Anda di halaman 1dari 1

Freud foi um dos primeiros tericos a atribuir um papel importante ao

desenvolvimento infantil, pois acreditava que o padro de vida adulto era


estabelecido no comeo da vida, estando quase completamente formando por
volta dos cinco anos. Na teoria psicanaltica do desenvolvimento, a criana
passa por estgios psicossexuais, no decorrer dos quais, obtm prazer ertico
ou sensual ao estimular zonas ergenas do corpo. Cada estgio do seu
desenvolvimento tende a estar localizado numa zona ergena especifica. A
psicanlise revela, assim, que a vida sexual no comea apenas na
puberdade, mas se inicia logo depois do nascimento. Para Freud, as
manifestaes psquicas normais ou anormais, passam a ser observadas e
descritas dinamicamente sob o ponto de vista da distribuio quantitativa da
libido e da sua historicidade, isto , desde o comeo da vida do sujeito. O
Freud mostra que a criana dotada de um aparelho psquico, que tem
impulsos instintivos e capacidade de enfrentar e resolver os diferentes conflitos
que se depara, Jean Piaget, preocupado com questes epistemolgicas,
procurando compreender como o sujeito constri conhecimento, passando de
um conhecimento menos elaborado para um mais elaborado, formula uma
teoria psicogentica, mostrando as mudanas qualitativas por que passa a
criana desde os seus primeiros anos de vida, quando sua inteligncia
prtica at a adolescncia, quando o pensamento passa a ser formal, lgicodedutivo. Para Vygotsky a criana descontextualizada das suas condies
afetivo-volitivas, scio histricas e culturais, e sua subjetividade fica definida no
mbito do sujeito epistmico. A nfase dada ao crescente processo de
racionalizao da criana, a coloca a servio das imposies de uma
racionalidade tcnica que predomina no mundo moderno ocidental, sendo esta
psicologia de desenvolvimento modeladora das formas especificas de
subjetividade, cuja matriz a situao histrica e social do homem moderno,
submerso nas exigncias de um ideal de sujeito produtivo e consumidor.