidadãos
de poderes Caracterizar o modelo democrático ateniense: limitações,
1.2. Uma cultura aberta à cidade. As grandes manifestações fundamentos e mecanismos de funcionamento
cívico-religiosas. A educação para o exercício público do Sensibilizar-se para a importância do legado político-cultural
poder. A arquitectura e a escultura, expressão do culto clássico como fulcral para a formação da civilização europeia
público e da procura da harmonia ocidental
Desenvolver a sensibilidade estética, através da identificação e da
apreciação de manifestações artísticas do período clássico
Valorizar processos de intervenção democrática na vida colectiva
Competências: c1 a c12
Competências essenciais/transversais: 1a a 6

Módulo 1 Interpretar a extensão do direito de cidadania romana como


2. O modelo romano processo de integração da pluralidade de regiões sob a égide do
2.1.Roma, cidade ordenadora de um império urbano. A Estado imperial
unidade do mundo imperial: o culto a Roma e ao Identificar na romanização da P. Ibérica instrumentos de
imperador, a codificação do direito, a progressiva extensão aculturação das populações submetidas ao domínio romano
da cidadania Distinguir formas de organização do espaço nas cidades do
2.2.A afirmação imperial de uma cultura urbana pragmática. A Império, tendo em conta funções cívicas, políticas e culturais
padronização do urbanismo e a fixação de modelos Compreender as virtualidades do espaço mediterrânico como lugar
arquitectónicos e escultóricos. A apologia do Império na de encontros e sínteses
épica e na historiografia; a formação de rede escolar e
urbana Competências: c1 a c12
Competências essenciais/transversais: 1a a 6
Módulo 1 Compreender o papel da Igreja na transmissão do legado político e
3. O espaço civilizacional greco-latino à beira da mudança. O cultural clássico
império universal romano-cristão.A igreja e a transmissão
do legado político-cultural clássico.Prenúncios de nova
geografia política: a presença dos bárbaros no Império

(13x90m)
Módulo 2 Reconhecer na sociedade europeia medieval factores de coesão
1- A identidade civilizacional da Europa Ocidental que se sobrepuseram às diversidades político-regionais
1.1.Poderes e crenças- multiplicidade e unidade- uma Reconhecer no surto demográfico do séc. XIII, na expansão agrária,
geografia política diversificada. A organização das crenças no desenvolvimento urbano, o desencadear de mecanismos
1.2.O quadro económico e demográfico- expansão e limites do favorecedores de intercâmbios de ordem local, regional e
crescimento- expansão agrária, trocas regionais e rotas do civilizacional
comércio externo. A fragilidade do equilíbrio demográfico Reconhecer o senhorio como quadro organizador da vida
económica e social no mundo rural tradicional, caracterizando as
formas de dominação exercidas sobre os camponeses

Competências: c1 a c12
Competências essenciais/transversais: 1a a 6
Módulo 2 Compreender a especificidade da sociedade portuguesa concelhia,
2. O espaço português- consolidação de um reino cristão distinguindo estatutos dos seus membros e modalidades de
ibérico relacionamento com o poder régio e os poderes senhoriais
2.1. A fixação do território- da Reconquista ao fortalecimento Interpretar a afirmação do poder régio em Portugal como elemento
de fronteiras da coesão do país concelhio e do país senhorial, promotor de
2.2 O país urbano e concelhio- multiplicação de vilas e cidades autonomia do reino no contexto ibérico
concelhias; organização do território; poderes concelhios e
elites urbanas Competências: c1 a c12
2.3. O país rural e senhorial- o exercício do poder senhorial: Competências essenciais/transversais: 1a a 6
privilégios, imunidades, exploração económica do senhorio;
situação social e económica dos dependentes
2.4.O poder régio- centralização do poder; combate à
expansão senhorial
Módulo 2 Compreender as atitudes e quadros mentais da sociedade da
3. Valores, vivências e quotidiano época, distinguindo cultura popular de cultura erudita
3.1. A experiência urbana- o gótico; mutações na religiosidade Desenvolver a sensibilidade estética, através da apreciação e
3.2.A vivência cortesã- cultura leiga e profana nas cortes identificação de obras artísticas medievais
régias e senhoriais Valorizar formas de organização colectiva da vida em sociedade (17x90m)
3.3.A difusão do gosto e da prática das viagens
Módulo 3 Reconhecer o papel de vanguarda dos portugueses na abertura
1. A geografia cultural europeia de Quatrocentos e Quinhentos europeia ao mundo e sua contribuição para a síntese renascentista
Centros culturais de produção, difusão de inovações
O cosmopolitismo de cidades como Lisboa e Sevilha Competências: c1 a c12
Competências essenciais/transversais: 1a a 6
Módulo 3 Identificar a emergência e a consolidação de mentalidade
2. O alargamento do conhecimento do Mundo- o contributo quantitativa e experimental que prepara o advento da ciência
português, observação e descrição da natureza. A revolução moderna e proporciona um maior domínio e conhecimento do
das concepções cosmológicas mundo
Reconhecer o prestígio da coroa portuguesa na época moderna e a
função valorizante da produção artística e literária nacional

Constatar a existência de valores e atitudes socioculturais de cariz


3. A produção cultural antropocêntrico e individualista
3.1.Distinção social e mecenato
Elites cortesãs e burguesas; prestígio de intelectuais e artistas Competências: c1 a c12
Portugal: o ambiente cultural da corte régia Competências essenciais/transversais: 1a a 6
Módulo 3 Identificar no urbanismo, na arquitectura e na pintura a expressão
3.2.Os caminhos abertos pelos humanistas de nova concepção do espaço, de carácter antropocêntrico
-valorização da Antiguidade Clássica e modernidade Identificar na produção cultural renascentista as heranças da
-individualismo, espírito crítico, racionalidade e utopia Antiguidade Clássica e as continuidades com o período medieval
3.3.A reinvenção das formas artísticas Desenvolver a sensibilidade estética através da identificação e
–imitação e superação dos modelos da Antiguidade apreciação de obras artísticas e literárias do período renascentista
-centralidade do observador na arquitectura e pintura,
expressão naturalista na pintura e escultura Competências: c1 a c12
-a arte em Portugal: o gótico-manuelino Competências essenciais/transversais: 1a 6

Módulo 3 Interpretar as reformas como movimento de humanização e


4. A renovação da espiritualidade e religiosidade individualização das crenças e de rejuvenescimento do
4.1.A Reforma Protestante Cristianismo
-individualismo religioso e críticas à Igreja católica. A ruptura Compreender a modernidade como fenómeno global que se
teológica. As igrejas reformadas manifesta nas ideias e nos comportamentos em particular nos
4.2.Contra-Reforma e Reforma Católica centros urbanos mais dinâmicos
-reafirmação do dogma, reforma disciplinar, o impacto da Valorizar os contactos multicivilizacionais, distinguindo o
Reforma católica na sociedade portuguesa relativismo cultural daí decorrente
5. As novas representações da Humanidade
- o encontro de culturas; os antecedentes da defesa dos
direitos humanos
(20x90m)
Competências gerais:

C1-pesquisar, de forma autónoma mas planificada, em meios


diversificados, informação relevante para assuntos em estudo,
organizando-a segundo critérios de pertinência
C2-analisar fontes de natureza diversa, distinguindo informação,
implícita e explícita, assim como os respectivos limites para o
conhecimento do passado
C3-analisar textos historiográficos, identificando a opinião do autor
e tomando-a como uma interpretação susceptível de revisão em
função dos avanços historiográficos
C4-situar cronológica e espacialmente acontecimentos e processos
relevantes, relacionando-os com os contextos em que ocorreram
C5-identificar a multiplicidade de factores e a relevância da acção
de indivíduos ou grupos, relativamente a fenómenos históricos
circunscritos no tempo e no espaço
C6-situar e caracterizar aspectos relevantes da História de
Portugal, europeia e mundial
C7-relacionar a História de Portugal com a História europeia e
mundial, distinguindo articulações dinâmicas e
analogias/especificidades, quer de natureza temática quer de
âmbito cronológico, regional ou local
C8-mobilizar conhecimentos de realidades históricas estudadas
para fundamentar opiniões, relativas a problemas nacionais e do
mundo contemporâneo, e para intervir de modo responsável no
seu meio envolvente
C9-elaborar e comunicar, com correcção linguística e de forma
criativa, sínteses de assuntos estudados:
-estabelecendo os seus traços definidores
-distinguindo situações de ruptura e continuidade
-utilizando, de forma adequada, terminologia específica
C10-utilizar as tecnologias de informação e comunicação,
manifestando sentido crítico na selecção adequada de contributos
C11-assumir responsabilidades em actividades individuais e de
grupo
C12-participar em dinâmicas de equipa, contribuindo para o
estabelecimento de relações harmoniosas e profícuas
Competências essenciais/transversais:

1-desenvolver no domínio da Língua Portuguesa:


1a-expressão escrita e exposição oral
1b-interpretação de texto e produção de texto
1c-contextualização
2-desenvolver no campo da autonomia:
2a-reflexão
2b-concretização de tarefas/actividades
2c-análise e interpretação de documentos vários (gráficos,
imagens e outros dados)
3-desenvolver capacidades de análise, espírito crítico e capacidade
de síntese
4-demonstrar respeito e tolerância pelo “outro” e pelo diferente
5-operacionalizar e optimizar o uso adequado do manual, fichas de
apoio e caderno diário, entre outros recursos
6-assegurar, na organização e realização de trabalhos de grupo, a
cooperação e solidariedade