Anda di halaman 1dari 1

RELATÓRIO PRELIMINAR DO GRUPO DE TRABALHO:

ALGUMAS OBSERVAÇÕES

Wladmir Coelho

O grupo de trabalho que estuda as aparece em momento algum no citado texto


modificações na carreira dos profissionais da existindo no item 3 duas determinações
educação básica de Minas Gerais apresentou eliminando a condição de escolha por parte
no dia 10 de junho o relatório preliminar cujo dos professores: “O reposicionamento do
teor será discutido nos próximos dias 11 e 12 servidor preservará a jornada atualmente
com previsão de elaboração do documento cumprida”, esta afirmativa aparentemente
definitivo no dia 15 de junho. encontra-se relacionada de forma positiva a
anterior, mas recebe um revestimento de
Este grupo, como sabemos, foi criado após precariedade quando observamos sua
uma longa greve que complementação: “As escolas deverão
exigia o cumprimento da mudar, posteriormente, a jornada dos
lei 11738/2008 e professores para 30 h, respeitadas as
conseqüente aumento no diretrizes da SEE”. Não existe menção a
salário base, contudo a escolha do tempo de trabalho e quando
principal novidade deste associamos este quadro com aquele
primeiro relatório foi a observado no item 2 – posicionamento
sugestão de aumento na automático – torna-se possível a aplicação
carga de trabalho dos do regime de 30 horas para todos os
professores. Bestial ó pá! professores até a efetivação da opção
individual.
O texto da proposta preliminar inicia-se de
forma dócil apresentando a possibilidade de O relatório do grupo de trabalho – apesar de
permanência na carreira atual ou transferência afirmar a preservação dos direitos adquiridos
para a nova existindo para este fim um prazo – também cria uma situação desfavorável para
de três meses. Entretanto o documento sofre aqueles que permanecerem na carreira antiga
brusca modificação quando observamos no ao propor: “Os professores posicionados na
item 2 o seguinte: “ (...) anualmente, o nova carreira terão prioridade para extensão e
servidor que optar pela carreira antiga poderá integralização de jornada”.
voltar para a nova carreira, se assim
desejar. Neste caso a segunda opção será Ao finalizar acrescentaria como positivo a
definitiva” (grifos nossos). Ao que parece, adoção do piso nacional (concordando com as
tendo em vista o uso do termo voltar, todos os ressalvas do professor Euler Conrado a
professores estariam posicionados respeito da não existência no relatório de uma
automaticamente na nova carreira por pelo tabela e dos devidos esclarecimentos quanto
menos um ano mesmo tendo optado por ao significado do termo “piso”) afinal foi este
continuar no modelo antigo. o motivo da greve, mas acrescentaria a
necessidade de criação dos instrumentos para
Situação semelhante observaremos a respeito o reajuste anual dos valores do salário base
da jornada de trabalho a ser escolhida evitando deste modo a decretação de greves
informando o relatório em análise no item 1 o em função da prática corriqueira de
seguinte: “Além da jornada de 24 h, a nova congelamento salarial.
carreira de Professor da Educação Básica terá
a opção de jornada de 30h.” Entretanto a Blog do COREU 11/06/2010
forma de regulamentação desta “opção” não