Anda di halaman 1dari 25

INSTALAÇÕES E EQUIPAMENTOS PARA

COELHOS
Disciplina: Apicultura, Cunicultura e Piscicultura
Professor: Luiz Fernando Rocha Botelho
Almenara- MG
Setembro - 2012
Instituto Federal de Educação, Ciência
e Tecnologia do Norte de Minas Gerais
Campus Almenara
Instalações
 Criação racional  sistema de confinamento
 Matrizes e reprodutores: gaiolas individuais
 Animais para corte: gaiolas em grupos de 6
(depende do tamanho da gaiola)
 Instalações devem ser rústicas e baratas,
porém deverão permitir uma fácil higienização
e uma boa comodidade aos animais
Temperatura
 Quando adulto resiste bem a frio
 Sensível a altas temperaturas  sérios
problemas de fertilidade e mortalidade
 Temperatura ideal: 15º a 25ºC
 Láparos são sensíveis a baixas temperaturas
 problemas respiratórios e digestivos
Temperatura
 Temperatura dentro do ninho: 30º a 35ºC
 Temperatura superior a 30ºC todos os animais
sofrem muito
 Animais cruzados são mais resistentes às
variações de temperatura que os animais de
raça pura
Umidade Relativa (UR)
 UR ideal situada na faixa de 60 a 80%
 Índices muito altos
favorecem o aparecimento de doenças
respiratórias  aumento da concentração de
gases amoniacais
UR elevada poderá surgir doenças de pele
 UR abaixo de 50%
animais sujeitos a contaminação por bactérias
transportadas pela poeira
Pureza do ar
 Ar no coelhário  composição gasosa mais
próximo possível do ar exterior
nível de oxigênio seja adequado às funções
respiratórias
 CO2, NH3 e partículas de poeira devem aparecer
em menores quantidades
 Amoníaco: decomposição da urina  irritação da
mucosa ocular e respiratória, favorecendo doença
infecciosas
Iluminação
 Os coelhos e lebres tem a fertilidade
relacionada com a luz solar
 Dias menores, no inverno, a infertilidade
aumenta
 Comprovado: coelhários com nenhuma
iluminação: rendimento de reprodutores
reduzido
 Importância a iluminação artificial  mesmos
rendimentos o ano todo
Escolha do local
 Deve ser plano ou levemente inclinado
 Preferência: afastado de estradas, represas
locais com muito barulho
 Distância entre coelhários e outras criações >
possível
 Entre galpões no mínino 15 a 20 metros,
facilitando ventilação
Ventilação
Duplo objetivo:
 Inverno
Proporcionar uma suficiente quantidade de ar
para que o coelhário tenha uma umidade baixa
e um ambiente saudável
 Verão
Forçar a entrada de maior quantidade possível
de ar para reduzir a temperatura interior
Tranquilidade
 Poluição sonora: locais isolados sem barulhos
exteriores, barulhos súbitos que assustem ao
extremo
Barulhos habituais acostumam-se facilmente
 Estado de ansiedade e intranquilidade:
Transtornos circulatórios, respiratórios ou
digestivos
Alguns casos: canibalismo e abandono de crias
 Ao ar livre evitar predadores

Galpões
 Lugar isolado, arejado, seco e de fácil acesso
 Galpões abertos, semi-abertos ou gaiolas ao
ar livre
 Sentido leste-oeste, protegido dos ventos
dominantes (sul)
 Cobertura: preferencialmente de barro

Galpões
 Galpão aberto: cortinas para proteção
 Galpão semi-aberto: indicado para regiões
de ventos frios e fortes

Galpões
Equipamentos
 Gaiolas:
arame galvanizado  engorda, reprodução e
reposição
60x80x40cm (gigante) ou 60x60x40cm (fêmea
com filhotes)
Densidade: 700 a 900 cm2
 Comedouros:
Chapa galvanizada (semi automático) ou
cumbuca de barro
Gaiolas
Comedouros
Equipamentos
 Bebedouros: válvulas automatizadas de metal,
garrafas com chupetas, bicos de metal,
cumbucas de barro
Equipamentos
 Ninhos: madeira com
fundo removível
Equipamentos
 Ninhos  condições
Permitir que a coelha esteja perfeitamente
alojada para o parto e para a lactação, com
conforto e tranquilidade
Manter os láparos em um meio limpo e
adequado às suas exigências fisiológicas
Evitar um alto nível de umidade  urina


Equipamentos
 Ninhos  condições
Material da cama deve ser seco, sem cheiro e
sem pó, proporcionando aos láparos uma
temperatura próxima de 30º (0 a 7 dias)
Mínimo de 10cm  dificultar a saída precoce
dos láparos
Dentro do padrão
Pisos
 Somente corredores com piso de concreto
 Sob as gaiolas: terra com inclinação de 2%
 Fosso com profundidade de 60 a 80 cm no
máximo

Gaiolas ao ar livre
 Lugares frescos e arejados, com boa
arborização para proteção contra ventos e
raios solares
 Gaiolas de madeira: módulos de 6 unidades
Tamanho do módulo:
Frente – 2,5m
Profundidade – 84cm
Altura – 1,94m
Gaiolas ao ar livre
 Gaiolas de madeira:
Cada unidade
(gaiola)
Profundidade – 84cm
Altura – 60cm
Frente – 74cm

Gaiolas ao ar livre
 Gaiolas de concreto: frente e piso de arame
galvanizado
 Dimensões:
Frente – 50cm
Profundidade – 70cm
Altura maior – 70cm
Altura menor – 45cm
Altura do chão – 80cm
Espessura média do concreto – 2cm
Outras instalações
 Farmácia
 Escritório
 Fábrica e depósito de ração:
estrados, bem arejado e à prova de ratos
 Caixa d’água:
caixa de 150 litros é suficiente para 150
gaiolas