Anda di halaman 1dari 8
UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO E TECNOLOGIAS APLICADAS À EDUCAÇÃO Resumo

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO E TECNOLOGIAS APLICADAS À EDUCAÇÃO

Resumo Crítico de Artigo

LIVRO - MILL, D. ; Ribeiro, L. R. C.; OLIVEIRA, M. R. G. Polidocência na Educação a Distância:

múltiplos enfoques. 1 ed. São Carlos, 2010, v. 1, p. 23-40.

Capítulo 5 A tutoria como formação docente na modalidade de Educação a Distância

Diego Potapczuk Djalma fiuza Grimaldo Lopes Osinara Barros Sérgio Mendonça

SALVADOR

2012

Resumo crítico do artigo

Optou-se por uma leitura avaliativa sobre impactos das tecnologias no processo educacional, nos modos de gestão, regulamentação e ideologia. A base de referência para criticar o texto foram as aulas ministradas na disciplina Tecnologia e Informação pelo professor Sérgio Fialho.

LIVRO - MILL, D. ; Ribeiro, L. R. C.; OLIVEIRA, M. R. G. Polidocência na Educação a Distância:

múltiplos enfoques. 1 ed. São Carlos, 2010, v. 1, p.

23-40.

Capítulo 5 A tutoria como formação docente na modalidade de Educação a Distância

A “era da informação” (CASTELLS, 2003; GADOTTI, 2000) resulta em mudanças tanto no campo socioeconômico e político quanto no da cultura, da ciência e da tecnologia. Nossa percepção do mundo mudou. Surge uma nova classe de trabalhadores, que é demandada e ainda não é compreendida suficientemente. Foram colocadas em xeque concepções e paradigmas, inclusive no campo da educação. Com isto, é preciso adotar novas formas de ensinar e de aprender, alterando a forma como o conhecimento é produzido e socializado. No capítulo 5, foco de nosso estudo, o autor trata da tutoria como formação docente. Entende-se o professor como sujeito reflexivo que produz, estimula, orienta e desenvolve conhecimento. Há pouca informação sobre as habilidades requeridas e o tempo necessário para a apropriação desses saberes por parte destes profissionais, mas algumas características são destacadas, dentre elas:

1-

Saberes

  • a. Conhecimento técnico em TIC;

  • b. Conhecimento do conteúdo específico;

  • c. Conhecimento pedagógico do conteúdo.

2-

Habilidades

  • a. Organização (principalmente do tempo);

  • b. Criatividade para inovar na prática pedagógica;

  • c. Trabalhar em grupo;

  • d. Inteligência emocional.

Estas características, no entanto, não são como uma receita de bolo, mesmo por que o processo é de formação contínua deste profissional. No processo de regulação desta atividade foi pesquisado como o MEC vem tratando esta atividade, sendo assim, destacamos o decreto nº 5.622, de 19 de dezembro de 2005, que no capítulo VI, parágrafo 26, artigo IV, alínea B

Deixa a responsabilidade seleção e capacitação dos professores e tutores para as instituições educacionais credenciadas. Apesar de tratar de forma muito sucinta a atividade, consideramos um passo importante, pois reconhece a atividade Tutor na modalidade à distância. Ainda no processo de pesquisa foi localizado um documento público que o MEC disponibiliza em seu site intitulado Referenciais de Qualidade para Educação Superior a Distância, que diz:

Não há um modelo único de educação à distância! Os programas podem apresentar diferentes desenhos e múltiplas combinações de linguagens e recursos educacionais e tecnológicos. A natureza do curso e as reais condições do cotidiano e necessidades dos alunos são os elementos que irão definir a melhor tecnologia e metodologia a ser utilizada, bem como a definição dos momentos presenciais necessários e obrigatórios, para estágios supervisionados, práticas em laboratórios de ensino, tutorias presenciais nos pólos descentralizados de apoio presencial e outras estratégias.

E no tópico específico sobre tutores afirma que

O corpo de tutores desempenha papel de fundamental importância no processo educacional de cursos superiores a distância e compõem quadro diferenciado, no interior das instituições. O tutor deve ser compreendido como um dos sujeitos que participa ativamente da prática pedagógica. Suas atividades desenvolvidas a distância e/ou presencialmente devem contribuir para o desenvolvimento dos processos de ensino e de aprendizagem e para o acompanhamento e avaliação do projeto pedagógico.

Destaca-se ainda que o MEC vem incentivando a atividade de tutoria através de programas de bolsas.

O tutor é destacado pelo papel imprescindível no uso das novas tecnologias na educação. Por acompanhar o estudante dentro do ambiente virtual de aprendizagem na sua trajetória de aprendizagem, auxiliando na internalização dos seus saberes, partindo da premissa de uma formação que contribua para estabelecer novas bases de conhecimento e modelos pedagógicos apropriados a nova modalidade de ensino que se apresenta.

Podemos então analisar o artigo sobre a tutoria como formação docente na modalidade de educação a distância, a partir das seguintes frases "Qual é o perfil deste tipo de profissional? Ou, qual o perfil dos profissionais que exercem juntamente com o tutor a chamada docência neste ambiente de aprendizagem?

Para responder a estas questões, foi disponibilizado uma pesquisa de caráter analítico- descritiva, juntamente a tutores dos cursos oferecidos por uma instituição de ensino superior, pertencente ao programa da UAB-UFSCar, sendo que estes dados foram coletados em 2008, provenientes de um questionário online, com 46 questões de múltipla escolha, sendo respondida por 222 tutores de cinco cursos de graduação a distância da UAB-UFSCar, sendo destaques as seguintes informações levantadas:

Perfil dos Tutores

Professores: dos entrevistados 67,4% femininos e 32,6% masculinos;

A sua grande maioria com idades acima de 30 anos;

Quase todos tem computador em casa com acesso a internet.

Formação

100% graduados, sendo que 80% com pós-graduação lato sensu e scrito sensu;

Experiência

Em suas experiências de ensino presencial, a maioria concentrava-se no nível superior e nível médio respectivamente, 58% e 59%;

O tempo de experiência se destaca, pois 21,4% tem mais de 10 anos de ensino e 26,5% de 01 a 03 anos de ensino;

Destaque importante é que dos tutores entrevistados, 65% não tinham

experiência com o EAD da UAB-UFSCar, dentre os que tinham experiência a sua grande maioria tinha vivenciado o AVA por terem sido estudantes (32%); Como tutor 52% com experiência de menos de 01 ano, considerada recente, ou seja, para 48% a experiência com a área de ensino a distância seria vivenciada de imediato.

Para o tutor o que é a prática da tutoria

Temas relacionados com o estudante, como autonomia, foram destaque

em 52% das afirmações, mostrando disponibilidade docente em ter sempre autonomia para interagir com o grupo em assuntos relacionados ao conteúdo disponibilizado; Houve destaque em 76,2% dos tutores, quando o assunto perguntado era relativo aos problemas técnicos, o tutor informava inicialmente ao professor responsável pela disciplina antes de tomar qualquer iniciativa,

mostrando um aspecto de responsabilidade do tutor em relação a disciplina; Sobre o questionamento das facilidades em exercer o papel de tutoria, 65% informaram que não é fácil e nem difícil, sendo destaque para esta afirmação, problemas que o tutor enfrentou na sua prática, tais como 35.5% com o manuseio das ferramentas do MOODLE (ambiente virtual de aprendizagem utilizado na UAB-UFCar); Outras dificuldades apontadas, como as interações em pares, alunos- alunos, tutor-professor foram destaque.

Sobre diferenças entre educação presencial e a distância

Os professores apontaram como vantagem da abordagem EAD a

flexibilidade de horário e a organização do tempo; Em contrapartida os professores apontaram que a interação com o estudante, o conhecimento e entendimento rápido e imediato com o aluno em sala de aula presencial, era um destaque em relação a atividade desempenhada a distância.

Os tutores na visão do artigo, devem superar as dificuldades encontradas dentro do ambiente de educação a distância e na aplicação do método pedagógico, pois para que os mesmos tenham sucesso estes devem ser capazes de superar o entendimento das novas tecnologias que os alunos utilizam e de autoadministrar o uso do seu tempo e organização do seu trabalho.

A tutoria é percebida como um ponto de mudança nas abordagens de ensino e aprendizagem neste ambiente virtual, já que atuar como tutor, contribui para o aprimoramento e formação de um profissional que aprende e ensina, a partir da construção dos conhecimento com os seus alunos.

Referências

Decreto nº 5.622, de 19 de dezembro de 2005. Disponível em:

<http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2005/Decreto/D5622.htm>.

Acesso em: 19 de junho de 2012.

MILL, D. ; Ribeiro, L. R. C.; OLIVEIRA, M. R. G. Polidocência na Educação a Distância: múltiplos enfoques. 1 ed. São Carlos, 2010, v. 1, p. 23-40.

Portaria normativa no.40, de 12 de dezembro de 2007. Disponível em:

<http://portal.mec.gov.br/seed/arquivos/pdf/ead/port_40.pdf>. Acesso em: 19 de junho de 2012.

Referenciais de qualidade para Educação superior a distância. Disponível em:

<http://portal.mec.gov.br/seed/arquivos/pdf/legislacao/refead1.pdf>. Acesso em: 19 de junho de 2012.

Sociedade e Tecnologia. Disponível em:

<https://docs.google.com/file/d/0BzEVJxrgAoeacUxqTTlUTHlTT3FBUzVPSTZNU1l

QUQ/edit>. Acesso em: 19 de junho de 2012.