Anda di halaman 1dari 16

Ainda sobre o batismo nas águas. Quem pode batizar?

Como já deixei claro no meu texto anterior, não vejo impedimento algum em que um membro da igreja, sob condições
especiais, possa oficiar o batismo de uma outra pessoa. Quem reler o texto com mais cuidado, perceberá claramente que isto
está afirmado. Alías, a própria resolução da Convenção de 1933, citada pelo pastor Altair Germano, corrobora a tese que
defendi, na qual a AD reconhece o ato como privativo da função pastoral e dos presbíteros autorizados, ou, em determinadas
circunstâncias, estende esse direito a um membro sempre debaixo da autoridade pastoral e da igreja.

Reproduzo abaixo, na íntegra, a transcrição feita no blog do colega e extraída do livro História da Convenção Geral das
Assembléias de Deus no Brasil, CPAD, Silas Daniel, pp. 79, 80, com grifos meus que realçam a tese.

"Esta convenção reconhece unicamente como regra de sua fé, a ser obedecida, a Bíblia Sagrada. Assim sendo, resolveu
adotar como regra geral, onde houver trabalho do Senhor já firmemente estabelecido, que a Ceia do Senhor, o batismo e a
unção de enfermossejam feitos pelos que foram consagrados para o ministério e o ancionato.

"Entretanto, nos lugares onde o trabalho estiver apenas iniciado, ou onde o mesmo esteja pouco desenvolvido, o pastor com
a igreja do campo podem autorizar a fazê-lo um dos membros que tenha um bom testemunho. Na falta do pastor, o
ancião por todos reconhecido como tal pode substituí-lo."

1. Como se vê, a resolução estabelece o ato batismal (também a ceia e a unção dos enfermos) como privativo dos ministros e
presbíteros (ancionato). É regra geral, como grifei acima. Há alguma dúvida? Creio que não.

2. Observa-se também que em circunstâncias excepcionais (trabalho apenas iniciado ou pouco desenvolvido) um membro que
tenha bom testemunho pode ser autorizado pelo pastor e a igreja do campo a oficiar o ato batismal e os outros mencionados.

A natureza da resolução certamente visava evitar a anarquia, a indisciplina, a perda da autoridade, o batizar por batizar, como
parece deixar transparecer a tese do pastor Altair Germano, que em seu primeiro artigo sobre a posição bíblica a respeito
defendeu o direito de o membro da igreja oficiar o ato, sem ter mencionado o princípio da autoridade, como felizmente o fez em
sua última postagem sobre a questão histórica e denominacional ao citar a mencionada resolução. Veja, inclusive, que essa
autorização era de natureza tão restritiva que dependia não só do pastor, mas da aprovação da igreja do campo! Era, portanto,
algo tratado com extrema seriedade!

Esclarecidos os fatos, vamos, agora, à posição bíblica. Percebe-se inicialmente que a defesa em favor do batismo oficiado por
membros da igreja se baseia em pressuposições bastante frágeis. Mas vejamos o que é uma pressuposição? Trata-se da
enunciação de um conceito cujo valor intrínseco depende da verdade ou falsidade de outro conceito. Ora, o que dizem os
defensores da tese? Simplesmente deduzem que os oficiantes de alguns atos batismais descritos no Novo Testamento eram
apenas membros da igreja simplesmente porque não fica claro que função exerciam, ou, em alguns casos, quem efetuou o
batismo! Com todo o respeito e consideração, é um argumento muito pobre.

Vou dar um exemplo. Os meus primeiros contatos com o irmão Altair Germano se deram através dos blogs, quando, lá atrás,
iniciamos nossa participação na blogosfera cristã. Lida hoje, a informação prescinde de detalhes, pois os que militam nesse
ambiente virtual e os que o conhecem pessoalmente sabem que se trata de um pastor, o qual atua como vice-presidente do
Conselho de Educação da CGADB, tem fortes vínculos com a Sociedade Bíblica do Brasil, milita no campo da COMADALPE e
é autor de um livro o qual tive a honra de prefaciar.

Todavia, imaginemos essa notícia daqui a dois mil anos, se ela fosse transmitida de geração em geração sem esses
pormenores e não houvesse como pesquisar a sua origem? Ninguém falaria do pastor Altair Germano, mencionando as
funções que ele honradamente ocupou e os títulos que com muito esforço conquistou. Muito provavelmente alguém poderia
fazer as deduções mais singelas a seu respeito simplesmente porque eu não me preocupei em registrar os detalhes. É isso
que estão fazendo com os personagens das narrativas que descrevem alguns atos de batismo no Novo Testamento. Por falta
de detalhes (se eram líderes da igreja ou não) estabelecem pressuposições frágeis que podem estar totalmente equivocadas!

Vamos aos fatos.

Quem batizou as quase três mil pessoas no dia de Pentecoste? Como bem expressou o pastor Altair Germano, não há
registro. Então posso pressupor, sem transgredir a hermenêutica, que foram os apóstolos, tanto quanto é possível admitir que
contaram com a ajuda de outros discípulos por tratar-se de condições especiais, ou seja, o grande número de pessoas a
serem batizadas. Ambas são pressuposições, nada mais.

Quem batizou Saulo em Damasco? Ananias, que, para a tese do pastor Altair Germano, foi "um simples discípulo". Para
começar, o "simples" que aparece aqui é uma adição explicativa do próprio que não aparece no texto bíblico. Por outro lado,
era normal os cristãos serem tratados de discípulos independente da função que ocupassem. Ressalte-se também que posso
presumir a existência de uma igreja em Damasco, se não o perseguidor não pediria cartas para perseguir os crentes ali e ele
não teria recebido a ajuda de qualquer deles para escapar com vida da cidade. É fato claríssimo - a existência de uma igreja
em Damasco - na resposta de Ananias ao Senhor, quando este lhe ordenou a procurar Saulo: "E aqui tem poder dos principais
dos sacerdotes para prender a todos os que invocam o teu nome", Atos 9.14 (grifos meus).

E se Ananias fosse o pastor da igreja? Ninguém pode me contestar, pois se não há esse registro, também não há que ele não
ocupasse tal função. Mas pensando que fosse apenas membro da igreja, será que não buscou aconselhar-se com os líderes,
os anciãos, e recebeu destes o apoio e a autorização para seguir adiante? Pressuposição por pressuposição, creio que esta
tem muito mais validade e é muito mais consetânea com o espírito do Novo Testamento, como veremos adiante, do que as da
outra tese.

A outra tese usa também o exemplo de Lídia e do carcereiro de Filipos para então concluir: "Quem batizou Lídia? Paulo, Silas,
Timóteo ou Lucas? O texto não diz... Quem batizou o carcereiro e os seus? Paulo e Silas? Paulo ou Silas? Apenas Paulo?
Apenas Silas? O texto não diz" (leia aqui). Ora, meu caro leitor, esses textos estão fora de contexto e não provam nada a favor
da outra tese! São simplesmente pretextos! Presumir que sustentam o batismo por membros da igreja é forçar a interpretação.
É muito mais lógica a pressuposição que tenham sido batizados por Paulo ou Silas, ambos ministros da igreja, ainda que seja
uma pressuposição, como o é a outra.

E por que é mais lógica essa pressuposição?


1. Porque a igreja tinha doutrina, At 2.42.

2. Porque a igreja tinha governo, At 6.1-4; 15.6-22, 30; 20.17-28; Tt 1.4.

3. Porque a igreja tinha direção, At 13.1-3.

Assim, mantenho os termos da postagem anterior e reprovo a atitude precipitada de divulgar, nesta hora tão conturbada, a
cena do batismo no programa Movimento Pentecostal. Foi um desserviço à AD do Brasil.

PS. Aos que se assustam com a polêmica ora travada na blogosfera cristã, sugiro que peçam permissão à CPAD para
pesquisar o Mensageiro da Paz das décadas de 50 e 60, onde encontrarão grande embates enriquecedores que foram
travados por homens da estirpe de Alcebíades Pereira de Vasconcelos, Estevam Ângelo de Souza, José Teixeira Rego,
Francisco Assis Gomes, Joanyr de Oliveira e outros.

POSTADO POR PASTOR GEREMIAS COUTO ÀS 23:23 9 COMENTÁRIOS LINKS PARA ESTA POSTAGEM

TER ÇA - FEI R A, 16 D E FEV ER EI R O DE 2010

Sobre CPAD, Dake e batismo: uma séria crise institucional


Autorizado ou não pelo seu pastor, não vem ao caso, creio que o Diretor Executivo da CPAD escolheu a pior hora para oficiar o
ato de batismo noticiado no blog Fronteira Final. Se já não bastasse o imbróglio da Bíblia Dake, que ainda não teve o seu
desfecho, do ponto de vista institucional, com o episódio joga mais lenha na fogueira, pois, segundo a notícia, a cena foi ao ar
para todo o Brasil no programa Movimento Pentecostal deste sábado dia 13 de fevereiro. No mínimo, um ato de ingenuidade.
No máximo, de arrogância, como se dissesse: estou acima de tudo e de todos.

Não pretendo tecer considerações sobre o batismo no Novo Testamento. Há literatura abundante sobre o assunto. É só
pesquisar. No entanto, como princípio basilar para se entender a doutrina, ela foi dada à Igreja, e não a indivíduos em
particular, embora o Senhor se dirigisse aos discípulos, quando primeiro tratou do tema. E óbvio que eles formavam a Igreja
incipiente e não um bando de indivíduos que depois saíram por aí, a seu bel-prazer, fazendo o que bem entendesse. Se a
Bíblia não registra quem batizou quem, em algumas situações, isso não nos autoriza a afirmar que, regra geral, um membro
possa batizar outro membro, pois requer-se um mínimo de ordem dentro da Igreja do Senhor. Há muitos outros casos em que
a Bíblia não é explícita sobre os procedimentos a adotar, mas pressupõe uma conduta a ser observada.

Portanto, restringir o ato de batismo àqueles que pastoreiam o rebanho é consentâneo com o Novo Testamento e permitir que
os membros, sob condições normais, saiam por aí a batizar contradiz o princípio da "decência e ordem" expresso no Novo
Testamento sobre a vida diária da Igreja. A Assembléia de Deus do Brasil, com raríssimas exceções, entende ser o oficio
batismal um ato privativo da função pastoral, mas em determinadas circunstâncias delega ao "presbítero" (ponho entre aspas,
pois, da forma como crê a Assembléia de Deus do Brasil, não vejo essa categoria na Bíblia) a autoridade de exercê-lo.

No entanto, sob condições especiais e debaixo da autoridade pastoral pode haver alguma exceção à regra. Isso aparece no
episódio em que Filipe batiza o eunuco no caminho de Gaza. Não havia ali apóstolos e o mordomo tinha de seguir viagem à
Etiópia, uma longa distância a ser percorrida. Embora isso não esteja explícito, é de se pressupor que o diácono saíra como
evangelista sob a bênção dos apóstolos. Então estava sob autoridade para o ato batismal. Por outro lado, não tenho como
concordar que evangelista não seja um ofício. Seria uma grosseira contradição com Efésios 4.11-16, onde aparece na lista dos
ofícios ministeriais.

Como se pode observar, tais exceções ocorrem quando não há um ministro para oficiar o ato ou este por algum motivo de
força maior esteja impedido de oficiá-lo. Não entra aqui o campo missionário, pois quando o missionário é enviado já está
investido das prerrogativas. Mas sempre o será sob a autoridade pastoral. Se não, vira anarquia. É assim que, regra geral,
agem as Assembléias de Deus do Brasil. Neste caso, não é preciso pesquisar muito para encontrar irmãos que tenham
oficiado o ato batismal nas circunstâncias descritas. Mas não é regra. É exceção.

Quanto a ordenar ao ministério pessoas que não sejam batizadas no Espírito Santo acho uma proposta temerária e de
consequências alarmantes. Discordo quando se afirma que ser "cheio do Espírito Santo" não é sinônimo de batismo no Espirito
Santo. Uma pesquisa mais aguçada revelará que o consenso pentecostal crê dessa forma, com raras exceções. Não entro no
mérito das outras denominações neste caso. Falo apenas daquilo que cremos. Afirmar também que com isso estamos tirando
o privilégio de os não batizados servirem na igreja é sofisma. Ao contrário, há na igreja lugar para todos, inclusive para buscar
o batismo, algo que tem sido desestimulado ultimamente nos meios pentecostais.

Dizer também que alguns batizados, diferente de outros não batizados, têm vida tortuosa é também outro sofisma. Não tem a
igreja e os seus obreiros capacidade e discernimento espiritual para avaliar os candidatos ao ministério? Se não tem, a
questão aí não é de o candidato ser ou não batizado, mas de uma igreja em estado de calamidade espiritual! Pois, neste caso,
tanto faz um como o outro, a igreja não tem olhos para discernir quem está ordenando para ocupar o altar. Todavia, se querem
abrir o precedente de ordenar ao ministério pessoas não batizadas no Espírito Santo, não reclamem depois das
consequências.

Nada tenho contra o Diretor Executivo da CPAD. Mas, a meu ver, foi extremamente infeliz, autorizado ou não pelo seu pastor,
repito, veicular para todo o Brasil a sua imagem realizando o ato batismal numa hora em que deveria, ele próprio, explicar-se
sobre o imbróglio da Bíblia Dake, o que lhe traria muito mais autoridade e credibilidade.

Ou está agindo por sua própria cabeça, que estaria então desligada da realidade, ou os seus assessores o estão guiando por
um caminho errado. Era a hora de evitar esta situação controversa e, sobretudo, não mostrá-la ao distinto público
assembleiano. Mas juntando este episódio a outros pós-eleição (refiro-me aos dois últimos embates eleitorais) estamos
monstrando de forma desnuda a séria crise em que vive a nossa instituição na comemoração do seu centenário.

Que Deus me dê graça para que eu, tendo começado pelo espírito, não acabe agora pela carne, como admoestou o apóstolo
Paulo.
POSTADO POR PASTOR GEREMIAS COUTO ÀS 10:40 42 COMENTÁRIOSLINKS PARA ESTA POSTAGEM

D OMI NGO, 7 D E FEV ER EI R O D E 2 010

Bíblia Dake: uma descortesia sem tamanho


Os que me conhecem mais de perto e os que têm acompanhado o meu blog sabem que, embora não tergiverse ao fazer a defesa
das convicções em que creio, procuro agir com equilibrio, sem ofensas a quem quer que seja, e evitando usar termos mais fortes
que podem ser tomados no mínimo como descortesia. Não é o meu feitio.

Vejamos o exemplo da Bíblia Dake. Não fico por aí a dizer que os favoráveis à sua publicação estão a proferir sandices, que não
têm capacidade para analisar a obra, que estão promovendo uma "operação abafa", que a defendem para proteger os seus
interesses etc. e tal. Os que já leram as minhas postagens e também os meus comentários em outros blogs podem comprovar que
sempre me ative aos fatos, que são mais claros do que o sol do meridiano. Tal postura, portanto, me permite ponderar sobre
certos comportamentos que estão sendo adotados alhures com a exclusiva finalidade de desqualificar aqueles que são contra a
publicação pela CPAD da referida Bíblia.

Diga-se de passagem que não publico comentários anônimos ou de "fakes", seja para apoiar, seja para contraditar, não abro
espaço para manifestações infundadas e condeno com veemência o blog anônimo criado por não sei quem com a pretensão de
combater a Dake, o qual denigre a imagem de alguns de nossos colegas e do mestre a quem todos respeitamos: pastor Antonio
Gilberto. Não é por aí o caminho dos legítimos embates das posições hoje bastante polarizadas. Estes devem dar-se em terreno
aberto, com nossas faces expostas, apenas no campo dos argumentos. E que os leitores tirem as suas conclusões.

Mas também me causa náuseas perceber alhures o nome do pastor Antonio Gilberto, que todo o Brasil assembleiano respeita
como mestre por excelência, sendo usado de forma não muito ortodoxa como escudo para os que defendem a publicação da
Dake pela CPAD. Acho que não é sábio, prudente e justo pôr em sua boca palavras que desmerecem a sua inteligência, bem
como o brilhantismo e a ortodoxia com que sempre adotou em seus ensinos. Para mim, é o cúmulo do absurdo! É expô-lo
desnecessariamente a uma situação vexatória e tentar empurrar-nos para uma posição defensiva sob a idéia latente de que não
podemos criticá-lo por ser o nosso ícone na área teológica assembleiana.

Mas veja por ordem o que foi dito como se palavras fossem do pastor Antonio Gilberto após pesquisar a Dake por cinco anos:

"A Bíblia de Estudo Dake é um tesouro, especialmente para os pregadores. Mas eu faço algumas ressalvas. Há nela pontos de
vista pessoais, de natureza filosófica”.

Ora, se são apenas algumas ressalvas, por que então o trabalho hercúleo dos preparadores de texto da editora para cortar do
original os comentários tidos como heréticos, o qual deixou escapar ainda dezenas de notas heterodoxas?

Se são pontos de vistas pessoais, o que seriam então os demais pontos da Bíblia Dake? Eles não seriam também uma
interpretação pessoal?

Se tais pontos ressalvados seriam de natureza filosófica, o que dizer então da seguinte nota:

“Nenhuma declaração nas Escrituras sugere que Deus conhece cada pequeno detalhe de cada ato e pensamento dos agentes
da livre moral de toda a eternidade, mesmo antes de eles vierem a existir. Tal coisa não é necessária para se entender a
onisciência de Deus (veja Gn 6.5). Muitas vezes nas Escrituras, encontramos o Senhor vendo e conhecendo as coisas quando
elas acontecem, assim limitando-se por algum propósito no tratamento do assunto” (nota Deuteronômio 32.19b - p. 367).

Há, aqui, apenas filosofia ou uma declaração teológica quepressupõe as bases para o moderno teísmo aberto? Hoje fui ao
sepultamento de um grande amigo, como pode ser lido no post abaixo, que morreu em razão de um acidente com o ultraleve no
qual voava sob os céus da zona oeste do Rio de Janeiro. Teria Deus tomado conhecimento da tragédia apenas no momento em
que ela ocorreu? É isso que está pressuposto na nota acima!

Alhures também se mencionou acerca de outro ponto que teria afirmado o nosso mestre por excelência:

"Antonio Gilberto disse que está sabendo de uma grande onda de rumores e manifestações de pessoas não-autorizadas (sem
conhecimento de causa) para tratar do assunto".

Pergunto:

O Conselho de Doutrina e a Comissão de Apologética da CGADB estavam desautorizados ou desconheciam do que tratavam
quando discutiram o imbróglio Dake? Perdoem-me a expressão um pouco mais forte que vou usar: afinal, eram um bando de
incompetentes? A reunião realizada na sede da CGADB foi apenas rumor ou de fato existiu?

Será que homens de reconhecida de extirpe, considerados grandes apologetas da igreja evangélica brasileira, não têm cabedal
para avaliar a obra e ressaltar com clareza os seus pontos obscuros? Seriam eles ignorantes?

Seria o manifesto aprovado pela COMADESPE, a ser enviado à presidência da CGADB e às convenções de todo o Brasil, "rumor
de uma noite passageira", inexistente, ou os pastores daquela convenção reunidos em Assembléia Geral o aprovaram por que
foram convencidos dos erros da Bíblia Dake?

Se os nossos irmãos que se opõem a nós nesta questão querem continuar o debate, venham para o campo dos argumentos e não
nos desqualifiquem como se fôssemos um bando de analfabetos bíblicos. Ou não temos nós também o direito ao livre exame das
Escrituras?

Peço-lhes também um favor: deixem o pastor Antonio Gilberto em paz! Não o exponham dessa forma. Ele não merece essa
descortesia.

POSTADO POR PASTOR GEREMIAS COUTO ÀS 20:57 49 COMENTÁRIOSLINKS PARA ESTA POSTAGEM
Sergio Menezes, um amigo especial

Há mortes anunciadas. Outras nos pegam de supresa. A perda do fotógrafo Sergio Menezes se inclui na segunda hipótese.
Ontem à tarde, após um sobrevoo de ultraleve sobre o Rio de Janeiro, acompanhando o cunhado, Benoni, irmão de sua
esposa, a cantora Marina de Oliveira, no exato momento em que se preparavam para pousar, o ultraleve caiu numa lagoa em
Jacarepaguá e ambos vieram a falecer, provavelmente vítimas de afogamento.

Eu e minha família acabamos de chegar do sepultamento, onde compartilhamos a dor de seus familiares e dos pais de Benoni,
Deputado Arolde de Oliveira e Dna. Ivelyse, ao lado de tantos outros amigos, pastores e cantores ligados aos irmãos
enlutados.

Conheci Sergio Menezes quanto este era ainda bem jovem. Eu era chefe de jornalismo da CPAD e ele dava conosco os seus
primeiros passos como fotógrafo. O tempo passou, Sergio cresceu profissionalmente e passou a ser requisitado para grandes
trabalhos no mercado secular, bem como se tornou o produtor artístico da maioria dos CDs evangélicos do país. Quando a
nossa filha Marcelle Couto lançou o seu primeiro trabalho independente, Sergio esmerou-se em produzir o melhor, trazendo
excelência ao produto final.

Sergio Menezes também fotografou para a campanha promocional do projeto Minha Esperança, da Associação Evangelística
Billy Graham, o qual tive o priviégio de coordenar. Era extremamente criativo, gostava do seu trabalho e se entregava de corpo
e alma ao que fazia. Além do mais, um amigo especial, que compartilhava conosco a sua extroversão e o seu coração.

Três dias atrás ligou para a nossa casa. Falou de sua última viagem ao Colorado, nos Estados Unidos, de onde regressou
domingo, dia 1 de fevereiro. Estava entusiasmado. Vibrante. Relatou uma experiência pessoal que tivera com Deus. Não foi
dentro de um templo, mas algo extremamente íntimo. Em suas palavras joviais, assim se expressou: "Tive uma 'overdose' de
Deus', que eu não consigo explicar. Decidi entrar no céu, não importa se sem os olhos, as pernas ou os braços ou mesmo
empurrado". E não conseguiu continuar por estar ainda sob o impacto da experiência.

Este foi o nosso último contato. Três dias depois Sergio Menezes teve o desejo do seu coração atendido. Ele entrou no céu e,
se ali pudesse continuar a exercer a profissão de fotógrafo e manter contato conosco, certamente nos enviaria de lá as
imagens mais lindas que o mundo jamais viu!

POSTADO POR PASTOR GEREMIAS COUTO ÀS 16:41 6 COMENTÁRIOS LINKS PARA ESTA POSTAGEM

Em apoio à decisão da COMADESPE, republico aqui o seu Manifesto contra a publicação da


Bíblia Dake pela CPAD
Informei ao pastor Carlos Roberto, vice-presidente-executivo da COMADESPE, que, embora pertença a outra convenção
estadual, assinaria simbolicamente o Manifesto que os pastores filiados àquela organização convencional aprovaram por
unanimidade em sua última Assembléia Geral contra a publicação da Biblia Dake pela CPAD. Faço-o republicando em meu blog
a íntegra do documento. Voltarei ao assunto nos próximos dias.

MANIFESTO DA COMADESPE CONTRA A PUBLICAÇÃO DA


BIBLIA DE ESTUDO DAKE PELA CPAD

Conforme aprovado em Plenário Convencional, durante a 76ª AGO da COMADESPE, nesta cidade de Bauru, SP, em 28 de
janeiro do corrente, segue abaixo o nosso posicionamento com relação à publicação da Bíblia de Estudo DAKE pela CPAD –
Casa Publicadora das Assembleias de Deus.

1. Considerando a publicação da Bíblia de Estudo DAKE, pela CPAD, e sua posterior publicidade reforçada por nós, por ser
tradição confiarmos nos produtos lançados pela nossa editora, ficando nós assim também comprometidos diante desses irmãos;

2. Considerando os inúmeros questionamentos sobre a referida obra por parte de nossos Ministros filiados, bem como de irmãos
pertencentes às igrejas por eles dirigidas;

3. Considerando as heresias confirmadas na Bíblia de Estudo DAKE, conforme já denunciadas pelo Conselho de Doutrina e
Comissão de Apologética, conforme se segue:

a) - “Temos muitos exemplos de Deus indo de lugares para lugares, como as outras pessoas” (nota Gênesis 11.5ª - p. 15);

b) - “Aqui, se refere literalmente a uma luta física, provando que Deus tem um corpo e pode ser visto, sentido, segurado e tocado
como um homem ou anjo” (nota Gênesis 32.24b - p. 44);

c) - “Além das aparições anteriores, os profetas viram a Deus, sua forma, seu corpo (como o
de um homem), seus cabelos, seus olhos, suas partes corporais, suas roupas, seu trono em
forma de carruagem descido pelos querubins em visões” (nota 44 - p. 89);

d) - “É óbvio que o próprio Deus fez uma viagem ao Egito para que seus próprios olhos
vissem as verdadeiras condições, como fez em algumas outras ocasiões antes de agir nos
assuntos dos homens na terra [...] Por essa razão Deus fez uma série de aparições pessoais na
terra” (nota Êxodo .16b - p. 102);

e) - “Aqui temos outra prova, dentre as centenas nas Escrituras, de que Deus tem um corpo
físico com partes físicas como o homem” (nota Êxodo 24.10b - p. 133);

f) - “Aprendemos com as Escrituras que até Deus e os anjos comem e bebem” (nota Êxodo
24.11c - p. 133);

g) - “Deve ser considerado literalmente [...] Afirma-se claramente que a escrita foi feita pelo
dedo de Deus e, uma vez que ele tem mãos e dedos, a afirmação deve ser entendida dessa
forma” (nota Êxodo 31.18c - p. 145);

h) - “O trono de Deus está no norte do universo” (nota em Levítico 1.11ª - p. 190);

i) - “A habitação de Deus é o planeta céu” (nota Salmos 33.14ª - p.886). Obs: a palavra
“planeta” foi amputada na edição em português);

j) - “Nenhuma declaração nas Escrituras sugere que Deus conhece cada pequeno detalhe de
cada ato e pensamento dos agentes da livre moral de toda a eternidade, mesmo antes de ele
existir” (nota Deuteronômio 32.19b - p. 367);

l) - “O corpo de Deus é como o de um homem, pois o homem foi criado à sua imagem e
semelhança física [...]. Toda essa descrição refere-se a uma das carruagens literais de Deus,
nas quais ele se move de um lugar a outro quando bem entende [...]. E Deus também tem
muitas outras formas de se mover e ir de um lugar para outro fisicamente, como todos o
outros seres existentes. Ele é onipresente, mas não está fisicamente em todos os lugares ao
mesmo tempo” (nota Ezequiel 1.26b - p. 1309);

m) - “[...] Deus não muda e não pode mudar seu plano e desígnio original eterno, mas pode
mudar - e muda - algumas formas e meios para cumprir os planos” (nota Malaquias 3.6 “não
mudo” - p. 1511);

n) - “Deus e os anjos têm um corpo espiritual e, não obstante, eles são corpos reais, tangíveis e
materializados” (nota I Coríntios 15.44ª - p. 1846);

4. Considerando que uma Bíblia de Estudo tem maior peso do que qualquer outra obra editada, tais como comentários bíblicos,
dicionários e outras publicações de caráter consultivo;

5. Considerando ser a CPAD uma editora de caráter confessional, e que, por conta disso, não deve contrariar os princípios
doutrinários basilares da denominação mantenedora;

6. Considerando o não cumprimento da resolução do CONSELHO DE DOUTRINA reunido no dia 18.11.2009, na sede da
CGADB, juntamente com a COMISSÃO DE APOLOGÉTICA - estando presentes os nossos representantes nos respectivos
conselhos, resolução essa que rejeitou qualquer adaptação às notas, comentários, estudos etc. para uma próxima edição,
sugeridas pelos representantes da CPAD, quando o mesmo orientou então a suspensão imediata da venda da BIBLIA DE
ESTUDO DAKE, bem como o recolhimento dos exemplares ainda não vendidos.

7. Considerando a não observância das normas estatutárias e regimentais que obrigam uma obra deste vulto ter aquiescência do
Conselho de Doutrina, antes da sua publicação, o que não foi observado, mostrando um flagrante desrespeito as normas
estabelecidas; conforme o Artigo 65, Parágrafo 2º do ESTATUTO, que diz:

“Os membros do Conselho de Doutrina examinarão os textos de obras encaminhadas pelo gerente de publicação da CPAD,
devolvendo-as no prazo entre quinze e sessenta dias, prorrogáveis por igual período, se necessário.”

E ainda o artigo 29, incisos II e III, do REGIMENTO INTERNO, da CGADB, que reforça. Compete a Conselho de Doutrina:

II - deliberar sobre qualquer assunto de natureza doutrinária, direta ou indiretamente relacionado com as Assembléias de Deus
no Brasil;

III - deliberar sobre súmulas, textos doutrinários e quaisquer obras a serem publicadas pela Casa Publicadora, obrigatoriamente
encaminhadas a este Conselho, pela gerência de publicação da CPAD; (grifo nosso)

8. Considerando que o gerente de publicação da CPAD foi alertado pelos revisores de plantão que seria suicídio publicar, pela
Casa Publicadora, a Bíblia de Estudo Dake, devido ao erro estrutural contido nos rodapés, alerta que foi desmerecido;

9. Considerando que houve esforços do nosso representante no Conselho de Doutrina da CGADB, na busca de uma solução que
não expusesse a editora, nem os conselhos, nem a denominação, ate agora sem sucesso,

10. Considerando que a referida Bíblia continua a ser vendida sem que sejam avaliados os prejuízos espirituais que trarão ao
povo de Deus, agora, e no futuro:

A Convenção dos Ministros das Assembléias de Deus no Estado de São Paulo e Outros DECIDIU, por unanimidade, tornar
público sua reprovação à publicação da referida Bíblia, e enviar ofício além da CGADB, à todas as Convenções Regionais das
Assembléias de Deus no Brasil, uma vez ser da competência do nosso órgão máximo zelar pela manutenção da doutrina,
conforme determina as normas estatutárias, a saber:

Art. 3º. São finalidades da CGADB:

- atuar no sentido da manutenção dos princípios morais e espirituais das Assembléias de Deus no Brasil;

- zelar pela observância da doutrina bíblica, incrementando estudos bíblicos e outros eventos;

- manter o controle de seus órgãos, da Casa Publicadora das Assembléias de Deus – CPAD e das demais pessoas jurídicas
existentes ou que venham a existir, quando necessário, propugnando pelo desenvolvimento dos mesmos;

Manifestamos ainda a nossa posição contrária à publicação, pela CPAD, da referida obra, e alertamos os nossos filiados quanto
aos perigos das heresias nela contida, e através deste manifesto, tornamos público o nosso pensamento sobre o assunto.
Outrossim, deixamos bem claro que esta Convenção, de maneira alguma, se colocou ou se coloca em posição contrária à CPAD,
por se tratar da Casa Publicadora das Assembleias de Deus, que todos nós amamos e respeitamos; nós apenas estamos
manifestando nossa indignação pelo material doutrinário espúrio que veio parar na mãos do nosso povo, por conta da não
observância e desrespeito às normas estabelecidas pela Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil.

Igualmente, aproveitamos o momento para registrar nossa gratidão a Deus pelo que representa a CPAD para a nossa
ASSEMBLEIA DE DEUS, em seus 70 anos de história, bem como o nosso profundo respeito pelos seus gestores, reiterando que
nossa posição é pontual e exclusivamente de caráter doutrinário quanto à publicação da Bíblia de Estudo DAKE.

Bauru, 28 de janeiro de 2010

Pela Diretoria,

Pr. Luiz Francisco dos Santos


Primeiro Secretário

Pr. Carlos Roberto Silva


Vice Presidente Executivo

Pr. José Ezequiel da Silva


Presidente

POSTADO POR PASTOR GEREMIAS COUTO ÀS 09:26 4 COMENTÁRIOS LINKS PARA ESTA POSTAGEM

D OMI NGO, 31 D E JA NEI R O D E 2 010

Pensamentos do meu coração publicados no Twitter (2)


Não tente "segurar a barra". Deixe que Deus a segure por você. Haverá alguma dor, mas haverá melhor desfecho.

-o-

O deserto faz parte da trajetória cristã. No entanto, quanto mais desobediência a Deus houver, mais longo será.

-o-

Circunstâncias não impedem a ação de Deus, mas podem indicar o que ele quer ou não realizar.

-o-

Dissociar o Cristo histórico do Cristo divino é o mesmo que tentar partir cabelo a machado.

-o-

Quem vive por princípios terá sempre a mesma posição quando A ou B ferirem esses mesmos princípios.

-o-

As intervenções de Deus nunca são para glorificar o homem, mas para dar testemunho de si mesmo.

-o-
Dons não são parâmetro para medir a nossa espiritualidade, mas sim os frutos que produzimos.

o-

Deus não está em busca de bajuladores. Ele quer adoradores.

-o-

Não sou salvo porque o mereça nem por qualquer esforço pessoal, mas unicamente pela graça.

-o-

Deus não tem sonhos, mas planos bem estabelecidos para cada criatura que vem ao mundo.

-o-

Deus não fica a mercê da minha vontade, mas eventualmente usa a minha vontade para que a sua vontade prevaleça.

-o-

Quando Deus é o norte há segurança em todas as circunstâncias, pois ele jamais dará pedra em lugar de pão aos seus filhos.

-o-

Se andássemos mais com Deus, teríamos menos dificuldade em andar entre os homens. Nossas ações seriam movidas pelo
seu Espírito.

-o-

Não se deixe guiar pelos ouvidos alheios, mas tenha boa acuidade para discernir entre milhões de vozes aquela que precisa
ouvir.

o-

Não me envergonho do que fui, não me constranjo do que sou, mas sempre me alegro nAquele que jamais me deixa
prostrado.

-o-

Em minha parceria com Deus não há espaço para o acaso, nada se realiza por sorte ou azar, mas tudo é construído à luz do
seu querer.

-o-

Uma noite dormida nos braços de Deus trará sempre uma radiosa aurora não importa aonde você acorde.

o-

Se ainda outra vez acordar aqui, um novo dia lhe estará reservado para viver nos braços de Deus até que outro dia acorde
entre os santos na glória.

o-

Nunca haverá uma noite tão longa que não preceda a um novo dia.

o-
Não torne os sonhos uma obsessão. A maior parte deles continuará sendo apenas sonhos.

o-

Deus não é um show man que produz espetáculos para agradar a plateia, mas alguém que tem propósitos em tudo o que faz.

-o-

Primeiro salvemos as pessoas para depois pensar em que roupas vamos vesti-las. Isso é evangelismo.

-o-

Passar a vida somente sonhando poderá torná-la apenas um sonho frustrado.

-o-

Muitos se escondem nas sombras dos seus próprios biombos. Eu prefiro expor-me ao mundo com a minha vida escondida em
Cristo.

-o-

Atalhos trazem surpresas desagradáveis. Melhor é seguir pelo caminho correto e obedecer todas as sinalizações para chegar
seguro ao destino.

-o-

A segurança da fé suplanta até mesmo uma fornalha aquecida sete vezes mais ainda que ela - a fornalha - possa significar a
morte.

-o-

Procuro nunca deixar a vida me levar, porque ela não é uma nau sem rumo, mas dispõe de um seguro comandante que sabe
aonde conduzi-la.

-o-

Envergonho-me por ver-me distante do ideal de vida proposto no Sermão do Monte, mas alegro-me por este ser um marco
para o qual sigo pela graça.

-o-

Quem é capaz de andar a primeira milha, precisa estar preparado para a possibilidade de ter de caminhar a segunda.

-o-

Dar a outra face não é abrir mão de princípios, mas oferecer-se ao confronto por não abrir mão deles.

-o-

Entre a cruz e a espada, prefiro ambas. Na primeira, estou crucificado com Cristo e de posse da segunda estou armado contra
o inimigo.

-o-

Enxergar não é apenas ver, mas decifrar aquilo que se vê.


-o-

Quem avisa nem sempre é amigo, pois o que conta é a motivação do aviso.

-o-

Não sou quem gostaria de ser, mas busco ser o que Deus quer que eu seja.

-o-

Fé que só enxerga a prosperidade terrena está muito distante da fé bíblica, que enxerga, sobretudo, a cidade permanente.

-o-

Há os que entregam os seus problemas a Deus, mas logo pegam de volta porque os têm como mimos de estimação.

-o-

A melhor imagem da vitória não é levantar o troféu, mas cruzar a linha de chegada.

-o-

Não use a prudência como sinônimo de indecisão. Ela é um tempo de amadurecimento para tomar a decisão certa.

-o-

Volte a marcar a sua bíblia com os "velhos" lápis de cor. Faz bem a alma e é melhor do que qualquer Bíblia de Estudo.

-o-

Não leia a Bíblia para competir. Leia-a para crescer em Cristo.

-o-

Um texto bíblico lido a cada manhã é vitamina que fortalece para todo o dia.

-o-

Viver segundo a graça não é dar asas ao pecado, mas vencê-lo apenas por causa da graça.

-o-

Livres são aqueles aos quais Deus chama mediante convicções que só ele pode plantar em seus corações.

-o-

A fé não discute e sequer levanta dúvidas. Ela apenas crê.

-o-
Para aquele que crê o amanhã não é uma possibilidade, mas certeza absoluta.

-o-

Não sou infalível. Se o fosse, estaria competindo com o próprio Deus.


-o-

Ser guiado por Deus não exclui a hipótese de errarmos, mas assegura-nos a condição de consertar o erro.

-o-

Não se acomode ao sermão "enlatado". Você corre o risco de comer comida estragada.

-o-

A maior parte de veneno de rato é nutritiva. Só um percentual pequeno é nocivo. Mas ainda assim o veneno mata!

-o-

A conveniência faz a hora dos oportunistas. A honra faz a hora dos que têm caráter.

-o-

"Havia uma pedra no meio do caminho", escreveu Drummond. Esqueceu-se o poeta que ela foi removida há centenas de anos.

-o-

Apologia não é combater as seitas ou heresias. É fazer a defesa articulada, coerente e consistente da fé bíblica.

-o-

Nem toda perda é perda. Nem todo lucro é lucro.

-o-

Sempre que enfrentar a tempestade nunca se esqueça de que ela é passageira, enquanto o sol jamais se escurece.

-o-

Quem brinca diante do abismo não mede as consequências da queda.

POSTADO POR PASTOR GEREMIAS COUTO ÀS 22:52 3 COMENTÁRIOS LINKS PARA ESTA POSTAGEM

QU I NTA- FEI R A , 28 D E JA NEI R O DE 2 010

Minha ausência na Décima-Oitava Conferência de Escola Dominical em Americana


Por questão de coerência, quero informar a quem me dá o privilégio de visitar este blog, e acompanhou o debate sobre a Bíblia
Dake na blogosfera cristã, principalmente no blog do pastor Carlos Roberto, que tomei a decisão de não comparecer para
ministrar na Décima-Oitava Conferência de Escola Dominical, que está sendo realizada a partir de hoje até o próximo sábado
em Americana, SP. Em email enviado aos pastores José Wellington Bezerra da Costa, presidente da CGADB, José Wellington
Junior, presidente do Conselho Administrativo da CPAD, e ao irmão Ronaldo Rodrigues de Souza, diretor executivo da CPAD,
expus as razões para a minha decisão.

Como a comunicação pertence, agora, aos destinatários, não me cabe, aqui, publicar o seu inteiro teor, pois seria uma atitude
antiética. No entanto, o principal motivo para a minha ausência seria o constrangimento em participar de um evento promovido
pela CPAD no qual a Bíblia Dake certamente seria vendida e divulgada nos intervalos das palestras, pois, ao que eu saiba, a
editora não teria cumprido até hoje a determinação do Conselho de Doutrina e da Comissão de Apologética de recolher os
exemplares e suspender a venda da obra.

Em vista disso, julguei que a minha presença na Conferência poderia transparecer uma atitude ambígua, contraditória, já que
seria constrangedor ficar calado - outra vez por causa da ética - quando, de maneira pública, pelas razões que os leitores dos
nossos blogs já conhecem, me manifestei com veemência aqui na blogosfera contra a publicação da Bíblia Dake pela CPAD.

Peço desde já desculpas àqueles que contavam com a minha participação, mas preferi, antes de tudo, seguir os ditames da
minha consciência a ser infiel para com as minhas convicções.

Que Deus nos guarde e nos mantenha firmes sob a sua bendita e soberana graça.
POSTADO POR PASTOR GEREMIAS COUTO ÀS 00:11 65 COMENTÁRIOSLINKS PARA ESTA POSTAGEM

S EX TA - FEI RA , 2 2 D E J A NEI R O DE 2010

O paradoxo da nau à deriva


Li atentamente o post "Nau à deriva", no blog do colega Altair Germano, e fui o primeiro a comentar para concordar com o
retrato que ele pintou com aquela metáfora.

Mas ao reler o texto outras vezes, percebi que faltou tratar de um ponto, o qual, não há como tergiversar, é extremamente
estratégico e vital para que a nau não fique à deriva: a bússola e as cartas náuticas.

Parece-me que o maior problema está aí. É muito provável que a bússola usada esteja com problemas de funcionamento, em
virtude de lhe aportarem "adereços" que não lhe cabem, e as cartas náuticas registrarem coordenadas erradas, contribuindo
fortemente para que a nau saia do rumo.

O pior é que a tripulação, com algumas exceções, parece não se dar conta disso. Alguns chegam até a dizer que com o
conhecimento empírico é possível chegar ao porto, embora as rotas indicadas nas cartas náuticas, aliadas ao mau
funcionamento da bússola, pelos "adereços" a ela agregados, estejam apontando outro caminho para chegar ao porto, quando,
na verdade, se a nau seguir pela rota traçada o seu fim será o naufrágio.

Alguns chegam até a propor que se afixe uma "nota de advertência" no quadro de avisos da nau para informar aos passageiros
que, embora as cartas náuticas contenham erros graves, ainda assim é possível usá-las, pois, com algum cuidado, talvez se
encontre a rota certa.

Não é um paradoxo?

PS. Adaptado do comentário que publiquei no blog do pastor Altair Germano.

POSTADO POR PASTOR GEREMIAS COUTO ÀS 16:12 7 COMENTÁRIOS LINKS PARA ESTA POSTAGEM

QU I NTA- FEI R A , 2 1 D E JA NEI R O DE 2 010

Sobre blogs, fakes, anônimos e competição no mundo da blogosfera


O que vem acontecendo no "mundo virtual" da blogosfera cristã retrata apenas o que somos no "mundo real". Uso ambas as
expressões entre aspas, pois, para mim, trata-se de uma só coisa. A única diferença é que no "mundo virtual" temos a
tendência de nos expormos mais do que o faríamos no "mundo real". De resto, tudo é igual.

A partir desta premissa, percebo que:

1) Alguns acabam simplesmente caindo no terreno das ofensas pessoais e fazem afirmações que, talvez, não tivessem
coragem de apresentá-las frente à frente, mas não se apercebem disso. Ou se conseguem, dão asas ao que querem dizer por
estarem apenas à frente de uma tela de computador e não à frente do interlocutor ouinterlocutores.

2) Outros gostam de apresentar os seus argumentos com linguagem, digamos, um pouco irônica, mas se irritam quando
aqueles que divergem de seus posicionamentos usam o mesmo tipo de linguagem. No caso destes vale a máxima: é recurso
de linguagem; no dos outros, ofensa.

3) Outros se postam como "donos da verdade", mas não resistem as réplicas e tréplicas de um bom debate e logo partem para
as agressões ou para desqualificar o outro colega para, com isso,desqualificar os seus argumentos.

4) Alguns seguem a risca a filosofia: "façam o que eu mando, mas não façam o que eu faço", para se impor como a figura
destacada do mundo virtual. "A máxima aqui é: eu posso, vocês não".

5) Uns ora fazem comentários com a sua própria identificação na rede de blogs, ora se vestem de "fakes", ora usam o recurso
do anonimato, mas não passam da mesma pessoa, o que é também ultrajante.
6) Outros usam e abusam do "Ctrl 5" simplesmente para aumentar superficialmente o número de visitantes de seus blogs.

Creio que está na hora de cada um de nós fazer um autoexame para avaliar se de fato estamos agindo como cristãos e
estabelecer princípios mínimos de conduta para ambos os mundos: "real" e " virtual", sobretudo aqui, onde a solidão de onde
estamos digitando nos "empolga" muitas vezes a ir além dos limites da ética

Assim, eis aí alguma perguntas básicas que deveríamos fazer a nós mesmos:

1. Onde estou errando?

2. Como a minha presença na blogosfera está sendo percebida?

3. Estou agindo com lisura quando uso palavras agressivas ou mesmo ofensivas contra o meu irmão ou qualquer outra
pessoa?

4. É correto apresentar-me como "fake" ou mesmo como anônimo até mesmo por uma boa causa?

5. O que eu estou fazendo é para a glória de Deus? 1 Coríntios 10.31.


6) Até que ponto a minha participação em algum debate contribui para o esclarecimentos dos fatos?

7) Será que o meu blog é, de fato, de natureza apologética, no estrito sentido do termo?

8) Tenho segurança para escrever o que escrevo e integridade para também assumir em outros fóruns o que escrevi?

Creio que outros pontos poderiam ser acrescentados. Mas acredito que se nos guiarmos por esses pontos (e alguns outros)
melhoraríamos em muito a qualidade da blogosfera cristã e não faríamos dos blogs um espaço para disputas pessoais, senão
para glorificar a Deus e ajudar-nos mutuamente em busca da clareza e daretidão em todas as coisas.
PS. Adaptado do comentário que publiquei no blog do Cristiano Santana.

POSTADO POR PASTOR GEREMIAS COUTO ÀS 16:31 13 COMENTÁRIOSLINKS PARA ESTA POSTAGEM

D OMI NGO, 17 D E J A NEI R O D E 2010

Prossigo para o Alvo convoca a UBE para uma campanha de socorro ao Haiti

Em atenção ao comentário do amigo Robson, do Prossigo para o Alvo, quero deixar aqui registrado que acho excelente e
necessária a campanha por ele iniciada de mobilizar os blogueiros da UBE para envolverem-se no trabalho de prestação de
socorro ao povo haitiano nesta hora mais sofrida de sua história. Pessoalmente, tenho já compromisso firmado de contribuir
com uma entidade assistencial dos Estados Unidos.

Por outro lado, como Assistente Nacional da Associação Evangelística Billy Graham para o Brasil, aproveito para informar que
aSamaritan's Purse, presidida por Franklin Graham, foi uma das primeiras entidades americanas a deslocar um avião com
toneladas de víveres, água e kits de primeiros socorros para o Haiti.

Por sua vez, a Associação Evangelística Billy Graham, também presidida por Franklin Graham, enviou ao Haiti logo nos
primeiros dias um grupo da Equipe de Resposta Rápida, pertencente à organização, para atuar no árduo trabalho de
assistência às vítimas.

Creio que o importante é participar com um coração solidário, prestativo e seguro de que não estará apenas socorrendo a um
povo, mas prestando um serviço ao Criador, 1 Coríntios 10.31. Acredito piamente que se cada blogueiro evangélico enviar uma
contribuição, por menor que seja, para uma dessas instituições prestadoras de socorro, aqui ou nos Estados Unidos (ou
mesmo em outro país), nesta hora extremamente difícil para o Haiti, cujo terremoto está sendo considerado até agora a maior
tragédia já enfrentada pela ONU (acima até mesmo do Tsunami na Ásia), estará no mínimo "dando um copo d'água a um
desses pequeninos", como disse o Senhor.
No Brasil, conforme informa o blog Teologia Pentecostal, do Gutierres Siqueira, as contribuições poderão ser encaminhadas,
entre outras, para a organização cristã, Visão Mundial (CNPJ 18.732.638/0001-47) através das contas bancárias: Bradesco
(Agência 3206-9, Conta Corrente 461666-9) ou Banco do Brasil (Agência 0007-8, Conta Corrente 16423-2).

Continuemos a discutir sadiamente as nossas ideias, mas não deixemos de lado a nossa missão de socorro tão bem recomendada
pelas Escrituras. Assim, junto-me ao Robson e aos blogueiros da UBE nesta campanha de conscientização e mobilização em todo
o Brasil.

POSTADO POR PASTOR GEREMIAS COUTO ÀS 00:24 6 COMENTÁRIOS LINKS PARA ESTA POSTAGEM

SÁ BA D O, 16 D E J A NEI R O D E 2010

Três perguntas básicas sobre a Bíblia Dake


A Bíblia Dake ainda não caiu no domínio público. Os direitos pertencem à família do autor, que os cedeu à Editora Atos, à qual
fez parceria com a CPAD para que esta lançasse a obra ao público. Apesar de a "tesoura" ter funcionado para eliminar os
comentários conflitantes com o pensamento doutrinário das Assembléias de Deus, muita coisa passou. No entanto, três
perguntas permanecem no ar:

1) Os proprietários dos direitos autorizaram que se fizessem os cortes não publicados na versão em português da referida
obra?

2) Se houve tal autorização, ela foi documentada no acordo de parceria firmado entre a CPAD e a Editora Atos?

3) Se não houve tal autorização, como reagirão os proprietários dos direitos e como se posicionará a Editora Atos em relação
ao imbróglio?

À consideração de quem possa responder tais perguntas.

POSTADO POR PASTOR GEREMIAS COUTO ÀS 18:56 13 COMENTÁRIOSLINKS PARA ESTA POSTAGEM

QUA R TA - FEI RA , 6 D E J A NEIR O DE 2 010

URGENTE, última CHAMADA para o E.E.B.A!

Amados irmãos, quero fazer uma convocação para o grande encontro de


blogs e editores apologéticos. Não perca a oportunidade de estar neste grande evento que será um divisor de águas em
nossas vidas.

Precisamos urgentemente fechar 120 apartamentos ou 240 pessoas para que este grande evento seja realizado. Caso isso
não aconteça até a data do dia 19/01/2010 , o evento será cancelado.

Não podemos desvalorizar o trabalho dos nossos amigos: Pr Newton Carpintero, idealizador e organizador deste evento.
Nosso amado irmão Danilo Miguel que trabalhou arduamente para a elaboração do site: www.editoresapologeticos.com/, e
também nosso amado Presb. Robson Silva que fez um lindo trabalho na negociação com o excelente hotel Estanplaza
Internacional.

Iremos neste momento deixar o trabalho de nossos irmãos , que abdicaram da família, dos seus trabalhos, cair no vazio? De
modo nenhum!

Lembrando que ninguém está lucrando nada com este Evento! Todos estaremos lá, dando nosso melhor para a obra de Deus.
O hotel é excelente, e o preço de R$ 256,00 (por pessoa) por 2 diárias está de graça! Lembrando que está incluso café da
manhã, almoço com refrigerantes e sucos totalmente à vontade.

Concluo que este grande evento terá a presença ilustre dos homens de Deus: Pr Carlos Roberto, Pr Ciro Sanches, Pr
Geremias do Couto, Pr Marcelo Oliveira, Pr Newton Carpintero, Pb Ivan Tadeu, e outros homens e mulheres de Deus. Será um
privilégio para nós estar no meio destes biblistas e homens compromissados com a Palavra de Deus.

Contamos com sua inscrição nesta semana! Amados irmãos que possuem blog, façam esta última chamada em vosso espaço.

Para inscrição e maiores informações, visite:

www.editoresapologeticos.com/

Pr. Marcelo Oliveira

Fonte: www.davarelohim.blogspot.com

POSTADO POR PASTOR GEREMIAS COUTO ÀS 19:33 5 COMENTÁRIOS LINKS PARA ESTA POSTAGEM

QUA R TA - FEI RA , 2 3 D E D EZEMBR O DE 2 009

2010: uma vinha mais frutífera


Todos os finais de ano as mesmas mensagens se repetem. Muitas sinceras, outras para cumprir formalidade, enquanto boa
parte por puro comercialismo. É o rito da época e do tempo.

No meu caso, o que de coração desejo a todos (incluindo-me também como parte) é que o Senhor nos dê a graça de sermos
mais frutíferos em 2010, em todos os sentidos da vida, apenas para a sua glória e louvor.

Para que não sejamos achados em falta pelo Senhor da vinha.


Nada mais, nada menos.

E isso é tudo!

POSTADO POR PASTOR GEREMIAS COUTO ÀS 18:16 13 COMENTÁRIOSLINKS PARA ESTA POSTAGEM

S EX TA - FEI RA , 18 D E D EZEMBR O DE 2 009

Pensamentos do meu coração publicados no Twitter


A vida seria monótona não houvesse problemas para serem resolvidos e alegrias para serem vividas.

-o-

A vida não é um mar de rosas, mas de oportunidades, a maior delas quando se reconhece a dependência divina.

-o-

Viver é experimentar a dimensão mais divina da humanidade com a qual Deus selou a obra prima da criação: o homem.

-o-

Somente Deus traz propósito e sentido à nossa existência. O resto é balela.

-o-

Deus é o nosso bem maior que traz completude ao nosso coração.

-o-

O Deus com o qual nos depararemos no céu não será negro nem branco nem amarelo, mas a essência completa da
personalidade divina.

-o-

Felicidade não é meramente um estado, mas questão de atitude. Eu decidi ser feliz, não importa as circunstâncias.

-o-

Sentimentos são importantes como manifestações da alma, mas a razão deve ter a primazia para que a alma não cometa
equívocos.

-o-

Empatia é alegrar-se com os que se alegram e chorar com os que choram.

-o-

Ficar remoendo os problemas do passado é navegar com o barco amarrado no trapiche.

-o-

Não dê aos fatos a dimensão que eles não têm. Pode ser uma tempestade em copo d'agua.

-o-

Viva hoje como se o dia acabasse agora, ou seja, torne o seu minuto o mais significativo possível. Ele pode ser o último.
-o-

O horizonte é o nosso alvo, mas se mostra inalcançável. Está sempre além para que nunca nos detenhamos diante dos
objetivos já conquistados.

-o-

Prefiro a luz às sombras. Meus defeitos ficam expostos, mas consigo seguir com clareza o caminho sem machucar-me com as
pedras.

-o-

No mar da vida, não olhe para baixo. Você verá as ondas. Olhe para cima. Você verá o horizonte.

-o-

Algo que você ganha, por mais valioso que seja, mas poderia comprar, se quisesse, não é fruto da graça. É no máximo gesto
de generosidade.

-o-

Quando você recebe algo que jamais, em tempo algum, poderá pagar, nem aqui nem na eternidade, isto é graça.

-o-

Graça é obter o máximo de Deus sem que qualquer um de nós precise pagar por isso.

-o-

Salvação que implica em barganha com Deus não é fruto da graça. É chantagem.

-o-

Ame o que a graça lhe traz e viva pelo que ela revela. Assim você terá conquistado o bem maior da vida: Deus.

-o-
A vida é um terreno onde todos plantamos. Mas há de se saber escolher bem as sementes. A colheita poderá ser doce ou
amarga.

-o-

O arado exige olhar para frente. Quem assim age sulca a terra sempre em linha reta.

-o-

A resposta de Deus sempre é a melhor, embora muitas vezes ele diga não.

POSTADO POR PASTOR GEREMIAS COUTO ÀS 22:59 14 COMENTÁRIOSLINKS PARA ESTA POSTAGEM

SÁ BA D O, 2 8 D E NOV EMBR O D E 2 009

Os siliconados da fé*
(* O artigo abaixo é de autoria de meu filho, André Couto, pastor de uma congregação em Brasília, DF. Quando enviou-me
para análise, achei-o excelente pela síntese, clareza e pelo tema tratado. E lhe prometi: "Vou publicar no meu blog". Aí está.
Avalie e veja se eu estou sendo apenas um pai coruja ou se estou correto em minha percepção.)

Faz alguns dias que penso em escrever este texto, e a cada pensamento sobre o tema, um impulso me leva ao teclado do
computador. "É melhor eu escrever logo, antes que me bata o sono e os meus dedos relaxem". Os cristãos autênticos sabem
que a pregação da Palavra de Deus é o ápice do culto. Oramos, louvamos, ofertamos e elevamos ao máximo os nossos
ouvidos para sermos alimentados espiritualmente pelo mantimento sólido, que é a Palavra do Deus vivo.

“Mas o mantimento sólido é para os perfeitos, os quais, em razão do costume, têm os sentidos exercitados para discernir tanto
o bem como o mal”, (Hebreus 5.14). Do que você tem se alimentado? O autor de Hebreus faz referência aos “perfeitos”. Este
termo nos remete para a maturidade em Cristo. Ou seja, os maduros se alimentam da verdadeira e genuína Palavra de Deus,
e discernem o bem e o mal. Infelizmente, há muitos que fazem uso das Sagradas Escrituras, e quando pregam dão uma
“forcinha” para Jesus: são os siliconados da fé. Parecem estar revestidos de um poder especial, de uma auréola, se
apresentam como os detentores do poder de Deus, são vasos que não se esvaziam, e os seus seguidores são mui numerosos.

Os siliconados da fé sempre apresentam algo “novo”, acrescentam, diminuem, pregam com frequência no Antigo Testamento
(nada contra o AT), mas em suas siliconadas mensagens nos revelam gigantes, guerras, batalhas, muralhas, indulgências,
vitórias. Onde estará o grande gozo, ou a alegria que Tiago nos ensinou ao enfrentarmos as provações? Onde estará a
sabedoria que nos é dada por Ele? O Cristo dos evangelhos é café pequeno para os siliconados da fé. Uma vida regada pelo
amor Deus que nos ensina a amar o nosso próximo é secundária, ou banal. Mortificar a nossa carne é fantasioso. Os
siliconados engessam a esperança que deveríamos ter em Jesus e nas suas riquezas eternas. “Derrote seus inimigos, vença
os gigantes”, diria um siliconado a você. “Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão
acrescentadas”, disse Jesus a você, e a mim também.

"Viver a soberania de Deus é ser um crente bobo, sonso, ponha Deus contra a parede, peça-lhe, seja insistente, e você vai
conseguir o que quiser", diria um siliconado. Temo que daqui a alguns anos, talvez décadas, séculos, se achem raríssimas
mulheres que não sejam siliconadas. As que persistirem com a naturalidade do seu corpo serão perseguidas pela ditadura da
moda. Assim também enxergo o nosso futuro. Raríssimos homens e mulheres de Deus, que pregarão o evangelho genuíno e
autêntico de Cristo, e que sofrerão perseguição. A tendência é o aumento desenfreado dos siliconados da fé, e
consequentemente a diminuição daqueles que de fato seguem a Cristo. É uma pena. Creio que estes poucos “naturais da fé”
farão a diferença, como ainda fazem nos tempos de hoje. Vivamos Jesus, Ele é a nossa esperança, a nossa salvação!

Pastor André Couto