Anda di halaman 1dari 5

Transportes terrestres:

➢ Ferroviários:
• vantagens: baixo custo em longas distancias, possibilidade de uso
de energias renováveis,
• desvantagens: grandes custos iniciais e de manutenção, sujeito a
horários definidos
➢ Rodoviários
• Vantagens: grande mobilidade
• Desvantagens: causador de congestionamentos, poluição,
horários – RELATIVO (BUS)
➢ Oleodutos e Gasodutos

Transportes Aquáticos:
➢ Maritimos: baixo custo de transportes, melhor relação distancia/custo, mt
lento, transporte de grandes dimensões, uso de contentores que dão para
outros meios, fluviais =
➢ Fluviais: pouca mobilidade, necessidade de complementaridade

Transportes Aereos:
➢ Grande rapidez, pouca capacidade de transportes, custos elevados usado
mais para turismo ou em transporte de produtos urgentes ou com
durabilidade reduzida

______________________________________________________________________
Politicas:

Criticas
CP/Fertagus:
-diferenciação dos preços (por metro) entre a Fertagus e a CP, prestando ambas
serviços equivalentes.
-preços inflacionados
-a ferrovia na ponte 25 de Abril está sub-utilizada (6 a 7
composições/hora, em cada sentido, na hora de ponta, quando a
capacidade é de 14 composições/hora), pelo que deveria ser optimizada

Autocarros:
-idade média da frota é muito avançada, devido à aquisição de transportes a
outros países da União Europeia que estavam destinados para abate

ANA:
-perde-se demasiado tempo no check-in e check-out

No Geral:
-Falta de segurança, existência de insegurança/desconforto dos passageiros no
uso de transportes públicos devido ao medo de um possível assalto.

Innvestimentos

Novas Pontes Sobre o Tejo:

- Corredor Chelas-Barreiro, rodo-ferroviária , com 2 vias de alta


velocidade e outras 2 para comboio normal 2 de rodoviária com 3 vias
cada, também com um objectivo de ligar Lisboa ao novo aeroporto.

- Corredor Algés-Trafaria - o governo actual já admitiu a possibilidade


da construção de uma ponte rodoviária.

- Carregado a Benavente investimento de 243 milhões de euros,


importante para escoar o tráfego vindo do norte e da aml e descontingionar
as restantes pontes
A melhoria das acessibilidades provoca:

– Desertificação dos centros;

– Aumento dos movimentos pendulares;

– Aumento da poluição (impacto no ambiente);

– Aumento do congestionamento;

– Descentralização das actividades económicas, para as grandes


vias de acesso à cidade DEVIDO AOS TERRENOS MAIS
BARATOS

TGV:

Importância do TGV:

-recuperação do atraso tecnológico de modernidade e


competitividade;

-criação de novos postos de trabalho (directa e indirectamente);

-aproximação de Portugal da Europa

-devido à posição geográfica de Portugal, existe a possibilidade de


Portugal vir a ter um papel importante na distribuição dos produtos vindos
pelos transportes marítimos e escoá-los para a Península Ibérica.

Aeroporto:

Depois da polémica em volta decidiu-se construir no Campo de Tiro


de Alcochete, deverá arrancar em 2011, prevendo-se a conclusão das obras
dentro de «cinco ou seis anos ». O investimento previsto deverá ficar
abaixo dos 3,3 mil milhões de euros. Tendo a EU disponibilizado 239
milhões. Está dimensionado para 22 milhões de passageiros por ano, e
poderá aterrar qualquer tipo de aeronave (Airbus A380 incluído). O novo
aeroporto deverá ter entre 55 a 60 movimentos de aeronaves por hora
(hora de ponta).
Investimentos nos transportes colectivos:

-existência de grandes investimentos (renovação de parte da


frota, maior abrangimento dos transportes colectivos, novos tipos de
transportes colectivos, etc…); apesar disso tem-se notado uma perda de
mercado, e o aumento dos transportes individuais.

Logística – recursos e infra-estruturas imprescindíveis na estratégia e


gestão de uma determinada actividade no caso dos transportes