Anda di halaman 1dari 1

ANTES DE AMARRAR SATANÁS

Virou moda entre alguns crentes o chavão “tá amarrado”. Mas será que viver
repetindo esta frase resolve alguma coisa, traz algum benefício ou vitória sobre o mal? Isto
não passa de uma frase de efeito criada pelas as Igrejas da Teologia da Prosperidade.
Sabemos a prisão real de Satanás só ocorrerá no final dos tempos, conforme o capítulo 20
de Apocalipse .
Mas se fosse verdade que pudesse-mos amarrar Satanás, teríamos antes de amarrar
várias coisas que nos atrapalham.
Antes de amarrar Satanás, amarre os seus pés. São eles que o levam para o
conselho dos ímpios, para o caminho dos pecadores e para a roda dos escarnecedores (Sl
1.1). Retire o seu pé do mal, da casa da mulher adúltera, do caminho largo, do altar dos
ídolos, da multidão dos que não servem a Deus (Pv 4.26-27).
Antes de amarras Satanás, amarre o seu coração. Ele não pode amar outro cônjuge
além do seu, outro deus além de Deus. Ele não pode amar o mundo nem o que no mundo
há (1Jo 2.15).
Antes de amarrar Satanás, amarre a sua língua. Ela é um mal incontrolável, cheia de
veneno mortífero. Ela contamina a pessoa por inteiro, incendeia todo o curso de uma vida
(Tg 3.1-12).
Antes de amarrar Satanás. Amarre seus ouvidos, eles não podem ouvir blasfêmias,
irreverências, mentiras nem piadas imorais.
Antes de amarrar Satanás, amarre seus olhos. Se seus olhos forem maus, o seu
corpo todo ficará na escuridão. Olhos altivos, olhos de cobiça, olhos cheios de adultério,
olhos que nunca olham para cima, precisam ser amarrados dia após dia.
Antes de amarrar Satanás, amarre sua mente, ela precisa ficar cativa a Cristo. Você
só pode pensar o que é verdadeiro, nobre, correto, puro, amável e de boa forma.
Antes de amarrar Satanás, amarre seu gênio. Se você não suporta uma derrota,
uma ofensa, uma crítica, uma dor, você é incapaz de viver neste mundo. Você não pode
pedir fogo do céu para consumir os que não batem palmas par você.
Antes de amarrar Satanás, amarre sua vaidade pessoal. A soberba é um pecado
latente que precisa ser dominado. É um pecado perigoso. A desgraça está a um passo
depois do orgulho, e logo depois da vaidade vem à queda. O problema é muito grave.
Antes de amarrar Satanás, amarre sua incredulidade. Ela é um entrave enorme e
uma ofensa contra Deus, pois sem fé é impossível agradá-lo. Você não pode raciocinar
corretamente se não incluir os recursos da fé na revelação das promessas de Deus.
Antes de amarrar Satanás, amarre sua preguiça. A preguiça faz cair em profundo
sono e inventa mil desculpas para você não se mover. Cuidado com a preguiça mental que
não o deixa ler e estudar a Palavra de Deus. Cuidado com a fé sem obras.
Antes de amarrar Satanás, amarre sua timidez. O exército de Deus não recruta
soldados tímidos, eles não estão aptos para a guerra, e ainda contaminam outros soldados.
Antes de Amarrar Satanás, amarre seu “eu”. Você não governa mais sua vida. Você
foi crucificado com Cristo. Assim já não é você quem vive, mas Cristo que vive em você.
Você não tem direitos, sobre si mesmo. Convém que Cristo cresça e você diminua.
Antes de amarrar Satanás, amarre o pecado que habita em você. Deixe morrer a
míngua, o apetite da pecaminosidade latente. Castigue o seu corpo e faça dele escravo do
Senhor. Ofereça-o em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus.
Depois de tudo amarrado, sinta-se a vontade para amarrar Satanás, no sentido de
resistir as suas artimanhas e as suas investidas periódicas. Faça isso com autoridade de
quem já se amarrou primeiro. Sempre em nome de Jesus.

Elben M. Lenz César: Diretor-fundador da Editora Ultimato, jornalista e pastor emérito da


Igreja Presbiteriana Viçosa