Anda di halaman 1dari 4

QUÍMICA

ESTEQUIOMETRIA
1. INTRODUÇÃO tidade (reagente limitante). Despreze o reagente em
excesso.
É o cálculo das quantidades de reagentes e/ou
produtos em uma reação química. 4. GRAU DE PUREZA (P) E RENDIMENTO
Observe: (R)
Nos dois casos, obteremos, no exercício, o e-
ocupa
V = 22,71 litros
quivalente a 100% de pureza ou de rendimento e, a
partir disto, estabelecemos uma regra de três, utili-
zando a porcentagem dada na questão (de pureza ou
23
1 Mol possui 6,02 x 10 átomos
moléculas rendimento).
(C.N.T.P.) Entidades elementares íons
EXERCÍCIOS RESOLVIDOS
pesa massa molar
(em gramas) 1 O maior emprego isolado do ácido sulfúrico é
observado na indústria de fertilizantes à base de
2. PROCEDIMENTO PARA O CÁLCULO fósforo ou de amônio. O exemplo mais importan-
te é a obtenção do “superfosfato”:
1o) Montar a equação química. Ca3(PO4)2 + H2SO4  Ca2H2(PO4)2 + CaSO4
O fósforo (P) é usado no desenvolvimento das
2o) Fazer o balanceamento da equação. raízes.

3o) Montar uma regra de três entre os dados e a [M(Ca)=40,1g/mol; M(P)=31,0g/mol;


pergunta do problema. M(O)=16,0g/mol; M(H)=1,0g/mol;
M(S)=32,0g/mol].
Exemplo:
Calcule a massa de ácido sulfúrico, em tone-
Sobre a oxidação do monóxido de carbono e-
ladas (t), necessária para reagir com 155150 Kg de
quacionada abaixo:
Ca3(PO4)2 (fosforita) na produção de “superfosfato”,
Dados :
considerando a inexistência de excesso de qualquer
CO(g) + O2 (g) → CO2 (g) C = 12g / mol. reagente.
O = 16g / mol. Resolução:
Quantos gramas de CO2 serão obtidos, quando Avaliando a reação percebemos que ela ocorre
consumidos 7g de CO? na proporção de 1:1, logo 1 mol de fosforita reage
Resolução: com um mol de ácido sulfúrico. A massa molar de
fosforita é igual a 310,3g/mol e de ácido sulfúrico é
2º passo: igual a 98 g/ mol.
balancear a equação Montando uma regra de três, temos:
1º passo:
montar a equação 310,3g de fosforita reagem
→ 98g de ácido sulfúrico
1
1CO(g) + O (g) 1CO (g) 155150kg de fosforita reagem
→ X kg de ácido sul-
2 2 2
fúrico
28g de CO 44g de CO 2
7g de CO X X = 49000 kg
3º passo:
montar a regra 7g . 44g Logo, a resposta será igual a 49 toneladas.
X= = 11g de CO2
de três 28g

2 A combustão completa de isooctano (C8H18) leva


3. REAGENTE LIMITANTE E REAGENTE EM à formação de dióxido de carbono e água. Calcu-
EXCESSO le a massa, em kg, de dióxido de carbono lançada
Calcula-se primeiro as quantidades que reagem no meio ambiente, na combustão completa de
entre si de cada componente. Para isto, estabelece-se 10,0 mols de isooctano. Multiplique o resultado
uma regra de três, descobrindo o reagente em exces- encontrado por 10 e despreze a parte decimal, ca-
so. so exista.
Para resolvermos a questão, trabalharemos Considere os dados: M(C)=12,0g/mol,
sempre com o reagente que aparece em menor quan- M(H)=1,0 g/mol e M(O)=16,0 g/mol.

Editora Exato 17
Resolução:  M(O) = 16,0 g/mol.
A combustão completa do isooctano é repre-  M(H) = 1,0 g/mol.
sentada por: C8H18 + 12,5 O2 → 8 CO2 + 9 H2O. Reação fornecida:
Desta forma, 1 mol de isooctano produz 8 mols NH4 HCO3(s) → CO2(g) + NH3(g) + H2O(g)
de CO2, como a massa molar do CO2 é igual a 44
g/mol, temos a seguinte relação:
produz 3 (UnB) O carbonato de sódio (Na2CO3), usado na
1 mol de isooctano  → 352 g de gás carbôni- fabricação de vidro, é encontrado na natureza em
co quantidades mínimas. Ele, entretanto, pode ser
produzirá
10 mols de isooctano  → X mols de gás obtido através de produtos naturais muito abun-
carbônico dantes: o carbonato de cálcio (CaCO3, mármore)
e o cloreto de sódio (NaCl, sal de cozinha). A e-
X = 3520g de gás carbônico quação abaixo fornece a obtenção do carbonato
de sódio:
Logo o valor em kg será igual a 3,52. CaCO3 + 2NaCl → Na2CO3 + CaCl2
Massas molares:
 M(Ca) = 40,0 g/mol.
EXERCÍCIOS DE SALA  M(O) = 16,0 g/mol.
 M(Cl) = 35,5 g/mol.
1 (UnB) Os relâmpagos ocasionam a quebra de
 M(Na) = 23,0 g/mol.
moléculas do gás nitrogênio, possibilitando que
 M(C) = 12,0 g/mol.
átomos deste elemento possam ser fixados a ou-
A partir destas informações, julgue os itens que se
tros elementos. A fixação de átomos de nitrogê-
seguem:
nio a átomos de oxigênio forma o óxido de
1 A reação química acima é de deslocamento
nitrogênio, de acordo com a equação química
simples.
(não balanceada)
2 A partir de 400g de CaCO3 serão obtidos 4
N2(g) + O2(g) → NO(g) (quatro) mols de Na2CO3.
3 Para cada mol de NaCl serão obtidos 3,01 x
O óxido de nitrogênio é então levado para o solo 1023 moléculas de Na2CO3.
pelas chuvas, fertilizando-o. Algo em torno de 1
(um) quilograma de NO é produzido por cada re-
lâmpago. 4 (UnB) A reação de combustão de um dos com-
Massas molares: ponentes do gás de cozinha, o gás butano, pode
 M (N) = 14,0 g/mol. ser representada pela seguinte equação química
 M (O) = 16,00 g/mol. não-balanceada:
Com essas informações, julgue os itens a seguir: C4H10(g) + O2(g) ¡ CO2(g) + H2O(l)
1 Pela equação acima, para cada mol de nitrogê- Sabendo que o volume molar de um gás ideal nas
nio são produzidos 2 (dois) mols de óxido de CNTP é 22,71 L/mol e que M(C) = 12 g/mol,
nitrogênio. M(O) = 16 g/mol e M(H) = 1 g/mol, julgue os i-
2 Com 65g inicial de N2 será formado 120g de tens que se seguem:
NO. 1 De acordo com a lei das proporções definidas,
3 Nas Condições Normais de Temperatura e dobrando-se as massas dos gases butano e oxi-
Pressão (CNTP), em cada mol de nitrogênio gênio, as massas de gás carbônico e de água
serão obtidos 22,71 litros de óxido de nitrogê- diminuirão na mesma proporção.
nio. 2 São necessários 13 mols de gás oxigênio para
reagir com 2 mols de gás butano.
3 A queima de 58 g de butano produzirá 90 g de
2 (UnB) Nas receitas para fazer bolos, é muito uti- água.
lizado um fermento chamado sal bicarbonato de 4 Nas CNTP, para produzir 45,42 L de gás car-
amônia, também chamado de carbonato ácido de bônico são necessários 116 g de gás butano.
amônia. Quando aquecido, esse sal decompõe em
gás carbônico, amônia e água. Partindo-se de
158g de fermento que apresenta 50% de pureza
em carbonato ácido de amônia, calcule a massa
(em gramas) de gás carbônico obtida.
Massas molares:
 M(N) = 14,0g/mol.
 M(C) = 12,0 g/mol.
Editora Exato 18
5 (UnB) A transformação do mármore (carbonato 9 (UnB) A equação química (não balanceada) que
de cálcio) em gesso (sulfato de cálcio), sob a ação descreve a reação de formação da amônia (NH3),
da chuva ácida (solução aquosa de ácido sulfúri- a partir das substâncias simples nitrogênio e hi-
co), é dada por uma equação química que tem drogênio, é:
como produtos, além do sulfato de cálcio, a água N2(g) + H2(g)  NH3(g)
e o gás dióxido de carbono. Admitindo que os re- Calcule a quantidade de N2(g) (em gramas) que se-
agentes sejam consumidos totalmente, calcule a rá consumida na obtenção de 170g NH3(g).
massa em gramas de sulfato de cálcio, formada Massas molares: M(N) = 14 g/mol.
quando 50 gramas de carbonato de cálcio reagem M(H) = 1 g/mol.
com 49 gramas de ácido sulfúrico.
CaCO3 (s) + H2 SO 4 (aq) → CaSO 4 (s) + H2O( l ) + CO2 (g)
10 (FUVEST) Nas indústrias petroquímicas, o en-
Dados: Massas molares (M): M (Ca) =
xofre pode ser obtido pela reação: 2H2S + SO2 
40g / mol
3S + 2H2O
M (C) = 12 g / mol.
Qual a quantidade máxima de enxofre, em gra-
M (O) = 16 g / mol.
mas, que pode ser obtida, partindo-se de 5,0 mols
M (H) = 1gg / mol.
de H2S e 2,0 mols de SO2 ? Indique os cálculos.
M (S) = 32 g / mol.
Massa atômica do S = 32,1.

6 (CATÓLICA) O hidróxido de alumínio


11 (Cesgranrio) Um funileiro usa um maçarico de
(Al(OH)3) é utilizado como medicamento à aci- acetileno para soldar uma panela. O gás acetileno
dez estomacal (azia), provocada pelo excesso de é obtido na hora, através da seguinte reação quí-
ácido clorídrico (HCl) produzido pelo estômago. mica:
Sabendo-se que uma dose do medicamento con- Dados: M(Ca)=40g/mol
tém 3,2g de Al(OH)3, determine o número de M(C) = 12g/mol
mols de HCl neutralizados no estômago. CaC2 + 2H2O  Ca(OH)2 + C2H2
Dados: massa molar do Al(OH)3 = 78g/mol. Qual a massa aproximada de carbureto de cálcio
(CaC2) que será necessária para obter 12,31 L de
acetileno (C2H2) a 1 atm e 27°C?
7 A equação química SO2(g) + 2H2S(g) → a) 64 g.
2H2O(L) + 3S(s) representa a reação de formação b) 16 g.
do enxofre a partir de gases vulcânicos. Para c) 3,2 g.
produzir um depósito de enxofre de 4,8 x 106 d) 32 g.
Kg, são necessários quantos mols de SO2(g) ? e) 6,4 g.
Massas molares:
 M(S) = 32,0 g/mol.
 M(O) = 16,0 g/mol. 12 (ESPEM-SP) O hipoclorito de sódio tem propri-
Divida a sua resposta por 107. edades bactericida e alvejante, sendo utilizado
para cloração de piscinas, e é vendido no merca-
do consumidor, em solução, como Água Sanitá-
8 (CEUB-2°/98) 7,0 g de nitrogênio reagem com ria, Cândida, Q-bôa, etc.
quantidade suficiente de hidrogênio produzindo Para fabricá-lo, reage-se gás cloro com soda
amônia, segundo a equação química não balance- cáustica:
ada: Cl2 + 2NaOH  NaCl + NaCIO + H2O
N2(g) + H2(g)  NH3(g) A massa de soda cáustica, necessária para obter
A massa de amônia produzida nesta reação será: 149 kg de hipoclorito de sódio, é:
Dados: N - 14 u e H - 1 u. Dados: M(Na) = 23 g/mol
a) 34 g. M(O)=16g/mol
b) 17 g. MCl)=35,5 g/mol
c) 15 g.
d) 7,5 g. a) 40 kg.
e) 8,5 g. b) 80 kg.
c) 120 kg.
d) 160 kg.
e) 200 kg.

Editora Exato 19
13 (UnB-PAS-1° Ano). Uma das atividades do e) 96 kg.
químico, com importantes aplicações nas demais
áreas do conhecimento humano, consiste em de-
terminar a quantidade de uma substância necessá- 15 (FUVEST-SP) O equipamento de proteção co-
ria para reagir com outra. Um médico, quando nhecido como air bag, usado em automóveis,
receita certo medicamento, deve calcular a quan- contém substâncias que se transformam, em de-
tidade de substância ativa do medicamento que terminadas condições, liberando N2, que infla um
reagirá com as substâncias do organismo do paci- recipiente de plástico.
ente. Para realizar seus cálculos, o médico pode As equações das reações envolvidas no processo
tomar como base as relações estequiométricas en- são:
tre as substâncias reagentes. Com relação aos 2NaN3  2Na + 3N2
princípios da estequiometria, envolvidos nos cál- azoteto de sódio
culos do médico, julgue os itens a seguir: 10Na + 2KNO3  K2O + 5Na2O + N2
1 Para tais cálculos, é necessário balancear a e- a) Considerando que N2 é gerado nas duas rea-
quação química; o que significa considerar ções, calcule a massa de azoteto de sódio ne-
que, na reação química, embora haja transfor- cessária para que sejam gerados 80 L de
mação, há conservação de átomos. nitrogênio, nas condições ambientes.
2 Os cálculos estequiométricos poderão ser fei- b) Os óxidos formados, em contato com a pele,
tos com base na massa molar da substância a- podem provocar queimadura. Escreva a equa-
tiva, determinada experimentalmente, e com ção da reação de um desses óxidos com a água
base em resultados da lei das proporções, defi- contida na pele.
nidas para a reação em questão, ainda que não (Dados: volume molar do gás nas condições am-
se tenha conhecimento preciso da estrutura bientes = 25 L/moI; massa molar do NaN3 =
química daquela substância. 65 g/mol).
3 Cálculos de medicação que se baseiam na es- GABARITO
tequiometria pressupõem o conhecimento de
técnicas específicas de contagem de moléculas Exercícios
uma a uma.
1 C, E, E
14 (UERJ) "O químico francês Antoine Laurent de 2 44g
Lavoisier ficaria surpreso se conhecesse o muni- 3 E, C, C
cípio de Resende, a 160 quilômetros do Rio. É lá,
às margens da Via Dutra, que moradores, empre- 4 E, C, C, E
sários e o poder público seguem à risca a máxima 5 68g
do cientista que revolucionou o século XVIII, ao
provar que, na natureza, tudo se transforma. Gra- 6 0,12
ças a uma campanha que já reúne boa parte da 7 5
população, Resende é forte concorrente ao título
de capital nacional da reciclagem. Ao mesmo 8 E
tempo em que diminui a quantidade de lixo joga- 9 140g
do no aterro sanitário, a comunidade faz sucata
10 192,6g
virar objeto de consumo. Nada se perde."
(Revista Domingo, 11 jul. 1993).
11 D
Assim, com base na equação:
2Al2O3(s)  4Al(s) + 302(g) 12 D
e supondo-se um rendimento de 100% no proces- 13 C, C, E
so, a massa de alumínio que pode ser obtida na re-
ciclagem de 255 kg de sucata, contendo 80% de 14 D
Al2O3 em massa, é: 15 a) 104g
Dados: M(Al) = 27 g/mol. b) K2O + H2O  2KOH
M(O) = 16 g/mol. Na2O + H2O  2NaOH
M(H) = 1 g/mol.
M(S) = 32 g/mol.
a) 540 kg.
b) 270 kg.
c) 135 kg.
d) 108 kg.
Editora Exato 20