Anda di halaman 1dari 7

Instituto Canção Nova de Filosofia

Trabalho para casa,


de aproveitamento da disciplina
de filosofia antiga, ministrada pelo professor
Joaquim S. Dias, do Instituto Canção Nova.

Rogério Viana dos Santos


1- O que foram e quais foram as civilizações clássicas?
O período clássico (500a.C. -336a.C.), também conhecido como “Período
das Hegemonias”, foi marcado pelas Guerras; Persas (490a.C. - 480a.C.),
Médicas (490a.C. - 479a.C. - fora da Grécia) e a do Peloponeso (431a.C. -
404a.C. - acontecida na Grécia).
Este foi o momento central deste período, pois ajudaram a criar o
reconhecimento da identidade grega e definiram o cenário para as grandes
realizações culturais (que viriam depois), a transformação política em Atenas
(capital da Grécia) e a disseminação de seu modelo político-administrativo para
outras cidades-estados gregas, marcando o auge da antiguidade grega.
O período clássico também foi marcado pelo estabelecimento de um dos
mais duradouros padrões de beleza artística, os atenienses nos deram a
“tragédia”, a “comédia”, a filosofia de Sócrates, a historiografia de Heródoto e
Tucídedes, a “democracia” (o poder do povo) sendo esta última, talvez a maior
de todas as contribuições.
As civilizações clássicas portanto foram: Grécia e Roma.
2- b) A Grécia tem ao seu redor os mares; Egeu (leste), Mediterrâneo (sul) e
Jônio (oeste), ficando entre os mares Egeu e Jônio.

4- Por que os gregos são conhecidos, também, por helenos?


1º) Diz que este nome surgiu “como produto da fusão de elementos
culturais gregos e orientais nas regiões conquistadas por Alexandre Magno.
2º) “Simples extensão da civilização grega aos orientais.”
3º) “Simples continuação da antiga civilização grega.”
4º) “A mesma civilização grega modificada por novas circunstâncias.”
Uma outra explicação: [mitologia] Deucalião teve filhos com Pirra;
primeiro, Hélen, que segundo alguns era filho de Zeus. Hélen teve com a ninfa
Orseide; Doro, Xuto e Éolo, que eram chamados de gregos, dando o nome de
helenos (derivado do seu nome). Segundo a crônica do Mármore de Paros esta
mudança de nome “gregos” para “helenos” ocorreu em 1521 a.C. (criado por
alguns historiadores para preencher uma “lacuna” que faltava nos registros
históricos.

5- O que foram tempos homéricos ou heróicos?


As “epopéias” mostram-nos um tempo onde acontece uma evolução
social, política, econômica e religiosa.
Os tempos homéricos (1200 a.C. - 800 a.C.) foi conhecido como o tempo
onde Homero descreveu os feitos heróicos, somado a imaginação popular.
Escreveu em forma de poemas, dentre eles os que narram a “Guerra de Tróia”
e “Odisséia” (que conta as viagens de Ulisses).
7- Quanto à religião
a) O que caracterizava, basicamente a religião entre os gregos?
A religião grega era politeísta, antropomórfica (atribui características
e/ou aspectos humanos a deus). Eles cultuavam os deuses do Olimpo,
oferecendo sacrifícios a estes deuses.
b) Cite o nome dos principais deuses gregos.
Os Filhos de Crono:
- Zeus: É o principal, governante do Monte Olimpo
- Poseidon: É o deus do mar e dos terremotos.
- Hades: Irmão de Zeus, soberano do mundo subterrâneo (inferno).
- Hera: Esposa de Zeus, protetora do casamento, das mulheres casadas, das
crianças e dos lares.
- Deméter: Era a deusa das colheitas, dispensadora dos cereais e dos frutos.

Os filhos de Zeus:
- Afrodite: Deusa do amor e da beleza.
- Atena: Deusa virgem, padroeira das artes modernas, da sabedoria e da
guerra.
- Ares:
- Apolo: Deus do sol e patrono da verdade, da música, da medicina e pai da
profecia.
- Ártemis: Deusa virgem da lua, irmã gêmea de Apolo, poderosa caçadora,
protetora das cidades, das mulheres e dos animais.
- Hefesto: Deus ferreiro, do fogo e dos artífices.
- Hermes: Filho de Zeus, mensageiro dos mortais, protetor dos rebanhos e do
gado, dos ladrões, protetor dos oradores e escritores.
- Dionísio: Era o deus do vinho da felicidade.

c) Quem eram os heróis?


Os heróis ou semideuses como também podemos chamar, eram filhos de
um deus ou deusa, tinham uma força sobre-humana. Com tal força eram
capazes de realizar tarefas inimagináveis ou possíveis aos humanos mortais.
Uma outra característica, eram mortais apesar da sua super-força. O mais
famoso deles é sem dúvida; Hércules com suas façanhas heróicas.
d) O que é mitologia?
Como é muito complexo e extensivo falar de mitologia, expresso um
resumo, do resumo, do resumo: “O mito conta uma história sagrada; relata
um acontecimento que teve lugar no tempo primordial, no tempo fabuloso das
origens.”1
De uma forma geral, são histórias contadas que relatam ou mesmo
explicam, utilizando-se de uma linguagem fantasiosa ou não, aspectos ou
fenômenos da natureza naturais presentes no decurso dos dias do povo; o dia,
a noite, o sol, os raios, a chuva, eventos do passado (a criação – como surgiu),
desde construções criadas e esquecidas.
Alguns historiadores dividem o mito em 3 (três) grupos:
- Mitos propriamente ditos;
- Contos ou sagas com elemento histórico;
- Histórias de aventuras (ex: Os doze trabalhos de Hércules)
e) Qual a diferença entre deuses e heróis?
Os deuses por sua vez eram imortais, enquanto os heróis tinham uma
força sobre-humana mas, eram mortais.
f) O que é Olimpo?
O Monte Olimpo (segundo os gregos) era a principal montanha da Grécia
Antiga. Os gregos diziam que ali moravam os deuses de onde comandavam e
mandavam, no trabalho, nas relações sociais, políticas dos seres humanos.
g) O que foram as Olimpíadas?
Para prestar suas homenagens aos deuses, os gregos realizavam
festivais religiosos (regularmente) para que toda a comunidade pudesse
prestar honra ao deus daquela cidade. As olimpíadas ou “jogos olímpicos” eram
festas religiosas celebradas de quatro em quatro anos na cidade de Olímpia,
em honra a Zeus (deus dos deuses).
Nestes festivais, além de cerimônias religiosas, tinha concurso de poesia,
competições atléticas, corridas de carros.
Segundo a lenda, os jogos foram fundados por Hércules, que plantou
uma oliveira de onde eram feitos os ramos dos ganhadores. Os primeiros jogos
olímpicos foram realizados em 776 a.C. com apenas um evento – uma corrida
a pé de aproximadamente 200 metros chamada “Stadion”, que deu origem a
palavra ‘estádio’.
Os gregos levaram os jogos tão a sério que uma trégua era declarada e
estritamente respeitada durante cada jogo olímpico. Inclusive durante a Guerra
do Peloponeso, os inimigos se misturaram e competiam lado a lado durante o
evento. A trégua foi quebrada apenas uma vez por Esparta, que levou uma
punição e foi banido dos jogos (desde 420 a.C.). Deles só podiam participar
homens livres, de raça grega, e em pleno gozo de seus direitos de cidadão.
As Olimpíadas criavam condições para que os gregos, subdivididos em
grupos que viviam em centenas de póleis (cidades-estados) independentes e
em constantes atritos entre si, adquirissem consciência de sua unidade
nacional.
A popularidade dos jogos olímpicos continuou no mundo antigo mesmo
após o desaparecimento do império grego. Mas em 393 d.C. - o 293° jogos
olímpicos e 1.170 anos depois dos jogos começarem, eles foram abolidos pelo
imperador romano Teodósio I, pois havia proibido qualquer adoração a ídolos
em santuários.
Mas foi somente em 1896 que eles ressurgiram, graças aos esforços de
um jovem aristocrata francês, Baron Pierre de Coubertin, e do grego Dimitrios
Vikelas. Os primeiros jogos olímpicos foram realizados em Atenas. Treze países
participaram competindo em 43 eventos divididos em nove esportes. Pela
primeira vez, uma maratona foi incluída. A corrida comemorou a vitória dos
atenienses sobre os persas, quando o mensageiro Philippides correu desde as
planícies de Marathon a Atenas com a notícia da vitória.

8) O que foram as cidades-estados?


De fato, no nosso mundo moderno ‘política’ vem de ‘polis’, a palavra
grega para cidade-estado. Florescendo na Era Arcaica (800 a.C. – 300 a.C.), os
genos perderam espaço para uma pequena elite de proprietários de terra.
Tendo poder sobre os terrenos mais férteis, as elites de cada região se
organizaram em conglomerados demográficos e políticos cada vez maiores. É
aqui que temos o nascimento das primeiras cidades-Estado da Grécia Antiga.
Estas cidades-estados foram fundadas nos princípios da cidadania; com
diferentes direitos e privilégios para os homens cidadãos, mulheres cidadãs,
suas crianças, moradores estrangeiros e escravos. Todos os homens cidadãos,
sem importar se forem pobres, tinham direitos políticos.
No período Arcaico (750 a.C. - 500 a.C.), a autonomia política das várias
cidades-Estado era visivelmente confrontada com o aparecimento de grandes
conflitos.
Inicialmente, os persas tentaram invadir o território grego ao dispor de um
enorme exército. Contudo, a união militar das cidades-Estado possibilitou a
vitória dos gregos. Logo depois, as próprias cidades da Grécia Antiga decidiram
lutar entre si para saber quem imperaria na Península Balcânica.
De todas as cidades-estados, as mais conhecidas são: Esparta e Atenas, sendo
esta última mais conceituada, lugar do nascimento da cultura e a democracia,
local famoso no mundo antigo pela sua beleza geográfica.

9) Quais foram elas?


Abas Região: Fócida
Abdera Região: Trácia
Anfípolis Região: Trácia
Atenas Região: Ática
Chalkedon Região: Bitínia
Cidônia Região: Ilha de Creta
Cnido Região: Cária
Cnossos Região: Ilha de Creta
Corinto Região: Peloponeso
Crotona Região: Clábria (Sul da Itália)
Cumas Região: Campânia
Delfos Região: Fócida
Epidauro Região: Argólida
Esparta Região: Lacônia
Estagira Região: Calcídica (Macedônia)
Helicarnasso Região: Anatólia (Ásia Menor)
Exapole Dórica
Himera Região: Sicília
Lindos Região: Dodecaneso
Mileto Região: Jônia
Megara Região: Ática
Olímpia
Plateias Região: Beocia
Pergamo Região: Misia
Sardes Região: Anatólia
Selêucida
Siracusa Região: Sicília
Síbaris Região: Sicília
Taranto Região: Itália
Tebas Região: Beocia
Téspias Região: Beocia
Éfeso Região: Jônia

Sendo que as duas mais importantes foram; Atenas e Esparta. História de


Atenas: o principal fato que aconteceu na Grécia foi o fortalecimento da
cidades de Atenas relacionada a primeira guerra que foi contra os Persas
durante a guerra a cidade de Atenas criou uma confederação das cidades que
se chamava Confederação de Delos. Através dela Atenas recolhia tributos das
outras cidades gregas para despesas militares.
Este foi o período mais rico da história de Atenas. Em 450 a.C., o tesouro de
Delos acumulado durante a guerra transferido para Atenas.
Logo depois, foi criada a cidade-estado de Atenas, por isso se tornou uma das
mais importantes da Grécia.
História de Esparta: Esparta se tornou uma das cidades-estados mais
importantes da Grécia por causa do seu militarismo e suas riquezas.
Referências Bibliográficas:

Referências Bibliográficas:
1- Eliade Mircea, 1963 – www.greciaantiga.org/arquivo.asp?num=0717
Giordani, Mário Curtis, História da Grécia - Antiguidade Clássica I, (capítulos
2, 5 e 18), 4ª Edição, Petrópolis/RJ, 1986
http://professoradehistoria.googlepages.com/civiliza%C3%A7%C3%B5escl
%C3%A1ssicas
http://greciantiga.org/iniciantes.asp?num=0817
http://greciantiga.org/iniciantes.asp?num=0299
http://greciantiga.org/arquivo.asp?num=0180
http://greciantiga.org/arquivo.asp?num=0353
http://www.scribd.com/doc/3371985/Historia-Aula-01-Mundo-Grego
http://www.discoverybrasil.com/guia_grecia/index.shtml
http://www.discoverybrasil.com/guia_grecia/grecia_politica/index.shtml
http://www.discoverybrasil.com/guia_grecia/timeline/index.shtml
http://www.discoverybrasil.com/guia_grecia/grecia_jogos_olimpicos/grecia_oli
mpia/index.shtml
http://www.discoverybrasil.com/guia_grecia/grecia_jogos_olimpicos/grecia_de
senvolvimento/index.shtml
http://www.brasilescola.com/historiag/grecia-periodo-classico.htm - Ranier
Souza (Historiador)
http://www.brasilescola.com/historiag/grecia-antiga.htm - Rainer Sousa
(Historiador)
http://www.suapesquisa.com/grecia
http://www.suapesquisa.com/mitologiagrega
http://www.discoverybrasil.com/guia_grecia/grecia_politica/index.shtml
http://www.templodeapolo.net/civilizacoes/grecia/cidades_estado/cidades_est
ado.html
http://bit.ly/civilizacoesclassicas
http://olimpia776.warj.med.br/txt02.html
http://www.amora.cap.ufrgs.br/amadis_amora_projetos/paginas/projeto_341/
historia_das_cidades_estados_mais_importantes.htm