Anda di halaman 1dari 1

Resumo Leis de Newton I Prof.

Douglas Almeida
Conceitos Preliminares
Inrcia: propriedade da matria de resistir variao de
velocidade.

Um corpo em repouso tende a permanecer em repouso.

Um corpo em movimento tende a permanecer em


movimento (retilneo e uniforme).
A fora, assim como a acelerao, so grandezas vetoriais.
Para ser representada, ela precisa, alm do valor
numrico, de direo e sentido.
Terceira Lei de Newton (Ao e Reao)
Quando duas partculas que se movem com velocidades
bem menores que a velocidade da luz interagem,
podemos representar tal interao por um par de foras
que tm a mesma direo, a mesma intensidade e sentidos
contrrios.
Partcula: corpo cujo tamanho pode ser desprezado, em
relao ao referencial. Isto implica em desconsiderarmos
sua rotao e deformao.
Corpo Isolado: aquele no qual a interao resultante nula
ou desprezvel.
Este par de foras (Ao e
Reao) NUNCA age em um
mesmo corpo.

Primeira Lei de Newton


Um corpo que se comporta como partcula estar em
repouso (equilbrio esttico) ou em movimento retilneo
uniforme (equilbrio dinmico) quando estiver isolado.
Cuidado com a expresso o
corpo est em Inrcia. Ela
significa que o corpo est em
equilbrio
(esttico
ou
dinmico), no sugerindo que
possa haver corpo desprovido
de Inrcia.

Segunda Lei de Newton


A fora o ente que usamos para representar a interao.
Para partculas de massa constante, a fora resultante o
produto da massa pela acelerao.
Einsteinmania Todos os Direitos Reservados

As Leis de Newton so vlidas apenas em


referenciais inerciais. Para fenmenos de curta
durao, a Terra pode ser considerada como
referencial inercial;
Qualquer referencial que esteja em repouso ou
em movimento retilneo uniforme, em relao a
um referencial inercial, tambm um referencial
inercial.
Em referenciais no inerciais (acelerados),
podemos usar o Princpio da Equivalncia para
tornar as Leis de Newton vlidas neste
referenciais.
http://einsteinmania.com