Anda di halaman 1dari 2

PROTOCOLO

A Associação Portuguesa Ética e Transparência, representada pelo Exmo Senhor Dr. Artur
Vitória, designada neste documento por APET e,

A Associação Comercial e Industrial do Concelho do Fundão, representada pelo seu


Presidente, Exmo Senhor José António Pereira de Campos, abreviadamente infra-identificada
como a Associação,

Celebram o presente protocolo, considerando que:

A integridade no seu padrão conceptual é elemento preventivo do fenómeno corruptivo,


importando por isso promover a pedagogia necessária à sua implementação;

A transparência entre as pessoas, empresas e instituições, num Mundo em que o giro


financeiro, as transacções comerciais, a prestação de serviços e a indústria são elementos
do desenvolvimento regional, nacional e internacional, impõe-se numa relação entre o
sector público, sector privado e sociedade civil;

o estabelecimento de princípios básicos aceites pacificamente, designados como código


de conduta, estabelecendo um compromisso genérico de cumprimento dos referidos
princípios entre o sector público, privado e a sociedade civil, constituirá etapa inicial de
posterior estudo e reflexão conducente à confiança e cooperação,

ASSIM:

A Associação aceita ser proposta como sócia conselheira da APET sem quaisquer
encargos ou obrigações, competindo-lhe, segundo o estatuto dar pareceres, caso assim o
entenda sobre questões colocadas pela Administração, pelos sócios patrocinadores ou pela
Assembleia Geral.

A APET e a Associação, elaborarão um documento básico, aceite pelas partes em que


fique consignado os princípios conducentes a um código de conduta empresarial seguindo os
seguintes princípios:
a) O Sector público, privado e a sociedade civil devem adoptar uma conduta
transparente, motor de confiança recíproca, bem-estar e desenvolvimento nacional;
b) Os agentes económicos devem repudiar expressamente o fenómeno de corrupção e
fraude, nomeadamente no tocante ao investimento estrangeiro em Portugal e aos
concursos de fornecimento em que são intervenientes entidades estrangeiras;
c) A APET proporcionará o veículo de comunicação entre o sector público, privado e
a sociedade civil para implementação de esclarecimentos, sugestões de medida a
adoptar para o desenvolvimento da economia e prestígio da conduta sócio-
financeira portuguesa na Comunidade Internacional.
A APET prestará todo o apoio logístico para que a Associação possa beneficiar os seus
Associados da maior credibilidade nacional e internacional através das entidades aderentes a
protocolos celebrados no presente âmbito bem como perante o sector público, privado e
sociedade civil.

a) O presente Protocolo tem início no mês de Outubro de mil novecentos e noventa e oito e é
válido pelo período de 1 ano, renovando-se automaticamente por igual período desde que
para tal exista acordo prévio entre ambas as partes;
b) Qualquer dos outorgantes tem a faculdade de denunciar o presente Protocolo desde que
comunique a sua intenção ao outro outorgante, por escrito, com a antecedência mínima de
trinta dias relativamente à data em que lhe pretende pôr termo.

PelaAPET
O Coordenador:

Pela Associação
O Presidente:

Minat Terkait