Anda di halaman 1dari 32

3

1. INTRODUÇÃO.
O SESMT consiste no conjunto permanente de ações, medidas e programas,
previstos em normas e regulamentos, além daqueles desenvolvidos por livre
iniciativa da empresa, visando à prevenção de acidentes e doenças, de modo a
tornar compatível permanentemente o trabalho com a preservação da vida, a
promoção da saúde do trabalhador e do meio ambiente de trabalho, garantindo
permanentemente, um nível mais eficaz de segurança e saúde a todos os
trabalhadores.

2. OBEJETIVO.
Um dos objetivos dos Serviços Especializados em Engenharia de Segurança
e Medicina do Trabalho (SESMT) é contribuir decisivamente para a continuidade das
operações dos locais onde atua com a responsabilidade de manter integridade física
do trabalhador garantindo os seus direitos, assim quem coordena o SESMT está
sujeito as punições civis e criminais. Quem ainda não consegue visualizar desta
forma está desatualizado.

3. IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA.
NOME DA EMPRESA ITel Industria da telecomunicação
LTDA.
ENDEREÇO COMPLETO AV. Camilo Júlio 1200 Zona Industrial
Sorocaba SP
CNPJ 0104586/0001-6
220 colaboradores
Até 18 anos: 000 homens e 000
mulheres
18 a 45 anos: 160 homens 040
Nº. DE COLABORADORES mulheres
Mais que 45 anos: 012 homens
007 mulheres
Nº de afastamento por doença: 001
homem.
Administrativo: 07horas as 17 horas
4

e 30 minutos de segunda a sexta.


Operacional A: 07horas as 17 horas
HORÁRIO DE TRABALHO e 30 minutos de segunda a sexta.
Operacional B: 17 horas e 30
minutos as 02 horas de segunda a
sexta.

CNAE 26.31-1
Fabricação de equipamentos de
ATIVIDADE PRINCIPAL transmissão para telecomunicações.

GRAU DE RISCO 3

4. CONCEITO DE GESTÃO.
É um metaprocesso definidor de ações, práticas de apoio e orientações às
políticas e processos de conhecimento da empresa, sejam eles estratégicos ou
operacionais, de modo a permitir à empresa obter vantagens competitivas
sustentáveis a partir da exploração de seu conhecimento organizacional,
transformando-o em um recurso valioso.

5. DEFINIÇÃO DE SESMT.
Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do
Trabalho são mantidos, obrigatoriamente, pelas empresas privadas e públicas, os
órgãos públicos da administração direta e indireta e dos Poderes Legislativo e
Judiciário, que possuam empregados registrados pelas Consolidadas Leis do
Trabalho – CLT.
O SESMT tem a finalidade de promover a saúde e promover a integridade do
trabalhador no local de trabalho.
O dimensionamento dos SESMT vincula-se a grade do risco da atividade
principal e ao número total de empregados do estabelecimento constantes na Norma
Regulamentadora de Segurança e Medicina do Trabalho, NR 4.
A empresa é responsável pelo cumprimento da NR 4, devendo assegurar,
como um dos meios para concretizar tal responsabilidade, o exercício profissional
5

dos componentes dos SESMT. O impedimento do referido exercício profissional,


mesmo que parcial, e o desvirtuamento ou desvio de funções constituem, em
conjunto ou separadamente, infrações classificadas de acordo com Norma
Regulamentadora de Segurança e Medicina do Trabalho, NR 28 - Fiscalização e
Penalidades, para os fins de aplicação das penalidades previstas.

6. RELAÇÃO DAS NR´s APLICAVEIS NA EMPRESA.

NR1 – DISPOSIÇÕES GERAIS.


 Cumprir e fazer cumprir disposições legais.
 Elaborar Ordens de Serviço;
 Informar os trabalhadores;
 Riscos profissionais;
 Meios de prevenção;
 Resultado dos exames;
 Resultado de avaliações ambientais;
 Permitir que representantes dos trabalhadores acompanhem a fiscalização
dos preceitos legais e regulamentares de segurança;
 Responsabilidades dos empregados.

NR2 – INSPEÇÃO PREVIA.


 Declaração de instalações (emitido pelo empregador);
 Descrição das instalações e dos equipamentos (cf. NR´s 8, 11, 12, 13, 14, 15
e17);
 19, 20, 23, 24,25 e 26).
 CAI – Certificado de Aprovação de Instalações (emitido pela DRT);
 Quando a empresa sofrer alteração deve solicitar nova inspeção.
6

NR4 – SESMT.
 Determina o que compete aos profissionais da área de Seg. e Med. do
Trabalho;
 Quadro I - Classif. Nacional de atividade econ.(Grau de risco1, 2, 3,4);
 Quadro II – Dimensionamento;
 Quadro III - Acid. c/ vitimas;
 Quadro IV – Doenças ocupacionais;
 Quadro V – Insalubridade;
 Quadro VI – Acid. s/ vit.

PROFISSIONAL DO SESMT QUANTIDADE TEMPO DE TRABALHO


Engenheiro de Segurança do 01 8horas diárias de segunda a
Trabalho. sexta.
Técnico de Segurança do 01 8horas diárias de segunda a
Trabalho. sexta.
Enfermeiro do Trabalho. 01 6horas diárias de segunda a
sexta.

Obs:. A ITel procurando preservar e manter um alto padrão de gestão da


segurança e saúde do trabalho colocou a disposição os profissionais acima para
garantir todos os direitos da empresa e de seus colaboradores, onde consta na NR-4
através do Quadro II “DIMENSIONAMENTO DO SESMT” indica um Técnico de
Segurança do Trabalho para os 177 colaboradores.

NR5 – CIPA:
 Quadro I – Constituição da CIPA de acordo c/ grau de risco (NR 4) e o
número de funcionários da empresa;
 Curso de 20 horas;
 Estabilidade p/ cipeiros;
 Anexo I – Dados estatísticos a DRT;
 Anexo II – Ficha de análise de acidentes.
7

INTEGRANTES DA CIPA GESTÃO 2009/2010


N º TITULARES DO EMPREGADOR Nº TITULARES DOS EMPREGADOS
04 04
NºSUPLENTES DO EMPREGADOR NºSUPLENTES DOS EMPREGADOS
04 04
TOTAL DE CIPEIROS: 16 COLABORADORES.
CNAE: 26.31-1 GRUPO: C-14

NR6 – EPI :
 Somente implantar quando não houver solução técnica viável para eliminação
do agente agressivo na fonte;
 Ser distribuído gratuitamente;
 Conscientização através de treinamento;
 Documentar o fornecimento;
 Adquirir EPI com C.A;
 Art. 157 e 158 da CLT.

LISTA DE EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL

EPI PARA PROTEÇÃO DA CABEÇA


1- Capacete:
a) Capacete de segurança para proteção contra impactos de objetos
sobre o crânio;
b) capacete de segurança para proteção contra choques elétricos.

2 – Capuz:
a) Capuz de segurança para proteção do crânio e pescoço contra
riscos de origem térmica;
b) capuz de segurança para proteção do crânio e pescoço contra
respingos de produtos químicos.

EPI PARA PROTEÇÃO DOS OLHOS E FACE


1 – Óculos:
8

a) Óculos de segurança para proteção dos olhos contra impactos de


partículas volantes;
b) Óculos de segurança para proteção dos olhos contra
luminosidade intensa;
c) óculos de segurança para proteção dos olhos contra radiação
ultra-violeta;
d) óculos de segurança para proteção dos olhos contra respingos de
produtos químicos.

2 - Protetor facial:
a) Protetor facial de segurança para proteção da face contra
impactos de partículas volantes;
b) protetor facial de segurança para proteção da face contra
respingos de produtos químicos.
.
3 - Máscara de Solda:
a) Máscara de solda de segurança para proteção dos olhos e face
contra impactos de partículas volantes;
b) máscara de solda de segurança para proteção dos olhos e face
contra radiação ultra-violeta.

EPI PARA PROTEÇÃO AUDITIVA


1 - Protetor auditivo:
a) Protetor auditivo circum-auricular (tipo concha) para proteção do sistema
auditivo contra níveis de pressão sonora superiores ao estabelecido
na NR - 15, Anexos I e II;
b) protetor auditivo de inserção para proteção do sistema auditivo
contra níveis de pressão sonora superiores ao estabelecido na NR -
15, Anexos I e II.

EPI PARA PROTEÇÃO RESPIRATÓRIA


1 - Respirador purificador de ar:
a) Respirador purificador de ar para proteção das vias respiratórias
9

contra poeiras e névoas;


b) Respirador purificador de ar para proteção das vias respiratórias
contra poeiras, névoas e fumos;
c) respirador purificador de ar para proteção das vias respiratórias
contra vapores orgânicos ou gases ácidos em ambientes com
concentração inferior a 50 ppm (parte por milhão);
d) respirador purificador de ar para proteção das vias respiratórias
contra gases emanados de produtos químicos;
e) respirador purificador de ar para proteção das vias respiratórias
contra partículas e gases emanados de produtos químicos.

2 - Respirador de adução de ar:


b) máscara autônoma de circuito aberto ou fechado para proteção
das vias respiratórias em atmosferas com concentração
Imediatamente Perigosa à Vida e à Saúde e em ambientes
confinados com concentração de oxigênio menor que 18 % em volume.

EPI PARA PROTEÇÃO DOS MEMBROS SUPERIORES


1 – Luva:
a) Luva de segurança para proteção das mãos contra agentes
abrasivos e escoriantes;
b) luva de segurança para proteção das mãos contra agentes
cortantes e perfurantes;
c) luva de segurança para proteção das mãos contra choques
elétricos;
d) luva de segurança para proteção das mãos contra agentes
térmicos;
e) luva de segurança para proteção das mãos contra agentes
biológicos;
f) luva de segurança para proteção das mãos contra agentes
químicos.
.
2 - Creme protetor:
a) Creme protetor de segurança para proteção dos membros
10

superiores contra agentes químicos, de acordo com a Portaria SSST


nº 26, de 29/12/1994.

3 – Manga:
a) Manga de segurança para proteção do braço e do antebraço
contra choques elétricos;
b) manga de segurança para proteção do braço e do antebraço
contra agentes abrasivos e escoriantes;
c) manga de segurança para proteção do braço e do antebraço
contra agentes cortantes e perfurantes.
d) manga de segurança para proteção do braço e do antebraço
contra umidade proveniente de operações com uso de água;
e) manga de segurança para proteção do braço e do antebraço
contra agentes térmicos.

4 – Braçadeira:
a) Braçadeira de segurança para proteção do antebraço contra agentes
cortantes.

EPI PARA PROTEÇÃO DOS MEMBROS INFERIORES


1 – Calçado:
a) Calçado de segurança para proteção contra impactos de quedas
de objetos;
b) calçado de segurança para proteção dos pés contra choques
elétricos;
c) calçado de segurança para proteção dos pés contra agentes
cortantes e escoriantes;
d) calçado de segurança para proteção dos pés e pernas contra
umidade proveniente de operações com uso de água;
f) calçado de segurança para proteção dos pés e pernas contra
respingos de produtos químicos.

2 – Perneira:
11

a) Perneira de segurança para proteção da perna contra agentes


abrasivos e escoriantes;
b) perneira de segurança para proteção da perna contra agentes
térmicos;
c) perneira de segurança para proteção da perna contra respingos
de produtos químicos;
d) perneira de segurança para proteção da perna contra agentes
cortantes e perfurantes;
e) perneira de segurança para proteção da perna contra umidade
proveniente de operações com uso de água.
3 – Calça:
a) Calça de segurança para proteção das pernas contra agentes
abrasivos e escoriantes;
b) calça de segurança para proteção das pernas contra respingos de
produtos químicos;
c) calça de segurança para proteção das pernas contra agentes
térmicos;
d) calça de segurança para proteção das pernas contra umidade
proveniente de operações com uso de água.

EPI PARA PROTEÇÃO CONTRA QUEDAS COM DIFERENÇA DE NÍVEL


1 - Dispositivo trava–queda:
a) Dispositivo trava -queda de segurança para proteção do usuário
contra quedas em operações com movimentação vertical ou
horizontal, quando utilizado com cinturão de segurança para
proteção contra quedas.

2 – Cinturão:
a) Cinturão de segurança para proteção do usuário contra riscos de
queda em trabalhos em altura;
b) cinturão de segurança para proteção do usuário contra riscos de
queda no posicionamento em trabalhos em altura.
12

NR7 – PCMSO.
 Objetivo: promoção e preservação da saúde do conj. De trabalhadores em
uma empresa;
 Exames med. obrigatórios:
 admissionais;
 periódico;
 de retorno ao trabalho;
 de mudança de função;
 demissional.
 Compreendem os exames: avaliação clínica, ocupacional e exame físico e
mental.
13

RECONHECIMENTOS DOS RISCOS AMBIENTAIS


Setor: LINHA DE FORMÇÃO DE CABOS
Risco FÍSICO QUÍMICO BIOLOGICO
Agente Ruído - -
Fonte Geradora Máquina e - -
Equipamentos
Trajetoria /Propagação Direta/Indireta - -
aérea
Expostos 12 - -
Funções OP. De Máquina I - -
OP. De Máquina II - -
Auxiliar de - -
Produção
Tipo de aitvidade Op. De extrusora - -
Possíveis danos á
Saúde Perda auditiva - -
Medidas de controle
existentes Protetor Auricular - -
CA 5745 / 5330 - -
Avaliação Quantitativa 87dB(A) - -
Responsável pela ação SESMT - -
Limites de tolerância 85 dB (A) / 8 horas - -
14

RECONHECIMENTOS DOS RISCOS AMBIENTAIS


Setor: CENTRO DE USINAGEM
Risco FÍSICO QUÍMICO BIOLOGICO
Agente Ruído Óleos -
Fonte Geradora Máquina e Máquina e -
Equipamentos Equipamentos
Trajetoria /Propagação Direta / Indireta Direta / Indireta -
Aérea Aérea
Expostos 8 8 -
Funções Operador de Operador de -
Máquina I Máquina I
Operador de Operador de -
Máquina II Máquina II
-
Operador de Operador de
Máquina III Máquina III
Tipo de atividade Fresador CNC Fresador CNC -
Possíveis danos á Irritante olhos/
Saúde Perda Auditiva Dermatite -
Medidas de controle Creme de
existentes Protetor Auricular Proteção -
CA 5745 / 5330 13432 -
Avaliação Quantitativa 88 dB(A) Qualitativo -
Responsável pela ação SESMT SESMT -
Limites de tolerância 85 dB(A) Qualitativo -
15

RECONHECIMENTOS DOS RISCOS AMBIENTAIS


Setor: MONTAGEM
Risco FÍSICO QUÍMICO BIOLOGICO
Agente Colas, Álcool e -
Ruído Fluxo
Fonte Geradora Máquina e Máquina e -
Equipamentos Equipamentos
Trajetoria /Propagação Direta / Indireta Direta / Indireta -
Aérea Aérea
Expostos 68 68 -
Funções Montador de Montador de -
produção I produção I
Montador de Montador de -
produção II produção II
-
Auxiliar de Auxiliar de
produção produção
Tipo de atividade Montagem de Montagem de
exposição antenas antenas -
Possíveis danos á Irritante olhos/
Saúde Perda Auditiva Dermatite -
Medidas de controle Creme de
existentes Protetor Auricular Proteção -
CA 5745 / 5330 13432 -
Avaliação Quantitativa 86 dB(A) Qualitativo -
Responsável pela ação SESMT SESMT -
Limites de tolerância 85 dB(A) Qualitativo -
16

RECONHECIMENTOS DOS RISCOS AMBIENTAIS


Setor: EXPEDIÇÃO
Risco FÍSICO QUÍMICO BIOLOGICO
Agente Ruído - -
Fonte Geradora Máquina e - -
Equipamentos
Trajetoria /Propagação Direta/Indireta - -
aérea
Expostos 10 - -
Funções OP. logística I - -
OP. logística II - -
Auxiliar de - -
logística
Despacho de
Tipo de aitvidade mercadorias - -
Possíveis danos á
Saúde Perda auditiva - -
Medidas de controle
existentes Protetor Auricular - -
CA 5745 / 5330 - -
Avaliação Quantitativa 70dB(A) - -
Responsável pela ação SESMT - -
Limites de tolerância 85 dB (A) / 8 horas - -
17

RECONHECIMENTOS DOS RISCOS AMBIENTAIS


Setor: RECEBIMENTO
Risco FÍSICO QUÍMICO BIOLOGICO
Agente Ruído - -
Fonte Geradora Máquina e - -
Equipamentos
Trajetoria /Propagação Direta/Indireta - -
aérea
Expostos 10 - -
Funções OP. logística I - -
OP. logística II - -
Auxiliar de - -
logística
Recebimento de
Tipo de aitvidade mercadorias - -
Possíveis danos á
Saúde Perda auditiva - -
Medidas de controle
existentes Protetor Auricular - -
CA 5745 / 5330 - -
Avaliação Quantitativa 65 dB(A) - -
Responsável pela ação SESMT - -
Limites de tolerância 85 dB (A) / 8 horas - -
18

RECONHECIMENTOS DOS RISCOS AMBIENTAIS


Setor: ADMINISTRAÇÃO EM GERAL
Risco FÍSICO QUÍMICO BIOLOGICO
Agente Ruído - -
Fonte Geradora Equipamentos de - -
escritório
Trajetoria /Propagação Direta/Indireta - -
aérea
Expostos 10 - -
Funções Funções - -
administrativas em
geral.
Serviços de
Tipo de aitvidade escritório em geral - -
Possíveis danos á
Saúde - - -
Medidas de controle
existentes - - -
CA - - -
Avaliação Quantitativa 58 dB (A) - -
Responsável pela ação SESMT - -
Limites de tolerância 85 dB (A) / 8 horas - -
19

NR8 – EDIFICAÇÕES.
 Estabelece requisitos técnicos mínimos que devem ser observados nas
edificações, para garantir segurança e conforto aos trabalhadores;
 Altura pé-direito;
 Iluminação/conforto térmico;
 Condições do piso;
 Pisos, escadas e rampas.
 Proteção contra quedas.
 Proteção contra intempéries.

NR9 – PPRA.
 Objetivo: preservar a saúde do trabalhador, através da antecipação,
reconhecimento, avaliação e consequente controle dos riscos ambientais
existentes ou que venham a existir no ambiente de trabalho, tendo em
consideração a proteção do meio ambiente e dos recursos naturais;
 Refazer anualmente;
 Mapa de risco (NR 5).
20

RECONHECIMENTOS DOS RISCOS AMBIENTAIS


Setor: LINHA DE FORMÇÃO DE CABOS
Risco FÍSICO QUÍMICO BIOLOGICO
Agente Ruído - -
Fonte Geradora Máquina e - -
Equipamentos
Trajetoria /Propagação Direta/Indireta - -
aérea
Expostos 12 - -
Funções OP. De Máquina I - -
OP. De Máquina II - -
Auxiliar de - -
Produção
Tipo de aitvidade Op. De extrusora - -
Possíveis danos á
Saúde Perda auditiva - -
Medidas de controle
existentes Protetor Auricular - -
CA 5745 / 5330 - -
Avaliação Quantitativa 87dB(A) - -
Responsável pela ação SESMT - -
Limites de tolerância 85 dB (A) / 8 horas - -
21

RECONHECIMENTOS DOS RISCOS AMBIENTAIS


Setor: CENTRO DE USINAGEM
Risco FÍSICO QUÍMICO BIOLOGICO
Agente Ruído Óleos -
Fonte Geradora Máquina e Máquina e -
Equipamentos Equipamentos
Trajetoria /Propagação Direta / Indireta Direta / Indireta -
Aérea Aérea
Expostos 8 8 -
Funções Operador de Operador de -
Máquina I Máquina I
Operador de Operador de -
Máquina II Máquina II
-
Operador de Operador de
Máquina III Máquina III
Tipo de atividade Fresador CNC Fresador CNC -
Possíveis danos á Irritante olhos/
Saúde Perda Auditiva Dermatite -
Medidas de controle Creme de
existentes Protetor Auricular Proteção -
CA 5745 / 5330 13432 -
Avaliação Quantitativa 88 dB(A) Qualitativo -
Responsável pela ação SESMT SESMT -
Limites de tolerância 85 dB(A) Qualitativo -
22

RECONHECIMENTOS DOS RISCOS AMBIENTAIS


Setor: MONTAGEM
Risco FÍSICO QUÍMICO BIOLOGICO
Agente Colas, Álcool e -
Ruído Fluxo
Fonte Geradora Máquina e Máquina e -
Equipamentos Equipamentos
Trajetoria /Propagação Direta / Indireta Direta / Indireta -
Aérea Aérea
Expostos 68 68 -
Funções Montador de Montador de -
produção I produção I
Montador de Montador de -
produção II produção II
-
Auxiliar de Auxiliar de
produção produção
Tipo de atividade Montagem de Montagem de
exposição antenas antenas -
Possíveis danos á Irritante olhos/
Saúde Perda Auditiva Dermatite -
Medidas de controle Creme de
existentes Protetor Auricular Proteção -
CA 5745 / 5330 13432 -
Avaliação Quantitativa 86 dB(A) Qualitativo -
Responsável pela ação SESMT SESMT -
Limites de tolerância 85 dB(A) Qualitativo -
23

RECONHECIMENTOS DOS RISCOS AMBIENTAIS


Setor: EXPEDIÇÃO
Risco FÍSICO QUÍMICO BIOLOGICO
Agente Ruído - -
Fonte Geradora Máquina e - -
Equipamentos
Trajetoria /Propagação Direta/Indireta - -
aérea
Expostos 10 - -
Funções OP. logística I - -
OP. logística II - -
Auxiliar de - -
logística
Despacho de
Tipo de aitvidade mercadorias - -
Possíveis danos á
Saúde Perda auditiva - -
Medidas de controle
existentes Protetor Auricular - -
CA 5745 / 5330 - -
Avaliação Quantitativa 70dB(A) - -
Responsável pela ação SESMT - -
Limites de tolerância 85 dB (A) / 8 horas - -
24

RECONHECIMENTOS DOS RISCOS AMBIENTAIS


Setor: RECEBIMENTO
Risco FÍSICO QUÍMICO BIOLOGICO
Agente Ruído - -
Fonte Geradora Máquina e - -
Equipamentos
Trajetoria /Propagação Direta/Indireta - -
aérea
Expostos 10 - -
Funções OP. logística I - -
OP. logística II - -
Auxiliar de - -
logística
Recebimento de
Tipo de aitvidade mercadorias - -
Possíveis danos á
Saúde Perda auditiva - -
Medidas de controle
existentes Protetor Auricular - -
CA 5745 / 5330 - -
Avaliação Quantitativa 65 dB(A) - -
Responsável pela ação SESMT - -
Limites de tolerância 85 dB (A) / 8 horas - -
25

RECONHECIMENTOS DOS RISCOS AMBIENTAIS


Setor: ADMINISTRAÇÃO EM GERAL
Risco FÍSICO QUÍMICO BIOLOGICO
Agente Ruído - -
Fonte Geradora Equipamentos de - -
escritório
Trajetoria /Propagação Direta/Indireta - -
aérea
Expostos 10 - -
Funções Funções - -
administrativas em
geral.
Serviços de
Tipo de aitvidade escritório em geral - -
Possíveis danos á
Saúde - - -
Medidas de controle
existentes - - -
CA - - -
Avaliação Quantitativa 58 dB (A) - -
Responsável pela ação SESMT - -
Limites de tolerância 85 dB (A) / 8 horas - -
26

NR10 – INSTALAÇÃO E SERVIÇOS EM ELETRICIDADE.

 Objetivo: garantir a segurança dos trabalhadores em instalações elétricas, em


suas diversas etapas, incluindo projeto, execução, operação, manutenção,
reforma e ampliação, ainda, segurança de usuários e terceiros.
 Proteções, aterramentos, proteções contra incêndio, serviços, procedimentos,
emergências e treinamento.

NR11- TRANPORTE, MOVIMENTAÇÃO, ARMAZENAGEM E


MANUSEIO DE MATERIAIS.

 Normas de segurança p/, transportadores industriais e máquinas


transportadoras.
 Normas p/ transporte de sacas.
 Armazenamento de materiais.
 Afastamento de paredes 0,50 m.

NR12 – MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS.


 Instalações e áreas de trabalho.
 Dispositivos de acionamento, partida e parada de máquinas e equipamentos.
 Proteção em máquinas e equipamentos.
 Assentos e mesas (NR17).
 Manutenção e operação.

RELAÇÃO DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS .


Descrição
Gerador de energia XW 200
Gerador de energia W 300
Máq. de Solda TIG WW 128
Talha cap. 200Kg e pontes rolantes cap. 5Ton
27

Maçarico acetileno
Furadeiras industrial e manual
Lixadeira elétricas e pneumáticas
Poli corte
Guilhotinas
Palheteiras
Esmeril XX 628
Macaco hidráulico
Macaco Pneumático
Bomba de graxa
Ferramentas, Chaves e torquimetros manuais
Ferramentas, Chaves e torquimetros pneumáticos
Máquinas de usinagem por comandos numéricos
Extrusora
Estações de soldas estanho para eletrônica
Empilhadeiras mecânicas e elétricas
Compressor de ar
Carros par uso exclusivo da empresa
Ar-condicionado e ventiladores
Equipamentos de informática e equipamentos de escritório (Xerox, Celulares
etc)

NR13 – CALDEIRAS E VASOS DE PRESSÃO.


 Profissional habilitado para operação.
 Requisitos de segurança.
 Identificação de equipamento.
 Livro e documentos Adequados.
 Inspeções periódicas.
 Instalação adequada.
 Testes dos equipamentos.
28

EQUIPAMENTO QUANTIDADE
Compressores - MSWV 72 FORT/425C 02
Reservatório de ar comprimido 250 litros- 05
ARXO

NR 15- ATIVIDADES E OPRAÇÕES INSALUBRES.


 Esta NR estabelece os procedimentos obrigatórios, nas atividades ou
operações insalubres que são executadas acima dos limites de tolerância
previstos na Legislação, comprovadas através de laudo de inspeção do local
de trabalho. Agentes agressivos: ruído, calor e agentes químicos.

NR17 – ERGONOMIA.
 Objetivo: estabelecer parâmetros que permitam à adaptação das condições
de trabalho as características psicofisiológicas dos trabalhadores, de modo a
proporcionar o Maximo de conforto, segurança e eficiência;
 Levantamento, transporte e descarga de materiais;
 Mobiliário/equipamentos;
 Condições do posto trabalho;
 Organização do trabalho.

NR23 – PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO.


 Todas as empresas devem possuir:
 Proteção contra incêndios.
 Saídas suficientes.
 Equipamentos de combate.
 Pessoas treinadas. Total de 18 Brigadista em todos os setores da empresa.

NR24- CONDIÇÕES SANITARIAS E DE CONFORTO NOS


LOCIAS DE TRABALHO.
29

 Estabelece critérios mínimos, para fins de aplicação de aparelhos sanitários,


gabinete sanitário, banheiro, cujas instalações deverão ser separadas por
sexo, vestiários, refeitórios, cozinhas e alojamentos.

NR25 – RESIDUOS INDUSTRIAIS.


 Destinação aos resíduos:
 Gasosos;
 Líquidos;
 Sólidos.

Resíduos sólidos Metal (cavacos provenientes das


montagem do refletores), papeis e
madeiras.
Resíduos líquidos Produtos químicos em geral como
tintas solventes, soda caustica, óleos
em geral.

“O Serviço de trasnporte é realizado pela Auto Fossa Sorocaba LTDA


para o residuos liquidos e organicos, reciclaveis pela Recicla LTDA o destino
final é realizado por uma empresa licenciada para o destino fianal dos mesmos
conforme a lei ambiental vigente sendo ela federal, estadual e municipal.

NR26 – SINALIZAÇÃO DE SEGURANÇA.


 Cores usadas em sinalização de segurança.
 Rotulagem de produtos.

7. CONCLUSÃO.
Os Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do
Trabalho (SESMT) são importantes agentes na melhoria das condições de trabalho.
30

Formados por profissionais habilitados quanto à preservação da integridade física do


trabalhador e conhecedores dos procedimentos legais estipulados pelo Ministério do
Trabalho para tal fim, estes serviços profissionais passam a ser obrigatoriamente
inseridos na estrutura organizacional das empresas somente quando estas são
constituídas de um número mínimo de empregados de acordo com o grau de risco
da atividade principal desenvolvida.

8. ANEXO A – CARTA DE REGISTRO GRTE.

Itel Telecomunicação LTDA.


AV. Camilo Júlio 1200 - Zona Industrial
Sorocaba SP CEP 18066-110 Tel.: 15- 2104-3947
À
GRTE (Gerência Regional do Trabalho e Emprego em Sorocaba).
Referente: Registro do SESMT – Serviço Especializado em Engenharia de Segurança
e em Medicina do Trabalho.
31

A Itel Telecomunicação LDTA vem através de este requerimento solicitar o registro


do SESMT da empresa citada acima, para atendimento a Portaria 3214 de 08 de junho de
1978, Norma Regulamentadora – NR04, item 4.17, conforme dimensionamento abaixo:

- Profissionais Integrantes do SESMT:


Carlos da Silva – Engenheiro de Segurança do Trabalho.
Fábio H. V. Ramos – Técnico Segurança do Trabalho.
Eliana Costa Soares – Enfermeira do trabalho.

- Número de registro dos profissionais na Secretaria de Segurança e Medicina do


Trabalho:
Carlos da Silva – CREA 991741.
Fábio H. V. Ramos – MTb//SSST 5578/01
Eliana Costa Soares – COREM 5572-9

-Número de empregados na empresa: 220 funcionários.


-Grau de risco da atividade: 03.
-Especificações do turno de trabalho:
Administrativo: 07horas às 17 horas e 30 minutos de segunda a sexta.
Operacional A: 07horas às 17 horas e 30 minutos de segunda a sexta.
Operacional B: 17 horas e 30 minutos às 02 horas de segunda a sexta.

Sorocaba, 20 de janeiro de 2010.

___________________
Carlos da Silva – CREA 991741
Engenheiro de segurança do trabalho

8.ANEXO B – PLANO DE AÇÃO ANUAL DO SESMT

PLANO DE AÇÃO ANUAL DO SESMT


NECESSIDAD RESPONSÁVEL PERIODO AÇÃO PRAZO OBS
E
32

TREINAMENTOS TECNICO DE JAN A DEZ TREINAMENTO DE ACORDO COM TODOS OS


SEGURANÇA DO O PLANO DE COLABORADORES
TRABALHO TREINAMENTO DA EMPRESA

PROGRAMA DE TÉCNICO DE ASSEGURANDO SEU


GESTÃO DE SEGURANÇA DO JAN A DEZ DESENVOLVIMENTO INDETERMINADO -
SEGURANÇA DO TRABALHO
TRABALHO

INVESTIGAÇÃO TÉCNICO DE SEMPRE QUE CONVOCANDO OS INDETERMINADO ATRAVÉS DE


ACIDENTES DO SEGURANÇA DO HOUVER ENVOLVIDOS PARA RELATÓRIO DE
TRABALHO TRABALHO ACIDENTES A INVESTIGAÇAO E ANILISE E
VISITA AO LOCAL INVESTIGAÇÃO DE
DO ACIDENTE ACIDENTES
MONITORAMENTO
DESENVOLVIME TÉCNICO DE JAN A SET VISITA AOS POSTOS INDETERMINADO ATRAVÉS DE
NTO PPRA SEGURANÇA DO DE TRABALHO VISITAS AOS
TRABALHO POSTOS DE
TRABALHO –
REVISÃO EM
OUT/2006

DESENVOLVIME MÉDICO DO APÓS REVISÃO ACOMPANHAMENTO INDETERMINADO RESPONSABILIDA


NTO PCMSO TRABALHO DO PPRA CONFORME DE DO MÉDICO DO
CRONOGRAMA TRABALHO E
ACOMPANHAMENT
O DOS ASO PELO
RH

INSPEÇÕES DE TÉCNICO DE JAN A DEZ VISITA AOS POSTOS INDETERMINADO ATRAVÉS DE


SEGURANÇA SEGURANÇA DO (MENSAL) DE TRABALHO FORMULÁRIO
TRABALHO PRÓPRIO

SIPAT TÉCNICO DE OUT / NOV PALESTRAS 01 SEMANA TODOS OS


SEGURANÇA DO COLABORADORES
TRABALHO E DA EMPRESA
CONVIDADOS

TÉCNICO DE
CONTROLE DE SEGURANÇA DO JAN A DEZ ENTREGA DE EPI`S INDETERMINADO NECESSÁRIO TER
EPI`S TRABALHO ESTOQUE DE
ALGUNS EPI`S,

VISITAS AOS TÉCNICO DE CONFORME RELATÓRIO DE NÃO INDETERMINADO APRESENTAR SEMPRE


POSTOS DE SEGURANÇA DO CRONOGRAMA CONFORMIDADE RELATÓRIO DA VISITA A
TRABALHO TRABALHO DE VISITA COORDENAÇÃO DO SESMT

ELEIÇÃO DA TÉCNICO DE
CIPA SEGURANÇA DO MAIO A JULHO ELEIÇÃO DA NOVA GESTÃO JULHO -
TRABALHO

CONTROLE DE TÉCNICO DE MENSAL INSPECIONANDO OS INDETERMINADO


EXTINTORES SEGURANÇA DO EXTINTORES EMPRESA TERCEIRIZADA
TRABALHO ( EXTINCENDIO LTDA)
ENCARREGADA PELA
VISTORIA

RENIÃO DA CIPA TÉCNICO DE CONFORME MENSAL REUNINDO-SE OS APÓS REUNIÃO,


SEGURANÇA DO CALENDÁRIO DE COPEIROS E O TÉCNICO PREPARAR RELATÓRIO
TRABALHO E REUNIÕES DE SEGURANÇA PARA COM AS SOLICITAÇÕES E
CIPEIROS DISCUTIR DIFICULDADES ENCAMINHAR A
NOS POSTOS DE COORDENAÇÃO DO SESMT
33

TRABALHO

IMPLANTAÇÃO TÉCNICO DE CONFORME SEMPRE QUE HOUVER VISITANDO O POSTO PARA VISITA AO LOCAL COM
DE NOVOS SEGURANÇA DO SOLICITAÇÃO DO IMPLANTAÇÃO DE NOVO VERIFICAÇÃO DOS RISCOS PREENCHIMENTO DE
POSTOS DE TRABALHO COMERCIAL / POSTO DE TRABALHO EXISTENTES E INCLUSÃO FORMULÁRIO PRÓPRIO
TRABALHO OPERACIONAL NO PPRA / PCMSO PARA RECONHECIMENTO
DE RISCOS AMBIENTAIS.

9. REFERENCIAS BIBLIOGRAFICAS.
Sistema de gestão do SESMT – Site Universia.NET
Copyright 1988/1999 MPF PUBLICAÇÕES LTDA. - http://www.protecao.com.br
http://biblioteca.universia.net/html_bura/ficha/params/id/16595906.html
Quadro do plano de ação anual do SESMT - Site Scrib
http://www.scribd.com/doc/13988810/Programa-Anual-de-Trabalho-Seguran-A
Norma Regulamentadora NR-04 Dimensionamento do SESMT.
Livro Segurança e medicina do trabalho 2° Edição Atualizada Editora Saraiva.
Norma Regulamentadora NR-05 Dimensionamento da CIPA.
34

Livro Segurança e medicina do trabalho 2° Edição Atualizada Editora Saraiva.


Dimensionamento da Brigada de Emergência.
Instrução Técnica 17 do Corpo de Bombeiro Militar do Estado de São Paulo